The Practicing Mind Resumo - Thomas M. Sterner

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

3942 leituras ·  4.4 avaliação média ·  1453 avaliações

The Practicing Mind

The Practicing Mind Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: The Practicing Mind: Developing Focus and Discipline in Your Life

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 1608680908, 978- 1608680900

Também disponível em audiobook

Resumo

A grande maioria das pessoas hoje enfrenta ansiedade, quer seja na escola, no colégio, no trabalho ou nas suas vidas pessoais. Aqui, vemos sobre como podemos mudar essa nossa abordagem diante dos gatilhos que nos trazem ansiedade. Como identificar esses pontos chave, e como podemos nos curar deles?

Ideal para pessoas ansiosas, ou para pessoas que lidam com pessoas ansiosas, este microbook é perfeito para ser lido em momentos de concentração, preferencialmente em casa.

O autor aqui é Thomas M. Stenner, que estudou filosofia e psicologia em sua carreira acadêmica, assim como, é um empreendedor de sucesso, fundador da "The Practicing Mind Institute". Em sua história, escreveu livros sobre meditação, engajamento e produtividade, e convida você a, nos próximos 12 minutos, entender mais do que ele pode te ensinar.

Nunca estamos satisfeitos e sempre aumentamos nossas expectativas

Algumas vezes parece que não importa quanta prática você tenha, alguém sempre se sai melhor que você. Isso pode ser bem frustrante e pode mudar nossa atitude em diferentes aspectos de nossas vidas. Mas por que nos sentimos frustrados por isso?

Se existe uma falha que todos os seres humanos possuem em comum, é o fato de buscar por ideias que simplesmente não são alcançáveis. Todos nós temos uma imagem em nossas mentes do que acreditamos ser uma vida perfeita, fazendo com que nossas vidas reais pareçam inadequadas em comparação. Alguns de nós querem um emprego melhor, alguns querem ter mais amigos, e alguns querem mudar a aparência.

Você provavelmente não ficará surpreso ao ouvir que essas expectativas altas são alimentadas pela mídia e pelo marketing. Pense em todas as pessoas perfeitas e prósperas que estão nas revistas e nos anúncios publicitários. Quase todos os produtos anunciados são criados para nos convencer de que nossa vida não será tão boa se não adquirirmos esses produtos.

É claro, as expectativas altas não são todas ruins. Você pode utilizar as imagens de uma vida melhor para se inspirar e trabalhar duro para alcançar bons resultados. Infelizmente, nós temos a tendência de utilizá-las apenas como objetos de comparação. Nós comparamos nosso desempenho com o de nossos colegas no trabalho. E quando olhamos para o espelho, comparamos nossa aparência com a das pessoas que vemos nas ruas.

Além disso, existe um outro problema com isso. Ao invés de trabalharmos para alcançar um objetivo e nos sentirmos satisfeitos ao alcançá-lo, nós levantamos ainda mais nossas expectativas. Isso significa que nossos ideais se movem para longe de nós, e que estamos constantemente buscando alcançar objetivos que não valorizamos depois de alcançá-los.

Em resumo, o sentimento de que nunca seremos bons o suficiente, é uma fonte de ansiedade constante para todos nós. Mas e se você não quiser se sentir ansioso o tempo todo? Bem, então é hora de fazer algumas mudanças.

Pense em seu progresso para eliminar a ansiedade

Por que, quando um prazo importante está se aproximando, parece que somos capazes de procrastinar ainda mais? Sentir que seu foco desaparece quando você sabe que tem um trabalho sério para fazer pode ser muito estressante.

E isso é comum porque somos consumidos com o pensamento do fim do nosso objetivo, que parece estar cada vez mais longe, por mais que você trabalhe duro. E isso faz com que você se sinta desencorajado e prejudica sua produtividade. Ao invés de se fixar nas consequências futuras, você precisa se focar no agora para fazer o seu melhor.

Você pode fazer isso com uma simples mudança de perspectiva. Pensar sobre seu objetivo pode te encher de medo e ansiedade, o que vai te distrair da sua tarefa. Mas se você mantiver seus pensamentos no momento presente, sua ansiedade vai cair de maneira significativa. Coloque seu objetivo final de lado por um momento, concentre-se em seu progresso e você vai se sentir muito mais motivado.

Isso não significa que você não deve focar-se em seus objetivos. Os objetivos são vitais, mas eles não são úteis quando são utilizados como um indicador de progresso. Novamente, isso pode ser muito desencorajador. Seus objetivos devem ser utilizados como um guia para te levar na direção correta.

Mas, para que você seja guiado, você também precisa garantir que consegue responder de maneira sensível aos problemas. Ao invés de deixar que suas emoções controlem suas reações, você precisa dar um passo para trás e avaliar de maneira objetiva o que está funcionando e o que não está funcionando naquele momento. Depois que tiver feito isso, você pode ajustar suas próximas atitudes.

Imagine-se em uma pista de boliche: você não faz um strike na primeira jogada. Como será sua reação? Ao invés de pensar “agora o melhor que posso fazer é alcançar nove pontos em dez”, avalie suas atitudes e tente melhorar com base nos erros que cometeu na primeira rodada.

Simplifique suas tarefas e gaste um tempo com elas

Se suas expectativas altas estão te fazendo infeliz e improdutivo, você deve diminuí-las? Na verdade, você é livre para ter objetivos ambiciosos, desde que possa quebrá-los em pequenos objetivos. Isso faz com que qualquer grande objetivo seja alcançável.

Qualquer um que já trabalhou em grandes projetos de longo prazo, sabe como é frustrante trabalhar duro enquanto o objetivo parece estar longe de ser realizado. Para evitar isso, defina pequenos objetivos que te levam em uma jornada para alcançar o grande objetivo. Mantenha essas tarefas simples e você vai descobrir que pode realizá-las com facilidade.

Limpar sua garagem, por exemplo, é uma grande tarefa que a maioria das pessoas evita. Mas se você pensa que seu trabalho agora é limpar apenas as estantes de uma área, terá criado um objetivo fácil e poderá começar. Se permita se sentir satisfeito depois que completar sua primeira pequena tarefa, e então procure criar a próxima.

Mesmo essas tarefas simples não precisam ser realizadas de uma vez. Se você acha que alguma coisa vai demorar mais tempo, defina um limite de tempo para uma certa quantidade de trabalho e faça essa tarefa em um dia. Limpar as estantes da garagem pode demorar mais do que você pensava, então quebre a tarefa em pedaços menores. Por exemplo, 45 minutos por dia. Você não só terá tarefas mais fáceis, mas também vai conseguir trabalhar para alcançar seu objetivo final todos os dias!

Você pode ficar tentado a trabalhar mais rápido para completar suas tarefas em menos tempo. Mas algumas vezes pode ser melhor evitar esse tipo de atitude. Embora possa parecer melhor realizar tarefas desagradáveis o mais rápido possível, isso pode ser contraintuitivo.

Trabalhar em um ritmo mais lento te permite focar no presente ao invés de correr para começar a trabalhar em outras coisas. E acelerar o trabalho gera estresse, e o estresse vai te fazer menos eficiente. Então demore o quanto for preciso e permita-se completar suas tarefas cuidadosamente e com eficiência.

Quando sua positividade diminuir, utilize a técnica ‘fazer, observar e corrigir’

Sabemos porque procrastinamos quando estamos sob pressão. Mas sabemos como evitar isso? O autor desenvolveu uma técnica de três passos para te ajudar a se manter calmo e focado em qualquer situação. Ela é chamada de ‘fazer, observar, corrigir’ e o importante aqui é aprender a monitorar e responder a seu próprio comportamento.

Digamos que você esteja estudando para uma grande prova e percebe que se preocupar com seus resultados faz com que seja difícil estudar: aplique a técnica! Você já cobriu o passo do “fazer” ao observar que está se desviando da sua tarefa.

Agora é hora de dar um passo para trás e observar o comportamento que você gostaria de mudar. Nesse caso, sua preocupação. Para observar de maneira eficaz, tente não se envolver muito emocionalmente e nem se julgar por suas reações. Ao invés disso, procure por suas atitudes como um espectador distante.

Isso vai te permitir enxergar como suas emoções tornam a situação ainda pior do que ela realmente é, e que ao ter o domínio delas, você será capaz de resolver seus problemas de maneira mais eficiente. Finalmente, depende de você corrigir a situação ao se libertar dos sentimentos negativos e das emoções assustadoras o quanto puder.

Inicialmente, pode parecer um pouco difícil seguir a técnica quando você está no meio de uma crise. Mas quanto mais prática você tem, melhor conseguirá desenvolver suas habilidades de observador. E logo será capaz de aplicar a técnica de maneira automática em qualquer situação. Isso vai te ajudar a manter sua mente no presente e a realizar as tarefas que você precisa para seus objetivos maiores.

Notas finais

Se você precisa terminar alguma tarefa ou dominar alguma habilidade, não pense no objetivo, isso só vai te distrair. Trabalhe em tarefas menores por um período de tempo limitado e não pense em mais nada durante esse tempo. Se você conseguir se concentrar completamente no que está fazendo, vai conseguir terminar até mesmo as tarefas mais desagradáveis facilmente.

Dica do 12’: Leia também ‘A única coisa’. Esse microbook vai te ajudar a alcançar resultados melhores com maior rapidez.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Thomas M. Sterner é o fundador e CEO da The Practicing Mind Institute. Como empreendedor bem-sucedido, ele é considerado um especialista em Atualização de Momento Presente ou PMF. Ele é um orador popular que trabalha com indivíduos de alto desempenho, incluindo atletas, grupos industriais e indivíduos, ajudando-os a operar efetivamente em situações de alto estresse para que possam superar novos níveis de domínio. Como treinador... (Leia mais)