Vai fundo! Resumo - Gary Vaynerchuk

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

857 leituras ·  4.3 avaliação média ·  241 avaliações

Vai fundo!

Vai fundo! Resumo
Carreira & Negócios

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Crush it! Why now is the time to cash in on your passion

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 0061914177, 978-0061914171

Também disponível em audiobook

Resumo

Encontre sua paixão

Agora é a hora de viver sua paixão – de fazer alguma coisa que você realmente gosta. Ao invés de ganhar a vida fazendo coisas que tolera, aproveite suas paixões e faça grandes coisas. As ferramentas para isso estão disponíveis. Meça seu sucesso com base em sua felicidade e não com base no tamanho do seu negócio ou em quanto dinheiro você está ganhando.

Todo mundo fala sobre como a internet está mudando drasticamente o mundo dos negócios, mas na maioria das vezes essas discussões falam sobre as grandes empresas. Tudo isso é verdade, mas as ferramentas que recebemos pela internet também podem ser utilizadas em um nível pessoal. Hoje em dia é viável construir um negócio que pode gerar riquezas utilizando sua paixão, trabalho duro e as ferramentas das redes sociais da era da internet.

Enquanto as pessoas migram suas vidas sociais para os sites de relacionamento como o Youtube, Flickr, Tumblr e Twitter, os anunciantes se sentem cada vez mais atraídos por esses sites. O rádio, os jornais, as revistas e a televisão estão perdendo telespectadores ou assinantes, mas os anunciantes e as companhias ainda precisam gastar dinheiro para mostrar seus produtos e serviços. O resultado inevitável será que, os anunciantes vão mudar seus gastos com propaganda para onde as pessoas estarão no futuro.

A internet permite que você construa uma plataforma em que pode falar sobre sua paixão com maior profundidade, e também pode se conectar com pessoas que compartilham essa paixão. E à medida que você continua entregando um bom material, mais pessoas serão atraídas para aquilo que você está dizendo. Isso pode funcionar independente de qual é sua paixão.

Como exemplo, suponha que você é apaixonado por minhocas. Você gosta tanto de minhocas que pode escrever artigos especializados sobre elas. Em algum lugar em sua pesquisa, você descobriu que se pescar com um tipo particular de minhocas, pode pegar 80% mais peixes. Você menciona isso para um amigo e monta um podcast sobre o assunto e outros fatos interessantes sobre minhocas. Logo, muitas pessoas estão seguindo o que você disse porque querem pegar mais peixes. Uma companhia de isca de peixes te procura, perguntando se pode anunciar em seu site. Outras companhias perguntam se podem patrocinar seu site e múltiplas oportunidades de geração de receita surgem.

No mundo das redes sociais, há espaço para todos. Você pode construir uma carreira fazendo aquilo que ama. As companhias que se relacionam com você vão gostar, porque você atraiu uma audiência específica. E os custos de construir sua comunidade são próximos de zero em termos monetários. Tudo que você precisa investir são seu tempo e esforço, para criar conteúdo de qualidade e deixar que as pessoas saibam disso.

A internet diminuiu os custos envolvidos na construção de comunidades ao redor de diversos assuntos, até mesmo assuntos obscuros. Hoje em dia, é viável que você atraia a atenção das pessoas, a ponto de ser notado por anunciantes.

Trabalhe com o que você ama e torne-se um especialista no assunto

O primeiro passo para monetizar sua paixão online é construir sua marca pessoal. Descubra qual tópico você considera intrigante e comece a se especializar nessa área. O teste decisivo que indica que você fez tudo certo, vai acontecer quando você se divertir tanto que nem vai notar que está trabalhando duro.

Antigamente, construir sua marca pessoal exigia muita exposição na televisão ou propagandas, então isso só era possível para pessoas como Oprah Winfrey, Larry King e outras personalidades; mas a internet mudou essa dinâmica para sempre. Atualmente, qualquer um pode construir sua marca através de atividades online, e é isso que você precisa fazer.

Gary Vaynerchuk é um bom exemplo de como isso pode ser feito. Ele é uma pessoa que ama vinhos e que gosta de falar sobre vinhos. Gary não gostou do fato de que a maioria dos comentaristas de vinho agem como pessoas superiores, como se beber vinho não fosse algo para pessoas comuns. Para mudar essa percepção, Gary lançou seu próprio site (WineLibraryTV.com) e todo dia ele posta um episódio experimentando novos vinhos. Seus episódios usam um inglês fácil e uma apresentação energética, e são muito populares. As pessoas amam o fato de que ele não tem medo de chamar os vinhos “pobres” de “porcaria”, já que ele emite suas opiniões para que todos ouçam. Como resultado, seu show atraiu um grande número de seguidores e sua marca pessoal é bem-estabelecida.

Construir sua marca não é muito difícil. Geralmente envolve três passos:

  1. Você precisa ser aberto e transparente sobre o que você faz. Os consumidores podem farejar um ‘fake’. Você precisa ser aberto sobre o que pensa e sobre como chegou às suas conclusões. Preferências pessoais e tendências são bem-vindas, desde que você seja sincero.
  2. Você precisa ter opiniões e expressá-las para construir sua marca. Autenticidade é vital. Se você ama alguma coisa, precisa dizer. Os especialistas em qualquer área sempre têm peculiaridades e preferências, e expressam essas opiniões. As plataformas de rede social são ótimos veículos para construir sua marca, porque elas podem ter alcance global para o que você está pensando e fazendo.
  3. Use todas as plataformas disponíveis com acesso direto ao consumidor. Uma das melhores coisas sobre a internet é que ela permite que pessoas com talento brilhem sem a necessidade das corporações tradicionais. Atualmente, as ferramentas das redes sociais ajudam as pessoas talentosas a interagirem diretamente com os clientes.

Uma característica da internet que é desvalorizada, é o fato de que ela permite colaborações. Pessoas talentosas podem se juntar com outras que possuem habilidades de desenvolvimento de negócios para melhorarem suas marcas pessoais. Todos os tipos de empreendimentos podem surgir. Uma grande variedade de modelos de negócios pode ser utilizada para compartilhar receitas que podem ser geradas dessa maneira.

A conclusão é que todo mundo deve trabalhar duro para construir uma marca pessoal usando as ferramentas da internet. Comece um blog, faça um podcast sobre o que você ama e compartilhe. Faça isso depois do trabalho se você ainda precisa ter segurança financeira, mas não perca essa oportunidade. Crie sua marca pessoal e se dedique para se diferenciar.

Gere conteúdo de qualidade

O passo dois do sistema é ter um ótimo conteúdo. É muito importante fazer isso da maneira certa, porque um conteúdo superior será seu maior aliado. Se concentre em contar grandes histórias com seu conteúdo. Um conteúdo de primeira linha é a maneira mais certa de se diferenciar.

  • Escolha seu produto utilizando o assunto que mais te atrai.
  • Você precisa colocar um excelente conteúdo em sua rede social para se destacar da multidão. Um conteúdo de primeira linha, que mistura paixão e sua especialidade, te permite falar sobre seu produto melhor do que ninguém.
  • Depois que você criou um excelente conteúdo, você precisa escolher o meio de entrega. Cada meio tem seus pontos fortes e fracos. Os três formatos que você pode escolher são:Vídeos – mais comuns no Youtube; Programas de áudio – usualmente podcasts; Materiais escritos – postados em blogs ou em outro lugar.

A regra geral para colocar seu conteúdo à disposição é: variar e evoluir o tempo todo. Tenha em mente esses pontos:

  • Desenvolver seu próprio blog é um começo lógico. Blogs são ótimos porque podem ser atualizados mais facilmente do que sites, além disso, os motores de busca amam blogs e você não paga por eles. As plataformas mais populares são o Wordpress e o Tumblr. De maneira geral, o Wordpress oferece mais possibilidades, enquanto o Tumblr é mais fácil para os novatos.
  • Depois de criar seu blog, não se esqueça de incluir diversos botões “Call to action”, que deixa algumas coisas mais simples para seu visitante. Tenha botões que oferecem opções como “Se inscreva na lista de e-mail”, “Me adicione como amigo”, “Seja um fã” ou “Compre meu livro”. Você também vai querer botões para que seus visitantes compartilhem seu conteúdo em suas redes –“Envie isso por e-mail”, “Compartilhe no Facebook” ou “Tweet isso” por exemplo.
  • O Facebook é a rede social que cresceu mais rápido na história, então faz sentido que você tenha um profile e uma fan page lá. Você pode usar o Facebook para compartilhar fotografias, vídeos ou áudios, e escrever textos simples e fáceis. Seu Facebook deve refletir suas paixões e o que você está tentando alcançar online – uma reflexão sobre suas atividades de negócios.

Algumas ferramentas úteis para distribuir conteúdo são:

  • O Twitter permite que você escreva mensagens de até 140 caracteres sobre o que está acontecendo em tempo real. Ele funciona muito bem para construir sua marca porque: tem muito poder de aprovação e éperfeito para liberar comunicados. Além disso, te permite saber o que seus consumidores pensam; pode ser usado para pesquisar as intenções dos consumidores; estimula e encoraja conversas; pode atrair pessoas para seu blog.
  • O Flickr é um website de fotografia. Você pode usar o Flickr para postar fotografias que levam para seu blog, ou você pode deixar comentários nas fotos de outras pessoas que as deixem curiosas para visitar seu blog.
  • O Youtube e o Viddler são as plataformas de vídeo mais utilizadas. Ambas têm vantagens e desvantagens. O Youtube é maior, mas o Viddler permite que os usuários tenham uma marca. O Viddler também permite que você destaque partes importantes do vídeo com pequenos pontos na linha do tempo, o que torna a busca mais fácil.
  • Ustream.tv é uma plataforma que permite que você lance vídeos ao vivo com um chat em tempo real, do seu próprio site ou blog. Isso te permite interagir com seus telespectadores, como em um programa de rádio. Um vídeo postado no Youtube ou no Viddler é uma apresentação formal, enquanto o Ustream oferece a chance de responder perguntas enquanto você entrega seu conteúdo.
  • O Ping.fm te permite postar atualizações automaticamente em mais de trinta redes sociais, incluindo o Twitter, Facebook, Tumblr, Flickr, Wordpress e o MySpace.
  • O TubeMogul é um serviço que te permite fazer o upload do seu vídeo uma única vez, e depois você pode distribuí-lo em inúmeros sites de compartilhamento.
  • O Facebook Connect permite que novos usuários do seu site pulem o processo de passar suas informações pessoais para te adicionar como um amigo.

No geral, essas ferramentas permitem que você se diferencie se você utilizá-las de maneira eficiente. Você pode melhorar sua marca pessoal e expandir seu alcance.

Ter um bom conteúdo, um acesso à internet e saber como usar as redes sociais não será suficiente para te levar ao topo. Seus competidores estarão fazendo as mesmas coisas. Para diferenciar seu conteúdo, você precisa ser alguém apaixonado pelo que faz e projetar sua personalidades e opiniões, ao invés de ser uma pessoa totalmente coreografada e falsa.

Construa uma comunidade online

Esse terceiro passo determina a maior parte do seu sucesso. Com um grande conteúdo, você agora precisa começar e sustentar conversas. Você pode construir uma comunidade vibrante participando em diversas conversas, que já são sobre o conteúdo que você produz. Você precisa alcançar as pessoas que pensam parecido, e fazer com que elas te escutem.

Criar um bom conteúdo é a parte fácil. Usar esse conteúdo para iniciar uma conversa e então interagir com as pessoas em uma comunidade, é o maior desafio. Para criar uma audiência que aprecie sua marca pessoal, você precisa ir até eles, encontrar-se com pessoas e participar de todas as conversas sobre seu conteúdo, em qualquer lugar do mundo.

Construir e manter uma comunidade é um desafio interminável e crítico. Para fazer isso:

  1. Crie um conteúdo de alta qualidade e distribua em suas plataformas
  2. Pesquise o que os outros estão falando sobre seu assunto na internet
  3. Junte-se a essas conversas comentando, postando e tweetando
  4. Deixe as pessoas curiosas sobre seu conhecimento no assunto, até que elas entrem em seu blog ou site, onde você pega seus detalhes de contato.

Se você é o melhor no que faz, vai saber como criar um conteúdo interessante. As pessoas que fazem parte de sua comunidade ficarão felizes, porque você está oferecendo a elas coisas valiosas. Quanto mais felizes elas ficarem, mais falarão e isso vai fazer com que mais pessoas se juntem. Nas comunidades, a qualidade é mais importante do que os números. É muito melhor ter um pequeno número de pessoas que são muito engajadas, do que um grande número com interações mínimas.

Quanto mais você adiar monetizar sua comunidade, melhor será a longo prazo. Quanto mais entusiasmados os fãs se tornarem, melhores serão os negócios com outras companhias que quiserem vender produtos em sua comunidade. Se você se preocupa com as necessidades da sua comunidade e ultrapassa suas expectativas, as empresas vão querer se envolver. Não tenha pressa e, então, poderá ganhar mais dinheiro quando for a hora certa.

Descubra como ganhar dinheiro com seu conteúdo

Depois que você estabeleceu sua marca e construiu sua comunidade, o passo final é criar fluxos de receita. Existem diferentes maneiras de monetizar seu know how, você só precisa encontrar a melhor para o seu caso.

Quando for a hora certa, as opções serão diversas. Algumas das maneiras mais óbvias de fazer isso são:

  • Você pode vender espaços para anúncios em seu blog ou site – talvez um banner que apareça no topo ou no final de suas páginas.
  • Você pode ser pago para fazer palestras – em que as pessoas respondam a seu conhecimento e expertise.
  • Você pode começar um programa para afiliados – coloque links em seu site para outros sites que te paguem comissão. Ou você pode criar seu próprio programa para afiliados, em que os negócios locais te paguem para que você gere vendas para eles.
  • Você pode desenvolver e vender seu próprio produto – online ou em uma loja.
  • Você pode ser pago para produzir artigos para revistas ou sites – baseados no seu conhecimento sobre um determinado assunto.
  • Você pode fazer pequenos seminários – o que te ajuda a construir sua marca e te dá oportunidades de networking.
  • Você pode escrever um livro – ou procurar por oportunidades em programas de TV.
  • Você pode oferecer serviços de consultoria – para aqueles que procuram seguir o mesmo caminho que você.
  • Você pode ter um patrocinador – ofereça os direitos de nome e de anúncios à medida que você aumenta sua comunidade.
  • Você pode criar um evento – faça eventos especiais para sua comunidade e ganhe dinheiro vendendo coisas para as pessoas que participam. Você também pode cobrar de outras companhias para venderem produtos em seus eventos.

Todos os tipos de combinações dessas ideias também são viáveis se você sabe aproveitar as vantagens deles. A melhor abordagem para monetizar sua comunidade é começar com pequenas coisas e ir crescendo. Descubra o que faz mais sentido para o tipo de pessoa em sua comunidade e então trabalhe com isso.

Seja persistente

Para ser bem-sucedido hoje e no futuro, você precisa estar preparado para lutar. Você pode criar um grande legado de sucesso. O segredo para isso é tentar coisas diferentes até que você encontre alguma coisa que funcione para você.

Você precisa ter uma mentalidade para fazer o que for preciso e para alcançar o sucesso a longo prazo. Para isso, você vai precisar alcançar um bom equilíbrio entre o que parece duas coisas opostas:

  • Por um lado, você precisa estar pronto para se ajustar aos ambientes em constante mutação. Se você começa mirando em um nicho do mercado, mas descobre que os clientes de outro nicho estão usando seu produto, faça as mudanças necessárias. Aproveite-se desse novo nicho e veja o que você pode fazer para mudar ao invés de manter seu plano original. Grandes negócios sabem se aproveitar da atenção que recebem, mesmo que ela não seja bem-vinda a princípio. Um bom exemplo disso é a Pizzaria Domino’s. Alguns funcionários filmaram vídeos fazendo coisas nojentas com as pizzas antes de entregarem aos clientes. A empresa respondeu de maneira apropriada, mas se tivesse sido um pouco mais ativa, poderiam ter transformado esse desastre em uma vantagem, instalando câmeras em suas cozinhas. Isso permitiria que qualquer um que pedisse uma pizza, assistisse à preparação.
  • Por outro lado, você também precisa ter o hábito de pensar nas consequências de cada decisão de negócios. Seu legado será o resultado agregado das suas decisões. É muito importante pensar como um jogador de xadrez pensando em algumas jogadas à frente. É por isso que você precisa responder pessoalmente seus e-mails e responder aos feedbacks individuais dos seus clientes. Trabalhe pensando que cada decisão que você toma está sendo gravada para a eternidade, e vai contribuir para aumentar o valor da sua marca pessoal.

O “Holy Grail” dos negócios é ser reacionário e pensar em seu legado ao mesmo tempo. Seu legado é o pilar das marcas bem-sucedidas, mas a menos que você reaja às mudanças, terá problemas para ganhar tração no mundo dos negócios. Você precisa prestar atenção às mudanças culturais e descobrir como elas irão impactar o que você faz e os produtos que oferece.

E como isso funciona na prática? Aqui vão alguns exemplos:

  • Você está em uma festa e alguém menciona que estão cancelando a TV a cabo. Alguns amigos concordam que essa é uma ótima ideia.
  • Seu radar dispara. Você pensa que alguns anos atrás, os consumidores jamais cancelariam sua principal maneira de entretenimento em casa. Você decide descobrir o que mudou.
  • Você conversa com outras pessoas e descobre que eles acreditam que não há diferença entre assistir TV à cabo ou vídeos online. Além disso, programas on Demand, Netflix, TiVo, Youtube e Hulu estão disponíveis, então as pessoas não sentem que precisam estar conectadas 24 horas por dia.
  • Pensando no futuro, é fácil antecipar que a Comcast ou a Time Warner irão anunciar novos canais que exibirão vídeos online. Os telespectadores serão capazes de criar suas próprias experiências, selecionando vídeos que querem ao invés de serem obrigados a assistirem o que está sendo exibido.
  • Antecipando isso, você compra uma câmera de $150 e começa a criar seu próprio blog com vídeos online. Você posta seu material no YouTube e em outros lugares, para que as pessoas que procuram por conteúdos de alta qualidade em sua área encontrem o que você tem a oferecer.
  • Uma vez que você tem material disponível, você se conecta com anunciantes. Você apresenta a eles seu material, já que será mais barato para eles trabalharem com você ao invés de te procurarem mais tarde, quando seu material já estiver muito maior e melhor.

É muito mais fácil ser ativo nos dias de hoje, porque todos temos acesso a dados poderosos que podem indicar tendências. Isso significa que você pode transformar esses dados e desafios em oportunidades de negócios. Não pense no curto prazo, porque isso pode diluir o valor da sua marca.

Notas Finais

Se você está consciente do seu legado e é reacionário, você vai se sair bem independente do que acontecer no futuro. Não tenha medo de arriscar e de tentar novas plataformas e redes sociais. Seguir sua paixão nunca será um erro.

Você pode pensar que todas as boas ideias de negócio para internet já foram utilizadas, mas a realidade é que as coisas estão apenas começando. Ainda existem inúmeros negócios baseados na internet que não foram lançados. Você só precisa aproveitar sua paixão e encontrar o seu lugar.

Dica do 12: Se você gostou deste material, também vai gostar do livro Nocaute do mesmo autor. Lá ele fala um pouco sobre como você pode se aproveitar das redes sociais e fazer campanhas de marketing bem-sucedidas!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Gary Vaynerchuk é um empreendedor americano, quatro vezes escolhido melhor autor de best-sellers reconhecidos pelo New York Times, palestrante e personalidade na internet internacionalmente reconhecido. Inicialmente conhecido como crítico de vinhos que fez com que a vinícola de sua família aumentasse seus lucros de $3 milhões para $60 milhões, Vaynerchuk é mais conhecido como... (Leia mais)