Transformando Suor em Ouro Resumo - Bernardinho

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

1705 leituras ·  4.0 avaliação média ·  1 avaliações

Transformando Suor em Ouro

Transformando Suor em Ouro Resumo
Esportes

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-8575422427

Também disponível em audiobook

Resumo

Transformando suor em ouro é indicado a quem busca as melhores formas de motivar equipes para atingir o sucesso. 

O responsável pela obra é um certo Bernardo Rocha de Rezende, o Bernardinho. Levantador na Geração de Prata do vôlei, ele se tornou um dos maiores treinadores do esporte brasileiro em todos os tempos. Seu número de títulos à beira da quadra com as seleções masculina e feminina, além dos clubes, é incontável. 

No livro, Bernardinho mostra um pouco do método que o consagrou com o ouro olímpico em 2004, em Atenas. Esse feito seria repetido em 2016, no Rio de Janeiro, 10 anos depois da primeira edição dessa obra lida por atletas, executivos e fãs do esporte. Nos próximos 12 minutos, você vai conhecer um pouco das técnicas de liderança e gestão que motivam palestras de Bernardinho por todo o Brasil. 

De levantador a treinador

Ser um exímio estudioso foi fundamental na carreira de Bernardinho, especialmente na transição de jogador para treinador. 

Quando atuava dentro das quadras, ganhou títulos como levantador da seleção brasileira na conquista do ouro no Pan de Caracas em 1983, no Mundialito de 1983 e no Sul-americano, vencido quatro vezes.

Sua geração foi medalha de prata nas Olimpíadas de Los Angeles em 1984, dando os primeiros passos para a trajetória vitoriosa do Brasil no voleibol.

Desde cedo, Bernardinho era leitor de referências do esporte e da administração, como John Wooden, Winston Churchill e James Hunter. Ele sugava o que havia de bom e descartava o que não achava útil. Também adaptava os conhecimentos para a aplicação na gestão de grupos. 

Não é à toa que para muitos ele é um divisor de águas na função. Bernardinho foi o primeiro a incluir treinos de musculação na seleção brasileira, aumentando o preparo físico dos atletas. Os resultados falam por si só. 

A Roda da Excelência

Nas palestras ministradas a empresários e administradores, Bernardinho usa a Roda da Excelência para explicar seu sucesso nas quadras. 

Para facilitar a visualização, é possível imaginar um gráfico circular, nos quais estão os princípios de trabalho. Entre eles, talento e espírito de equipe, preparação, tempo, disciplina e superação, paixão, perseverança e obstinação, liderança, comprometimento e cumplicidade, disciplina, ética e hábitos positivos no trabalho.

Todos devem ser seguidos à risca e trabalhados à exaustão, tendo o planejamento como base e uma meta a ser alcançada. 

Enquanto a meta responde aonde a equipe quer chegar, o planejamento esmiúça como fará para atingir essa meta. Com essa busca constante, a Roda da Excelência gira a caminho do sucesso. 

Talento e espírito de equipe

Ter talento não é o suficiente. O trabalho em equipe deve ser valorizado, porque sozinho não se chega a lugar algum. 

O entrosamento leva a vitórias e transforma o Dream Team em um Reality Team.  Se tiver que escolher entre espírito de equipe ou talento individual, opte pelo primeiro. Trabalhando juntos, pode-se chegar muito mais longe. 

Preparação

Treinos duros são necessários para a existência de um Reality Team. A dedicação maior aos treinos permite menos sofrimento nas partidas.

Bernardinho relata que a cada vitória da seleção masculina de vôlei, ele mudava o horário de treinamentos para uma hora mais cedo. Assim, ninguém se sentia acomodado.

O time chegou a treinar em um estacionamento às vésperas de um grande jogo e ele só parou de antecipar os horários quando percebeu que 6 da manhã era cedo demais. 

Tempo

E na ânsia por treinar e estar sempre preparado, cada minuto deve ser bem aproveitado.

Os detalhes e erros a precisam ser corrigidos sem perder tempo com distrações. Não foi à toa que Bernardinho chegou a treinar com a seleção pela manhã num dia em que jogariam à tarde. 

O tempo é precioso e não volta. As derrotas, por consequência, não podem ser apagadas de nossa história. 

Disciplina e Superação

Na metade da obra, Bernardinho destaca a disciplina como fundamental para conquistar os resultados almejados. Deve haver o hábito para chegar às vitórias que nos esperam. 

Todas as limitações são pessoais e só podem ser superadas com disciplina, a única responsável por atingirmos metas inalcançáveis e conquistarmos vitórias impossíveis. 

Paixão

Sem brilho no olhar, não há vitórias. Todo objetivo traçado em qualquer campo da vida precisa de paixão. O que te move a acordar cedo, lutar e atingir um ideal? Ao descobrir, alimente esse monstrinho e chegue mais longe. 

Perseverança e Obstinação

A perseverança e a obstinação devem ser trabalhadas constantemente, sem que se recue diante dos obstáculos. Para isso, temos que manter a equipe motivada o tempo todo, sem desanimar. A vida não é feita só de bons momentos. 

Para transformar suor em ouro, o trio composto por trabalho em equipe, paixão e determinação farão brotar uma força dentro de cada membro do grupo. 

Liderança

Como diferenciar um bom jogador de um excelente? É simples. Os excelentes compartilham seu talento sem medo de perder espaço. E só os excelentes viram grandes líderes. 

Um líder contribui ao buscar o máximo o tempo todo. Ele contraria interesses, segue suas convicções em prol do melhor para a equipe e não liga para a popularidade. O líder pode até mesmo perder amizades, pois fará o que for necessário para atingir a meta. Seja mais líder do que amigo. 

Comprometimento e cumplicidade

Se a equipe está unida, todos estão comprometidos com a busca pela meta por meio do planejamento proposto. Sem egoísmo, todos se ajudam e viram cúmplices, apoiando-se nos momentos difíceis e dividindo responsabilidades. A vaidade, nesse momento, é deixada de lado. Afinal, está em jogo algo muito maior do que os egos individuais. 

Disciplina, ética e hábitos positivos no trabalho

A Roda da Excelência deve levar em conta a ética. Ninguém pode passar por cima do outro a todo custo. A verdadeira disciplina não se resume a impor regras rígidas, mas colocar todos os integrantes da equipe em uma dinâmica de trabalho que traz resultados incríveis. 

Cada membro precisa ser analisado do ponto de vista técnico e ético. Eles se complementam.  Busque se superar por todo o tempo, sabem que depois de grandes ciclos de vitórias a cobrança cresce e a derrota está à espreita. 

Ninguém é invencível, mas o foco nos resultados e a aplicação da Roda da Excelência faz do suor o ouro sonhado pelos melhores. 

Notas finais 

Neste Transformando suor em ouro, Bernardinho prova que seu sucesso não veio por acaso. Seus métodos e treinamentos têm como base muito estudo, leitura e preparação. A liderança do treinador pode ser aplicada no dia a dia de uma empresa, assim como a Roda da Excelência. 

Dica do 12’

Depois de aprender com um multicampeão boas formas de motivar uma equipe e atingir bons resultados, ouça o microbook "12 princípios para uma vida extraordinária" e faça das vitórias uma constante em seus dias.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Bernardo Rocha de Rezende, conhecido como Bernardinho, é um ex-jogador e treinador de voleibol brasileiro. Como treinador, Bernardinho é um dos maiores campeões da história do voleibol, acumulando mais de trinta títulos importantes em vinte e dois anos de carreira dirigindo as seleções brasileiras feminina e masculina. Entre 2001 e 2017, foi o técnico da Seleção Brasileira de Voleibol Masculino, tendo consquistado dois ouro... (Leia mais)