Regras Simples Resumo - Kathleen M. Eisenhardt

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

1690 leituras ·  4.4 avaliação média ·  517 avaliações

Regras Simples

Regras Simples Resumo
Produtividade & Gestão do Tempo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Simple rules: How to Thrive in a complex world

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 0544705203, 978-0544705203

Também disponível em audiobook

Resumo

Manter-se organizado e tranquilo em um mundo cada vez mais estressante e intenso. Esse é um dos maiores desafios da atual geração. No presente microbook, vemos algumas regras simples que podem te ajudar a ter uma vida mais organizada e tranquila, lhe ajudando a resolver qualquer problema complexo.

Procurando um microbook que possa te ajudar a viver melhor? Ter uma melhor organização de sua rotina? Esta presente obra pode te ajudar nisso. Aprenda aqui tudo o que precisa para uma melhor vida, idealmente, enquanto descansa em casa.

Os autores aqui são Donald Sull, uma autoridade global em como lidar com mercados que estão sempre em mudanças constantes, assim como um líder em inovação tecnológica; assim como, Kathleen M. Eisenhardt, uma professora e co-diretora do Stanford Technology Ventures Program. Aprenda com estes dois mestres nos próximos 12 minutos.

Quanto maior o número de regras, mais difícil será segui-las

Se você quer perder peso, existem inúmeros livros e sites para te ajudar com isso. Depois de ler um pouco sobre o assunto, você já esqueceu metade das dicas que leu e não estará nem perto de ter uma vida nova.

Por que isso acontece? Se o número de regras é muito grande, é melhor você deixar para lá pois vai acabar esquecendo de tudo. Essas atividades só vão te ajudar a exercitar sua memória e existem maneiras melhores de fazer isso.

Boas regras devem ser mais simples. Elas te permitem focar no que realmente importa e a reagir de maneira flexível às novas situações. As pesquisas mostram que a maioria das empresas bem-sucedidas preferem um pequeno conjunto de regras simples do que grandes sistemas elaborados.

Regras simples vão te ajudar em situações complexas

Imagine que você é um médico em um hospital do exército. Inúmeros pacientes feridos gravemente chegam diariamente, e você enfrenta uma tarefa difícil: decidir quem tratar primeiro. O que você faz nessa situação? Para sua sorte, existem algumas regras confiáveis para facilitar as coisas.

Regras simples são diretrizes claras para atividades bem definidas ou situações. Qual o propósito delas? Te ajudar a fazer boas escolhas quando as coisas começam a ficar complicadas. Regras simples reduzem os fatores que você precisa considerar em uma situação, destacando as coisas mais importantes e evitando que você perca tempo com detalhes triviais. Isso permite que você faça boas escolhas, e rapidamente – o que pode ser muito útil se você trabalha em um hospital. Mas como você resolve o que é crucial nesse cenário hipotético?

Verifique os sinais vitais dos seus pacientes como o pulso, para estimar a gravidade da condição deles. Isso leva menos de um minuto por paciente. Os pacientes com sinais vitais mais graves precisam ser tratados primeiro – a menos que não haja mais esperança e seja melhor focar em salvar a vida de outra pessoa. Essa triagem básica consegue aliviar a pressão de decidir o que fazer.

Como uma das únicas ferramentas que nos ajudam a lidar com complexidade, precisamos de regras simples mais do que nunca. Nosso mundo está longe de ser íntegro. Em primeiro lugar, a cada dia mais as coisas estão conectadas – de aparelhos eletrônicos em casas a mercados ao redor do mundo. Além disso, nossas próprias regras e regulamentos se tornaram tão complexos que é complicado manter o controle das coisas.

Por exemplo, o código de impostos americano possui 3.8 milhões de palavras. O código é tão complicado que o governo emprega 1.2 milhões de funcionários para lidar com ele. Além disso, o código de impostos americano surpreende até mesmo os especialistas: um terço dos especialistas em imposto de renda cometem erros. Em um mundo tão confuso, erros são inevitáveis. Mas com as Regras Simples, você pode melhorar suas chances de ter sucesso nas situações complicadas.

A simplicidade te dá mais liberdade de escolha

Digamos que você queira perder peso e decida pesquisar na internet sobre isso. Existe uma grande variedade de programas de dieta populares para escolher. No entanto, todos eles possuem uma coisa em comum: um grande número de regras que parecem impossíveis até mesmo de decorar. Familiarizar-se com até mesmo uma delas pode demorar dias. A grande vantagem é que as Regras Simples vêm em números pequenos, então é fácil se lembrar e aderir a elas.

Por exemplo, o autor de best-seller Michael Pollan desenvolveu regras de dieta simples. Ele gastou décadas de pesquisa em nutrição para desenvolver três Regras Simples: Primeiro, “Coma alimentos”, e com isso ele quis dizer alimentos naturais ao invés de processados. Segundo, “Não coma muito”. Terceiro, “coma principalmente plantas.”

Isso parece muito fácil para ser verdade, mas realmente funciona de acordo com pesquisas científicas. Você vai descobrir que viver essas regras vai te ajudar a diminuir seus riscos de ter diabetes, obesidade e ataques cardíacos.

Existe outra vantagem nessas regras de simplicidade. Embora forneçam uma orientação concreta, elas não são prescritivas. Isso significa que você tem mais espaço para ser criativo e fazer suas escolhas. Por exemplo, as regras de dieta de Pollan não dizem se você deve ou não comer mirtilos ou pão para o café da manhã.

A simplicidade pode gerar a criatividade. Algumas vezes, faz sentido limitar-se para alcançar o sucesso. Considere o grande pintor impressionista Claude Monet. Você pode observar por suas pinturas, onde ele utilizava as Regras Simples que criou, como: “limite seus tópicos”, “pinte palheiros e lírios” e “mantenha o foco na luz”. Isso permitiu que ele explorasse as possibilidades artísticas desses tópicos e criasse quadros originais que foram os precursores da era impressionista.

Como as regras simples podem ajudar uma comunidade

Existem certas tarefas que não podemos fazer sozinhos – é difícil imaginar uma pessoa construindo as Pirâmides do Egito. Nessas horas, as pessoas se juntam em grupos para alcançar resultados que não alcançariam sozinhos.

E isso não acontece apenas com os seres humanos: no reino animal, o trabalho em grupo também é comum. Considere as abelhas japonesas. Uma abelha sozinha não tem a menor chance contra um enorme zangão que se aproxima da colmeia. Mas juntas, as abelhas podem derrotar o invasor. Elas se agrupam ao redor do zangão e vibram suas asas tão rápido que o agressor morre de superaquecimento. Esse fenômeno é chamado de “thermoballing.”

Assim como as abelhas, os seres humanos precisam ser coordenados se quiserem ser eficientes – e é aí que as Regras Simples entram em ação. As regras são necessárias para direcionar todos os indivíduos em torno de um objetivo comum. Como é improvável que as pessoas sigam regras complexas, as Regras Simples são a melhor maneira de gerenciar as interações das pessoas (e das abelhas).

As Regras Simples funcionam melhor quando as comunidades definem normas e fazem seus membros seguirem essas normas. As normas são regras que parecem tão básicas e óbvias que as pessoas não vão pensar duas vezes sobre se comprometerem com elas.

Por exemplo, a Zipcar, a maior rede de compartilhamento de carros no mundo, não possui nenhum centro de entrega de veículos. Então uma pessoa que aluga um carro, é muito dependente de como o veículo foi deixado pelo motorista antes dele. Portanto, eles precisam de regras. Mas ao invés de obrigar os usuários a assinarem longos contratos, o Zipcar possui apenas seis Regras Simples muito curtas, como “encha o tanque.” Como a maioria dos usuários aceitam as regras, os altos custos e problemas podem ser evitados.

Os diferentes tipos de regras simples

Regras Simples são muito úteis, e nós precisamos utilizá-las todos os dias. Existem diferentes tipos de regras para diferentes situações. Seis delas no total. As primeiras três são regras comuns que te ajudam a tomar decisões melhores: regras de limites, regras de prioridades e regras de parada.

As regras de limites vão te ajudar se você precisar tomar uma decisão típica “sim ou não”. Imagine que você é um ladrão: como você decide se invade ou não uma casa? É claro, você vai querer invadir uma casa desocupada – mas como você vai saber se ela está ou não desocupada?

Enquanto os fãs de cinema podem achar que criminosos utilizam fórmulas complexas para planejar seus crimes, um estudo descobriu que na maioria das vezes eles se baseiam em uma regra simples: e é uma das previsões mais confiáveis para descobrir se uma casa está ocupada ou não: "não invada casas com carros parados na garagem."

Existem também as regras de prioridades. Elas são úteis se você precisa classificar opções diferentes. Por exemplo, como um investidor, você possui inúmeras opções, mas o dinheiro não é ilimitado. Então que escolha você deve fazer?

Fórmulas complexas tentam responder essa pergunta, mas nenhuma delas supera uma Regra Simples da época do Talmud babilônico: “um homem deve sempre colocar seu dinheiro, um terço na terra, um terço em mercadorias e manter um terço guardado." Traduzido para um contexto moderno de finanças, essa regra passa a ser: invista em cada classe de ativos igualmente.

Existem, também, a regras de parada. Saber quando parar pode te salvar da obesidade. Aqui vai um exemplo transcultural: a cozinha francesa clássica utiliza muita manteiga, enquanto muitos americanos seguem dietas com pouca gordura. Ainda assim, poucos franceses sofrem de obesidade. Por que isso acontece?

Um estudo comparou os hábitos alimentares dos moradores de Chicago e de Paris, e descobriu que os franceses eram magros graças à uma Regra Simples: “Pare de comer quando se sentir satisfeito.”

Melhorando seu desempenho e tendo atitudes melhores

Depois de explorar as Regras Simples que nos ajudam a tomar decisões melhores, vamos agora considerar as três regras que podem te ajudar a ter atitudes melhores.

Em primeiro, existem as regras sobre ‘como fazer’. A característica mais importante sobre elas é que não são regras muito determinantes, deixando espaço para a criatividade. Vamos por exemplo considerar os comentaristas esportivos: antigamente, eles diziam tudo que queriam, até que um anunciante da BBC chamado Seymour Joly de Lotbiniere revolucionou esse cargo.

Os anúncios únicos dele eram baseados em seis Regras Simples, como “fale do placar regularmente e seja sucinto” ou “faça e compartilhe sua pesquisa”, como falar sobre fatos históricos ou informações pessoais dos jogadores. Essas regras parecem comuns atualmente, mas no início não era assim.

Além disso, existem também as regras de coordenação. Essas regras são necessárias em contextos sociais, quando os indivíduos interagem e precisam de Regras Simples para saberem o que fazer. Por exemplo, em shows de comédia de improvisação, os atores precisam pensar em respostas boas rapidamente – sem qualquer roteiro ou ensaio. Como eles fazem isso? Eles utilizam Regras Simples que fornecem uma orientação clara.

Para ganhar tempo, eles respondem a tudo que foi dito antes com um simples “Sim, e...” Você não precisa estar em um palco de improvisação para descobrir que esse truque é muito útil. Outra regra é nunca contar piadas prontas. Quando o desempenho é baseado na espontaneidade, essas piadas podem atrapalhar tudo.

Finalmente, somos auxiliados pelas regras de momento – regras que te ajudam a determinar quando você deve fazer as coisas. Por exemplo, a que horas você deve dormir. Essa é uma regra muito complicada se você sofre de insônia. Felizmente, as descobertas da ciência médica sobre o sono podem ser resumidas em quatro Regras Simples. Elas são: “acordar no mesmo horário todas as manhãs;” “Evitar ir para cama até que você sinta sono;” “Não ficar na cama se você não for dormir” e “reduzir o tempo gasto na cama.” Essas regras são muito simples e muito eficientes para melhorar seus hábitos noturnos.

Suas próprias regras simples podem ser criadas

Não podemos criar nossas Regras Simples pessoais do nada. Para ter certeza de que suas regras são as regras corretas, você precisa baseá-las em uma fonte confiável e vasta de conhecimento. Ou seja, baseá-las em suas próprias experiências pessoais.

Todos os dias nós aprendemos alguma coisa nova sobre como viver no mundo. E, na realidade, aprendemos todos os dias da vida! E por que não pegar o que aprendemos com o passado e transformar isso em regras que vão ajudar no futuro?

E foi assim que a comediante americana Tina Fey fez. Baseada na experiência do famoso produtor Lorne Michaels do programa ‘Saturday Night Live’, ela escreveu nova Regras Simples para gerenciar shows de comédia – como por exemplo “quando for contratar pessoas, misture nerds de Harvard com improvisadores de rua” ou “nunca diga a uma pessoa maluca que ela é maluca."

Se você acha que não tem experiência ou conhecimento suficientes, comece se baseando nas experiências de outras pessoas. Isso funciona muito bem em empresas novas, que lucram ao observar as práticas estabelecidas pelos competidores. A revolucionária Netflix, começou ao adaptar as regras do serviço de aluguel de DVD da extinta Blockbuster.

Você também pode basear suas regras na pesquisa científica de outra pessoa. Pense sobre aquelas regras de insônia baseadas nos pesquisadores médicos.

As Regras Simples são os resultados de negociações bem-sucedidas. E foi isso que a Agência Nacional Oceânica e Atmosférica precisou fazer quando procurava por regras para a observação de baleias. Essas regras deveriam proteger baleias em extinção nos Estados Unidos.

Existe um grande conflito de interesses entre cientistas, donos de barcos privados e negócios de observação de baleias. Felizmente, a Agência criou uma Regra Simples que todos concordaram: todos os barcos precisam ficar a pelo menos 180 metros das baleias e a 360 metros longe do caminho delas.

O caminho para criar suas regras

Se você quer desenvolver suas Regras Simples, existem três passos importantes para isso. Primeiro, descubra a ação crítica que vai te ajudar a alcançar seu objetivo.

Para uma empresa que quer aumentar seus lucros, a ação crítica poderia ser aumentar o fator que leva à maior quantidade de lucro. Por exemplo, a plataforma de investimentos eToro tem uma característica diferente, a eToro OpenBook, em que os investidores experientes compartilham suas estratégias de investimento. Muitos iniciantes utilizam a ferramenta para receber conselhos valiosos. Os investidores especialistas que são mais seguidos, alcançam a marca de “Investidor Popular.”

Os Investidores Populares podem aumentar suas receitas de duas maneiras: eles fazem diversas transações (e pagam pelas taxas de transação) ou atraem seguidores e convencem esses seguidores a investirem também (e assim os seguidores pagarão pelas taxas). Obviamente, a eToro queria atrair uma maior quantidade de Investidores Populares para a plataforma, porque eles geravam mais receita do que qualquer outro tipo de investidor.

Em seguida, a eToro precisava identificar o gargalo, ou o problema que os impedia de avançar. E foi aí que as Regras Simples geraram mais impacto. O gargalo da eToro OpenBook era claramente a falta de Investidores Populares.

Finalmente, você está pronto para formular sua própria Regra Simples baseada em suas descobertas durante os dois primeiros passos. Para a eToro, as Regras Simples para ganhar mais Investidores Populares estavam oferecendo incentivos – como recompensas financeiras para os investidores que alcançavam os lugares mais altos no ranking de seguidores.

Como exemplo: se você quer perder peso, sua ação crítica será comer menos. Um gargalo comum podem ser os lanches de madrugada. Para parar de comer de madrugada, essas duas Regras Simples podem ajudar: “coloque os lanches em vasilhas pequenas” e “não guarde lanches no armário.”

As regras devem estar em constante mudança

Depois de um tempo, podemos nos acostumar tanto com nossas Regras Simples, que segui-las será muito mais fácil. Mas esse nível confortável não deve durar.

Mesmo se suas regras iniciais ainda funcionam, você não deve parar de trabalhar nelas para melhorá-las. As regras que funcionaram muito bem uma vez, podem passar a ser inadequadas se a situação mudar.

Além disso, suas regras iniciais podem ser baseadas em suposições incorretas. A empresa Airbnb oferece um espaço para pessoas alugarem suas casas. Os fundadores esperavam que seus clientes típicos fossem jovens com pouco dinheiro, e criaram regras para acomodarem essas pessoas – como por exemplo focarem-se em cidades com festivais de música.

Mas uma pesquisa descobriu que, na verdade, muitos dos clientes eram mais velhos e mais ricos do que o esperado, e naturalmente tinham expectativas diferentes. Então os fundadores do Airbnb adaptaram suas regras com o que aprenderam. Por exemplo, uma regra do site agora é: “sempre tenha um sabonete novo.”

Mas algumas vezes, as regras são ultrapassadas. Nesse caso, você precisa mudá-las. Pense nos programas de TV por exemplo: antigamente, se você perdia um episódio, não tinha mais chance de assistir.

Como resultado, os programas de TV precisavam ser escritos de maneira a permitir que as pessoas assistissem mesmo perdendo um pedaço ou episódio. Uma regra indispensável era: “tenha um elenco fixo de personagens que aparecem em todos os episódios. ” Mas nos dias de hoje, em programas como House of Cards, um personagem desaparece no segundo episódio e só retorna no final. Isso acontece porque o Netflix te permite assistir os episódios na ordem que quiser e sempre que quiser, acabando com aquela Regra Simples ultrapassada, permitindo que os escritores sejam mais criativos e flexíveis.

Notas Finais

As Regras Simples são utilizadas para auxiliar na tomada de decisões complexas. Utilizar regras simples quando os riscos são altos, ilustra o poder delas em diversas situações. Essas regras também levantam um questionamento importante: se as regras simples são tão eficientes em tantos casos, porque as soluções complexas ainda são utilizadas? Existem diversos obstáculos que explicam isso. Entre eles, o gasto em tempo e energia para o desenvolvimento dessas regras. O esforço para utilizar as regras simples é recompensado pela facilidade e bons resultados conseguidos.

Dica do 12’: Por que não dar também uma olhada no microbook ‘Desperte Seu Gigante Interior’? Ele vai te ensinar a ganhar o controle da sua vida e a se superar!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Dr. Donald Sull é um especialista global em estratégia e execução em mercados turbulentos. É docente sênior no grupo Inovação Tecnológica, Empreendedorismo e Gestão Estratégica da Escola de Gestão de MIT Sloan, onde ensina cursos de Estratégia Competitiva e Execução de Estratégia em Mercados Voláteis. Anteriormente, foi Professor de Estratégia e Empreendedorismo em Harvard e London Business School, ganhando prêmios de ensino em ambas as universidades. Ele ganhou seus bacharelados, mestrado e doutorado na Universida... (Leia mais)

Kathleen M. Eisenhardt é professora em Stanford, autora altamente citada, e co-diretora do Stanford Technology Ventures Program explora como e por que a simplicidade domina a complexidade na vida, nos negócios e na natureza. Ela também é co-autora de "Competindo o Futuro: Estratégia como Caos Estruturado", vencedora do Prêmio George R. Terry e um livro de Negócios e Investimentos Top 10 da Amazon. A pesquisa de Kathleen geralmente começa com... (Leia mais)