O Segredo para Vencer o Medo Resumo - Adriana de Araújo

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

14669 leituras ·  4.4 avaliação média ·  4233 avaliações

O Segredo para Vencer o Medo

O Segredo para Vencer o Medo Resumo
Estilo de vida

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 9788579301858

Também disponível em audiobook

Resumo

Nem sempre é possível voltar pelo mesmo caminho que viemos

Nem sempre sabemos o porquê de agirmos de algumas maneiras, certo? A maioria das pessoas não sabe a causa de suas maiores fobias ou traumas. Esses podem estar em lugares desconhecidos nos quais nem temos acesso, e assim, ditam nossas atitudes e a forma como reagimos à questões importantes das nossas vidas - o que é pior, de forma inconsciente.

Mesmo que não saibamos toda a trajetória até aqui, é possível percorrer um caminho de volta que consiste em autoanálise e cura. Ao identificar alguns gatilhos mentais aos quais estamos submetidos, começamos a perceber as mais variadas sensações tanto físicas quanto psíquicas que refletem em hábitos destrutivos e comportamentos indesejados. Ao trazer nossas razões mais ocultas à tona, começa então nossa jornada em prol de uma mente tranquila e desperta.

O medo diz muito sobre nós

Todo medo que sentimos diz alguma coisa sobre nossas vidas, ele tem uma razão para existir. Antes de superá-lo, podemos aprender muito com ele.

Por mais que pareça controverso, o medo é saudável e nos protege. Como por exemplo em situações de alto risco ou perigo iminente, em que o medo pode salvar nossas vidas. Através do medo, podemos encontrar uma indicação de um problema mais profundo ao qual está atrelado.

Apesar de poder nos ajudar em alguns casos, devemos prestar atenção se esse medo está além de uma simples proteção, algo que está ligado à imaginação, ou seja, aqueles momentos em que criamos realidades totalmente desproporcionais ao que é verdadeiro, prejudicando nosso discernimento a respeito de uma determinada situação.

O grande problema está na intensidade do medo. Até que ponto somos limitados pelo medo e deixamos de realizar coisas maravilhosas em nossas vidas por sentí-lo em excesso?

Este medo em demasia vai além dos sintomas psicológicos, podendo causar sensações físicas, chegando até a desenvolver transtornos como o stress, que apresenta vários sintomas como irritabilidade, cansaço constante e até mesmo depressão, além de outros sintomas físicos como dores de cabeça, doenças de pele, entre outros.

Tome nota sobre quais sintomas aparecem quando você sente medo, uma vez identificados você poderá começar a tratá-los o mais rápido possível e poderá recuperar a confiança em si mesmo.

Fobias e traumas

Se você sofre com crises de ansiedade, saiba que a mesma tem assolado grande parte das pessoas atualmente. Esse transtorno também é gerado pelo medo em excesso, que nos coloca em estado de alerta constante, aumentando nossa preocupação de que alguma situação hipoteticamente ruim e não necessariamente real possa acontecer.

A maioria das pessoas que passam por esse problema, não entendem o porquê de estarem em situações de medo tão intensas e na maioria das vezes são incompreendidas, pois só quem sente pode traduzir esse mal. Geralmente todos os sentimentos ruins ficam a flor da pele quando estamos sob ataques de ansiedade.

Adriana explica que o medo não pode ser tratado ou entendido por meio de razões lógicas e sim como uma manifestação do que temos armazenado em nosso subconsciente, como experiências e emoções passadas. Nossas crises de ansiedade podem ter tido origem em fobias ou traumas.

Por ser um medo irracional, nem sempre conseguimos explicar a razão de sentirmos fobia. Basta pensarmos de forma negativa a respeito de um objeto, animal, atividade ou situação e voilá: nosso corpo tem uma reação quase que instantânea de grande estresse. A chave para a cura de uma fobia é a superação do medo que a causa, do contrário, sempre nos sentiremos inseguros e criaremos mais situações negativas.

Quando passamos por uma situação traumática, não necessariamente somos os protagonistas dessa situação. Podemos ter simplesmente presenciado o fato, o que interessa aqui é a interpretação da vivência. Muitas pessoas, assim como em relação à fobia, passam por situações de intenso estresse, porém não conseguem explicações plausíveis para o sentimento em questão, há uma perda na noção de realidade.

Crenças

Não precisamos sempre cometer os mesmos erros para aprender algo na vida. Por sorte nós seres humanos e temos a capacidade de basear nossos aprendizados em experiências de outras pessoas. Entretanto, há uma grande diferença entre o que pensamos ser verdade sobre a vida dos outros e o que realmente é verdade. Quando tomamos nossas próprias interpretações como verdade absoluta, criamos crenças na maioria equivocadas e não reais, podendo ser negativas.

Crenças negativas são ideias que temos de nós mesmos, podendo ser compartilhadas ou não. Essas crenças podem ser passadas adiante e não somos os únicos a sermos prejudicados por elas, mas também aqueles que estão ao nosso redor. Podemos não saber qual a origem de uma crença negativa, por esse motivo é fundamental que façamos uma análise para descobrir o que nos faz manter essa crença, se ela condiz com o nosso momento atual e principalmente o que queremos nos tornar.

Em contrapartida, podemos cultivar crenças positivas sobre nós mesmos e sobre tudo o que nos rodeia. Essas são as crenças facilitadoras que nos ajudam a fluir naturalmente em todos os âmbitos.

Faça uma reflexão sobre suas crenças negativas e facilitadoras, se essas crenças têm origem em outras pessoas ou em você. É de extrema importância que você busque a origem do que o faz ter medo e consequentemente o que o freia. A melhor maneira de superar todas essas limitações é o autoconhecimento.

A autora recomenda que você procure pessoas que já passaram por esse processo de busca e superação e venceram. Afinal, é mais fácil aprender com pessoas que já atingiram o objetivo que queremos alcançar.

Ganhos secundários

Um dos aspectos essenciais para quem está percorrendo o caminho para si mesmo é saber reconhecer os ganhos secundários. Pode ser uma ideia difícil de aceitar, mas toda atitude que tomamos, mesmo as mais prejudiciais, aquelas mais negativas, tem uma intenção positiva por trás. Nesta hora você se pergunta: como assim? Eu quero fazer mal a mim mesmo? A resposta é não, pelo contrário, sua mente pensa que o está ajudando.

Devemos sempre ter em mente que qualquer decisão que tenhamos tomado em determinado momento foi sempre a melhor que podíamos ter tido num contexto específico. Quando sentimos fobia ou qualquer tipo de medo, tendemos a nos manter na zona de conforto, e podemos ter várias razões para isso, como nos proteger, por exemplo. Sendo assim, precisamos perceber que, em toda ação negativa, obtemos algum tipo de ganho por trás. Esses são os chamados ganhos secundários.

O ponto crucial é descobrir o que estamos ganhando por trás de nossas ações, mesmo que seja pouco, e daí encontrar alternativas para que possamos manter esses ganhos - só que, dessa vez, agindo de forma positiva.

Um exemplo pertinente é o de uma pessoa que fuma. Ela pode ter várias perdas como dificuldades respiratórias, aumento no risco de desenvolver um câncer, escurecimento dos dentes entre outros, por outro lado ela também pode ter ganhos como um momento de descontração ou de relaxamento e até mesmo estar em contato com outras pessoas com mais facilidade. A pessoa que fuma, precisa identificar esses ganhos e trabalhar em si mesma para mantê-los sem o cigarro.

Segundo a autora, a causa do problema pode não ser o ganho em si, mas sim um dos motivos pelos quais nos mantemos em situações negativas.

Cadeia de excelência

Uma importante técnica é ensinada na presente obra, chamada Cadeia de Excelência, que consiste em quatro pontos principais, sendo eles:

  1. Respiração;
  2. Fisiologia;
  3. Estado;
  4. Performance.

Podemos relacionar esses quatro pontos como se fossem um ciclo de relaxamento e percepção. A forma como respiramos influencia em nosso corpo. Se respiramos mais devagar, por exemplo, ficamos mais relaxados. Se respirarmos mais rápido, podemos ficar mais tensos. Quando estamos com o corpo mais tenso, nossos músculos ficam mais enrijecidos, e consequentemente nosso emocional fica mais rígido, nos sentimos mais tensos. Assim como quando estamos relaxados ficamos mais equilibrados emocionalmente.

O fato é que quando estamos mais equilibrados, melhoramos nosso desempenho, ficamos mais conscientes das nossas escolhas, nossa percepção melhora.

Através da cadeia de excelência podemos memorizar detalhes do nosso corpo. Sabendo reconhecer nossas sensações físicas e emocionais será mais fácil encontrar um estado ideal e agradável.

Um ótimo exercício para colocar a mente no lugar é a respiração. Para facilitar, você pode utilizar a contagem 4-2-5-2. Inspire contando até 4 e segure a respiração contando até 2, em seguida solte a respiração contando até 5 e segure os pulmões vazios contando até 2. Além de relaxar o corpo, este exercício o ajudará a manter a mente mais consciente e equilibrada.

Notas Finais

O que você faria se pudesse se livrar do medo?

Este tipo de questionamento é fundamental para que você saiba aonde quer chegar. Em “O Segredo Para Vencer o Medo”, você encontra o chamado para a cura. Não deixe o estado em que você se encontra hoje atrapalhar quem você gostaria de se tornar.

A mente humana é maleável e você é a única pessoa capaz de domá-la e fazê-la trabalhar a seu favor. Abrir-se para as ilimitadas possibilidades da vida é uma escolha. Faça a sua!

Dica do 12’

Faça anotações a respeito dos seus medos, descubra como começaram, verifique se eles o impedem de fazer algo, se te limitam. Quando abordamos nossos medos, podemos superá-los com mais facilidade.

Além disso, vale a pena visitar o site da autora, Adriana, onde ela fala sobre desenvolvimento de excelência! 

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Adriana de Araújo é psicóloga e coach, tendo desenvolvido um trabalho diferenciado de psicoterapia, ela traz livros como "O Segredo para Emagrecer" e "Treinamento Prático de Memorização", além da pre... (Leia mais)