O poder do reset - Resenha crítica - Paula Abreu
×

Novo ano, Novo você, Novos objetivos. 🥂🍾 Comece 2024 com 70% de desconto no 12min Premium!

QUERO APROVEITAR 🤙
63% OFF

Operação Resgate de Metas: 63% OFF no 12Min Premium!

Novo ano, Novo você, Novos objetivos. 🥂🍾 Comece 2024 com 70% de desconto no 12min Premium!

951 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

O poder do reset - resenha crítica

O poder do reset Resenha crítica Inicie seu teste gratuito
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: O poder do reset

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-65-5712-392-8

Editora: BestSeller

Resenha crítica

Você merece dar um reset na vida

Talvez você se sinta exausto o tempo todo. Pode ter dúvidas se está deprimido ou fadigado. O trabalho ou os afazeres de casa podem estar drenando sua energia. Ou tenha muitos sonhos, mas falta disposição para colocá-los em prática. Para a autora, esses são sinais comuns de que você precisa dar um reset na sua vida.

Imagine que seu computador ou celular trava. Independentemente do problema, a reação mais comum é a de reiniciar a máquina e ver o que acontece. Às vezes, o bug simplesmente desaparece. Dar um reset na vida é uma ideia parecida: quando nos afastamos das tarefas para reiniciar a vida pessoal e profissional.

Isso passa por uma limpeza interna, na qual nos despimos do peso do passado para que a vida se abra a novidades. Ao dar um reset, reorganizamos a vida, a saúde, o trabalho, a gestão de tempo e o autocuidado. É uma forma de preparar o seu corpo e sua mente para tomar o controle da sua rotina e seguir os seus sonhos.

Dando um reset no sono

O sono é o primeiro sacrificado em um dia a dia exigente. No entanto, quando isso acontece, abrimos mão do superpoder biológico que temos para consolidar a memória, a concentração e o sistema imunológico. Para melhorá-lo, comece pela rotina. Defina um horário de dormir e acordar todos os dias.

Isso inclui os finais de semana. Ajuste os horários gradativamente, de 15 em 15 minutos, até achar aquele que serve para você. Crie também um ritual de desligamento noturno. Você pode ler um livro, tomar um banho quente, meditar, ouvir música e por aí vai. Fique longe das telas dos eletrônicos nesse tempo.

Elas emitem a luz LED azul que atrapalha o ciclo biológico, porque faz com que o corpo ache que ainda é dia. Por fim, organize seu quarto. Transforme-o em um santuário de sono. Use cortinas blackout ou uma máscara de dormir. Certifique-se também de que o ambiente é silencioso.

Aprimorando a alimentação

A comida é a forma mais direta de interação com o corpo. Ela dá energia e nutrientes. Também influencia no humor e na saúde. Para melhorar a alimentação, comece a praticar a alimentação consciente. Evite distrações, como o celular e a TV, para reparar no sabor, na textura e no aroma da comida.

Mantenha um diário alimentar, para não perder o controle do que come. Anote os pratos, o que sentiu enquanto comia e quaisquer outros pensamentos ou sentimentos que venham à tona. Aqui, você perceberá como os alimentos fazem com que você se sinta e qual é o impacto de cada grupo alimentar no seu corpo.

Priorize também alimentos frescos ou pouco processados. Modere o consumo do que vêm em caixas e pacotes, nos quais os rótulos mostram uma longa lista de itens adicionados. Prefira frutas, grãos integrais, legumes, sementes, nozes, aves, peixes e carnes magras.

Movimento como medicina

A atividade física regular é uma forma poderosa de cuidar da nossa saúde. Ela dá força ao coração, reduz o risco de doenças e melhora o humor. Se você tiver uma rotina apertada, defina um alarme de movimento. Coloque para tocar a cada hora. Quando isso acontecer, dê uma pausa e se mexa por alguns minutos.

Dedique também um tempo para experimentar vários tipos de atividade física, até encontrar a sua favorita. Dance, corra, faça ioga, pratique esportes coletivos. O objetivo é achar algo prazeroso, que você sinta vontade de fazer. Ao descobrir, incorpore-o à sua rotina de forma regular.

Adote também o “desafio dos dez minutos”. Nele, nos comprometemos a fazer, ao menos, dez minutos de atividade física todos os dias. É uma forma simples de começar. De dez em dez minutos, dá para chegar em 280 minutos por mês. O que vale aqui é começar. 

Melhorando a conexão entre o corpo e a mente

A conexão entre o corpo e a mente é um campo da saúde importante. A atividade física ajuda a aliviar sintomas de depressão e ansiedade, enquanto o estresse crônico piora doenças cardíacas e problemas digestivos. A autora traz algumas dicas para aprimorar essa relação. A primeira é a meditação caminhando.

Meditar caminhando é simples. Basta prestar atenção plena na experiência de caminhar, reparando na sensação dos pés tocando o chão, da respiração e dos sons ao redor. Se os pensamentos vagarem, traga-os de volta com delicadeza. Essa é uma forma de combinar os benefícios da atividade física com os da meditação.

Outra ideia da autora é praticar o ioga ou o tai chi chuan. São práticas que trazem um componente mental, ajudando a manter a mente calma e a cultivar a atenção plena. Procure também criar um diário de corpo e mente, no qual você anota como se sente mental e fisicamente.

A expressão criativa para melhorar a saúde mental

Um estudo publicado nos Estados Unidos concluiu que atividades artísticas, como música, escrita, dança e pintura, são capazes de diminuir a sensação de ansiedade e isolamento, além de aumentar a autoestima e a qualidade de vida das pessoas. A razão é o fato de ser uma forma de expressar sentimentos.

Uma rotina de expressão criativa pode começar de manhã. Ao acordar, passe alguns minutos escrevendo livremente em um diário. Ponha tudo o que vier à mente. Durante a tarde, passe quinze minutos criando algo novo. Pode ser uma colagem, um desenho, uma receita, um origami ou qualquer outra coisa.

O importante é que seja uma forma de expressar sua criatividade. De noite, separe alguns minutos para escrever sobre o seu dia. Procure também alguma leitura inspiradora, que incentive seu pensamento criativo. Pode ser um livro de poesia, um romance ou até um livro sobre arte.

A regra dos dois minutos

Já passamos da metade do microbook e a autora conta o papel da regra dos dois minutos para vencer a procrastinação. Nela, se uma tarefa leva dois minutos ou menos para ser feita, significa que é preciso fazê-la imediatamente. A sugestão da autora para pôr a regra em prática é começar pela manhã.

Concentre-se nas tarefas que levam até dois minutos já no começo do dia. Isso inclui arrumar a cama, escovar os dentes e preparar seu café. Reserve também um tempo para fazer tarefas rápidas de trabalho. É o caso de responder emails ou planejar a agenda do dia.

Adote também a regra dos dois minutos para as atividades físicas. Quando chegar o momento da tarde em que você experimenta uma queda de energia, encontre algum exercício que demore dois minutos ou menos para ser feito. Estique-se brevemente ou dê uma volta próximo à sua casa. 

Lidando com a desordem

A neurociência tem mostrado que a desordem física pode atrapalhar nosso estado mental. Alguns estudos revelam que pessoas que estão em ambientes bagunçados têm níveis mais altos de cortisol, o hormônio que dispara o estresse. A sugestão da autora é, antes de começar a trabalhar, escolher uma área de casa para purificar.

Dedique dez a quinze minutos para organizar a área. Remova o que não é necessário e deixe o restante organizado. À tarde, faça o mesmo, só que em seu espaço de trabalho. Separe quinze minutos para isso. Recolha papéis, organize seu material e limpe qualquer bagunça que esteja acumulada.

Durante a noite, antes de ir dormir, separe um tempo para planejar o dia seguinte. Organize sua agenda, escolha a roupa que usará e garanta que seu ambiente esteja limpo e produtivo. Essa prática diminui a sensação de ansiedade, trazendo o sentimento de estar com a situação sob controle.

Detox digital

Hoje, estamos expostos a cada vez mais estímulos digitais. O problema é que essa superexposição traz sobrecarga mental, estresse e ansiedade. As redes sociais nos deixam dispersos e esgotados. A dica aqui é fazer um detox digital. Assim que acordar, comece a manhã com duas horas livres de tecnologia. 

Medite, faça atividade física, leia ou tome uma xícara de café em silêncio. O que vale é fugir da estimulação digital excessiva. Antes de dormir, a mesma regra se aplica. A diminuição da superexposição colocará você em um estado mais calmo, sem toda a dopamina das redes sociais.

Esse é o estado mais adequado para dormir. A luz azul também interfere no sono. Evitá-la é mais um incentivo ao detox digital. Nesse tempo, invista em tempo com a família, leitura, tarefas criativas ou alongamentos suaves. Caso se sinta desconfortável de pôr a ideia em prática, comece com um detox de só alguns minutos.

Cultive hobbies e paixões pessoais

Pessoas que cultivam hobbies e paixões pessoais costumam ser mais satisfeitas com a vida. Eles são um caminho para a expressão criativa, o humor e a redução do estresse. Pegue dez minutos e liste todas as coisas que ama ou que, algum dia, quis tentar. 

Veja quais recursos precisaria ou se há grupos locais aos quais poderia se juntar. Organize também sua agenda. Encontre espaços nela para praticar seu hobby. Uma vez por semana já é uma forma de começar. Aqui, tenha paciência consigo. Qualquer habilidade nova requer tempo de aprendizado para se tornar bom.

Por fim, dedique um tempo a refletir sobre como foi a experiência. Pense sobre o que aprendeu, de quais coisas gostou e o que daria para fazer de forma diferente. O objetivo aqui é encontrar alegria ao praticar um hobby, não se tornar um expert de cara. Seja gentil consigo e aproveite o aprendizado.

Triunfando com alegria

Precisamos celebrar os recomeços e sucessos que temos em nossa jornada para encontrar a felicidade. Isso ajuda a apreciar as próprias realizações e reforça a motivação para continuar a crescer. Comece o dia com a prática da gratidão. Anote em um diário todas as pequenas vitórias do dia anterior. Aprecie-as.

De tarde, reserve alguns minutos para registrar outros sucessos que alcançou até o momento. Celebre ao completar uma tarefa difícil ou conseguir um cliente novo. Dance em sua casa, tome um café diferente ou ligue para alguém para compartilhar a boa nova. De noite, pratique rituais de recomeço.

Se você experimentou algum revés durante o dia, use alguns minutos para escrever o que você aprendeu com a experiência e como quer seguir em frente. Medite para se livrar dos sentimentos negativos e encontrar um novo começo. Essa prática diária ajuda a reconhecer e valorizar as coisas boas da vida.

Ponha sua felicidade em primeiro lugar

Pôr a sua felicidade em primeiro lugar é um ato de bondade. Quando estamos felizes, temos mais condições para contribuir com o mundo de forma positiva. Não dá para dar aquilo que não temos. Pessoas felizes são mais produtivas, sociáveis e criativas. Isso se traduz em engajamento, performance e colaboração.

Em casa, isso também traz um efeito cascata na família. Pais felizes, por exemplo, têm mais chances de criar filhos felizes. O bem-estar influencia no ânimo da família. Por isso, não é certo sentir culpa por separar um tempo para o autocuidado. Ao investir na própria felicidade, você demonstra amor para si e para os outros.

Quando priorizamos a felicidade, damos o exemplo aos outros. A dica da autora é pegar o fim da tarde para fazer alguma coisa que você realmente goste. Pode ser uma caminhada, uma aula de ioga, uma sessão de dança ou até uma brincadeira com os filhos no parque. O que vale é ser uma atividade que traga alegria.

Notas finais

O poder do reset é um livro sobre saúde, trabalho, produtividade, organização e bem-estar. A autora nos convida ao autocuidado, às pausas, à gratidão pelas pequenas conquistas e à busca de felicidade. 

Dica do 12min

A autora de “O poder do reset” cita a meditação como um bom hábito para cuidar da mente e incorporar na rotina diária. Em “O cérebro e a meditação”, um neurocientista e um monge se aprofundam nessa prática milenar. Veja no 12 min!

Leia e ouça grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 7 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

Quem escreveu o livro?

Paula Abreu é coach, empresária, mentora e palestrante. Fundou a empresa de coaching “Escolha sua vi... (Leia mais)

Aprenda mais com o 12min

6 Milhões

De usuários já transformaram sua forma de se desenvolver

4,8 Estrelas

Média de avaliações na AppStore e no Google Play

91%

Dos usuários do 12min melhoraram seu hábito de leitura

Um pequeno investimento para uma oportunidade incrível

Cresca exponencialmente com o acesso a ideias poderosas de mais de 2.500 microbooks de não ficção.

Hoje

Comece a aproveitar toda a biblioteca que o 12min tem a oferecer.

Dia 5

Não se preocupe, enviaremos um lembrete avisando que sua trial está finalizando.

Dia 7

O período de testes acaba aqui.

Aproveite o acesso ilimitado por 7 dias. Use nosso app e continue investindo em você mesmo por menos de R$14,92 por mês, ou apenas cancele antes do fim dos 7 dias e você não será cobrado.

Inicie seu teste gratuito

Mais de 70.000 avaliações 5 estrelas

Inicie seu teste gratuito

O que a mídia diz sobre nós?