O poder da autorresponsabilidade Resumo - Paulo Vieira

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

3093 leituras ·  5.0 avaliação média ·  5 avaliações

O poder da autorresponsabilidade

O poder da autorresponsabilidade Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: O poder da autorresponsabilidade - A ferramenta comprovada que gera alta performance e resultados em pouco tempo

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-8545202219

Também disponível em audiobook

Resumo

Cuidar de si e ser responsável pelos seus próprios atos. Esta pode ser uma obrigação fácil aos olhos de quem vê, mas em verdade, requer bastante foco e dedicação. O presente livro tem diversas dicas, lições e leis que são destinadas a todos aqueles que querem ter uma vida de maior controle e mais alta performance. Aprender a ter maior autorresponsabilidade em passos práticos - este o propósito de ensinamento aqui exposto.

Se você deseja ter uma verdadeira aula sobre como se tornar um vencedor e parar de justificar suas falhas, este é o livro que você precisa ler. Recomendado para toda e qualquer situação, dentro ou fora de casa.

Paulo Vieira é um coach, criador do Método CIS, assim como escritor e PhD em Business Administration pela Florida Christian University (FUC), e tem muitas dicas para passar quando falamos de sucesso e abundância. Autor de livros como "O Poder da Ação", ele pode te ensinar muito nos próximos 12 minutos! Vamos nessa?

Motivos para aprender sobre a autorresponsabilidade

Pessoas com muita inteligência emocional têm maior capacidade para realizar sonhos, sejam eles pessoais ou profissionais. Tendem a ser mais felizes, já que a felicidade exige maior controle emocional.

Tal inteligência só pode ser atendida quando as pessoas são capazes de se responsabilizar pelo próprio crescimento em todos os campos da vida, desde o pessoal até o profissional. Isso também contribui para que pessoas do próprio convívio cresçam junto.

O maior objetivo do ensino do controle da autorresponsabilidade é fazer com que todos possam descortinar suas fragilidades e ineficiências, tendo capacidade de assumir tudo o que é de sua alçada. 

Paulo Vieira se baseou nestas lições em suas mais de 10.800 horas de sessões individuais de Coaching Integral Sistêmico. Nesses treinamentos, aprendeu uma lição que busca passar a todos: responsabilizar-se por tudo o que acontece na própria vida é a certeza de realização e plenitude. 

O início

Em uma manhã de setembro de 1997, Paulo Vieira acordou para encarar a dura realidade cotidiana. Era mais um dia começando, cheio de problemas, sem prazeres ou confortos. 

Seus problemas pareciam não ter solução, pois quanto mais situações vivia, menos esperanças tinha de resolver suas aflições. Naquele momento, estava endividado, no meio de um processo de divórcio, seu negócio próprio ia de mal a pior, sua pressão não parava de subir e andava distante da família e dos amigos. 

Em determinado dia, levantou tarde da cama e fingiu que sua vida estava perfeita e sem problemas. Notou o céu mais azul, a vida mais colorida e foi ao shopping. Ali, decidiu que o equilíbrio voltaria à sua vida, depois de ler um pequeno livro de autoajuda por quatro vezes. 

Dali em diante, as coisas passaram a ter outra perspectiva e as soluções para os problemas passaram a estar mais claras dentro de Vieira. 

Não vivemos fracassos, mas os sucessos das próprias escolhas

Naquele momento, Paulo Vieira sentiu uma angústia por perceber que desde a adolescência se fazia de vítima, tinha pena de si próprio, promovia um autoboicote e ainda queria atenção e amor. 

Ao ter essa noção, sentiu-se fortalecido e com mais esperança, pois teve a noção de que era o responsável pelo próprio destino. Ninguém, além de Vieira, havia conduzido seu destino àquela situação ruim. Afinal, ele é o condutor da própria vida, podendo direcioná-la para onde quiser. 

Certo dia, em que sofreu um acidente com duas amigas, quando bateu o carro e um poste dividiu o veículo ao meio, ficou preso nas ferragens e por pouco não morreu. Foi outro momento marcante em que Vieira disse para si que a vida voltaria a ser controlada por ele rumo a um bom destino quando saísse dali. 

Ao sobreviver ao acidente intacto, além de ter conseguido salvar a vida das duas amigas, teve a guinada crucial em sua vida. 

Recomeço

O acidente de carro sofrido por Vieira significou um renascimento, depois de 13 anos de muitos problemas e humilhações.

Desde então, sua vida só melhorou: hoje vive um casamento melhor do que 20 anos atrás, tem mais e melhores amigos e sua empresa está presente no Brasil e em outros países do continente. 

Em todos os ambientes, ele aplica os conceitos e lições sobre autorresponsabilidade, além de impactar milhões de pessoas ao ano com o Método CIS, Coaching Integral Sistêmico, curso que criou para treinar a inteligência emocional dos alunos. 

Plasticidade neural

Podemos defini-la como a capacidade do cérebro de desenvolver novas conexões sinápticas entre os neurônios por meio da experiência e do comportamento do indivíduo. 

Quando somos submetidos a determinados estímulos, mudanças na organização e na localização de processos de informação podem ocorrer no cérebro.

Podemos aprender novos comportamentos por meio da plasticidade neural, com a qual também vemos o desenvolvimento humano como um ato contínuo e dinâmico. 

Temos aí um fenômeno que indica o cérebro como algo passível de mudanças, pois tal plasticidade desenvolve novos aprendizados e treinamentos. 

Tendo isso como princípio, podemos entender com facilidade o quanto essa plasticidade nos leva a mudar hábitos, desde que tenhamos vontade. 

Identificando seu estado atual 

A maioria de nós busca o fim, almeja chegar a seus objetivos e conquistas, sem ter em mente que a trajetória e o local de partida são de fundamental importância. 

A partir daí, comete-se o erro de não entender o quão distante estamos daquilo que queremos. 

Algumas perguntas são fundamentais para compreender em que estágio você está, para entender qual é o ponto de partida em sua caminhada rumo ao sucesso. 

Exercício 1: Como está sua vida hoje em cada uma das áreas?

Escreva, no mínimo, duas linhas para cada item de sua vida. Familiar, profissional, saúde, social, financeiro, emocional e quantos mais quiser mapear. 

Reflita sobre as facilidades e dificuldades em cada campo, defina onde está e o que busca melhorar em cada uma dessas áreas. 
 

Exercício 2: Responda às perguntas a seguir 

  1. Área do ser: Quem é você? Projete seus sonhos, projetos, medos, ansiedades e preocupações;
  2. Área do fazer: O que você tem feito? Onde tem trabalhado e fazendo o quê? Quais cursos tem feito? Qual atividade física tem praticado? O que vem fazendo em prol de si mesmo, da sua família e do mundo? Você se sente feliz com a vida que tem levado todos os dias?
  3. Área do ter: O que você possui materialmente? Onde mora? Que carro possui? Quais roupas veste? Possui poupança? Quais são os maiores bens que você possui?

Se depois de responder, considerar tudo ótimo, o trabalho termina por aqui. Agora, se houver insatisfação, se houver uma vida pouco prazerosa de acordo com seus objetivos, vamos continuar...

Competência pessoal 

Trata-se da capacidade de se conectar consigo, para tirar o melhor de si e desenvolver aptidão para o desenvolvimento pessoal.

Para cada uma das categorias abaixo, dê uma nota de 1 a 10, depois de pensar e analisar sobre seu momento atual:  

  • Autoconsciência Pessoal;
  • Autoavaliação Precisa;
  • Autoconfiança;
  • Autocontrole Emocional;
  • Superação;
  • Iniciativa;
  • Transparência; 
  • Adaptabilidade;
  • Otimismo.

Considere a seguinte classificação: se a nota foi de 1 a 2, o resultado é totalmente insatisfatório; de 3 a 4: insatisfatório; de 5 a 6: regular; de 7 a 8: satisfatório; e se a nota for de 9 a 10, você supera as expectativas naquele quesito. 

Exercício 3

Para cada nota inferior a 7, enumere todos os prejuízos que já teve naquele campo.

Depois disso, você terá a plena capacidade de se autoavaliar e projetar melhor qual o caminho pretende trilhar e as melhores formas de chegar nele.

A consciência plena

Em todas as épocas e culturas do mundo, o progresso individual e as mudanças profundas só podem acontecer pelo caminho da conscientização plena. 

Ela pode ser definida como a percepção ou entendimento que nos permite vivenciar, experimentar e compreender os aspectos do mundo que nos cerca e também dos desafios que podem ser impostos pelas adversidades. 

Já a consciência relativa é uma compreensão limitada, situacional, influenciável e precária da realidade de si e do mundo à sua volta, comumente afetando aqueles que não aderem à autorresponsabildiade e culpam o mundo por seus problemas.

Quando temos consciência relativa, tomamos decisões boas em alguns momentos e outras terríveis em outros momentos. 

Só se atinge a consciência plena ao ter maior compreensão de si, de seus erros e acertos, habilidades e dificuldades, como ensinado anteriormente. 

Os dois principais fatores que nos impedem de ter consciência plena são a falta de empatia e um caráter antissocial. Sem eles, não podemos entender o que se passa ao nosso redor, tampouco somos capazes de compreender as realidades de cada ser humano, que é um mundo único com seus próprios pensamentos e opiniões, bem como sua maneira de nos afetar no convívio diário. 

A autorresponsabilidade

Deve ser a busca maior para o resto de nossas vidas. Tendo a consciência e clareza de si, compreendendo o mundo ao redor, podemos pensar na autorresponsabilidade, com a crença de que somos seres únicos na Terra.

As três perguntas abaixo devem ser respondidas diariamente quando temos problemas que, aparentemente, nos distanciam de nossos objetivos:

  1. Quem está no barco de sua vida?
  2. Por ação ou por omissão, para onde você está conduzindo sua vida?
  3. O quanto você de fato está preparado para conduzir sua vida?

Suas três respostas devem ser claras, caso contrário, ainda haverá uma distância grande a ser percorrida no caminho da busca pela autorresponsabilidade. Afinal de contas, você é o único responsável pela vida que leva ultimamente, tudo é fruto de escolher que fez no passado, tenham sido de qualidade ou não, tenham sido elas conscientes ou não. 

Exercício 4

Paulo Vieira definiu a autorresponsabilidade como a crença de que você é o único responsável pela vida que tem levado, ou seja, é o único que pode mudá-la. 

E propõe este exercício: Reescreva três vezes esta afirmação, em primeira pessoa e com suas próprias palavras. 

Decore a definição, use-a como um mantra. 

Exercício 5

O último exercício para a consolidação da autorresponsabilidade em sua vida consiste em escrever uma visão extraordinária para seu futuro.

Descreva a vida que você quer, sem que haja limites para seus sonhos. Tudo o que você gostaria de ser, fazer e ter deve ser colocado no papel. 

As seis leis para a conquista da autorresponsabilidade

Por fim, fica mais fácil aplicar a autorresponasbilidade em nossas vidas quando seguimos essas seis leis:

  1. Se é para criticar, cale-se;
  2. Se é para reclamar, dê sugestão;
  3. Se é para buscar culpados, busque soluções;
  4. Se é para se fazer de vítima, faça-se vencedor;
  5. Se é para justificar seus erros, aprenda com eles; 
  6. Se é para julgar as pessoas, julgue apenas suas atitudes e comportamentos. 

Notas finais 

Somos os culpados pelos nossos fracassos e sucessos. Ninguém, além de nós, é dono de nosso destino.

Esta é a lição que fica em O poder da autorresponsabilidade: A ferramenta comprovada que gera alta performance e resultados em pouco tempo, mais uma obra de Paulo Vieira que nos leva a repensar a forma como levamos a vida. 

Quando passamos a nos comportar como donos do próprio destino, podemos, de fato, construir um novo futuro e alcançar todos os objetivos que haviam ficado pelo meio do caminho. 

Todas aquelas pessoas que culpam o mundo pelos sucessivos fracassos deveriam ler a obra de Vieira, que além de apresentar lições, nos propõe sua prática por meio de exercícios simples.

Ao tomar o destino para si e se responsabilizar por tudo de bom e ruim que acontece na própria vida, o caminho rumo ao sucesso se torna menos tortuoso.

Dica do 12’

O caminho da autorresponsabilidade exige de nós que saibamos aonde queremos chegar. Para isso, um bom complemento é a leitura do microbook Encontre seu Porquê, no qual aprendemos a buscar motivação diária para nossas vidas.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Escritor e conferencista internacional, Paulo Vieira é PhD em coaching pela Florida Cristhian University (FCU) e é um dos mais conceituados coaches do Brasil. Ao longo dos últimos 18 anos, vem acumulando mais de 10.700 horas em sessões individuais de coaching. É o criador da revolucionária metodologia do Coaching Integral Sistêmico (CIS), que já impactou mais de 250 mil pessoas pelo mundo. É um escritor muito respeitado no cenário nacional e internacional. É escritor, palestrante... (Leia mais)