O 'ano que vem' chegou!

Para de deixar para depois. Aproveite 44% OFF no 12min Premium!

1593 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Guia 12min de Exercícios Físicos

Guia 12min de Exercícios Físicos Resumo
12min Originals e 12min fit

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Guia 12min de Exercícios Físicos

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 

Também disponível em audiobook

Resumo

Por que se exercitar?

Essa pergunta parece óbvia, mas é sempre bom ressaltar. Todo mundo sabe que praticar exercícios físicos traz benefícios para a saúde. Não é só uma questão estética, nem todo mundo está se mexendo apenas para ficar em forma. Mexer o corpo traz bem-estar físico e mental. Inclusive, existem diversos estudos que comprovam que praticar atividades físicas aumenta consideravelmente a sua habilidade de foco e concentração.

Se você dá um pé na bunda do sedentarismo, até mesmo sua vida profissional agradece. É que os exercícios ajudam a aumentar a produtividade no trabalho, melhorando a motivação pessoal para cumprir a jornada diária. Fica mais fácil manter os níveis de energia para garantir o pão de cada dia. 

Além disso, praticando meia horinha de atividades físicas todos os dias, você diminui a pressão arterial, controla a diabetes e o colesterol, melhora a capacidade respiratória, fortalece os ossos e as articulações. E claro, consegue controlar melhor o peso, ajudando quem deseja perder os quilinhos a mais. 

A prática regular de exercícios físicos também é ótima para a saúde feminina, porque ajuda a minimizar os efeitos da TPM, reduz os impactos da menopausa sobre o corpo e previne infecções ginecológicas. 

Não para por aí: uma rotina de atividades físicas também faz bem para a mente.

Sua saúde mental agradece

Se problemas como estresse, ansiedade e insônia tomam conta da sua rotina, os exercícios físicos podem lhe ajudar. Além de regular o sono, eles diminuem a tensão que esses problemas causam. 

Começa porque elevam a autoestima, logo de cara. Não falamos isso da boca pra fora. Desde a metade dos anos de 1990, estudos científicos mostram que pessoas sedentárias têm maior propensão ao uso de ansiolíticos e antidepressivos. 

Já reparou como, ao fim de uma atividade física, parece que todos os problemas foram embora e a mente ficou mais limpa?  Com o estilo de vida cada vez mais corrido, não dá para deixar os exercícios para depois. Ainda não sabe como começar? Calma, a gente ajuda.

É difícil deixar de ser sedentário?

Muita gente sabe da necessidade de largar o sedentarismo, mas não faz ideia de por onde começar. São medos, obstáculos e autossabotagens que fazem adiar planos de exercícios sempre para a próxima segunda-feira. Sempre deixando para depois...

Para se ter uma ideia, pouco mais de 53% das mulheres são sedentárias, enquanto 40% da população nacional é composta por homens que não se exercitam. Antes de tudo, é bom lembrar que matricular-se na academia não significa largar o sedentarismo, é preciso criar uma rotina. Essa prática não pode ser esporádica, precisa virar hábito. 

Se você acha que não tem tempo para isso, pare e pense. Sua vida deve ser a prioridade. Sem saúde de qualidade de vida, nenhum objetivo será conquistado com plenitude. Por isso, coloque os exercícios na agenda. Eles devem ter o status de compromisso como qualquer outro da rotina. Exercitar-se é uma escolha e o tempo é escasso para todo mundo. Essa não é uma desculpa aceitável. 

E não se iluda: no começo, a rotina de atividades físicas não é fácil mesmo. A preguiça vem no início, mas depois passa. Adotar exercícios como estilo de vida não é simples porque ele vai contra a natureza humana. Nosso organismo moldou o metabolismo para guardar toda a energia acumulada em excesso. Praticar atividades físicas é uma escolha diária que você precisa fazer para queimar esses excessos e eliminar toxinas ruins para o corpo e para a mente. 

Coloque metas claras e reais. Mudar hábitos não acontece de uma hora para outra. Imaginar que você vai sair do sedentarismo para virar um atleta de ponta milagrosamente é um fracasso anunciado. Vá com calma, devagarzinho, mas vá. 

Existe um exercício adequado para o seu perfil. E mesmo que você não tenha dinheiro ou não goste de frequentar o ambiente das academias, a Queima Diária está aqui justamente para ajudar nessa mudança de estilo de vida. Ainda acha que tem desculpa para começar logo?

Tudo bem, mas vale a pena se exercitar em casa?

É claro que vale! Muita gente ainda tem dúvidas sobre os resultados de se exercitar sem sair de casa. Há quem duvide e tenha receio dessa prática. Com profissionais qualificados pra fazer o acompanhamento e programas de treinamento bem estruturados, você consegue alcançar o objetivo desejado com a atividade física. 

No Queima Diária, até mesmo a repetição dos exercícios e as escolhas dos movimentos são feitos na medida para você, com uma variedade incrível, para não ficar entediado ao praticar exercícios no aconchego do lar. 

Não têm motivos para duvidar. Em casa, dá para pular corda, dançar, alongar, praticar ioga, subir e descer escadas, fazer agachamentos, flexões, abdominais e muitos outros exercícios. Com um bom planejamento e reservando uma parte do seu dia para a atividade física, sua vida vai mudar. Já já a gente ensina como montar um. Fique com a gente.

Tem idade certa para treinar?

Quando falamos na prática de exercícios físicos, é normal pensar numa vida mais saudável. E para isso não importa a idade. Eles contribuem para o combate a doenças em todas as faixas etárias. É claro, toda atividade precisa ser adequada e com uma boa orientação, não podemos esquecer. 

Para você ter uma ideia, a Sociedade Brasileira de Pediatria já publicou manuais com orientações para estimular crianças a praticarem esportes para prevenir doenças como obesidade e outras complicações geradas pelo sedentarismo. Nessas cartilhas, a SBP orienta o incentivo à prática de exercícios desde cedo, para que a atividade física seja constante e as crianças se acostumem desde pequenas a este hábito.

Por outro lado, ao envelhecer, percebemos efeitos biológicos, fisiológicos, sociais e psicológicos interferindo em nosso corpo. Nossa capacidade física diminui gradativamente e a qualidade de vida diminui mesmo. Por isso, precisamos estar preparados para amenizar esses efeitos do tempo.

Ao atingir a terceira idade, ter um programa de exercícios físicos regulares é essencial para reduzir, prevenir e tratar o declínio físico causado pelo envelhecimento. Podem ser exercícios aeróbios ou anaeróbios, não importa. É fundamental ter a orientação para a prática que mais se adequa à condição de saúde do idoso. 

Tudo bem, mas... e as grávidas?

Se você pensa que exercícios físicos são contraindicados para mulheres grávidas, você está muito enganado. Atividades físicas combinam com uma gravidez saudável e devem ser praticadas.

Mantendo-se ativa durante a gestação, os benefícios vão do aumento da disposição à diminuição do inchaço e dos enjoos. Além disso, aliviam-se as dores nas costas e nas articulações, bem como doenças, entre elas a diabetes gestacional e a hipertensão arterial. Exercícios também ajudam no preparo muscular e cardiovascular para a hora do parto e na recuperação depois de dar à luz.

Uma gestante que se exercita por 30 minutos, de três a cinco vezes por semana, já sente os resultados positivos. É importante evitar ficar muito tempo de barriga para cima durante a prática das atividades e respeitar os limites corpo. Saiba ouvi-lo, porque ele dá sinais quando as coisas não vão bem ou passaram do ponto. 

Se quiser praticar musculação, fique atenta e procure a orientação de um bom profissional de Educação Física, porque há restrições específicas do período gestacional. Exercícios como pilates, natação, alongamento, hidroginástica, ioga, ginástica localizada, dança e tai chi chuan farão da gravidez um período bem mais saudável e de boas lembranças. 

Também dá para praticar a tão conhecida caminhada, essencial nesse período. Só é preciso tomar muito cuidado com corridas. Novamente: nesse caso, busque uma boa orientação. 

Planejando uma rotina de exercícios

Chegamos até aqui e você pode estar se perguntando como estabelecer uma boa rotina de exercícios. Não é tão difícil quanto parece. Mas é importante que isso se torne um hábito. Pesquisas indicam que precisamos de pelo menos 21 dias de constância para adquirir um novo hábito. E aí, tá preparado? Então siga as dicas abaixo e deixe de desculpas. Mexa esse corpo e cuide da saúde: ela é sua prioridade.

  • Tenha um objetivo: você quer emagrecer, ganhar massa muscular, apenas sair do sedentarismo? Saiba exatamente seu desejo e parta daí para mudar o estilo de vida;
  • Defina suas metas: elas devem ser reais e alcançáveis. No começo, coloque pequenos objetivos para conquistar aos poucos e diminuir as chances de desanimar e desistir. Lembre-se que você não vai sair do sedentarismo para virar um grande atleta de uma hora para outra. E não esqueça de respeitar os próprios limites;
  • Crie hábito: estabeleça uma rotina. Faça da prática de exercícios físicos uma atividade marcada na sua agenda. Não é luxo ou mera distração. Pense nas atividades como uma tarefa a ser cumprida, ou um trabalho a ser entregue. Ela deve entrar na sua vida para não sair mais;
  • Mantenha o foco: para isso, seu objetivo não pode sair da cabeça. Lembre-se que você não está se exercitando por capricho, mas porque quer chegar a algum lugar;
  • Acompanhe seu processo: registre a evolução do desempenho, tire fotos praticando exercícios. Não confie apenas no que a balança mostra, você vai se surpreender com cada passo dado. Pode parecer pouco, mas é importantíssimo para deixar claro que se exercitar muda sua vida para melhor;
  • Comemore as pequenas conquistas: não importa o tamanho da nova vitória, ela deve ser comemorada. Pode ser a maior resistência em uma série ou mais tempo repetindo um exercício. Comemore mesmo. Isso vai te motivar a não desistir;
  • Encontre uma atividade física prazerosa: última dica, mas nem por isso a menos importante. Muita gente desiste no meio do caminho porque escolhe uma atividade que não lhe agrada. Pratique o que te dá prazer, um exercício com o qual você se identifica. Exercícios não se resumem a sacrifício. Também é sinônimo de satisfação. Faça dessa prática um momento aguardado, em que você sabe que vai se sentir bem.

Uma dica é ter um “tracker” dos seus hábitos, ou seja, um controle que te permita enxergar a frequência das atividades ou que te mostre os resultados do benefício. A nossa dica é marcar sempre em um calendário os dias em que você praticou a atividade física, porque assim consegue visualizar a constância do seu novo hábito. Outra sugestão super legal é convidar alguém para entrar nessa com você. Sua companheira (o), seus pais, seus irmãos ou outros familiares podem ajudar sendo um incentivo para a atividade. Que tal começar hoje? Estamos torcendo por você.

Notas finais 

Praticar exercícios físicos não é uma questão estética, mas de saúde. Ao longo das últimas décadas, ouvimos com frequência o quanto o sedentarismo é prejudicial para o corpo. E o Guia 12 min de exercícios físicos provou que depois do primeiro passo, fica mais fácil suar e eliminar tudo de ruim. Que isso vire sua rotina saudável e indispensável.

Dica do 12min

Baixe agora a Queima Diária e teste grátis por 30 dias acessando este link. Escolha a modalidade mais adequada ao seu perfil, monte um treino bacana e melhore a qualidade de vida. Agora não tem mais desculpas pra ficar parado.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Não conhece a Queima Diária? É a maior plataforma de exercícios para praticar em casa da América Latina. É quase uma Netflix do Fitness. Nela, você encontra mais de 1.100 aulas de moda... (Leia mais)

Agora o 12min também produz conteúdos próprios. 12min Originals é a ferram... (Leia mais)

Mais livros do author Queima Diária & 12min Originals