Grinding It Out Resumo - Ray Kroc

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

1582 leituras ·  4.7 avaliação média ·  511 avaliações

Grinding It Out

Grinding It Out Resumo
Carreira & Negócios

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Grinding It Out: The Making of McDonald's

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 125013028X, 978-1250130280

Também disponível em audiobook

Resumo

O McDonald's hoje, é uma das marcas mais conhecidas no globo terrestre. Quase todo mundo já comeu um dos lanches vendidos aqui - mas como um empreendedor conseguiu levar a sua marca para todos os cantos do mundo? Neste livro vemos a história de Ray Kroc, o visionário que mudou o jogo dos restaurantes, criou o McDonald's e hoje tem mais de 34 mil lojas ao redor do globo!

Empreendedor ou interessado em empreendedorismo? Procurando um microbook inspirador? Quer saber mais da história do McDonalds? Este microbook pode te dar todos esses pontos! Ideal para ser lido em momentos de concentração, preferencialmente em casa.

Raymond Alexander "Ray" Kroc, foi um empresário norte-americano, dono da rede de fast-food McDonald's. Desde sempre, sonhava em construir um sistema de restaurantes que conseguisse vender comida de alta qualidade e de forma continuada e rápida. Veja mais da história desse visionário nos próximos 12 minutos.

O começo de tudo

Ray Kroc nasceu em Oak Park, perto de Chicago, em 1902. Quando criança seu apelido era ‘Danny Dreammer’, porque passava horas sonhando acordado e pensando na vida. Ele começou a trabalhar muito cedo e não parou mais. No início da sua carreira chegou a trabalhar 19 horas por dia em dois empregos: como vendedor e tocando piano em um programa de rádio. Ele chegava à estação de radio às 18 horas e tocava por duas horas. Tinha uma folga de duas horas e depois trabalhava até 2 da manhã. Algumas horas depois já estava de pé para vender copos de papel.

Mas o sucesso só chegou depois dos 52 anos, com o McDonald’s. Até aquele momento, Kroc era um bom vendedor e trabalhava duro para isso, mas financeiramente havia enfrentado muitas dificuldades. Antes do sucesso, Kroc vendia copos de papel porque acreditava que os norte- americanos caminhavam nessa direção.

As vendas dos copos continuavam crescendo à medida que Kroc desenvolvia um plano de trabalho. Ele chegou à conclusão de que os clientes preferiam abordagens mais diretas e preferiam comprar quando ele não fazia rodeios. Segundo ele, muitos vendedores não conseguiam reconhecer a hora de parar de falar, e esse era seu diferencial. Assim que percebia que o cliente estava ficando nervoso ou olhando demais para o relógio, ele parava de falar e fazia o pedido de compra.

Mas ele não se conformava, estava sempre à procura de novas oportunidades. No inverno – época de vendas ruins para os copos de papel, Kroc decidiu pedir uma licença do emprego de vendedor para passar cinco meses na Flórida. Durante esse tempo, ele conseguiu um emprego como corretor, vendendo lotes em Fort Lauderdale, uma cidade litorânea daquele estado. No início, foi um ótimo emprego, já que os Estados Unidos estavam passando por um boom imobiliário nos anos de 1920. Mas depois de um tempo, as coisas desandaram para o mercado imobiliário, o que fez com que Kroc procurasse por alternativas.

Aprendendo com as dificuldades

Depois de diversos empregos, e antes de se envolver com o McDonald’s, Kroc vendia Multimixers para fazer milk-shakes. A empresa Multimixer negociou com Kroc e se tornou dona de 60% da empresa dele. Eles forneceram $6.000 em capital para começar o negócio. Kroc sabia que esse era um acordo ruim, mas não tinha escolha a não ser aceitar.

Kroc estava se saindo bem nas vendas de Multimixer, mas ele só tinha 40% da sua empresa. Ele ofereceu comprar os 60% restantes e a empresa pediu cerca de $68000 por isso, deixando Kroc furioso.

Ele fez uma segunda hipoteca de sua casa e pagou o valor pedido. Kroc acreditava que ter vencido essa dificuldade o ajudou a perseverar em suas dificuldades financeiras no começo do McDonald’s.

Kroc havia ouvido falar sobre o restaurante McDonald’s em San Bernandino porque os irmãos McDonald decidiram comprar muitos Multimixers dele. Ao conhecer o empreendimento, ficou encantado pela operação. Ele afirmou que apesar de já ter conhecido inúmeras cozinhas de diversos restaurantes ao redor do país, nunca havia visto nada parecido e com tanto potencial, incentivando os irmãos a abrirem outras unidades.

Um restaurante diferente

O primeiro McDonald's foi fundado em 1940 pelos irmãos Mac e Dick McDonald, em uma cidade próxima de Los Angeles, chamada San Bernadino. O restaurante de San Bernandino funcionava como um drive-thru comum e fez muito sucesso na cidade, principalmente entre os adolescentes. Mas, depois da Segunda Guerra Mundial, os irmãos perceberam que estavam trabalhando muito para manter o lugar, e apesar disso não geravam muito lucro – embora o local ficasse sempre cheio.

Então decidiram fechar o bem-sucedido restaurante em 1948, para reabrir com um tipo diferente de operação, que pudesse gerar um lucro maior. O menu e o serviço do restaurante foram reduzidos para o mínimo possível. Os hambúrgueres, fritas e bebidas eram preparados em uma linha de montagem. Como os procedimentos eram muito simples, os irmãos conseguiram se concentrar na qualidade de cada etapa do processo, o que traduzia em um grande diferencial para o restaurante.

As batatas fritas do McDonald’s eram diferentes. Exigiam uma preparação especial e chamavam atenção. Algumas pessoas consideravam que o restaurante possuía as melhores batatas da cidade e grande parte do sucesso do McDonald’s foi atribuído à qualidade das batatas.

Identificando um grande potencial

Ray Kroc abordou os irmãos McDonald e eles concordaram em deixar que Kroc começasse a abrir novas lojas. Em 1954, em Chicago, Kroc assinou um contrato com os dois, e estava convencido de que seu plano daria certo e de que o McDonald’s seria um grande sucesso.

Um fato interessante sobre Ray Kroc como empreendedor era que ele tinha 52 anos quando começou a espalhar o McDonald’s ao redor do país. Ele passou mais de 20 anos da sua vida expandindo o McDonald’s para cerca de 4 mil lojas ao redor do mundo. Ray Kroc construiu um sistema que continuou crescendo mesmo depois de sua aposentadoria: atualmente o McDonald’s possui mais de 34 mil lojas no mundo.

A contribuição de Kroc não foi na padronização do gosto norte-americano, e sim na criação do sistema de franquias do McDonald’s. A grande habilidade dele era de um líder instintivo que trazia empreendedores para uma estrutura com padrões altos de qualidade e serviço e os permitia operar como empreendedores independentes. Esses franqueados se juntaram a gestores corporativos e a diversos fornecedores de alimento e de equipamentos, formando um sistema que em 1987 representava mais de 2 mil empresas independentes.

As batatas fritas e o padrão de qualidade

Depois de ter a aprovação dos irmãos McDonald para levar o McDonald’s para o resto do país, Kroc começou a trabalhar na abertura da segunda loja. Acertar a produção das batatas fritas foi um grande desafio. O segredo do McDonald’s era a batata frita, e ele tentou demonstrar o processo para fazê-las: descascar as batatas deixando um pouco de casca para dar sabor; cortá-las em tiras e mergulhá-las em água fria até que água ficasse branca pelo amido; e aí sim era a hora de mergulhar as batatas em óleo fresco. Mas apesar de ensinar todo o processo corretamente, as batatas não ficavam perfeitas como as do primeiro McDonald’s e ninguém conseguiu entender o porquê.

Era uma situação frustrante. A ideia da franquia dependia do padrão de qualidade e gosto do McDonald’s em centenas de lojas, e eles não estavam conseguindo fazer isso.

Então, para resolver o problema, Kroc aprendeu sobre como melhorar o sabor das batatas se estiverem secas depois do toque com a água fria. Ele entrou em contato com especialistas da Associação de Batatas e Cebolas e explicou o problema a eles.

Depois que um dos especialistas pediu que Kroc descrevesse o procedimento passo a passo do restaurante de San Bernadino, ele conseguiu encontrar a solução. O homem explicou que quando as batatas são mergulhadas na água, a composição delas é em grande parte água. Para melhorar o gosto era preciso secar as batatas para que os açúcares se transformassem em amido. Os irmãos McDonald, sem saber, desenvolveram um processo de tratamento que permitia que as batatas secassem.

As operações das franquias

A maioria das lojas do McDonald’s era franquia. Isso criou uma cultura de pequenos empreendedores, muitos dos quais operavam diversos McDonald’s de uma vez e se tornaram bem-sucedidos.

Ninguém podia negar o sucesso de alguns itens do menu como o Filet’oFish, o Big Mac, a Torta de Maçã, e o Egg McMuffin. O mais interessante sobre esses itens era que haviam evoluído de uma ideia dos operadores. A empresa se beneficiava da ingenuidade dos pequenos empreendedores.

Cada franqueado pagava uma porcentagem de suas vendas brutas à corporação McDonald’s. A porcentagem era de 1.,9% quando o McDonald’s começou, e, em 1977, já era de cerca de 11,9%. Desses 1,9%, 1,4% pertenciam a Ray Kroc e os 0,5% restantes, aos irmãos McDonald.

Mas alguns problemas surgiram com o sistema de franquias. No início, Kroc não podia prever que um operador seria dono de 25 de 30 lojas. Ele não imaginava situações complicadas como as lojas próximas umas das outras que podiam canibalizar as vendas e não pensava sobre o que aconteceria quando o contrato da franquia acabava.

Mas ele tinha uma filosofia básica: eles eram uma organização de pequenos empreendedores. E desde que esses pequenos empreendedores estivessem ganhando dinheiro, o McDonald’s seria recompensado.

Aprendendo a lidar com o estresse

Ele então aprendeu como evitar que os problemas o consumissem. Ele se recusava a se preocupar com muitas coisas ao mesmo tempo, e não deixava que seus problemas tirassem seu sono. Para isso, ele usava uma técnica de auto-hipnose: um sistema que o permitia desligar suas tensões nervosas e calar qualquer questão perturbadora antes de dormir.

Ele pensava em sua mente como um quadro negro cheio de mensagens e se imaginava apagando o quadro, deixando-o limpo. Isso dava a sensação de que sua mente estava completamente vazia, ajudando-o a relaxar o corpo.

A expansão do menu dos restaurantes

O McDonald’s tinha algumas dificuldades em expandir o menu além dos hambúrgueres. A primeira proposta foi a de adicionar um sanduíche de peixe. Ao escutar a ideia, Kroc inicialmente negou a possibilidade e ficou furioso, mas depois de muita pesquisa, ele foi convencido de que era uma boa ideia.

Outra adição foi a famosa torta de maçã. Segundo Kroc, a torta surgiu quando o McDonald’s procurava por sobremesas para colocar no menu. Mas encontrar uma sobremesa que se encaixasse no sistema de produção dos restaurantes e fosse aceita pelos clientes, era um problema. Eles começaram primeiro a oferecer pequenos bolos de morango, mas as vendas foram um fracasso. Então tiveram a ideia de oferecer uma torta frita, que combinou perfeitamente com o restaurante.

O golpe de mestre: uma corporação imobiliária de franquias

Ray queria expandir seu negócio e aumentar suas margens de lucro, mas sabia que precisava fazer mais do que vender o nome do McDonald’s para os pequenos empresários. Por isso, ele abriu uma nova empresa chamada Franchise Realty Corporation: a ideia era comprar terrenos e alugar esses terrenos para os franqueados.

Dessa maneira, a empresa poderia gerar uma receita recorrente dos aluguéis, aumentar o capital para realizar expansões e ainda aumentava seus ativos com a aquisição dos terrenos. O negócio foi um grande sucesso e Ray Kroc começou a construir seu império.

O McDonald’s tinha como objetivo servir alimentos a um preço baixo, de maneira rápida e eficiente. Embora o menu da empresa fosse limitado, os itens tinham ampla aceitação nos Estados Unidos . Por esses motivos, a demanda pelos produtos era menos sensível às flutuações econômicas do que os outros formatos de restaurantes. O McDonald’s não era afetado pelas crises e continuou crescendo e se expandindo.

Até o início dos anos de 1970, a expansão do McDonald’s acontecia em grande parte nos subúrbios norte-americanos. Mas, por um tempo, o restaurante investiu pesado em publicidade e marketing nacional, criando uma demanda em todo o país. E isso abriu as portas para que a empresa diversificasse e gerasse força ao programa de expansão. Atualmente, o McDonald’s está localizado em inúmeros países do mundo, no subúrbio e nos centros das cidades.

Demorava um tempo para que alguém conseguisse abrir uma franquia do McDonald’s. Depois de fazer o pedido, a pessoa precisava trabalhar em uma loja do McDonald’s por um tempo e assim podiam descobrir se o empresário se adaptava ou não ao estilo de operação do restaurante.

Em 1977, Kroc dizia que o tempo médio para encontrar um local para abrir um restaurante era de dois anos. O franqueado precisava então trabalhar 500 horas em um dos restaurantes do McDonald’s e frequentar a Universidade do Hambúrguer.

Nesse mesmo ano, o McDonald’s já possuía 4.177 lojas nos Estados Unidos e em 21 outros países. Além disso, todas as franquias juntas excederam US$3 bilhões em vendas, com a McDonald’s Corporation excedendo US$1 bilhão em receitas. Os lucros depois dos impostos foram de US$100 milhões e o patrimônio líquido da empresa era de US$500 milhões. A empresa continuou crescendo e hoje seu patrimônio líquido é de cerca de US$100 bilhões. Em 2016 os ganhos foram de impressionantes US$4 bilhões com uma receita de US$27 bilhões.

Algumas lições aprendidas com Ray Kroc e o McDonald’s

  • Perseverança é o segredo do sucesso

Ray Kroc trabalhou em inúmeros empregos como vendedor para outras empresas. Ele demorou mais de 30 anos para finalmente começar seu próprio negócio com os irmãos McDonald’s, aos 52 anos.

Ray sabia que estava próximo da sua vitória com o McDonald’s. Ele se esforçou ao máximo, dedicando todo seu tempo, energia e força de vontade na oportunidade. E como sabemos, ele foi recompensado por isso!

  • Você pode controlar sua própria felicidade

Ter muito dinheiro em sua conta corrente, morar em uma mansão e ter o carro do ano não vão te fazer feliz. A felicidade depende do seu progresso e das suas realizações.

Você precisa se aperfeiçoar e não se acomodar com as situações. Ou você tem uma vida estagnada e infeliz, ou levanta a cabeça e começa a trabalhar para alcançar o seu sucesso. Quando estiver progredindo em sua jornada, vai encontrar a felicidade.

Você pode ganhar R$100 por mês em seu negócio ou R$100.000, desde que esteja constantemente se desafiando e lutando pelo progresso todo mês. Dessa maneira, vai conseguir criar um senso de realização e felicidade que ninguém pode te oferecer.

  • Você precisa se esforçar

Para sair de onde está e chegar onde quer chegar você precisa se concentrar em duas coisas: no tempo que leva para isso acontecer e no trabalho duro que você precisa investir. Não existe mágica nem ingrediente secreto para evitar o esforço. Não desperdice seu tempo procurando por essas coisas, escolha trabalhar duro e você será capaz de alcançar seus objetivos.

  • Seja impaciente, planeje e execute

O planejamento é uma etapa muito importante em qualquer projeto, mas ele só funciona se você estiver preparado para agir. Quando você gasta muito tempo preparando, pode não conseguir executar como deveria. A busca constante pela perfeição pode te atrapalhar a progredir. Por isso, tenha atitude, esteja disposto a cometer alguns erros e assumir riscos no caminho. Os arcos dourados do McDonald’s não foram resultado só do planejamento de Ray Kroc, ele precisou ter atitude!

  • Pense grande e busque o crescimento mesmo em tempos difíceis

Quando as coisas estão difíceis e seus competidores estão vendendo e lutando para se manterem de pé essa é sua oportunidade de expandir. Quando os outros estiverem vendendo, você estará comprando; quando os outros estiverem comprando, você estará vendendo.

Você precisa buscar constantemente o crescimento, e precisa enxergar as dificuldades como oportunidades para mudar e evoluir seu negócio.

Notas Finais

O sucesso do McDonald’s se resume a três principais fatores: preparo do alimento com velocidade e custo baixo; batatas fritas de qualidade e ao modelo de franquia de qualidade. Esses fatores foram identificados primeiro por Ray Kroc, que investiu seu tempo e esforço para transformar o McDonald’s em uma famosa e multimilionária cadeia de restaurantes.

Aprenda com Ray, desenvolva uma visão e invista todo seu esforço nela. Não desista frente às adversidades – que com certeza irão aparecer. O sucesso está diretamente relacionado a seu esforço!

Dica do 12'

Que tal conhecer a história do Starbucks? Leia 'Dedique-se de Coração'!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Kroc nasceu em 5 de outubro de 1902 em Oak Park, perto de Chicago. Seus pais Rosemary (Hrach) e Louis Kroc eram de origem checa. Cresceu e passou a maior parte de sua vida em sua cidade natal. Durante a Primeira Guerra Mundial, mentiu sobre sua idade e tornou-se um motorista de ambulância da Cruz Vermelha aos 15 anos, embora a guerra tenha terminado e ao contrário de Walt Disney, que serviu um ano na França, ele não foi enviado para o exterior. Entre o final da guerra e início dos anos 1950, tentou sua sorte em uma variedade de negócios, inc... (Leia mais)

Mais livros do author Ray Kroc