Encontre seu porquê Resumo - Simon Sinek

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

711 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Encontre seu porquê

Encontre seu porquê Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Find Your Why: A Practical Guide for Discovering Purpose for You and Your Team

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-8543106656

Também disponível em audiobook

Resumo

Uma frase inspiradora

A motivação de Simon Sinek para dar continuidade em seu trabalho pode ser resumida nesta frase, indicadora do quanto a vida profissional demanda um propósito que vai além do mero sustento:

"Acredito que a realização profissional é um direito e não um privilégio. Todas as pessoas merecem acordar de manhã animadas para ir ao trabalho. Para nos sentirmos assim, precisamos primeiro entender exatamente o PORQUÊ do que fazemos."

Comece pelo porquê

Em algum momento de sua trajetória, um projeto parecia ser vitória fácil, mas se transformou em decepção ou desastre. Em outros momentos, pelo contrário, um projeto que não tinha a menor chance de dar certo se converteu em sucesso estonteante.

Por mais misteriosos que pareçam, esses resultados, quando vistos pela perspectiva do porquê, tornam-se óbvios e de fácil resolução. 

Assim como dito em Comece Pelo Porquê, primeira obra de Simon Sinek, líderes lendários como Steve Jobs, Martin Luther King e os irmãos Wright, só para citar alguns exemplos, tiveram no porquê o início de seus trabalhos. Dessa forma, a motivação por si só era o foco inicial, tendo os resultados, fossem positivos ou negativos, como mera consequência de todo o trabalho planejado desde então. 

Começar entendendo qual o porquê, qual a motivação para fazer isto ou aquilo, é um passo importante e crucial para não cair na rotina, sentir-se desmotivado ou ver grandes projetos desmoronarem feito castelos de areia. 

Níveis da organização

As organizações, grandes e pequenas, bem como as carreiras profissionais de todas as pessoas, trabalham em três níveis: o que fazemos, como fazemos e por que fazemos. 

É fácil entender o que fazemos: quais produtos vendemos, serviços por nós oferecidos ou tarefas realizadas no dia a dia. Qualquer um consegue fazer isso com alguma facilidade.

Entender como o fazemos também é bem simples: nossas habilidades ou o que nos faz chamar atenção de chefes ou de multidões não precisa de muito segredo para ser destrinchadas.

Agora, pouquíssimas pessoas são capazes de articular com clareza porque fazemos o que fazemos. Se você perguntar para qualquer profissional, de qualquer área, o motivo que o leva a fazer aquilo que faz, sua mente pode entrar em parafuso. 

O porquê mais óbvio que existe

Muitos vão responder que o porquê de trabalharem é ganhar dinheiro. Estamos diante do porquê mais óbvio. O dinheiro é um resultado, não o maior inspirador para quem levanta da cama de manhã cedo.

Para quem responde aludindo ao dinheiro cinicamente, podemos perguntar então qual é a motivação para ganhar dinheiro. Podemos ouvir sobre liberdade, viagens, conforto e muito mais. 

Pois bem: o dinheiro não motiva as pessoas. O verdadeiro porquê vai além disso para explicar o que nos motiva e inspira. O porquê é o propósito, causa, crença por trás das organizações e das carreiras individuais. 

Ao entender qual é seu porquê, você poderá articular com clareza o que é capaz de fazer com que se sinta verdadeiramente realizado. Poderá tomar decisões intencionais e positivas para seu negócio, carreira e vida. Também crescerá sua capacidade para inspirar os outros a comprarem, negociarem ou contratarem você. 

Não terá vontade de jogar na loteria para ficar milionário de uma hora para outra, porque a sua motivação valerá mais que dinheiro, por ser capaz de trabalhar com maior propósito. 

A expressão do porquê em uma companhia

Quando o porquê de uma corporação é definido, a cultura organizacional fica mais tangível e próxima de uma compreensão por parte de seu quadro de colaboradores. As decisões a serem tomadas ficam mais claras, o porquê passa a atingir os níveis macro e micro em cada pequena tarefa a ser cumprida por todos os níveis hierárquicos. 

Se a corporação tem um porquê, cada divisão gerencial tem um porquê e cada colaborador tem um porquê. Daí surge a oportunidade de fazer com que as pessoas se sintam trabalhando de maneira correta, no lugar em que mais se adequam. 

O porquê não é abstrato

O porquê proporciona clareza aos objetivos estabelecidos e torna tangível o que parece abstrato a princípio. Pode ser empregado para contratar, desenvolver estratégias e se comunicar com mais lucidez, tanto interna quanto externamente. 

O porquê não é um sonho distante, mas ajuda a definir a visão da empresa e tem nele a real inspiração de todos que trabalham para o mesmo fim. 

Descobrindo o seu porquê

A rotina de trabalho não é fácil. Acordar cedo, encarar o trânsito ou o transporte público, conviver diariamente com a concorrência dos colegas e lidar com chefes, gerar dinheiro, voltar do trabalho encarando novamente o trânsito e o transporte público, dar de cara com mais problemas pessoais. Há muita coisa a ser feita diariamente. Tudo se repetindo outra vez na manhã seguinte. 

Descobrir o porquê, seja você um empreendedor, funcionário ou líder de equipe, trará uma injeção de ânimo em seu trabalho. Não como uma fórmula de sucesso, mas como ferramenta para conquistar um sucesso de longo prazo. 

Para cada perfil, há uma motivação ainda maior na busca pelo porquê:

  • Se você é um empreendedor, descobrir o porquê fará melhorar a comunicação com funcionários e clientes. Assim, eles entendem o que há de único em sua empresa;
  • Se você é um funcionário, o conhecimento do porquê renova sua paixão pelo ofício, fazendo com que possa se conectar com o porquê da companhia para a qual trabalha. Se descobrir que eles não se conectam, terá maior facilidade na busca por um novo emprego;
  • Caso pertença a uma divisão ou grupo de trabalho dentro de uma empresa, é possível que haja aí uma própria subcultura. Pode ser possível articular o próprio porquê da equipe, definindo e esclarecendo qual a contribuição dela para a empresa. E isso pode ser muito poderoso, pois conecta as pessoas de maneira profunda e significativa;
  • Para descobrir o porquê da organização, ele pode vir do fundador ou nos melhores elementos da cultura da empresa. isso envolve identificação e visão muito bem definida. Descobrir qual o porquê de onde você trabalha é fundamental para saber quais as conexões existentes entre ela e você.

Primeiro passo: Selecione histórias e as compartilhe

O primeiro passo para encontrar o porquê, individual ou coletivo, no ambiente de trabalho, começa por ter em mente que cada um de nós tem apenas um porquê. Ele não se resume a uma declaração do que aspiramos a ser, mas expressa quem efetivamente somos em nossa melhor forma. 

Por vezes, vivemos nosso porquê de maneira inconsciente. Nesses casos, é mais fácil expressá-lo e fazer isso é uma ferramenta poderosa. 

Todo porquê é uma história de origem e podemos olhar para nosso próprio passado, extraindo os tópicos e experiências mais importantes, das que nos tocaram às que nos influenciaram, entre altos e baixos, para melhor defini-lo. 

Individualmente, o porquê é formado, em geral, no período da adolescência. Coletivamente, é no passado comum que o porquê está localizado e precisa ser descoberto, definido. 

Passo 2: Identifique temas 

Imagine que você se divertiu demais em uma festa depois de conhecer alguém com uma história de vida muito interessante. Certamente, tais relatos têm algum tema em comum, que permeiam toda a trajetória da pessoa que lhe entreteve por alguns minutos ou horas. 

A criação do porquê também envolve a criação e identificação de temas em comum, seja para um indivíduo que busca sua motivação.

Passo 3: Faça um rascunho e refine uma Declaração do Porquê

Sua declaração do porquê pode ser feita de maneira simples e clara, focada no efeito que você podera provocar nos outros, em uma linguagem afirmativa, evocando suas emoções. 

O formato ideal de sua declaração do porquê não precisa de muitas linhas, pode ser feita assim: “ _______________ DE MODO QUE __________________”.

Sem rodeios, uma frase simples, mas não necessariamente fácil. 

Por exemplo: 

  • “Possibilitar que as pessoas sejam extraordinárias de modo que possam fazer coisas extraordinárias.”
  • “Incentivar as pessoas a progredirem de modo que elas possam deixar sua marca por onde passem.”
  • “Formar equipes de modo que possamos contar com os pontos fortes dos outros.”
  • “Conectar e envolver de modo que as pessoas se sintam empoderadas em suas vidas.”

Um parceiro na descoberta do porquê 

O processo para descobrir o porquê individualmente é mais fácil quando seguimos alguns passos. 

O primeiro deles é encontrar um parceiro para esta tarefa. Por mais que o porquê tenha motivações internas, é possível ter olhos e ouvidos à disposição para interpretar as suas memórias revisitadas. Basta contar com a ajuda de alguém que tenha a real disposição de ajudá-lo, para que tome notas enquanto você compartilha tudo o que o motiva em seu interior. 

É necessário que ele faça as suas anotações e ouça com atenção tudo que você tem a falar, interpretando cada ponto de forma a captar tudo aquilo que, eventualmente, leve-o a compreender a importância da busca de seu porquê e faça o mesmo em um futuro próximo. 

Declare seus COMOs

Ao buscar o seu porquê individual, poderá ter contato com vários temas, que são seus pontos fortes. Seu parceiro facilitador irá ajudá-lo a descobrir.

Ao tê-los em mente, deverá declarar para si seus COMOs, ingredientes necessário para que esteja em sua melhor forma. Eles são a receita para o sucesso. Seus pontos fortes são os seus COMOs, que o levam a alcançar o seu porquê. 

Assuma uma posição: Faça as coisas nas quais você diz acreditar

Não basta conhecer o porquê, é necessário compartilhá-lo. A maioria de nós se comunica por apenas naquilo que é feito, sem entender ou racionalizar acerca da motivação maior para realizar aquilo. É um comportamento industrial e mecânico.

Para se comunicar com propósito, é necessário descobrir o porquê, saber qual a crença ou causa que o leva a repetir uma mesma tarefa, que o dispõe a levantar de casa cedo e repetir este ou aquele hábito. 

Encontrar o porquê é um desafio, que pode não ser fácil, mas é fundamental para nos alimentar de determinação, encontrando o verdadeiro sentido para tudo aquilo que fazemos. 

Notas finais 

A rotina pode ser massacrante e isso piora se não temos noção dos motivos que nos levam a repetir os mesmos hábitos dia após dia.

Simon Sinek nos ensinou neste Encontre seu porquê: Um guia prático para descobrir o seu propósito e o de sua equipe o quanto é inútil realizar tarefas sem entender qual nossa real motivação. 

Há maneiras simples de descobrir o que nos leva a ser quem somos, porque fazemos o que fazemos. O porquê nada mais é que a motivação, o impulso que nos faz realizar esta ou aquela tarefa. E não se trata do dinheiro ou de bens materiais, pois é a realização do ser humano. 

Ao demonstrar o quanto há algo que nos move, uma essência muito individual e também muito característica para cada empresa ou grupo que frequentamos, Sinek nos ensina a ficar longe do piloto automático, motivo de tanta gente desmotivada e sem propósito no mundo corporativo e, por que não, também na vida pessoal. 

Dica do 12’

A leitura do micorbook O Poder Da Autorresponsabilidade é um bom complemento para a maior compreensão de nosso interior e do quanto os fracassos e sucessos são resultados de nossas próprias escolhas.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Simon O. Sinek é um autor, palestrante e consultor que escreve sobre liderança e gestão. Ele é conhecido por popularizar conceitos como o círculo dourado e os 5 por quês amplamente adotados por profissionais de todo o mundo. Sinek começou sua carreira nas agências de publicidade de Nova York Euro RSCG e Ogilvy & Mather. Mais tarde, lançou seu próprio negócio, Sinek Partners. Sua palestra How Great Leaders Inspire A... (Leia mais)