Como Ter Um Dia Ideal Resumo - Caroline Webb

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

5677 leituras ·  4.5 avaliação média ·  1944 avaliações

Como Ter Um Dia Ideal

Como Ter Um Dia Ideal Resumo
Produtividade & Gestão do Tempo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: How to Have A Good Day: A Revolutionary Handbook for Work and Life

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 8547000186, 978-8547000189

Também disponível em audiobook

Resumo

Nossas semanas, meses e anos não são feitos exclusivamente de dias bons. Mas, podemos otimizar e aumentar a quantidade de dias positivos em nossas agendas. Aqui neste microbook, vemos a aplicação de ciências comportamentais em prol de ter dias ideais e melhorar a vida no trabalho, consequentemente, ganhando muito mais produtividade.

Se você está em busca de fazer os seus dias serem mais produtivos e gozar de mais tempo útil em sua rotina, este microbook poderá lhe ajudar. Ideal para ser lido em qualquer momento de seu dia, até mesmo em uma corrida fora de casa.

A autora aqui é Caroline Webb, uma escritora, economista e coach executiva britânica. Aqui, ela argumenta as ideias que circundam a psicologia e a neurociência de um dia produtivo, e como você pode induzir esse resultado em sua rotina. Aprenda com esta mulher que é um ícone da produtividade nestes próximos 12 minutos.

Transforme um dia ruim em um dia bom

A maioria de nós pode imaginar um desses dias bons no trabalho, em que estamos em nossa melhor fase. Estamos cheios de ideias, conseguimos lidar com qualquer problema e até nos damos bem com aquele colega de trabalho grosseiro.

É claro que nem todos os dias podem ser tão bons assim. Mas seguindo alguns dos conselhos aqui, você vai conseguir transformar quase todos os dias em pelo menos um dia bom.

Descubra os avanços científicos que mudaram tudo

Certos avanços na ciência nos deram percepções muito importantes sobre como poderemos criar um dia melhor.

Alguns desses avanços são:

O nosso cérebro é baseado em dois sistemas. O cérebro trabalha em paralelo com dois sistemas opositores. O sistema deliberado é nosso pensamento consciente, lento e racional. O sistema automático é o subconsciente, rápido e instintivo. Por exemplo, o sistema deliberado calcula uma gorjeta de 15% enquanto o sistema automático te faz correr antes que um carro te atropele ao atravessar a rua.

Nossa mente e corpo estão interconectados de maneiras que não podemos entender. Por exemplo, sabíamos que a felicidade nos leva a sorrir, mas não sabíamos que sorrir (independentemente de como você se sente) vai te deixar mais feliz.

O eixo de descoberta-defesa é outra percepção. Estamos nos movendo constantemente em um eixo, ancorados em uma ponta por uma perspectiva defensiva, esperando um ataque a qualquer momento. Enquanto na outra ponta, estamos ancorados por um estado de descoberta, procurando experiências recompensadoras.

Além das descobertas científicas acima, existem sete conceitos importantes para que você tenha um dia bom:

  • Prioridades: definindo a direção intencional do seu dia.
  • Produtividade: utilizando suas horas do dia da melhor maneira.
  • Relacionamentos: mantendo interações produtivas e positivas.
  • Pensamento: fazendo boas escolhas, sendo criativo e esperto.
  • Influência: maximizando o impacto do que você fala ou faz.
  • Resiliência: superando obstáculos e aborrecimentos.
  • Energia: gerando entusiasmo e satisfação.

Defina suas intenções, se organize e faça planos

Você já se pegou desejando o final de um dia e se sentindo como se tivesse sido um desperdício total? Aqui estão algumas dicas para te ajudar a minimizar esse sentimento.

Em primeiro lugar, defina suas intenções claras para cada dia. Tente eliminar qualquer atividade que você sabe que te atrapalha a alcançar seus objetivos.

Por exemplo, um dos clientes da autora, Martin, é o diretor estratégico de uma fabricante de aviões. Ele observou que sempre que se sentia sobrecarregado com suas tarefas diárias. Por isso, ele acabava realizando hábitos de distração, como checar novos sites.

Então, para aumentar sua produtividade, identifique aqueles hábitos de distração que te atrapalham, e se foque em evitá-los. Mantenha seus olhos nos objetivos diários.

Em segundo lugar, organize seus objetivos utilizando linguagens positivas. Os objetivos colocados dessa maneira, podem ser também chamados de metas de abordagem. Ou seja, metas que afirmam o resultado positivo que você quer alcançar, como por exemplo “tornar meu produto irresistível”. O contrário disso seriam as metas evitáveis, como “parar de perder clientes”.

Existe uma pesquisa que defende os benefícios dessa estratégia. Um estudo de 1997 descobriu que estudantes usando as metas de abordagem melhoraram seus desempenhos, enquanto os outros que utilizavam metas evitáveis pioraram.

Em terceiro, faça um plano “então quando..” para se preparar para obstáculos que podem aparecer no caminho para seus objetivos.

Observe a autora, Caroline Webb, por exemplo. Quando ela fundou sua própria empresa de consultoria e não tinha mais um chefe a esperando no trabalho às 9 da manhã, ela se sentia tentada a dormir e a jogar fora suas manhãs.

Então ela se comprometeu com um plano “então quando..” para superar esse obstáculo. “Quando eu acordar, primeiro farei uma caminhada rápida, então checarei meus e-mails. Essa pequena regra a ajudou a sair da cama e a enfrentar todos os dias com bom humor”.

Se mantenha focado e organizado

Calendários cheios de afazeres no trabalho fazem com que seja muito mais fácil se sentir sobrecarregado. Vamos pensar em algumas maneiras de lidar com essas situações.

Primeiro, o físico. Se encoste em um sofá ou em uma cadeira de escritório por alguns minutos. Mantenha o foco em sua respiração até que tenha se acalmado o suficiente para pensar com clareza.

Então, para ordenar o caos, faça um plano e decida por onde começar.

Primeiro, escreva tudo que você precisa fazer nos próximos dias ou semanas. Marque as tarefas mais importantes e tome uma atitude para completar essa tarefa no dia de hoje, não importa o tamanho dela.

Vamos observar Ângela como um estudo de caso. Ângela era uma advogada que queria concorrer a um cargo em sua empresa. No entanto, a tarefa de “começar a preparação para a eleição” sempre pareceu muito assustadora. Essas palavras davam a ela ansiedade, então ela evitava a tarefa e procrastinava.

O que eventualmente funcionou para ela foi separar a tarefa em passos menores, dividindo em coisas como “ter uma conversa com meu chefe sobre minha ideia. “

Depois de separar a grande tarefa em passos pequenos e gerenciáveis, a “preparação para eleição” se tornou muito menos pesada e ela conseguiu lidar com a situação.

Outro pré-requisito essencial para se focar são as pausas programadas a pelo menos cada uma hora e meia.

O foco no dia diminui com o passar do tempo, e precisa ser recarregado periodicamente. No curso de 90 minutos, nossos cérebros passam de altamente focados para desatentos. É por isso que acabamos mexendo no celular ou navegando em uma rede social quando somos forçados a nos concentrar por mais tempo.

Quando o famoso psicólogo K. Anders Ericsson estudou pessoas no topo de suas áreas, como violonistas famosos, atletas e jogadores de xadrez, ele descobriu que essas pessoas também praticavam em blocos de 90 minutos ou menos, com pequenas pausas entre os blocos.

Melhore seus relacionamentos e interaja mais

Se dar bem com as pessoas a seu redor é essencial para ter um dia melhor. Aqui vão algumas dicas sobre como melhorar seus relacionamentos.

Primeiro, construa um relacionamento quando interagir com alguém do trabalho. Não apenas esbarre em alguém na cozinha do escritório. Se envolva em conversas e faça perguntas sinceras como “o que você vai fazer no feriado?”.

Encontre coisas em comum ou áreas de interesse compartilhadas, demonstre uma curiosidade genuína por seus colegas de trabalho e por qualquer outra pessoa que conhecer. Criar esse senso de conexão é importante, porque cria uma cultura de confiança e colaboração no local de trabalho.

Destacar os interesses em comum é também importante quando você está procurando por um emprego. Isso porque os empregadores são mais propensos a contratar alguém que seja semelhante a eles.

Vamos observar um estudo conduzido pela socióloga Lauren Rivera da Northwestern University. Ela perguntou a gerentes de recrutamento sobre suas contratações mais recentes. A descoberta foi que 74% dos entrevistados admitiram acreditar ter algumas coisas em comum com os novos contratados, seja baseado em interesses como esportes, tecnologia ou alguma outra coisa. Isso indica que os gerentes preferem contratar e estar perto de pessoas que possuem coisas em comum com eles.

Para ter um dia bom, também é importante resolver qualquer tensão com seus colegas de trabalho, já que isso pode acabar com seu entusiasmo.

A melhor maneira de lidar com isso é ser aberto. Explique a seu colega o que você está sentindo e porque. Faça isso de uma maneira educada, mas firme.

Por exemplo, Simon é um vendedor de imóveis que estava incomodado com um cliente que fazia promessas para ele, mas raramente cumpria.

Ao invés de ignorar sua frustração, Simon foi sincero e comunicou o que ele sentia. “Estou confuso porque recebi um feedback positivo de você, mas não seguimos com o projeto. Você se importa em me dizer o que te deixou insatisfeito e o que posso melhorar da próxima vez?”.

Essa abordagem ajudou seu cliente a entender seus sentimentos sem que se sentisse atacado e ficasse na defensiva. Assim eles acabaram tendo uma discussão sobre o que o cliente realmente queria.

Utilize uma árvore de problemas para ajudar na resolução

Você luta ao tomar decisões difíceis porque se sente sobrecarregado? Da próxima vez que se sentir dessa maneira, tente esses passos simples:

Primeiro, desenvolva uma rotina versátil que te ajuda a tomar decisões em todas as situações.

A rotina pode ser tão simples como se perguntar um conjunto de questões como: “quais são as alternativas e as desvantagens potenciais dessa escolha?” ou “qual seria o pior caso e quais são minhas opções se isso acontecer?”.

Peggy é uma diretora de arte de publicidade que desenvolveu uma rotina que funciona bem para ela. O truque é sempre convidar colegas para dar feedbacks sobre seu trabalho atual. Embora ela nem sempre concorde com eles, os feedbacks ajudam a entender os problemas potenciais em suas campanhas, melhorando, portanto, suas decisões.

Lembre-se que bons conselhos podem vir de qualquer pessoa, não só de especialistas. Uma vez Peggy recebeu um feedback valioso de alguém que trabalhava com atendimento ao cliente. A pessoa tinha conhecimento e sugeriu que os clientes não estavam entendendo a campanha, e Peggy conseguiu ajustar a campanha depois disso.

Outra dica para otimizar suas habilidades de resolução de problemas é quebrar um problema complexo em uma “árvore de problemas”.

Comece anotando o problema central. Vamos imaginar que seu negócio está com baixos lucros, então seu problema central poderia ser: “como eu melhoro meus lucros?”

Essa questão é agora o tronco da árvore. Agora, escreva as duas opções possíveis que formam os ramos da árvore. Nesse caso, elas seriam aumentar as receitas ou reduzir os custos.

Então, pense em ações concretas que te ajudariam a realizar essas opções. Por exemplo, você poderia demitir funcionários para diminuir custos, ou lançar um novo produto para aumentar a receita.

Essas sugestões podem gerar mais ramos na árvore de problemas, até que eventualmente você terá mapeado muitas ações possíveis para resolver seu problema.

Envolva seu público em suas apresentações

Você já fez uma apresentação e percebeu que a maioria das pessoas não estava escutando? Para evitar esse problema no futuro, siga essas técnicas simples.

Primeiro, lembre-se de que seu público será muito mais receptivo se eles estiverem envolvidos e sentirem que escolheram algo com o que aprender.

Por exemplo, Emma organiza programas de treinamento sobre novas técnicas pedagógicas para professores. No passado, foi difícil fazer com que qualquer participante se desviasse de seus próprios métodos antigos. Portanto foi difícil fazer com que qualquer pessoa a escutasse durante as sessões de treinamento.

Então Emma tentou um novo tipo de encontro, em que dez professores apresentam seus próprios métodos em diferentes posições na mesa. Os participantes então ficavam livres para andar na sala e parar nas posições que estivessem interessados.

A estratégia de Emma deu aos professores mais liberdade em termos do que aprender, o que os deixou muito mais entusiasmados sobre o treinamento.

Em segundo lugar, faça sua apresentação interessante ao incorporar vídeos ou pôsteres que prendam a atenção do público. Tenha certeza de que você utiliza um quadro branco se tiver um à disposição. As pessoas vão internalizar sua mensagem se você desenhar e escrever em tempo real ao invés de só usar slides preparados.

Um experimento em Stanford University mostrou que as pessoas se lembram 9% a mais de gráficos que são criados em sua frente, comparados com os gráficos que veem prontos em um slide, por exemplo.

E além disso, tenha certeza de que você usa frases simples e curtas, de maneira fluida para prender a atenção do público. Também lembre-se de enfatizar porque sua audiência deve se importar com o que você tem a dizer.

Lembre-se de problemas difíceis que você já conseguiu resolver e fique motivado

É segunda, você está cansado e já espera pelo fim de semana. Mas você tem uma reunião pela manhã, com um cliente insatisfeito. O que você faz?

Primeiro, mantenha a calma e a distância da situação. Imagine que não é você, mas um amigo que precisa enfrentar o cliente. Qual conselho você daria a ele? Você pode também falar com você mesmo em segunda pessoa para ganhar alguma perspectiva distante.

Em seguida, pense em uma situação passada que você resolveu bem e se pergunte quais recursos te ajudaram a fazer isso. Talvez tenha sido sua destreza, temor ou amigos que te apoiaram. Tudo isso provavelmente pode te ajudar também na situação atual.

Por exemplo, Jacquie trabalha no departamento de relações públicas de uma universidade. Uma vez, um terremoto acabou com o suprimento de energia e de água da universidade. Mas ao invés de ver isso como um desastre, Jacquie transformou o terremoto em uma história de RP positiva.

A faculdade conseguiu manter a cerimônia de graduação no meio de alguns prédios destruídos, uma história que a mídia nacional cobriu como uma história de perseverança e comunidade. Graças à atitude de Jacquie e suas habilidades para lidar com a mídia.

Pensar sobre como ela cuidou dessa situação ainda ajuda Jacquie a sentir que pode lidar com qualquer problema.

Em momentos desafiadores, transformar a situação em pensamentos positivos é outra maneira de injetar alguma energia e melhorar seu dia.

Tente alguns desses truques da próxima vez que estiver em uma situação complicada. Comece identificando os padrões mentais, físicos e temporais e como eles afetam sua energia. Por exemplo, é possível que você sempre se sinta letárgico depois do almoço.

Então descubra como aumentar sua energia nessas fases. Pode ser que acordar e tomar uma xícara de chá te ajude, ou ter uma conversa de cinco minutos com um colega de trabalho, ou até mesmo dar uma volta rápida na rua.

Você pode também tentar um exercício de gratidão. Pense em três coisas que aconteceram no seu dia para agradecer. Faça isso mesmo que sejam coisas pequenas, como ter se lembrado de pegar a sombrinha ou ter esquecido e corrido como uma criança na chuva! Mesmo os pequenos pensamentos podem fazer uma grande diferença.

É comum nos sentirmos exaustos às vezes, mas desenvolver rotinas positivas e aprender com o passado pode te ajudar a ter um dia melhor. O autoconhecimento também vai te ajudar a entender como você pode recarregar suas energias no seu dia e transformá-lo em um dia bom.

Notas Finais

Sempre teremos dias bons e dias ruins que estão além do nosso controle. Apesar disso, podemos tomar algumas atitudes para controlar nossas mentes e corpos, e garantir que teremos um dia melhor mesmo em circunstâncias ruins. Utilizando as dicas expostas acima, você pode começar a se incentivar e a transformar situações que antes não eram favoráveis em ótimas oportunidades.

Dica do 12

Manter o foco, render mais e produzir melhor são objetivos bastante comuns. Além disso, eles são tão importantes que temos toda uma categoria sobre produtividade aqui no 12. Veja todos os microbooks que temos por lá!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Caroline é a CEO da Sevenshift, uma empresa que mostra às pessoas como usar insights de ciência comportamental para melhorar a sua vida no trabalho. É também consultora, economista e coach de liderança, tendo trabalhando com cent... (Leia mais)