Como Fracassar em Quase Tudo e Ainda Ser Bem-Sucedido Resumo - Scott Adams

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

3149 leituras ·  4.3 avaliação média ·  956 avaliações

Como Fracassar em Quase Tudo e Ainda Ser Bem-Sucedido

Como Fracassar em Quase Tudo e Ainda Ser Bem-Sucedido Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: How to Fail at Almost Everything and Still Win Big: Kind of the Story of My Life

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 8567871700, 978-8567871707

Também disponível em audiobook

Resumo

Neste livro, vemos como é possível ter sucesso, mesmo que diante dos fracassos que acontecem na caminhada de qualquer profissional. Quando vemos uma pessoa bem sucedida, é fácil pensarmos que ela só obteve vitórias, mas neste livro, vemos que não é bem assim. Aqui, Scott Adams compartilha suas experiências sobre o passado e o fracasso, e como mesmo diante disso, é um homem extremamente bem sucedido hoje.

Ideal para aqueles que querem um livro inspirador, assim como, que possa passar dicas sobre empreendedorismo, este microbook vem a ser uma ótima leitura para momentos de desconcentração e preferencialmente em casa.

O autor aqui é o Scott Adams, um cartunista norte-americano, assim como, autor de diversos livros voltados para o mundo do empreendedorismo, como "Win Bigly" e "Loserthink". Confira nestes próximos 12 minutos como você pode agregar ideias de vencedor à sua rotina e à sua vida.

Esqueça objetivos e metas, utilize sistemas

Existem diversos problemas na lógica que dizemque você precisa definir objetivos para alcançar o sucesso.

Primeiro, quando definimos objetivos, temos expectativas muito altas e por isso eles podem ser difíceis de alcançar. Isso significa que trabalhar por esse objetivo será provavelmente uma tarefa desagradável, que vai te dar um senso de fracasso até que essa meta seja alcançada.

Pense sobre suas resoluções de ano novo. Você se prendeu a alguma delas? Se, como a maioria das pessoas, você não manteve sua resolução, essa não é uma surpresa. O mais provável é que você tenha definido tarefas irreais.

Segundo, os objetivos precisam ter um ponto final. Então o que acontece quando você os alcança? Você pode definir outro objetivo, mas voltará então a se sentir inadequado. Dessa maneira, os objetivos produzem um ciclo que na maior parte do tempo é negativo e insatisfatório, porque os objetivos são irreais. Então, por que não adotar uma abordagem menos específica, mais abrangente e contínua? Isso significa utilizar um pensamento baseado em sistemas.

Os sistemas consistem em uma ideia simples que pode ser aplicada em sua vida diária com o propósito de melhorar sua situação a longo prazo.

Digamos que você queira expandir seu pequeno negócio. Um sistema poderia ser utilizado para aproveitar cada oportunidade de networking, para que você encontre regularmente investidores potenciais. Você vai se sentir bem ao ganhar contatos, e mais motivado sabendo que esse sistema vai melhorar suas chances de sucesso.

Quando Adams decidiu criar um produto desejável que era de fácil reprodução, ele tinha percebido um sistema geral. Toda vez que uma nova ideia falhava, ele não a via como uma derrota individual. Ao invés disso, ele era capaz de ver os benefícios de cada “derrota”: novos conhecimentos, insights, contatos, e a eliminação de ideias ruins. Ele se sentiu positivo sobre seus esforços, porque ele estava aplicando seus sistemas, que foram projetados como um plano de longo prazo eficiente, orientando-o para uma melhor posição.

O que faz a abordagem de sistemas valiosa, é o efeito que ela terá em sua percepção sobre o fracasso e em sua postura geral. Você vai sentir que está em um caminho positivo, simplesmente seguindo seu sistema.

Em um sistema, você aprende com seus fracassos

Quando alguma coisa não sai da maneira que você planejou, parece natural se sentir desapontado, e até mesmo duvidar de suas próprias habilidades. Mas essa mentalidade vem de uma abordagem liderada por objetivos. Você não alcançou seu alvo, você não conseguiu aquele trabalho, então você fracassou. É uma conclusão simples.

Mas como já vimos, fracassos individuais podem ser vistos de uma maneira diferente quando você usa a abordagem dos sistemas. Dentro do contexto de um sistema pessoal, o fracasso tem novos atributos. Ele se torna uma chave e uma característica necessária. O processo do fracasso é parte de um sistema bem-sucedido, e seu sistema cuida da sua orientação, para que você tenha uma maior chance de encontrar o sucesso no longo prazo.

O fracasso sempre foi benéfico em alguns aspectos porque ele te ensina algumas coisas. Você adquire conhecimentos que não tinha antes, talvez uma nova habilidade ou um novo contato que pode ser útil. O mais importante é que você alterou sua percepção sobre o fracasso dentro da abordagem dos sistemas, porque é isso que vai te dar o incentivo que você precisa para ser energizado. E quando você é energizado, seu desempenho é melhor em todas as áreas.

Quando Adams não conseguiu um emprego depois de uma entrevista para uma posição sem experiência, ele aprendeu que ser automaticamente favorável era um fator importante para o sucesso. Ele percebeu que não conseguiu o emprego porque uma outra pessoa se encaixou melhor nas especificações, então ele procurou por possibilidades nas quais suas habilidades eram mais aplicáveis. E esse se tornou um dos sistemas de Adams.

O Dilbert (um personagem dos quadrinhos) foi o resultado da sua busca por uma combinação de habilidades, que lhe deram uma vantagem imediata sobre os outros. Algum conhecimento do mundo corporativo, habilidades de desenho, e a habilidade de escrever de maneira satírica. Seu fracasso inicial de não ter conseguido o emprego, o permitiu trabalhar para alcançar seu sucesso.

O que uma pessoa pode enxergar como fracasso no curto prazo, você deve enxergar como uma oportunidade de aprendizado, uma ferramenta e uma parte necessária do seu sistema. A longo prazo, esse sistema estará te ajudando a alcançar uma posição superior para alcançar o sucesso. Enxergando o fracasso dessa maneira, você vai se sentir muito melhor sobre suas realizações, e como resultado se sentirá mais motivado para tentar seus novos empreendimentos.

A paixão nem sempre leva ao sucesso

Existe uma ideia errada muito comum de que seguir sua paixão vai te levar ao sucesso. Pergunte a qualquer pessoa bem-sucedida em sua área – do esporte aos negócios – como ela chegou lá, e é provável que ela cite a paixão como uma de suas razões.

No entanto, essa história comum esconde uma verdade dura. Você pode se sentir incrivelmente apaixonado por seu projeto ou ideia, e ainda assim pode fracassar. E é provável que seu entusiasmo por esse projeto desapareça também.

O sucesso normalmente induz à paixão, mas a paixão não é necessariamente igual ao sucesso. Adams era apaixonado pela ideia quando começou uma parceria para abrir um restaurante. Empolgado com a popularidade inicial do restaurante, sua paixão aumentou e ele abriu um segundo negócio. Mas quando a empresa começou a declinar, seus níveis de entusiasmo caíram, e seus lucros sofreram. Então ele precisou fechar ambos os restaurantes.

Compare essa experiência com o começo de Adams quando criou os desenhos de Dilbert. Esse processo é o que ele descreve como “um de seus muitos esquemas para ficar rico”. Embora Adams tenha sempre se interessado por desenho, ele só se tornou um apaixonado por seu desenho depois que Dilbert começou a alcançar popularidade. Quando Dilbert começou a ganhar força, a paixão de Adam pelos quadrinhos também ficou mais forte, o que fez com que a produção de seu desenho crescesse.

É provável que você seja mais apaixonado por coisas que faz muito bem. Portanto, você deve tentar coisas novas (e fracassar) até que descubra alguma coisa que pode fazer bem. O mesmo conceito se aplica à novas ideias. Continue tentando até que você desenvolva uma que seja bem recebida. Então você vai ganhar uma energia vital incrível, de saber que o seu esforço está produzindo resultados. Esses são os fatores iniciais necessários para alcançar o sucesso. E é provável que, como resultado, sua paixão aumente – aumentando então seus níveis de energia e produtividade.

Você precisa encontrar alguma coisa que funcione. Seja uma única habilidade forte, uma combinação de habilidades, ou uma ideia que tem recepção positiva. Não importa que você se sinta apaixonado pela ideia no começo ou não , você precisa se sentir energizado por essas habilidades ou ideias. A paixão quase sempre surge com o sucesso, mas o contrário não é necessariamente verdade.

Desenvolva diversas habilidades diferentes

Graças aos conceitos populares de sucesso, não é surpresa nenhuma que muitas pessoas acreditem que você precisa ter um talento extraordinário para alcançar coisas grandes. Ou que você precisa continuar trabalhando com sua paixão única até alcançar seu objetivo.

A mídia destaca essas histórias: o garoto improvável que se esforçou para se tornar um atleta e ganhou uma medalha de ouro olímpica; o fundador de uma startup que se focou em criar produtos nutricionais, até que um dia ele lançou uma marca famosa de smoothies.

Independentemente disso, essas histórias escondem a realidade. Ficar preso a uma habilidade particular não vai necessariamente dar resultados. Logicamente, quando você aumenta seu número de habilidades, você aumenta suas chances de alcançar o sucesso no longo prazo. Adquirir várias habilidades te ajuda a trabalhar como um sistema, para se orientar em uma posição melhor. Então quando uma oportunidade surgir, você estará pronto para aproveitá-la.

Você não precisa ser excelente em cada habilidade que ganha. Apenas aumentar suas habilidades para que você tenha algum conhecimento já te ajuda a ganhar ativos.

A maneira mais simples de pensar nisso é refletir sobre se candidatar para uma vaga de emprego. Quanto mais requisitos você consegue preencher, maiores suas chances. Você pode ser um excelente pesquisador e escritor, e ter uma paixão por obras sociais, mas se você não sabe nada sobre processos de marketing, é provável que não tenha boas chances. Então vale à pena aceitar uma oportunidade para adquirir habilidades e conhecimentos adicionais. E quanto mais você se envolve no processo de aprendizagem, mais fácil será para você entender assuntos parecidos.

Além disso, acreditar nesse processo significa que você vai se sentir mais motivado a aprender, e vai estar mais próximo do sucesso. E é claro que o fracasso é parte desse processo. Fracassando, você vai sempre aprender com seus erros, o que é uma parte do seu sistema ao tomar decisões sobre quais habilidades e conhecimentos você vai querer escolher.

Ao invés de se focar persistentemente em uma habilidade, aproveite qualquer oportunidade para aumentar sua base de habilidades, não importa quão desinteressado você possa estar no começo. Uma variedade de habilidades a um nível medíocre pode parecer muito mais impressionante do que uma única habilidade excepcional. Isso, aliás, aumenta suas opções. Quanto mais oportunidades disponíveis, maiores suas chances de descobrir o que funciona para você.

Descubra o que te dá energia e invista seu tempo nisso

A energia é uma ordem vital para ser motivado e para maximizar a eficiência em tudo que você faz. Aumentar sua energia deve ser parte do seu sistema. Pode parecer óbvio, mas é provável que existam certas maneiras que você não considerou antes para melhorar sua energia (e, portanto, melhorar sua atitude geral sobre as coisas que faz).

Um jeito de aumentar sua energia pessoal é estabelecer uma atividade que você pode fazer em sua vida e que você consiga melhorar através da prática. Pode ser um jogo, um esporte, um hobby. Não importa o que será, desde que você consiga melhorar com o tempo e aproveitar esse sentimento de satisfação e sucesso. Esse sentimento positivo não só aumenta sua energia, mas se torna também um hábito. Saber que você é capaz de alcançar algo é muito motivador. E isso pode melhorar seu humor, para que você se sinta melhor sobre suas habilidades em geral. Consequentemente você vai querer aproveitar esse sentimento de sucesso em outras áreas da sua vida.

Então encontre alguma coisa que você goste de fazer e que você possa melhorar seu desempenho com o tempo. Esse processo vai te fazer se acostumar com os benefícios de melhorar seu desempenho em alguma coisa, e também vai te dar uma noção de quanto tempo você precisa trabalhar para ver bons resultados. Essas lições serão muito úteis quando forem aplicadas em um contexto de trabalho.

O sentimento energizado que você vai ganhar ao saber que é capaz de melhorar em qualquer atividade, vai aumentar sua confiança e te fazer querer sempre mais. Você será incentivado a tentar coisas diferentes cada vez mais. Isso só tem a ajudar seu sistema a adquirir habilidades e conhecimentos futuros, e também a melhorar suas possibilidades. O sentimento de progressão em uma área é muito benéfico, e ele vai te fazer sentir muito bem.

Imagine seu futuro com otimismo

Como você se sente sobre sua direção tem um grande impacto em sua capacidade de desempenho e em sua motivação. Infelizmente, se você se sente negativo sobre suas possibilidades atuais ou sobre sua carreira, sua motivação pode sofrer. Os benefícios em ser otimista podem parecer autoexplicativos, mas se otimismo não é algo que vem naturalmente para você, considere como ele pode trabalhar em seu favor.

Como você percebe sua situação tem muita relação com onde você se vê chegando no futuro. Se você consegue ver um futuro positivo, você vai se sentir mais energizado e será mais motivado em suas realizações atuais. Você pode garantir que vê seu futuro dessa maneira se usar sua imaginação para criar uma visão de sucesso do seu trabalho.

Não importa se as coisas não acontecerem da maneira como você esperava. O que é importante é que você utilizou essa visão para aumentar seus níveis de energia e tentar alguma coisa diferente, aprendendo coisas novas no processo.

Adams utiliza essa estratégia para cada novo projeto que ele lança. Ele está perfeitamente ciente das possibilidades de fracasso, mas sua visão para o potencial de cada projeto, garante que ele tem energia e motivação suficientes para tentar fazer as coisas funcionarem. Isso garante o fato de que ele vai melhorar suas habilidades e ganhar novos conhecimentos dessa experiência. Dessa maneira, o fracasso passa a ser irrelevante. O uso da imaginação de Adam passa a ser parte de um sistema eficiente para melhorar sua probabilidade de alcançar uma posição melhor quando as oportunidades de sucesso surgirem.

Ao invés de deixar sua situação externa afetar sua mentalidade, tente contornar a situação para que sua mentalidade consiga direcionar sua posição na realidade. Você precisa imaginar um futuro positivo para que seja mais focado, tenha mais humor, e tenha energia suficiente no presente. Você será mais motivado e estará mais propenso a enxergar seus projetos. Isso é uma garantia de que você vai aprender e aumentar suas habilidades, e também fazer alguns contatos úteis.

Notas Finais

Seguindo alguns passos lógicos e práticos, e alterando sua maneira de perceber o sucesso e o fracasso, você pode criar um modelo mais eficiente para controlar sua probabilidade de sucesso. Adotando a estratégia baseada em sistemas, você altera sua percepção do seu progresso geral. Ao invés de se sentir desapontado por não ter alcançado seu objetivo, você sente que está trabalhando para melhorar sua posição no longo prazo. Os sistemas exigem que você veja o fracasso como uma oportunidade de aprendizado valiosa. O fracasso pode ser inevitável, mas é útil também.

Dica do 12

Deu para se inspirar com as histórias de fracasso (seguido de sucesso!) de Scott Adams? Então não deixe de conferir o grande sucesso dele: os cartoons do Dillbert.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Autor e cartunista americano, criador de "Dilbert" - um personagem de tiras diárias inspirado no tempo em que Steve trabalhou na empresa de telefonia Pacific Bell. Escreveu livros como "The Dilbert Principle", "God's Debris", "How to Fail at Almost Everything and Still Win Big" e está prestes a lançar "Win Bigly". O seu cartoon também ganhou um desenho animado de duas temporadas no canal Fox Kids. Adams trabalhou em estreita colaboração com engenheiros de telecomunicações no Crocker National Bank em San Francisco entre 1979 e 1986. Ao se juntar à organização, ele entrou em um programa de treinamento de gestão depo... (Leia mais)