A Lei da Atração e o Poder do Pensamento Resumo - William Walker Atkinson

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

5207 leituras ·  4.7 avaliação média ·  1944 avaliações

A Lei da Atração e o Poder do Pensamento

A Lei da Atração e o Poder do Pensamento Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 9788599187470

Também disponível em audiobook

Resumo

Você muito provavelmente já ouviu falar na lei da atração, certo? Aquela que prega que atraímos as energias que lançamos ao mundo. Esse livro fala mais sobre isso, e explica como as ondas de nossos pensamentos, assim como as ondas dos pensamentos das pessoas que nos cercam, influenciam as nossas vidas.

Caso esteja buscando uma obra que possa estar ao seu lado na busca por uma vida mais feliz, este livro pode te ajudar. Ideal para ser lido em momentos de relaxamento.

Aqui, o nosso autor é William Atkinson, um antigo advogado, comerciante, editor e autor, além de colunista e pioneiro americano no movimento "Novo Pensamento". Escrevendo cerca de 100 livros nos últimos 30 anos de sua vida, ele é um dos mestres do mundo moderno, e pode te ajudar a encontrar o seu norte nos próximos 12 minutos.

A Lei da Atração no mundo do pensamento

Quando pensamos emitimos vibrações. Essas vibrações são tão reais quanto as vibrações que se manifestam em luz, calor ou som, mas de uma natureza muito mais sútil. Somente agora a ciência começa a avançar a ponto de poder detectar algo dela por meio de seus instrumentos mais avançados como a ressonância magnética e o eletroencefalograma. Quando entendemos completamente as leis que governam a produção e transmissão dos pensamentos podemos usar estas vibrações no dia a dia como fazemos com outras formas mais conhecidas de energia como a luz, o magnetismo e a eletricidade.

A intensidade de nossos pensamentos varia o tempo todo. Nossas ondas de pensamentos influenciam a nós mesmos e aos demais e tem em si um poder de atração. A forma como pensamos atrai pensamentos ao nosso redor. Pensamentos amorosos atrairão para nós o amor dos outros, assim como circunstâncias e ambientes amorosos. Pensamentos de raiva, ódio, crueldade, maldade e ciúme, atraem todo tipo de pensamentos e comportamentos semelhantes. Seja qual for nosso pensamento, se ele for forte ou de longa duração isso nos tornará um centro de atração para as correntes de pensamentos correspondentes produzidas pelas outras pessoas.

Um exemplo simples de entender isso é o do homem rabugento que consegue deixar a família toda com o mesmo humor antes do final do café da manhã. Por outro lado o homem - ou a mulher - cheio de amor verá amor por toda parte e atrairá o amor de sua família. Quem aprende o funcionamento das Leis da Atração do Pensamento consegue se manter calmo e positivo mesmo em ambientes desarmônicos. Estas pessoas permanecem tranquilas e seguras mesmo nas piores tempestades e pela força de sua disciplina mental transformam todo o ambiente ao seu redor. A consequência lógica disso é que apesar de muitas vezes gostarmos de jogar a culpa nos outros no fundo somos realmente responsáveis pelo ambiente que nos cerca.

As ondas de pensamento e seu processo de produção

Assim como estamos rodeados por um grande mar de ar na Terra, também estamos cercados por um grande mar da Mente. Estas ondas de pensamento se movem por meio desse vasto oceano em todas as direções, exatamente como as ondas sonoras. Sua intensidade fica cada vez menor de acordo com a distância percorrida, pois sua jornada entra em choque com outras ondas que também foram emitidas.

Assim como uma nota de violino pode fazer um cristal vibrar e “cantar”, um pensamento forte também pode despertar vibrações similares nas mentes afinadas para recebê-los. Muitos dos pensamentos errantes que chegam até nós foram assim emitidos por outras pessoas.Mas a não ser que entendamos como nos tornar afinados para receber estes pensamentos é quase certo que estes pensamentos não nos afetarão. Nossa postura mental é o que em geral que define a qualidade das ondas mentais que absorvemos.

A Auto Sugestão

Quando sua mente opera de maneira positiva você se sente forte, esperançoso, brilhante, animado, feliz, confiante e corajoso e se permite trabalhar bem, cumprir seus objetivos e progredir em sua estrada para o sucesso. Esses pensamentos positivos, se forem fortes, afetam outras pessoas e fazem com que elas cooperem com você. Por outro lado pensamentos negativos fazem você se sentir deprimido, fraco, passivo, inerte, medroso e incapaz.

Mas lembre-se de que você possui o poder de tornar seus pensamentos positivos com a força de vontade. Há mais pessoas vibrando no plano negativo do pensamento e portanto mais vibrações negativas em nossa atmosfera mental. Mas felizmente, isso é contrabalanceado pelo fato de um pensamento positivo ser infinitamente mais poderoso do que um negativo; e se pela força ou pela vontade quisermos podemos excluir os pensamentos depressivos e receber as vibrações correspondentes a nossa atitude mental já modificada. Esse é o poder das Auto-Sugestões e das Afirmações.

Auto-Sugestões servem a uma dupla função:

  • Tendem a estabelecer novas atitudes mentais em nós e assim nos transformar
  • Tendem a aumentar o tom mental para receber ondas de pensamentos positivos na mesma vibração

Não se permita ser afetado pelos pensamentos negativos daqueles que o cercam. Você aprenderá a seguir como fazer isso.

Uma conversa sobre a mente

Na ciência mental temos que aprender a distinguir entre esforço ativo e esforço passivo: um esforço ativo é o resultado de um impulso mental direto e proposital feito no momento do esforço. Um esforço passivo é o resultado de um esforço ativo anterior da própria mente, da mente de outras pessoas ou de um pensamento ancestral.

Em outras palavras, o esforço ativo traça seu próprio caminho enquanto o esforço passivo segue o caminho mais percorrido. O esforço ativo é sempre recém-nascido, novo, enquanto que o esforço passivo é o eco de uma criação anterior e na verdade, muitas vezes resultado de impulsos vibratórios de eras longínquas.

A função ativa cria, transforma ou destrói. A passiva cumpre a função dada e obedece ordens e sugestões. Na verdade todos os impulsos de pensamento depois de lançados a uma tarefa continuam a vibrar passivamente até que sejam corrigidos ou excluídos por impulsos subsequentes. Mas a continuidade desse impulso original reforça o pensamento e torna sua correção ou eliminação cada vez mais difícil.

Essa é a origem tanto dos hábitos como dos vícios, pois um esforço ativo original pode se tornar uma repetição contínua estritamente automática. Por outro lado pensamentos continuados passivamente podem ser neutralizados ou corrigidos por um esforço ativo.

A constituição da Mente

O ser humano pode construir sua mente e fazer dela o que desejar. Na verdade todos nós estamos construindo nossas mentes a cada hora de nossas vidas conscientemente ou não. A maioria de nós por meio de nossas escolhas acabamos formando uma condição mental da qual não temos nenhum controle. Mas aqueles de nós que conseguem ver um pouco além da superfície nos tornamos criadores conscientes de nossa mentalidade.Não nos sujeitamos mais a influência dos outros, mas nos tornamos mestres de nós mesmos.

Mas antes de poder se beneficiar dessa força poderosa é preciso primeiro desenvolver um domínio sobre o eu inferior que criamos sem consciência até aqui. Um homem ou mulher que é escravo de seus humores, paixões, desejos animais e faculdades inferiores não estão aptos ainda a reivindicar os benefícios do controle da própria mente. Não se trata de ascetismo mas auto-controle. É a primeira afirmação do Eu Superior sobre as partes subordinadas de uma pessoa.

Uma Auto-Sugestão poderosa

Repita essa frase para si mesmo: “Eu estou afirmando o controle do meu Eu Verdadeiro.”

Repita essas palavras de maneira positiva durante o dia por pelo menos uma hora, especialmente quando estiver confrontado com condições que deixem tentado a agir por impulso. Repita essa frase ao acordar e ao ir dormir mas não meramente como um papagaio. Construa a imagem mental do Eu Verdadeiro impondo seu controle sobre os planos inferiores da mente.

Como exercício concentre sua mente no Eu Superior e se inspire nele quando sentir-se tentado a se render as induções da parte inferior da sua natureza. Quando sentir que vai explodir de raiva, afirme o “Eu” e sua voz se baixará. Quando se sentir aborrecido ou mal-humorado lembre-se quem você é e supere esses sentimentos inferiores.

Não permita que seus pensamentos controle você. O Eu Verdadeiro é o Rei e os pensamentos são seus súditos, não seus mestres. Se você seguir essas práticas será uma pessoa completamente diferente ao final de um ano.

O segredo da vontade

Todo mundo reconhece o poder da vontade e como ela pode ser usada para superar os maiores obstáculos. Uma vontade incansável esmaga as dificuldades, os perigos e faz o impossível se tornar inevitável. O problema é que a maioria de nós não queremos trabalhar duro. Somos mentalmente fracos e preguiçosos. Mas aos interessados existem algumas coisas práticas que podem ser feitas:

A segunda coisa é exercitar sua vontade como faria com um músculo. Para isso realize todos os dias pelo menos uma tarefa desagradável. Uma vez por dia você deve deixar de fazer algo que gostaria e deve fazer algo que não gostaria. Não se trata de auto-sacrifício ou submissão, mas um verdadeiro exercício de vontade. Qualquer pessoa pode fazer algo agradável alegremente mas só alguém com a vontade exercitada consegue fazer algo desagradável alegremente. Este deve ser seu objetivo.

Nesses momentos use o poder da auto-sugestão. Repita para si mesmo “Eu estou usando minha força de vontade.” Repita isso com frequência, mas principalmente quando se deparar com algo que pede o exercício da sua força de vontade. Carregue essas palavras com seus pensamentos. Na verdade o pensamento é tudo e as palavras apenas pinos onde penduramos nossos pensamentos. Diga então com verdade e sentimento.

Como se tornar imune ao pensamento prejudicial

O medo é um hábito da mente que se prende em nós por meio de pensamentos negativos, mas do qual podemos nos livrar com um esforço especial e perseverança. E a melhor maneira de superar o medo é assumir uma atitude mental de coragem, assim como a melhor maneira de se livrar da escuridão é permitir a entrada da luz. Comece a fazer coisas que você já estaria fazendo com maestria se o medo não o impedisse de tentar.

Isso é verdadeiro para todos os pensamentos negativos. É uma perda de tempo tentar lutar contra hábitos ruins. Em vez disso deve-se preencher o espaço mental que ocupam com hábitos mentais bons. Não se deve lamentar a tristeza, mas sim alimentar a alegria. Não faça acordos com o medo, a tristeza ou a raiva. Sempre que surgirem eles devem ser expulsos com um sentimento bom de natureza oposta, que por definição possui maior força de manifestação.

A Lei do Controle Mental

Seus pensamentos devem ser fiéis criados de sua vontade não apenas quando você está acordado, mas também quando você dorme. Boa parte de nosso trabalho mental acontece quando nossa mente consciente está em repouso. É por isso que muitas vezes pela manhã temos a solução de problemas que nos atormentaram na noite anterior.

De fato, para quem conhece as leis do pensamento é um absurdo ficar acordado esquentando a cabeça com estes problemas. Depois que você já pensou o suficiente em algo, muitas vezes a melhor coisa a fazer é pensar em algum outro assunto - algo que seja o mais diferente possível do pensamento que o afligia. Deixe-o ir e mantenha sua atenção em algo totalmente diferente pelo esforço da sua vontade. Quando você menos esperar a solução estará nos seus braços. Tente você mesmo.

Treinando o hábito da mente

A melhor coisa que a educação das leis mentais pode nos oferecer é fazer de nosso sistema nervoso um aliado em vez de um inimigo. Para tanto precisamos tornar automáticas e habituais o mais cedo possível o maior número de ações úteis que pudermos e evitar cuidadosamente que elas se desenvolvam de maneira a se tornar desvantajosas. Ao determinar um novo hábito e abandonar um antigo tenha o cuidado de fazer com que a iniciativa seja a mais forte e decidida possível. Nunca deixe acontecer uma exceção até que o novo hábito esteja seguramente enraizado em sua vida.

Sempre que tiver que fazer uma escolha, faça a si mesmo a pergunta: “quais dessas ações eu gostaria que se tornasse um hábito em minha vida?” Devemos sempre estar alerta a formação de hábitos indesejáveis. Pode não haver mal nenhum ao fazer uma coisa insignificante. Mas pode existir um grande perigo em estabelecer o hábito de fazer algo que é prejudicial. Lembre-se: cada vez que você resiste a um impulso sua vontade e resolução se tornam mais fortes.

A Psicologia da Emoção

As emoções se tornam mais profundas pela repetição. Se alguém se permite um estado de sentimento tomar o controle sobre ela, achará ainda mais fácil se render a mesma emoção na segunda oportunidade. Se uma emoção indesejada começar um processo de fazer morada em sua cabeça, expulse-a logo no início. Embora não possamos controlar as emoções podemos sempre controlar a forma como nos expressamos. Recuse-se a expressar uma emoção negativa e ela morrerá. Conte até dez antes de soltar sua raiva e logo a ocasião lhe parecerá ridícula. Por outro lado, se passar o dia se lastimando e respondendo tudo com voz abatida a melancolia não irá embora tão cedo.

O poder da atração e a força do desejo

Para se obter algo é preciso que a mente se apaixone pelo objeto de desejo e esteja consciente de sua existência a ponto de quase eliminar qualquer outra coisa. Você precisa se apaixonar por aquilo que deseja conquistar assim como se tivesse encontrado a mulher ou homem com o qual deseja se casar. Não quer dizer que precise se tornar um monomaníaco pelo assunto, nem perder o interesse pelas outras coisas da vida, pois a mente precisa de recreação, descanso e mudanças. Mas é preciso que tudo adquira uma importância secundária diante do seu objetivo maior.

Se você dispersa sua força de pensamento em vários sonhos, seu subconsciente não saberá como agradá-lo e como resultado você não terá toda a ajuda que poderia ter. Além disso, você perderá o resultado poderoso do pensamento concentrado para estabelecer os detalhes dos seus planos. A pessoa que tem a mente cheia de interesses e desejos fracassa ao exercer o poder da atração que só é conquistado pelas pessoas cuja paixão é predominante.

Se você for uma pessoa muito ambiciosa selecione qual dos seus objetivos é o maior e então ame-o ardentemente. Mas apaixone-se só por uma coisa de cada vez.

Lei, não sorte

Muitas pessoas chamam o sucesso de sorte e o fracasso de azar. A verdade é que tudo no universo funciona baseado em leis imutáveis. Não há sorte ou azar, mas apenas causas e consequências. A Lei da Atração é um nome para uma manifestação da grande Lei única que rege todas as coisas. A lição mais importante deste livro é que pensamentos são coisas reais. Eles partem de você em todas as direções, combinando-se com pensamentos similares emitidos por outras pessoas ou sendo neutralizados por pensamentos de caráter distintos. Você é atraído e influenciado pelos pensamentos que são formados pelos seus hábitos e decisões, mas também pelos pensamentos das pessoas que o rodeiam.

Ao afinar sua mente no tom da coragem, da confiança, força e sucesso você vai atrair pensamentos de natureza semelhante, pessoas de natureza semelhante, e coisas e situações que se encaixam em seus padrões mentais. Pegue o melhor que há no mundo do pensamento. O melhor já está lá esperando você se harmonizar com ele. Não se conforme com nada menos do que isso. Encontre as vibrações certas e embarque em uma parceria com as outras boas mentes do universo.

Notas Finais

A proposta principal deste livro é que pensamentos não são apenas abstrações. São coisas reais que interagem com o mundo a sua volta. Assim como ondas sonoras e eletromagnéticas, os pensamentos uma vez emitidos se propagam em todas as direções. Nossa mente tem a capacidade não só de criar pensamentos mas também de absorver pensamentos semelhantes emitidos por outras pessoas. Vivemos assim em um imenso oceano mental em que tanto influenciam como somos influenciados pelo meio ao nosso redor.

Nossa mente não recebe qualquer tipo de pensamento, mas apenas aqueles que estão afinados com sua própria vibração. Pensamento de otimismo, coragem e alegria atraem e reforçam pensamentos semelhantes. Da mesma maneira pensamentos de tristeza, apatia e covardia atraem e alimentam uns aos outros.

Infelizmente a maioria das pessoas não controla as próprias emoções mentais. O resultado é que se tornam escravas dos pensamentos e não o mestre deles. Essas pessoas acabam sendo emissores contínuos e inconscientes de pensamentos desordenados e quase sempre negativos. A boa notícia é que um pensamento positivo é muito mais forte que um negativo. Uma onda de amor pode afastar muitos pensamentos de ódio, medo e tristeza.

Devemos sempre observar que tipo de pensamento estamos atraindo. Para tomar as rédeas deste mecanismo podemos usar o poder da auto-sugestão. Todos os dias, diversas vezes, ao acordar e ir dormir, devemos afirmar para nós mesmos que somos nós que estamos no controle. Não podemos permitir que sentimentos aleatórios que surgem do nada controlem nossa vida, e assim devemos extirpá-los tão logo se manifestem.

Para fortalecer o poder da força de vontade temos também que exercitá-la assim como fazemos com outras de nossas qualidades físicas e mentais. Todos os dias faça alguma coisa que coloque sua vontade a prova. Pode ser não comer uma sobremesa ou evitar falar palavrões. Não é uma questão moral, mas sim de autocontrole. Também eduque-se para fazer coisas desagradáveis alegremente, simplesmente para tornar sua força de vontade mais poderosa.

Mas temos que ter cuidado não apenas com o tipo de pensamento que atraímos mas também o que emitimos. Isso porque uma vez que nos permitimos algum pensamento ele se torna mais fácil e provável de ser repetido no futuro. Nesse sentido devemos usar a força do hábito ao nosso favor. Diante de toda decisão devemos nos perguntar: esse comportamento é algo que eu gostaria de ver sempre se repetindo em minha vida?

Dica do 12'

Gostou do assunto? Aprofunde-se agora no funcionamento da Lei da Atração lendo o clássico “O Segredo” de Rhonda Byrne.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: