O Segredo da Dinamarca Resumo - Helen Russell

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

1822 leituras ·  4.4 avaliação média ·  675 avaliações

O Segredo da Dinamarca

O Segredo da Dinamarca Resumo
Sociedade & Política

Este microbook é uma resenha crítica da obra: The Year of Living Danishly: Uncovering the Secrets of the World’s Happiest Country

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 854410472X, 978-8544104729

Também disponível em audiobook

Resumo

A Dinamarca é o país mais feliz do mundo, de acordo com diversas pesquisas feitas na região. Por conta disso, Helen Russell resolveu morar no país por um ano, e retorna com o presente microbook para explicar o segredo dos dinamarqueses e da sua felicidade. Aqui,vemos dicas de como aplicar esta cultura em nosso dia a dia para melhorar nossa qualidade de vida.

Procurando melhorar a sua qualidade de vida? Se tornar uma pessoa mais feliz e realizada? Este microbook pode te ajudar, e muito. Ideal para ser lido em momentos de descontração e em qualquer contexto de seu dia, em casa ou fora dela.

Como dissemos, a autora aqui é Helen Russell, que também escreveu livros como "The Atlas Of Happiness". Sendo essa profissional uma renomada escritora, jornalista, assim como palestrante, Hellen Russell tem muito a adicionar a sua vida. Aproveite os próximos 12 minutos para aprender com ela sobre uma melhor qualidade de vida.

Transforme sua casa em um lugar aconchegante

Os dinamarqueses entendem que a felicidade e um espaço de vida agradável andam juntos. Embora a Dinamarca tenha altos impostos e por isso as pessoas não tenham muito dinheiro sobrando, elas ainda investem uma quantia justa de dinheiro em móveis de qualidade e acessórios para casa, o que te diz muito sobre o quanto isso é importante para elas.

De lâmpadas a sofás e estantes de livros, os dinamarqueses preferem, por serem patriotas, o estilo dos designers dinamarqueses como Arne Jacobsen e Poul Henningsen. A estética é muito importante e o segredo são os tons naturais e a simplicidade. Ainda assim, não se trata de minimalismo rígido. É sobre criar um espaço confortável, acolhedor e aconchegante, com muita luz natural. Luz natural essa que é crucial durante os meses de inverno escuros e frios, quando os dinamarqueses passam muito tempo dentro de casa.

Eles gostam de manter suas casas em bom estado, ordenadas e muito confortáveis, com aquecimento no piso, isolamento excelente, e muitas velas no inverno. O foco central de uma casa dinamarquesa é normalmente a mesa de jantar, porque compartilhar refeições e entreter os convidados é um importante valor cultural.

E você precisa verificar sua casa, decorando-a com um estilo inteiramente dinamarquês. É importante adotar os valores principais como a simplicidade, a limpeza e o conforto, unidos com um design elegante.

Procure fazer o seguinte:

  • Remova itens desnecessários da sua casa.
  • Mantenha os espaços limpos e ordenados.
  • Tenha pisos de madeira em seus quartos.
  • Invista em qualidade, móveis bem projetados e acessórios (uma cadeira Jacobsen ou um abajur Henningsen por exemplo). Se seu orçamento não é muito alto, tente comprar itens usados no estilo dinamarquês.
  • Tenha uma boa mesa de jantar.
  • Busque por simplicidade de design, linhas limpas, e cores neutras.
  • Procure saber como você pode melhorar seu aquecimento e isolamento.
  • No geral, se foque em criar uma atmosfera confortável e acolhedora.

Uma casa dinamarquesa equilibra conforto com simplicidade e estilo. Busque criar um espaço ordenado, sem itens desnecessários, e atrativ. Só então se prepare para abrir suas portas para sua família e amigos, para longos jantares à luz de velas. Aproveite sua casa e tenha certeza de que seus convidados também aproveitam, e assim você vai viver o verdadeiro estilo dinamarquês.

Busque um equilíbrio de trabalho – vida familiar

Em muitos países, particularmente nos Estados Unidos, é normal trabalhar de nove às cinco todos os dias. Horas extras são comuns, com funcionários muitas vezes levando trabalho para casa. E isso pode causar estresse, esgotamento e exaustão.

Também é raro para os dinamarqueses trabalharem de nove às cinco. No caso deles, porém, não é porque eles estão fazendo horas extras, mas porque é normal ir para casa mais cedo (aos olhos do resto do mundo) para passar um tempo em família. Os dinamarqueses têm umas das semanas de trabalho mais curtas da Europa – cerca de 30 horas – e normalmente terminam entre 15 e 16 horas todos os dias. Isso não só é aceito culturalmente; é também encorajado. Na Dinamarca, não há competição sobre quem fica mais tarde no escritório – trabalhar tarde é visto como uma característica ruim.

Então como você pode alcançar isso em sua vida? Existem rotas que você pode tomar para alcançar um ótimo equilíbrio de trabalho-vida pessoal. Pode não acontecer da noite para o dia, e pode envolver alguns sacrifícios, mas as opções existem.

Em primeiro lugar, busque encontrar um emprego em uma companhia progressiva, que valoriza os horários flexíveis e encoraja seus trabalhadores a saírem do escritório no horário. Cada vez mais empresas ao redor do mundo estão reconhecendo os benefícios do equilíbrio trabalho-vida pessoal para a produtividade dos seus funcionários. Faça sua pesquisa e encontre os funcionários ao seu redor que adotam essas práticas.

Ou se for viável financeiramente, busque cortar suas horas de trabalho. Por exemplo, tente passar para uma semana com três ou quatro dias de trabalho ao invés de cinco. Isso vai te deixar com menos dinheiro para comprar “coisas”, mas com mais tempo para aproveitar sua vida. Ou você poderia pedir permissão para trabalhar de casa em um dia da semana, reduzindo o tempo gasto com transporte até o trabalho.

E se nenhuma dessas sugestões for viável, existe uma opção final: gerenciar melhor seu tempo no trabalho. Pesquise como você pode melhorar sua própria eficiência com delegação de tarefas, simplificações e automatizações. Busque minimizar as reuniões e interrupções, e desligue os alertas de e-mails (se for permitido). Faça com que sua meta seja sair do escritório às 5 da tarde todos os dias, enquanto ainda consegue terminar todo seu trabalho.

Para viver como um dinamarquês, você precisa se comprometer em ter uma vida fora do trabalho. Isso significa sair do escritório na hora certa e criar um cronograma de trabalho flexível, que funciona com sua vida familiar. Os dinamarqueses sabem que são mais do que seus empregos – e você precisa saber disso também.

Se divirta, tenha hobbies e aproveite seu tempo livre

Descobrimos que os dinamarqueses valorizam ter casas agradáveis e o equilíbrio entre o trabalho e a vida pessoal. As duas coisas, inclusive, estão relacionadas. Se você fica em casa por mais tempo, então você vai querer uma casa confortável.

Mas existe um terceiro aspecto da vida diária na Dinamarca: a diversão. Atividades de lazer como aulas de ginástica e hobbies são muito importantes na cultura dinamarquesa. E isso acontece porque, como os dinamarqueses têm horas de trabalho mais curtas, eles têm mais tempo para essas atividades. Então a maioria das pessoas é membro de pelo menos dois clubes de lazer diferentes, que variam de vôlei a corais ou trabalhos manuais. E é claro, isso leva ao fato de que eles têm círculos sociais maiores, um grande senso de comunidade, e uma vida mais gratificante em geral.

Como você pode introduzir atividades divertidas em sua vida? Especialmente quando você pode não ter tanto tempo livre (ou energia) como um dinamarquês típico? Bem, você pode começar descobrindo apenas uma atividade semanal que você gosta e que tem um elemento social. Atividades físicas em grupo como yoga, basquete ou clubes de corrida são ótimas já que possuem benefícios para a saúde também, mas seu hobby não precisa ser fitness. Seja tricô, desenhos ou uma aula de gastronomia, gaste seu tempo se divertindo e aproveitando o momento, isso pode trazer maior significado e riqueza para sua vida.

Então encontre um hobby, idealmente um que aconteça fora de sua casa e que você possa aproveitar com outras pessoas. Fazendo isso, você irá conhecer novas pessoas, se conectar com sua comunidade local, e enriquecer sua vida redescobrindo interesses, talentos e paixões que são importantes para você.

Adote o conceito “hygge” em sua vida

Existe um conceito, valor e prática central na cultura e felicidade dos dinamarqueses. Ele é conhecido como “hygge”. Embora não haja tradução perfeita para essa palavra, ela descreve vagamente “desfrutar pequenos prazeres da vida”, especialmente no inverno. Isso pode incluir passar um tempo em casa com seus familiares em um ambiente quente, confortável e à luz de velas, ou compartilhar uma refeição com seus amigos. Isso também descreve o sentimento seguro e feliz que você tem ao fazer essas coisas. Se hygge tem uma essência, então essa essência representa “estar confortável em sua casa com sua família e amigos”.

Hygge é muito importante para os dinamarqueses porque não só permite que eles lidem com os invernos longos, congelantes e escuros, mas também os ajuda a aproveitá-los e aceitá-los. E é claro, esse conceito nasceu da sociedade dinamarquesa tradicional, quando as pessoas precisavam confiar umas nas outras – compartilhando alimento, abrigo e fogo para sobreviver. Na Dinamarca, o inverno seria muito difícil se não fosse pelo fato dos dinamarqueses possuírem o hygge.

Então, adotar a arte a prática do hygge é uma ótima maneira de superar o inverno e até mesmo apreciá-lo. Isso significa aproveitar ao máximo essa estação e apreciar as oportunidades que ela traz de se aproximar das pessoas queridas. Mas como você pode criar esse sentimento para você?

Não é muito difícil. Traga o hygge para sua vida tratando seus ambientes com grandes almofadas, cobertores macios e velas perfumadas. Também pode ser cozinhando uma ótima refeição, convidando seus amigos para se sentarem na mesa e compartilharem muitas horas de comida, vinho, histórias e risadas.

Mas você não precisa viver em uma região do mundo com invernos rigorosos para apreciar os benefícios do hygge. Isso porque o hygge significa apreciar os simples presentes da vida com os outros. Ele representa passar um tempo de qualidade com as pessoas que ama, os recebendo em sua casa. Embora o hygge tenha nascido de uma cultura com um clima gelado, seus valores principais podem ser adotados por qualquer um, seja na Flórida ou no Rio de Janeiro. Esses valores são a essência do hygge – o tempo frio é opcional.

A chave está na hospitalidade, em gastar tempo de qualidade com as pessoas, e em se aquecer com o calor dos amigos e família. E é claro, as velas são essenciais. Muitas e muitas velas.

Celebre os eventos especiais de cada mês do ano

Os dinamarqueses sabem como rechear o calendário anual com celebrações tradicionais e eventos. Eles amam qualquer desculpa para se reunirem, compartilharem comida e bebida, e levantarem a bandeira nacional. Seja no Fastelavn, Dancing Cow Day, ou no Natal – que é um evento gigantesco na Dinamarca – cada celebração tem seu próprio conjunto de tradições, fantasias e práticas (e normalmente um tipo de bolo e canções especiais).

Saber exatamente o que eles irão celebrar juntos, ano após ano, dá aos dinamarqueses um senso de segurança. Isso também fortalece os laços familiares e um senso de pertencimento. E o mais importante é que é divertido, e os dinamarqueses adoram uma oportunidade de diversão. E como sua sua própria cultura também tem suas celebrações anuais, você também pode fazer isso.

Tente: pegue um calendário e marque todos os eventos importantes do ano, incluindo os aniversários. Se cada mês não tiver algum evento especial, procure no Google por alguma coisa diferente. Podem ser tradições locais, festivais esquecidos, e dias especiais no calendário que precisam ser reconhecidos. Seu objetivo é se comprometer em celebrar pelo menos uma ocasião por mês (e é claro, você vai envolver sua família e amigos também).

Você não precisa gastar muito dinheiro. Você poderia, por exemplo, adicionar um corante verde à cerveja durante o St. Patrick’s Day, ou pintar ovos para as crianças na Páscoa, ou dar uma grande festa de Halloween. O importante é marcar cada mudança de estação de alguma maneira – o começo de cada estação, seu clímax e seu final. Aproveite a transição da primavera para o verão, do verão para o outono, do outono para o inverno, e de volta para a primavera. Aprecie as características única de cada mês e as celebrações especiais que elas trazem.

Toda cultura tem seu próprio calendário de tradições e eventos. Adotando esse calendário, seu ano será muito mais rico e cheio de gratidão. E você estará se dando ainda mais desculpas para passar um tempo celebrando com as pessoas que ama.

Aprenda a confiar nos outros e seja confiável

Estudos demonstram que a Dinamarca é uma das nações mais confiáveis do mundo. É comum para os dinamarqueses deixarem suas portas destrancadas, ou até mesmo para os pais deixarem seus bebês em carrinhos fora de lojas e restaurantes – uma coisa que seria impensável em outras partes do mundo.

E isso acontece porque os dinamarqueses não só confiam profundamente na família e nos amigos, mas também em estranhos. Isso pode ser devido ao tamanho pequeno da nação – com uma população de aproximadamente 5.6 milhões (3 milhões a menos do que a população de Londres). E com uma cultura relativamente homogênea, os dinamarqueses compartilham grande parte dos seus genes – eles são todos parentes distantes. Não só isso, mas os imigrantes também têm a tendência de se integrarem rapidamente na cultura dinamarquesa. As pessoas são muito semelhantes em como se vestem, comem, organizam suas casas e em seus valores. E isso gera um senso de confiança.

Mas não é só a cultura compartilhada e os genes que criam a confiança. A Dinamarca tem um forte estado social, e isso significa que a criminalidade é baixa. Quando as pessoas têm suas necessidades atendidas pelo estado, é muito mais improvável que elas se tornem criminosas. Além disso, a Dinamarca tem invernos rigorosos que fazem com que os dinamarqueses confiem em seus vizinhos. Você precisa confiar nas pessoas, ou simplesmente não vai sobreviver. A confiança está enraizada na herança cultural do país.

Então como podemos trazer mais confiança em nossas vidas? É simples: confiança é uma decisão. E ela pode ser contagiosa. Aprenda a confiar nos outros, espere o melhor deles e você pode descobrir que eles irão suprir suas expectativas. Além disso, deixe o orgulho de lado e aprenda a pedir ajuda. É assim que construímos confiança. Ainda mais importante, modele a confiabilidade nas pessoas ao seu redor se tornando uma pessoa confiável para os outros.

Isso não significa que você não deve ser precavido. Não dê sua bolsa ou carteira para pessoas estranhas, você precisa ter bom senso. Você deve dar passos pequenos para aumentar sua confiança nas pessoas a seu redor, estranhas e amigos, e abandonar seus medos naturais e suspeitas.

A confiança é o segredo da felicidade dos dinamarqueses porque ela cria um senso de segurança e comunidade. Comece com pequenas atitudes para trazer a confiança em sua vida, e você poderá experimentar um grande senso de bem-estar no mundo.

Notas Finais

Muitos fatores contribuem para a felicidade dos dinamarqueses, mas se observarmos algumas questões comuns, elas podem incluir alguns princípios básicos. São eles: a confiança nos outros; o compromisso com um estilo de vida equilibrado; um foco em sua casa, família e filhos; tempo de lazer; o amor pela celebração; e é claro, o aconchego. Por sorte, todas essas coisas podem ser adotadas por qualquer pessoa, seja um dinamarquês ou não. E não importa se você vive em um país com um bem-estar social avançado como a Dinamarca. Então independentemente da sua cultura, clima ou ambiente, você pode encontrar uma maneira de viver como essas pessoas. A felicidade dinamarquesa significa amar a sua vida e as pessoas a seu redor. Isso significa que você não precisa se mudar para a Dinamarca para se tornar uma pessoa mais feliz. Você só precisa se conectar com o amor e a felicidade que já estão a seu redor. Então saia do trabalho cedo, faça um jantar para os amigos, celebre alguma coisa. E compre algumas boas velas.

Dica do 12’

Gostou do desafio de viver como os dinamarqueses para ser mais feliz? Então provavelmente você também vai se interessar pela obra Atenção Plena - Mindfulness. Leia agora mesmo e comece a se desafiar e crescer ainda mais como pessoa!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Helen Russell é uma jornalista, autora e palestrante britânica. Começou como pesquisadora do The Sunday Times, se aventurou como escritora destaque no Take a Break e foi vice editora no AllAboutYou.com. Foi também editora da Marie Claire britânic... (Leia mais)