×
44% OFF

Não deixe suas metas para 2022

Assine 12min Premium por apenas R$0,46/dia e aprenda mais em menos tempo!

1352 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

O poder do tempo livre

O poder do tempo livre Resumo
Produtividade & Gestão do Tempo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: O poder do tempo livre: descubra seu potencial, crie projetos paralelos e torne sua vida mais incrível

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-8-5817-4389-9

Editora: Belas-Letras

Também disponível em audiobook

Resumo

A arte de se conhecer

Muitas pessoas que estão infelizes no trabalho passam por essa situação devido ao fato de não se sentirem “encaixadas”. Isto é, não fazem aquilo que gostam. Ou até gostam do que fazem, mas, na realidade, preferiam realizar outras coisas.

Caso o seu trabalho seja entediante ou chato, é preciso tomar uma atitude. Se você não está dando vazão à sua criatividade, precisa fazer alguma coisa. Afinal, cada um de nós é responsável pela vida que temos, não é mesmo?

Uma vez que você não é mais criança, logo, você é obrigado a nada. Ao fazer algo que não gosta, significa que decidiu isso livremente, mesmo que a necessidade o tenha levado a isso.

Portanto, é hora de entrar em ação. Se você está buscando uma vida com propósito, paixão, diversão, criatividade e significado, não há alternativa: pegue o seu tempo livre e faça com ele algo verdadeiramente útil.

No entanto, é recomendável se autoconhecer. Isso significa saber para onde ir e quais caminhos tomar. O tempo livre que você dispõe pode servir para quase tudo.

Sejam quais forem as insatisfações que lhe incomodem, é provável que um projeto paralelo lhe ajude. Isso não implica, necessariamente, em abrir uma empresa. Antes, trata-se de implementar algo que traga algum benefício para que a sua vida seja mais plena.

A arte de arranjar tempo

Todos parecem estar cada vez mais atarefados e, ao mesmo tempo, com grandes dificuldades de rejeitar convites para participar de outros eventos e/ou tarefas. O nosso autor não culpa essas pessoas, pois há muitas coisas interessantes acontecendo na atualidade.

Assim, é natural sentir que estamos perdendo alguma coisa importante ao decidirmos ficar em casa para descansar. No entanto, a duração de um dia sempre será de 24 horas.

O que nos resta é fazer o melhor possível nesse tempo. Há indivíduos que levantam mais cedo que todos os seus familiares, a fim de fazer ioga ou frequentar a academia. Trabalhamos e, ao mesmo tempo, compramos algo on-line e conversamos com nossos amigos via WhatsApp.

Ao sair do trabalho, vamos beber cerveja no bar, jogar futebol, assistir a um filme ou palestra. Quando chegamos em casa, há um episódio novo da série que mais gostamos.

O Instagram parece ser interessante para gastar alguns bons minutos. Jogar War, dialogar com a família, dormir. Todas essas coisas parecem ser boas opções. O problema é que tudo custa tempo.

Logo, se você está em busca de uma vida significativa, deve saber utilizar o tempo a seu favor. Tanto melhor se já tiver tempo livre. Não o deixe escapar, agarre-o. Por outro lado, se você costuma dizer “não tenho tempo”, chegou a hora de criar as condições necessárias para que ele apareça.

Segundo o autor, um dos segredos para isso consiste em proporcionar a si mesmo momentos de tédio. Essa sensação surge ao desligar todas as distrações existentes à sua volta.

Quando você não conta, em seu tempo livre, com muitas alternativas de entretenimento para desfrutar, sua mente será obrigada a trabalhar, a encontrar uma solução para preencher esse vazio ocupacional.

Por vezes, é justamente tendo ideias e questionando suas escolhas. Em outras ocasiões, você pode se lembrar, por exemplo, de finalizar uma apresentação do seu projeto paralelo que está parado há dias.

Nesse sentido, entediar-se representa a libertação das desculpas que você dá a si mesmo para não constituir uma rotina proativa. A seguir, Braga oferece dicas preciosas para fazer isso:

  • Pare de assistir TV: essa mídia passiva drena o seu tempo e oferece pouco em troca (no máximo, algumas doses de cultura e conhecimentos rápidos). Isso porque, para assistir de modo eficiente, é necessário estar sempre atento. Essa postura lhe impede de realizar outras coisas simultaneamente, jogando tempo fora;
  • Corte os feeds pela metade: nosso autor recomenda praticar o desapego. Isso implica em permanecer fiel somente àqueles blogs realmente úteis, ou seja, que podem adicionar algo importante à sua vida. Os bons blogs são aqueles que lhe deixam triste quando você entra e percebe que não houve atualização recente. Os outros são descartáveis;
  • Pare de seguir nas redes sociais: quanto mais elevada a quantidade de pessoas que você segue, tanto maior será seu tempo gasto;
  • Deixe o seu celular longe: tal como as máquinas de um cassino, os celulares possuem uma incrível capacidade de fazer com que percamos a noção de tempo;
  • Apague todos os jogos de seu smartphone: se você estiver na fila de um banco e sabe que não tem jogos para jogar, aceitará automaticamente a situação e ficará sem fazer nada. Nesse ponto, o seu cérebro entrará em ação, podendo lhe brindar com novas ideias que jamais lhe ocorreriam.

Invista em um projeto paralelo

O autor insiste na necessidade de desenvolver um projeto paralelo. Afinal, enquanto essa atividade não for a sua principal fonte de sustento, você retirará grande parte da responsabilidade de trabalhar nela.

Evidentemente, isso não significa que os projetos paralelos possam ser “levados nas coxas” ou funcionarem como uma espécie de “grande mamata”. Pelo contrário, a dedicação investida neles será proporcional à sua evolução.

Dito de outra forma, essa história de que ainda será possível pagar as suas contas mesmo que o projeto não cresça é apenas para frisar sua maleabilidade em comparação ao trabalho cotidiano que você desempenha atualmente, com tarefas a realizar, prazos apertados e um chefe para supervisionar tudo isso.

Mesmo sem todo esse aparato repressivo, um projeto paralelo demanda muito empenho. Por isso, a frequência com a qual você trabalha nele é determinante para o sucesso do empreendimento.

Em termos gerais, a sua jornada de trabalho já ocupa 8 horas (talvez mais, a depender de sua profissão), você necessita dormir (entre 7 e 8 horas). Certamente, precisa se locomover, descansar, jantar, almoçar, tomar banho etc.

Isso dará cerca de 20 horas, restando muito pouco tempo para desenvolver um projeto pessoal. Então, o importante é definir uma frequência para que ele não seja cancelado, sabendo delinear suas responsabilidades e ações para trabalhar naquele período estipulado.

O autor utiliza, aqui, o velho ditado, segundo o qual, “de grão em grão, a galinha enche o papo”. Isso quer dizer: você pode trabalhar em seu projeto uma hora hoje, mais uma outra hora amanhã. Por mais que pareça pouco tempo dedicado, no final de um semestre ou um ano, ele fará toda a diferença.

Agora que chegamos à metade da leitura, vamos entender melhor a importância de começar um projeto paralelo e os benefícios decorrentes dessa decisão para ocupar eficientemente o seu tempo livre.

Por que começar um projeto paralelo?

Se você ainda não compreende o valor de utilizar o seu tempo livre visando arranjar mais trabalho, responsabilidades e compromissos sem a garantia de que isso se pagará algum dia (desde uma perspectiva financeira), nosso autor apresenta outros motivos. Acompanhe.

Para aumentar suas habilidades

No projeto paralelo, você não terá especialistas para lhe auxiliar a fazer o trabalho progredir. A maioria dessas iniciativas é tocada apenas por uma pessoa. Por exemplo, se você precisar de um site e não sabe como programar, terá que assaltar suas economias para que ele fique pronto.

Porém, sendo proativo, a afirmação anterior não é verdadeira. Braga afirma que todos que desejam colocar uma ideia em prática acabam “dando um jeito”. Logo, o site será feito, mesmo ficando mais simples do que o projetado.

Para expandir sua zona de conforto

Você criará, com o passar do tempo, novos hábitos, aumentando a lista das coisas que pode fazer sem vergonha ou medo. Desse modo, acostumará o cérebro a buscar inovações.

Para aumentar a criatividade

Tudo o que você já estudou, sentiu, vivenciou e viu faz parte do seu repertório de conhecimentos. Cada nova experiência é armazenada em seu cérebro, estando disponível para acessar quando for preciso.

Por essa razão, pessoas criativas, conscientemente ou não, tendem a ser aleatórias, curiosas, inquietas. Elas apreciam buscar as novidades. Enquanto ser criativo, a sua função é abastecer o cérebro, esperando as sinapses corretas para a formação de novos conceitos.

Quanto mais informações e dados tiver para realizar as conexões em seu cérebro, tanto maiores serão as chances de inovar, fazendo algo que ninguém pensou antes. Quem costuma viver diferentes tipos de experiência possui repertórios de conhecimentos maiores do que os indivíduos acostumados a viverem sempre na mesma rotina.

Ademais, a motivação de atuar com aquilo pelo que você é apaixonado é outro fator relevante para impulsionar a criatividade.

A arte de dar vida

Estude o mercado antes de tomar decisões importantes. Assim que tiver escolhido o tema de seu projeto paralelo, comece a buscar a maior quantidade possível de referências.

Caso ainda não saiba como o seu projeto será, procure projetos ou pessoas na mesma área que você selecionou e confira como eles fazem. Se você já souber como será seu projeto, busque projetos ou pessoas na mesma área que você selecionou e confira como eles fazem.

Exato. Não foi um erro de digitação: você deve ir atrás mesmo assim. Tenha em mente que não há excessos quando se trata de referências. O autor recomenda pegar as 3 iniciativas que mais despertaram o seu interesse e estudá-las com afinco, até descobrir tudo o que puder sobre elas.

A arte de pegar fogo

Para Braga, somente você pode “empoderar” a si mesmo. Isto é, as faíscas já estão aí, quem decide se o fogo arderá ou não? Obviamente, nem todos podem, de uma hora para a outra, pedir demissão para perseguir seus sonhos ou arranjar um emprego que combine, em níveis aceitáveis, dinheiro, paixão e propósito.

Não obstante, todas as pessoas podem ter vidas mais prazerosas e interessantes ao incorporarem uma atividade movida pela paixão. Para tanto, basta desejar que isso ocorra e começar a olhar com mais carinho para o tempo livre.

Notas finais

Cumpre ressaltar, por fim, algumas das dicas mais importantes de Braga: delete os aplicativos, os jogos, os feeds. Diga adeus aos seriados e arranje tempo livre. Adquira um calendário, cancele os compromissos inúteis, deixe os amigos avisados que você ficará mais indisponível nos próximos meses.

Comprometa-se e comece algo. Você deve passar do “ponto em que não há volta”. Dedique-se e trabalhe com tanta paixão e intensidade, tornando possível amar o que faz.

Esqueça o medo e o famoso “frio na barriga”. Deixe de lado os comentários negativos, o WhatsApp, o Instagram e o que as outras pessoas estão fazendo. Quando estiver atuando naquilo que ama, não haverá melhor lugar para se estar. Por fim, lembre-se: a vida é muito curta para não ser incrível.

Dica do 12’

Gostou do microbook? Então, leia também “Faça o trabalho que precisa ser feito” e descubra como gerenciar sua energia, realizar mais e manter sempre o foco.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.