O Livro de Ouro da Liderança Resumo - John C. Maxwell

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

0 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

O Livro de Ouro da Liderança

Ainda não criamos um microbook baseado neste livro

Seja o primeiro a saber quando o microbook estiver disponível e leia gratuitamente.

376 usuários pediram este microbook

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 8566997336; 978-8566997330

Sobre o microbook

John C. Maxwell, o maior formador de líderes da atualidade, passou a última década elaborando esta obra. O livro de ouro da liderança descreve uma jornada que começa em 1964, quando Maxwell tinha 17 anos e pensou pela primeira vez sobre o que é liderança. Desde essa época, ele já sabia a importância que o tema teria na sua carreira. Aos 22 anos assumiu seu primeiro cargo como líder. Sete anos depois estava completamente convencido de que tudo se inicia e tudo termina com a liderança. Juntamente com essa convicção, desenvolveu uma nova paixão: estudar e ensinar liderança. As lições passadas por Maxwell em O livro de ouro da liderança são fundamentadas em suas experiências pessoais e em toda a sua vida como líder. Seus conselhos são fundamentais para todos que almejam se tornar líderes de destaque. Este livro é, sem dúvida, a obra definitiva sobre liderança.

Quem escreveu o livro?

John C. Maxwell é um especialista em liderança, palestrante e autor internacionalmente reconhecido, que já vendeu mais de 16 milhões de livros. Suas organizações têm treinado mais de 2 milhões de líderes em todo o mundo. Dr. Maxwell é o fundador da EQUIP e Injoy Stewardship Services. Todos os anos ele fala para empresas da Fortune 500, líderes governamentais internacionais, e audiências tão diversas como a Academia Militar dos Estados Unidos em West Point, da National Football League, e embaixadores nas Nações Unidas. A New York Times... (Leia mais)