Casa Organizada o Ano Todo Resumo - Bete Monta

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

3876 leituras ·  4.5 avaliação média ·  1314 avaliações

Casa Organizada o Ano Todo

Casa Organizada o Ano Todo Resumo
Produtividade & Gestão do Tempo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-85-7881-270-6

Também disponível em audiobook

Resumo

O início de tudo

Por onde começar? Inicie a organização do local mais frequentado pela família. Pode ser a cozinha, a sala, o quarto do casal etc. No momento em que ele estiver arrumado, a continuação do processo torna-se mais fácil e motivadora.

Lembre-se que organização e faxina não são sinônimos. Separe um tempo só para a primeira tarefa e outro para a segunda.

Escolhido o local para iniciar, separe 6 caixas com os seguintes dizeres:

  • Devolver para o lugar certo - provavelmente você encontrará objetos como parafusos soltos em uma gaveta ou pilhas que precisam ser colocadas em um lugar específico;
  • Doar - o que pode ser aproveitado por outro;
  • Reciclar - já não pode ser aproveitado;
  • Vender ou trocar - peças valiosas sem serventia para você;
  • Em uso - objetos com real utilidade;
  • Guardar - objetos que não conseguimos nos desfazer e queremos guardar. O ideal é que, após um ano guardado e sem utilidade para ninguém da família, você repense se gostaria mesmo de guardá-los.

Alguns itens que devem ser eliminados por não ter serventia nenhuma: cabos de aparelhos descartados, catálogos ou calendários de anos anteriores, celulares e baterias antigas, meias avulsas, objetos ou ferramentas enferrujadas, pilhas velhas, remédios vencidos, sapatos desgastados ou rasgados, cartuchos de impressoras, revistas e jornais velhos.

Comece pelo simples

A organização existe para facilitar nossas vidas. Para isso, dê uma boa olhada no cômodo em questão e observe a origem da bagunça. O que deve migrar para outro local e o que deve permanecer de uma forma que fique arrumado? Pense em alternativas para alcançar e guardar facilmente objetos frequentemente utilizados. Dessa forma, sua volta para o lugar de origem é facilitada. Deixe visíveis os objetos mais utilizados, enquanto que, os menos usados, podem ficar escondidos.

Dê preferência para caixas transparentes, podendo ver o conteúdo de dentro. Outra vantagem é a possibilidade de empilhá-las, otimizando o espaço. Etiquete tudo, a fim de saber onde cada coisa está. Para isso, agrupe os objetos e deixe os similares em uma mesma caixa.

Como manter tudo arrumado

Você já deve ter percebido que é muito mais fácil destinar 1 hora do dia para manter um ambiente arrumado do que esperar acumular toda a bagunça para tomar uma atitude. A dica é criar regras para todos os moradores da casa – inclusive crianças.

  • Deixe cestos de roupas sujas em todos os quartos para evitar jogá-las no chão.
  • Utilize caixas para colocar os objetos que precisam ser devolvidos.
  • Crie metas e objetivos. Estabeleça prazos e um cronograma para a execução.
  • Evite compras por impulso. Caso compre algo, dispense um objeto – roupas, eletrodomésticos, brinquedos de criança etc. Essa regra evitará o acúmulo desnecessário de coisas.

Arrumando a sala

Por ser, normalmente, o local de maior circulação e com funções múltiplas, a sala recebe objetos variados como sapatos, papéis, bolsas, jornais e livros. Para facilitar a sua vida e manter o cômodo arrumado, siga a máxima “menos é mais”. Manter uma decoração básica fará com que o caos demore mais para aparecer. Não é preciso deixar todos os enfeites a mostra de uma só vez; reveze a decoração e guarde o excesso.

Para os objetos que sempre aparecem jogados na sala, reserve um lugar específico para guardá-los. Um local para livros, um para CDs, outro para pendurar bolsas e assim por diante.

Use peças decorativas para guardar coisas, como, por exemplo, vasos metálicos para guarda-chuva ou uma tigela decorativa para cartas. Objetos que não pertencem ao ambiente devem ser colocados na caixa para devolução. Faça disso uma regra.

Para salas com tamanho reduzido, tire proveito das paredes. Instale nichos e os use para guardar livros, bebidas etc. Mantenha a área de circulação livre, sem grandes móveis ou mesinhas de centro. Para ampliar o ambiente, opte por cores claras, espelhos e tecidos finos para as cortinas.

Dicas

  • Escadas são ótimas para decoração. Pinte da cor que preferir e coloque prateleiras de madeira entre os degraus. Utilize-as para guardar objetos, aliando decoração com organização.
  • Não negligencie o corredor de entrada da casa. Espelhos são ótimos para criar um charme no ambiente. Compre vários de diversos tamanhos. Desmonte-os e revista cada moldura com um tecido diferente. Após, disponha os espelhos de forma lúdica.

Quarto do casal

Manter o quarto do casal organizado e respeitar o espaço individual de cada um, promove a harmonia. Caso não tenha um closet, são recomendados dois armários – um para cada. Evite acúmulo de roupas; aproveite a arrumação para separar itens para doação, para reforma, guardar ou jogar fora. O ideal é esvaziar totalmente o ambiente para selecionar o que fica e o deve ser descartado.

Invista em organizadores de armário como suportes para blusas, colmeias de peças íntimas, cabides diferenciados, ganchos para bolsas etc. Antes de devolver os itens para o seu devido lugar, higienize o armário com aspirador e um pano úmido com limpador multiuso. Mantenha as portas abertas para secar bem.

É recomendado que essa arrumação geral seja feita duas vezes ao ano, sempre no período de mudança de temperatura. Deixe as peças da estação vigente à mostra e guarde em sacos plásticos a vácuo as que só usará na próxima estação. Dessa forma, evitará o surgimento de bolor.

Para um melhor resultado visualmente, mantenha os cabides sempre voltados para o mesmo lado e, para facilitar a procura por um item, separe as peças por categorias. Por exemplo, para vestidos de festa use cabides brancos, para roupas de trabalho, azuis e assim por diante. Evite cabide de arame ou de ferro para não correr o risco de manchar a roupa com ferrugem. Para acomodar calças e saias, use cabides duplos, com várias divisórias, para otimizar o espaço.

Da mesma forma, organize as gavetas por categorias e deixe itens mais usados em um local de fácil acesso. Quanto mais categorizado estiver seu armário, mais fácil será visualizar e encontrar as peças ali presentes.

Quanto aos calçados, mantenha o hábito de doar um par quando adquirir outro. Desta forma, não acumulará itens desnecessários. Organize-os também por categorias e guarde-os em caixas com etiquetas para identificá-los.

Peças que acumulam poeira, como chapéus e echarpes podem ser colocadas em caixas, assim como bolsas que não são frequentemente usadas.

Para guardar lençóis e edredons, prefira sacos a vácuos para mantê-los longe do bolor. O ideal é que cada casal tenha quatro jogos de banho e de cama, dois edredons, duas colchas e dois cobertores são mais do que suficientes.

Para evitar o bolor, deixe as portas do armário abertas, algumas horas, uma vez por semana. Para combater a umidade, coloque saquinhos de giz dentro do guarda-roupa e gavetas.

Dica

Utilize o espaço embaixo da cama para guardar coisas. Use uma caixa de MDF, revista seu interior com tecido e instale quatro rodinhas e puxadores para facilitar o acesso. Esses gavetões são úteis para guardar livros, sapatos etc.

Quarto das crianças

Envolver as crianças na organização e familiarizá-las com o processo, faz com que o aprendizado ocorra naturalmente. Ainda durante a gravidez, os pais devem reservar um espaço para o novo morador, levando em conta um berço, um trocador e uma cômoda. Deixe a mostra itens de higiene como fraldas, pomadas, algodão etc. Ao lado do trocador é indicado a presença de uma lixeira que deve ser limpa diariamente. Utilize nichos para otimizar o espaço.

A medida que o bebê vai crescendo, novas necessidades aparecem e o espaço precisa ser reformulado.

Deixe os brinquedos mais usados pelas crianças na parte de baixo do armário, enquanto os outros podem ficar em caixas etiquetadas. Evite deixar objetos no chão para facilitar a limpeza e organização.

As arrumações devem ser feitas com a ajuda da criança, da mesma forma que a separação de itens para doação. É importante criar esse hábito desde cedo. Guardar as roupas em cabides auxilia na organização da criança. Por isso, instalar um segundo varal mais baixo é essencial.

Mantenha sempre um cesto para roupa suja para que a criança se habitue a tirar a roupa e já colocá-la no cesto. Uma forma lúdica é instalar uma cesta de basquete em cima do cesto de roupa. O mesmo vale para o lixo.

Crie áreas específicas para cada atividade. Por exemplo, área para brincar, para fazer as tarefas etc. Dessa forma, facilita a aprendizagem.

Cozinha

A cozinha é, junto com a sala, um dos lugares mais frequentados pela família. A primeira iniciativa rumo à organização é lavar a louça, pois uma pia cheia de pratos é um indicativo forte de bagunça. Evite colocar enfeites na cozinha; quanto mais livre estiver a mesa e bancada, melhor.

Inicialmente, pense em todas as atividades praticadas na cozinha: preparação do alimento, das refeições, lavar a louça etc. Após, setorize o ambiente e armazene os objetos necessários na área correta para facilitar o andamento das atividades. Por exemplo, manter as colheres de pau ao lado do fogão e o escorredor de pratos na pia. Seguindo esta mesma lógica, mantenha os pratos guardados próximos à pia, pois são itens muito utilizados, sendo uma boa ideia facilitar na hora de guardá-los.

A gaveta de talheres deve ter divisores, para cada qual ficar com seu semelhante. Conchas, abridores e eletroportáteis não precisam ser guardados em gavetas. Prefira organizadores específicos para cada utensílio. Algumas panelas e canecas podem ser penduradas em ganchinho na parte inferior dos armários.

Potes de plástico são úteis, porém lembre-se de guardá-los abertos para não ficar com cheiro do alimento. Prefira todos de um mesmo formato para poder empilhá-los sem preencher muito espaço.

O cheiro de mofo nos armários pode ser eliminado com potinhos de sal grosso. Já para afastar formigas, utilize cravos-da-índia.

Despensa

A organização e o planejamento andam juntos. Elaborar um cardápio semanal garante uma compra inteligente e otimiza o tempo.

Dicas

  • Troque os potes de plásticos pelos de vidros, pois estes duram mais e preservam melhor o alimento;
  • Após abrir enlatados, transfira o conteúdo para um pote com tampa e o mantenha na geladeira;
  • É indicado retirar o macarrão da embalagem original depois de aberto para melhor preservação. A dica é usar potes para guardá-los;
  • Da mesma forma que o macarrão, os cereais matinais devem ser mantidos em potes bem fechados para manter-se crocantes;
  • Não estoque temperos, pois eles perdem rapidamente o aroma e sabor;

Área de serviço

A área de serviço, por ter pouco circulação, é frequentemente usada para guardar entulhos. Da mesma forma como o restante da casa, é preciso separar o que é necessário e o que não é.

Para melhor organização do espaço, separe os produtos de acordo com a área da casa em que são usados e utilize cestas com marcadores para identificação. Por exemplo, o marcador vermelho significa cozinha e nele contém detergente, multiuso desengordurante, limpa-fogão etc.

Separe por cestos a roupa suja, levando em consideração as cores e texturas, para facilitar na hora de lavar. Reserve também um local específico para lavar, dobrar e secar as roupas limpas. A iluminação é muito importante para ver possíveis manchas e desvendar as etiquetas.

Manter um cronograma também é importante para não deixar acumular roupas. Separe os dias para a lavagem de certos tipos de roupa e procure seguir o cronograma.

Banheiro

No caso de ambientes com mais de um banheiro, dividi-los por sexo ou faixa etária pode ser uma boa saída para melhorar a organização. Neste caso, menos é mais, então, opte por deixar apenas os objetos que suprem alguma necessidade de algum membro da família. Procure separar cada prateleira para um membro da família e outra para uso geral. Deixe a bancada o mais livre possível, mantendo apenas objetos de uso frequente como escovas de dentes e sabonetes.

Se o banheiro for pequeno, use uma parede livre para instalar prateleiras, a fim de guardar toalhas.

Como trata-se de um ambiente em que a limpeza deve ser constante, deixe produtos a mão para facilitar. Luvas de borracha, papel toalha, desinfetante para o vaso sanitário, sapólio cremoso, esponja dupla face e tira limo são alguns dos produtos que são constantemente usados para limpeza da área em questão.

Escritório

É importante que o ambiente escolhido como escritório seja arejado, iluminado e confortável para que a rotina seja o mais produtiva possível. Pensar em móveis adaptados para o uso do ambiente é fundamental: mesa com buracos para passar fios, cadeira ergonômica etc.

Ter um estoque para material de escritório poupa tempo e dinheiro, então é essencial reservar um espaço específico para isso. Um bom organizador de mesa irá manter em ordem adereços como clipes, lápis, canetas, elásticos etc. O que puder, digitalize e deixe armazenado em um HD externo, desta forma, torna-se desnecessário guardar tantos papéis, comprovantes e boletos.

Crie arquivos para organizar a papelada: ativo, atual e morto. O arquivo ativo guardará as contas a pagar; já o atual, ficarão armazenados recibos de aluguel, contratos de cartão, recibo para imposto de renda etc. Coloque no arquivo morto cópias de declaração de impostos, apólice de seguros, cheques cancelados, ou seja, tudo o que pode ser necessário algum dia.

Por quanto tempo guardar?

Aluguel:Guardar contrato, declarações de quitação e recebimento de termo de entrega de chave por 3 anos

Água, energia e contas afim: 5 anos

Cartão de crédito: guardar recibos por 1 ano

Certidões: nunca devem ser descartadas

Certificado de reservista:nunca deve ser descartado

Certificados, títulos e ações:guardar até a venda ou troca

Cheques cancelados: 5 anos

Compra de imóvel: proposta, contrato e comprovantes de pagamentos devem ser guardados até a lavratura e registro imobiliário da escritura

Condomínio: devem ser guardadas enquanto o morador estiver no imóvel

Consórcio: comprovantes de pagamento devem ser guardados até o encerramento das operações financeiras do grupo

Declaração de imposto de renda: 5 anos

Quintal e garagem

É muito comum usar a garagem para guardar caixas categorizadas como “vejo depois o que faço”. O resultado é um local abarrotado de pertences inutilizados e esquecidos. Como tudo, o difícil é iniciar o processo. Então, pegue sacos de lixo e comece a averiguar o local, jogando fora ou doando o que já havia sido separado para esse fim e que por alguma razão parou na garagem.

Em seguida, limpe o ambiente e dedetize para evitar animais indesejados circulando. Para deixar o local harmonioso, utilize armários de alvenaria. Faça prateleiras largas e altas, pois é ali que você guardará suas coisas pouco usadas, mas que não pretende se desfazer. Etiquete as caixas para saber exatamente onde as coisas estão.

Quanto ao quintal, menos é mais. Facilite sua vida e mantenha um espaço livre, com móveis externos próprios e com a jardinagem sempre aparada. Caso você goste de plantas, mas possui um quintal pequeno, opte por jardins verticais, plantando mudas em garrafas PET ou latas. Para guardar ferramentas úteis, utilize uma placa de madeira ou MDF na parede e instale ganchos para acomodar os objetos.

Para quem tem animais de estimação, separe um lugar próprio para ser o território dele. Caso seja o quintal, tenha um espaço certo para refeições e outro para dormir. Eles gostam de rotina. Caso prefira que os animais andem também dentro da casa, a periodicidade da limpeza aumenta. Mantenha-o limpo. Isso não quer dizer banhos em excesso e perfumes. Um banho a cada 15 dias é o suficiente para mantê-lo limpo e saudável. Mantenha a ração bem fechada. E não esqueça de vacinar e dar vermífugos para o seu animalzinho.

Notas finais

Manter a casa organizada é uma questão de hábito e o resultado é um equilíbrio bem-vindo em todas as esferas da vida. Montar um ambiente de relaxamento, diversão e concentração é essencial para recarregar as energias que o dia a dia nos exige diariamente. Por isso, entrar no automático e fazer da sua casa apenas um local para dormir sem prestar atenção nesses detalhes, não é uma boa ideia.

Faça um teste. Comece organizando o cômodo mais utilizado e perceba a sensação prazerosa ao final do processo. Garanto que esse será o ponta pé inicial para diversas mudanças necessárias que foram sendo negligenciadas em meio ao caos do mundo moderno.

Dica do 12’

Que tal continuar a leitura com 'A Mágica da Arrumação' de Marie Kondo?

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Bete Monta, autora do presente livro, é a dona de um Instagram e um Canal de Artesanato e cuidado com o lar. Aqui neste livro, ela une tudo o que sabe sobre o cuidado com a casa, e c... (Leia mais)