As 48 Leis do Poder Resumo - Robert Greene

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

15497 leituras ·  4.3 avaliação média ·  3813 avaliações

As 48 Leis do Poder

As 48 Leis do Poder Resumo
Gestão & Liderança

Este microbook é uma resenha crítica da obra: The 48 Laws of Power

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 8532510485

Também disponível em audiobook

Resumo

Que tal entender mais sobre o poder? Além de entender mais sobre ele, vamos aprender como conquistar o poder em si, proteger-se dele, e usar o mesmo ao nosso favor. Dando alguns insights do que seria o poder em sua essência, e como você poderia encontrar o mesmo em sua rotina e sua vivência, este microbook demonstra em 48 leis como ser bem sucedido.

O autor aqui é Robert Greene, um escritor norte-americano, conhecido por sua especialidade em livros de estratégia, poder e sedução. Outros livros de sua autoria seriam "Maestria", "A Arte da Sedução" e muitos outros - grande parte deles tendo chegado às listas dos best-sellers ao redor do mundo. Entenda mais do que este mestre pode te ensinar nos próximos 12 minutos.

Lei 1: Nunca brilhe mais que seu mestre

Você precisa fazer com seus superiores se sintam superiores e pode conseguir isso não se exibindo de forma que poderia deixá-los inseguros. Para conquistar o poder, você precisa que eles pareçam melhores e mais brilhantes do que eles são.

Lei 2: Nunca confie demais nos amigos, aprenda a usar seus inimigos

Eventualmente seus amigos irão te trair. Para Greene, isso é um fato e você nunca deve confiar demais. Em vez de se apoiar nos seus amigos, ele sugere que você contrate seus ex inimigos, pois eles tendem a ser mais leais.

Lei 3: Esconda suas intenções

Para ter poder verdadeiro, você precisa ser capaz de deixar as pessoas perdidas e desinformadas. O jeito mais fácil de fazer isso é não mostrando suas verdadeiras intenções nunca. Eles nunca conseguirão se preparar para ir contra você, se você deixá-los perdidos. Além disso, você sempre pode dar direções erradas para maximizar o efeito dessa lei.

Lei 4: Fale menos do que o necessário

Quando você tenta impressionar as pessoas, quanto mais você fala, mais comum você parece e menos no controle você fica. É importante que você seja vago e fale o mínimo possível. Quem fala pouco parece mais poderoso e intimida as pessoas com sua discrição.

Lei 5: Tudo depende da sua reputação. Proteja-a com a sua vida

Sua reputação é a fundação do seu poder. Quanto mais reconhecido e respeitado você é, mais poderoso você se torna. Apenas uma boa reputação já te ajuda a vencer, mas, se você quer destruir seus inimigos, faça-o atacando a reputação deles. Feito o ataque, saia de perto e deixe que o público termine a desmoralização dos seus oponentes.

Lei 6: Atraia atenção a todo custo

As pessoas são julgadas pela sua aparência e, se você quer ter poder, não ser visto e não captar a atenção das pessoas, pode te levar a fracassar. Você deve buscar sempre a atenção das pessoas e nunca ficar invisível na multidão. Seja misterioso, mas diferencie-se da multidão para ser notado.

Lei 7: Deixe que os outros trabalhem para você, mas fique com os créditos

Se você quer se tornar poderoso, precisa ser capaz de capturar os créditos pelo trabalho alheio. Use as pessoas que trabalham para você e, sempre que possível, aproprie-se dos méritos das atividades que elas executarem. Nunca deixe que as pessoas assumam os créditos pelo seu trabalho. Isso fará com que as pessoas pensem que você é um grão mestre da eficiência.

Lei 8: Faça com que as pessoas venham até você

Você precisa fazer com que as pessoas te procurem, pois isso lhe dá poder e controle. É muito melhor que seus oponentes venham até você e que você nunca vá até eles. Quando eles vêm em sua direção, abandonam seus próprios planos e passam a seguir os seus. Ofereça iscas e promessas de grandes ganhos e, quando atraí-los, ataque.

Lei 9: Vença com ações, nunca com discussões

Você nunca ganha algo através de uma discussão, pois discussões geram ressentimentos para a pessoa do outro lado, o que prejudica sua capacidade de influenciar. Para vencer você precisa tomar ações que comunicam o que você quer. Ao invés de explicar algo às pessoas, demonstre e diga como deve ser feito.

Lei 10: Evite pessoas tristes e azaradas

Estar próximo de pessoas infelizes e azaradas drena sua capacidade mental e emocional. Estas pessoas te contaminam e fazem com que você falhe por contaminação. Associe-se apenas com pessoas felizes e sortudas.

Lei 11: Torne as pessoas dependentes de você

Para manter-se no controle, você precisa que as pessoas dependam de você. Quanto mais as pessoas dependem de você, mais liberdade você possui. Faça com que as pessoas precisem de você e queiram ficar perto da sua felicidade. Nunca deixe que eles aprendam o que você sabe para não precisar mais de você.

Lei 12: Use honestidade seletiva e generosidade para desarmar suas vítimas

Um movimento sincero é capaz de esconder seus movimentos desonestos. Quando você é honesto, inicialmente abaixa a guarda das pessoas e elas passam a confiar em você. Seja honesto no início, ganhe a confiança da pessoa, antes de enganá-la.

Lei 13: Quando buscar ajuda, apele pelo interesse próprio das pessoas, nunca pela compaixão delas

Se você precisa de ajuda, não pode se humilhar e depender da compaixão das pessoas. Você deve encontrar algo que beneficie aquela pessoa para te ajudar e enfatizar isso ao máximo. Assim você não se expõe e consegue atingir seu objetivo.

Lei 14: Posicione-se como amigo, seja um espião

Aproxime-se das pessoas para capturar informações valiosas e faça perguntas indiscretas. Aproveite toda oportunidade que tiver para conseguir mais informações e tome nota. Iluda as pessoas para parecer próximo e ganhar sua confiança, e aprenda o máximo que puder.

Lei 15: Destrua seu inimigo completamente

Fazer mal ao seu inimigo não é o suficiente. O importante é destruí-lo de forma que ele não seja capaz de reerguer-se. Ataque-o na mente e no espírito e nunca tenha piedade de parar antes de acabar com ele.

Lei 16: Use da ausência para aumentar seu respeito e sua honra.

Quanto mais você se faz presente, maior sua circulação, menor o seu valor. Se você faz parte de um grupo, afaste-se e deixe que as pessoas notem que você está distante. Isso aumenta seu valor por gerar escassez da sua presença.

Lei 17: Mantenha os outros em um terror suspenso. Crie um ar de imprevisibilidade.

Ser previsível dá poder às outras pessoas. Se você se comporta de forma imprevisível e inconsistente, as pessoas param de tentar prever seus movimentos. Quanto mais imprevisível você for, mais as pessoas se intimidarão e se aterrorizarão com relação a qual será o seu próximo passo.

Lei 18: Não construa fortalezas para se proteger. O isolamento é perigoso

Se você quer ser poderoso, você não pode se isolar. O isolamento te deixa de fora das informações mais importantes e você fica perdido. É melhor se disfarçar dentro do grupo. Você está protegido dos seus inimigos quando está na multidão.

Lei 19: Saiba com quem você está lidando. Nunca ofenda a pessoa errada

Nunca presuma que todas as pessoas vão reagir do mesmo jeito às suas ofensas. Conheça quem você quer atacar e escolha suas vítimas com cuidado. Nunca deixe suas ofensas serem incompreendidas e chegarem até um alvo não planejado.

Lei 20: Nunca se comprometa com ninguém

Se existe algum conflito, os idiotas correm para tomar partido em um dos lados. Você deve se manter independente e nunca se comprometer com os outros, apenas com você mesmo. Faça com que as pessoas te persigam e jogue-as umas contra as outras.

Lei 21: Se faça de bobo para enganar

As pessoas gostam de se sentir mais inteligentes. Faça com que suas vítimas achem que são mais espertas do que você. Se elas acharem isso, jamais pensarão que você possa ter motivos ocultos para elas desconfiarem.

Lei 22: Saiba se render: Transforme sua fraqueza em poder

Se você é mais fraco que seu oponente, não continue lutando, renda-se. Quando você se rende, você tem mais tempo para se recuperar e tempo para esperar que o poder dele diminua. Não deixe que o opontente tenha a satisfação de derrotar você. Renda-se antes, recomponha-se, espere que ele se enfraqueça e vingue-se.

Lei 23: Concentre suas forças

Economize suas energias mantendo-as concentradas no seu ponto mais forte. Tenha foco e não ataque múltiplas coisas ao mesmo tempo. A intensidade sempre vence a dispersão.

Lei 24: Seja um bajulador na corte

O bajulador se sente à vontade num mundo em que tudo gira ao redor de poder e habilidade política. Ele bajula, submete-se a seus superiores e impõe seu poder sobre os outros de forma invisível. Se você bajula o rei, não há limite para onde ascender dentro da corte.

Lei 25: Reinvente-se

Recrie a si mesmo forjando uma nova identidade, que chame a atenção e interesse da sua audiência. Seja o arquiteto da sua imagem e nunca deixe que os outros a definam por você. Saiba usar o teatro em suas ações e discursos, seja dramático. Isso cria um personagem interessante e amado pelas pessoas.

Lei 26: Mantenha suas mãos limpas

Crie uma fachada exemplar e nunca seja pego em atividades duvidosas. Se precisa fazer algo perverso, deixe que façam por você. Sua aura deve comunicar perfeição e suas mãos nunca podem estar envolvidas em atividades duvidosas. Se você se enrolar, encontre alguém para culpar e saia de mãos limpas.

Lei 27: Jogue com a necessidade das pessoas de crer em algo

As pessoas precisam acreditar em algo, sempre. Use isso a seu favor e dê a eles uma causa comum para seguirem com você como líder. Comunique-se de forma vaga, faça promessas, demonstre sua superioridade e não converse no plano do racional. Faça uso da fé alheia. Crie rituais para seus discípulos e peça que eles façam sacrifícios pela causa.

Lei 28: Seja enfático ao entrar em ação.

Se você está inseguro quanto a determinada atitude, não faça. Suas dúvidas e hesitações irão prejudicar sua execução. Entre em ação com fé e chame a atenção. Todos admiram o corajoso e audacioso; ninguém honra os medrosos.

Lei 29: Planeje cada movimento até o fim

O final é tudo e você deve planejar cada etapa até ele, levando em conta as possíveis consequências e obstáculos que podem anular os seus esforços e estragar seu plano. Não seja surpreendido pelas circunstâncias e saiba quando parar.

Lei 30: Faça suas realizações parecerem fáceis

Seus feitos devem parecer naturais e fáceis. Ignore seus esforços e nunca mencione que algo te deu muito trabalho. Sempre faça parecer natural e simples e sempre aparente ser capaz de fazer ainda mais. No entanto, não ensine ninguém como você fez ou suas táticas serão usadas contra você.

Lei 31: Controle as opiniões: Faça com que joguem com as suas cartas

Ludibrie suas vítimas e deixe que elas achem que estão no controle. Dê opções para as pessoas escolherem, mas certifique-se de que todas as opções oferecidas atendam os seus objetivos. Quando eles tiverem que fazer uma escolha, faça que seja uma escolha do tipo "dos males o menor".

Lei 32: Brinque com as fantasias das pessoas

Nunca apele para a verdade, a não ser que esteja preparado para a indignação gerada pela desilusão. As pessoas querem romantizar suas vidas e, se você conseguir iludí-las nesta direção, será capaz de se tornar poderoso.

Lei 33: Encontre as fraquezas de cada um

Cada pessoa tem sua fraqueza e cabe a você explorá-la. Uma fraqueza pode ser um medo, um vício ou segredo. Se você sabe os pontos fracos das pessoas, você pode direcioná-las para fazer o que lhe convém.

Lei 34: Aja com realeza para ser tratado como Rei

O modo como você se comporta normalmente determina o modo como você é tratado. Mais cedo ou mais tarde, parecer plebeu vai levar a ser ignorado. Demonstre sua superioridade e as pessoas vão curvar-se diante da sua majestade.

Lei 35: Entenda como agir na hora certa

Não demonstre pressa, pois ela denuncia uma falta de controle sobre você mesmo. Pareça paciente, como se estivesse certo de que as coisas se resolverão sozinhas. Saiba o momento certo de agir e ficar quieto quando o momento não for propício.

Lei 36: Desdenhe do que você não pode ter

Quanto mais atenção você dá ao seu inimigo, mais poderoso você o torna, e um pequeno erro torna-se mais grave e mais visível quando você tenta consertá-lo. Se há alguma coisa que você quer e não pode ter, demonstre desprezo por ela, finja que ela não tem valor. Quanto menos interesse você demonstra, mais clara é sua superioridade.

Lei 37: Crie espetáculos e entretenha

Grandes gestos simbólicos com um ar dramático para uma platéia geram uma aura de poder. Monte espetáculos para as pessoas ao seu redor, cheios de imagens e símbolos que reforcem a sua presença.

Lei 38: Pense como quiser, mas comporte-se como os outros

Não vale a pena demonstrar às pessoas que você vai contra o status quo. Elas só vão achar que você quer atenção e se acha superior. É mais seguro se misturar na multidão e abraçar o senso comum. Guarde sua originalidade para você e as pessoas mais próximas que admiram o excêntrico.

Lei 39: Agite a água para fisgar o peixe

A raiva e a emoção prejudicam sua performance, por isso você precisa ser sempre calmo. Seu objetivo é irritar seu inimigo mantendo sua calma e assim assumir o controle. Manipule-os para que eles percam a calma, desestabilize para atacar de forma assertiva.

Lei 40: Despreze o almoço grátis

Se algo vem de graça, você deve estar atento. Este algo normalmente vem com um favor que será cobrado no futuro. Pague pelo que você quer e se livre de gratidão, favores e culpa. É sábio pagar o preço sem desconto. Mantenha seu dinheiro circulando, pois a generosidade é um sinal de poder.

Lei 41: Evite ocupar um lugar que foi ocupado por um grande homem

Se você tiver que substituir um grande homem, você terá que fazer duas vezes mais que ele realizou para conseguir superá-lo em sua glória. Não se mantenha na sombra de alguém, crie seu próprio espaço.

Lei 42: Ataque o Pastor e as ovelhas se dispersam

Neutralize a influência do líder de uma manada para dispersar a multidão. Faça isso isolando-os e banindo-os. Se você consegue atingir a fonte do problema, o rebanho se dispersará e você fica livre para assumir.

Lei 43: Trabalhe o coração e a mente dos outros

Para fazer com que os outros sirvam ao seu propósito será necessário seduzi-los e influenciá-los. A pessoa que você seduz torna-se um leal e, para seduzir uma pessoa, é preciso agir em suas fraquezas e na sua mente. Manipule as emoções e seja amado ou temido. Se você ignorar as mentes e os corações das pessoas, elas te odiarão.

Lei 44: Use o Efeito Espelho para desarmar

O espelho reflete a realidade, mas é também causa de ilusões. Quando você se espelha em seus inimigos, fazendo o que fazem, eles se confundem com a sua estratégia. O efeito espelho zomba deles e os leva a reagir de forma não planejada, abrindo suas fraquezas. Poucos resistem à confusão e ao caos causado pelo poder do efeito espelho.

Lei 45: Pregue a mudança, mas nunca mude muita coisa ao mesmo tempo

Todos entendem a necessidade de mudança, mas no dia a dia as pessoas são criaturas de hábito. Mudar demais gera revolta. Se você assumir uma posição de autoridade, deve manter seu respeito pela tradição e, se uma mudança for necessária, faça com que ela pareça ser uma mera melhoria de uma tradição.

Lei 46: Não pareça perfeito demais

Parecer melhor do que os outros é perigoso, e dar a impressão de ser perfeito é ainda mais. Se você causa inveja, cria inimigos silenciosos. Exiba ocasionalmente algum defeito e confesse vícios inofensivos, para desviar a inveja e parecer mais humano e menos divino.

Lei 47: Não vá além da vitória pré estabelecida

A vitória é o momento mais perigoso de todos. Quando você vence, a arrogância e o excesso de confiança podem levá-lo a ultrapassar o alvo que você havia definido e, ao avançar demais, você cria mais inimigos do que o necessário. Não deixe que o sucesso tome conta e suba àcabeça. Estabeleça um objetivo e, ao alcançá-lo, pare imediatamente.

Lei 48: Mantenha-se disforme

Ao assumir uma forma física, clara e visível, você se torna vulnerável ao ataque. Ao invés de assumir uma forma que o seu inimigo possa assimilar, mantenha-se adaptável e fluido como a água. Nunca aposte na estabilidade e numa ordem duradoura e sim no caos.

Notas Finais:

Muitas pessoas tem dificuldades de entender as 48 leis de Greene e aplicá-las na sua conduta, pois o livro se baseia principalmente em eventos históricos onde a ética presente não é exatamente honrada. Ainda assim, este é um livro que vale a leitura, pois Greene nos traz técnicas não usuais para se tornar mais poderoso. Provavelmente você não vai querer utilizar a maioria delas (sim, ele é um cara malvado) mas é essencial conhecê-las para se proteger de pessoas que buscam incessantemente pelo poder a qualquer custo.

Dica do 12':Que tal conferir nosso microbook Como Fazer Amigos E Influenciar Pessoas?

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Robert Greene é um escritor estadunidense, mais conhecido pelos livros de estratégia, sedução e poder. Trabalhou em colaboração com o rapper 50 Cent para o lançamento do livro A 50ª Lei. Greene cresceu em Los Angeles e frequentou a Universidade da Califórnia, Berkeley, antes de pegar seu diploma na Universidade de Wisconsin-Madison com um B.A. em estudos clássicos. Antes de se tornar autor, Greene estima que trabalhou em 80 empregos, inclusive como trabalhador da... (Leia mais)