×
50% OFF

Você está a 12min da sua melhor versão!

Aproveite 50%OFF no 12min e comece a se desenvolver agora!

1685 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

A arte das redes sociais

A arte das redes sociais Resumo
Tecnologia e Inovação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: The art of social media: power tips for power users

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-85-6890-531-9

Editora: Best Business

Também disponível em audiobook

Resumo

Como otimizar seu perfil

Para começo de conversa, vamos falar do básico. Em todas as redes sociais, uma página de perfil está ali para você explicar quem você é, quais os seus interesses e em que área atua. Nesses campos, inclua todas as suas informações biográficas e imagens de relevância para se apresentar ao público.

Um perfil claro é eficaz. Sabe aquele velho ditado, a primeira impressão é a que fica? Parece clichê, mas é real e também se aplica às redes. Os outros usuários fazem um rápido julgamento da sua conta logo de cara. Com um bom perfil de apresentação, você chama atenção das pessoas e passa uma impressão de autoridade sobre algum assunto. Em resumo, considere sua página inicial como um currículo para o mundo inteiro ver, julgar e tirar conclusões. 

Para uma otimização mais eficiente, lembre-se que todo julgamento inicial não leva mais do que cinco segundos. Por isso, destaque bem o seu rosto no avatar, inclua um perfil biográfico sucinto, com um bom resumo das suas atividades, e não esqueça de expor links mostrando bem o seu produto ou serviço. Não descuide da própria imagem. 

Como alimentar o monstro do conteúdo

Para demonstrar mais valor e autoridade sobre um assunto, você precisa ter um bom plano de conteúdo. Isso é possível de alcançar por dois meios distintos, a criação e a curadoria de conteúdo.

Criação envolve escrever longos posts, publicar fotos ou produzir vídeos interessantes. Não é fácil criar mais do que duas peças de conteúdo por semana durante bastante tempo. Ao mesmo tempo, duas peças de conteúdo por semana pode ser pouco, mas com o passar do tempo você encontra a medida certa de postagens, se planejando e impactando os seus seguidores.

A curadoria de conteúdo trabalha com material de qualidade publicado por outras pessoas. Você resume e compartilhar textos, fotos e vídeos interessantes e atrai um novo público. Sites e blogs querem mais tráfego e as pessoas buscam meios fáceis de encontrar informações relevantes. Por isso, a curadoria é ótima, porque é boa para você, para os seguidores e para quem produziu o conteúdo que passou por sua página nas mídias sociais. 

Assim, o monstro do conteúdo é alimentado, sua rede ganha em acessos, novos seguidores são atraídos com bons julgamentos e o crescimento é exponencial.

Como aperfeiçoar os posts

Quando você compartilha posts, está mostrando ao mundo um trabalho robusto de criação e curadoria de conteúdo. Uma lógica das mídias sociais é que se você produz material de boa qualidade, as pessoas vão repostar e interagir com ele. Quanto mais interação, mais seguidores vão notar a sua autoridade sobre o assunto. 

Um bom método é o chamado modelo NPR. Esta é a sigla usada para denominar o National Public Radio, instituição estadunidense que fornece conteúdo qualificado 365 dias por ano. De tempos em tempos, a NPR organiza uma campanha de doações para arrecadar verbas para os seus projetos. E todas essas campanhas são bem-sucedidas, porque a NPR é conhecida como uma entidade que proporciona conteúdo de muito valor. 

Faça despertar interesse do público pelo seu conteúdo. Priorize qualidade, mas nunca esqueça da quantidade ao publicar conteúdo com frequência. Ser a NPR da sua área de atuação é fornecer conteúdo relevante e usar as redes sociais a seu favor. 

Como responder a comentários 

Nos seus posts, você lidará com comentários perspicazes, engraçados, lisonjeiros e educados, muito produtivos para levantar bons debates e gerar outras discussões interessantes. Em compensação, também terá de lidar com comentários ríspidos, agressivos, idiotas e mal-educados, com críticas destrutivas de pessoas que não se importam com a seriedade do seu trabalho. 

Caso o seu perfil seja voltado para o mundo dos negócios, não tenha medo de responder aos comentários dos dois tipos, sempre com educação, gentileza e procurando tirar todas as dúvidas que apareçam. Lembre-se que não é fácil lidar com os comentários na internet, mas é necessário. Ninguém gosta de falar sozinho ou se sentir largado num canto. Além do mais, deixar comentários sem resposta pode passar uma imagem de falta de transparência. 

Encare com e perceba como os comentários negativos precisam de esforço, paciência e compreensão. 

Como integrar mídias sociais e blogs 

Quanto mais conexão entre blogs e mídias sociais, melhor. Essas duas maneiras de se comunicar não apenas coexistem, elas se complementam.  Um alimenta o outro. Blogs devem ser usados como ferramentas para enriquecer as redes sociais. E vice-versa.

Nos blogs, deixe os textos mais extensos e detalhados sobre a sua área de atuação, sem esquecer de postar nas mídias sociais tudo o que tiver sido publicado. Nas redes, priorize um conteúdo mais curto, de rápido consumo. Claro, por lá você também vai postar pequenas chamadas ligando os textos no seu blog.

Neste ciclo de conteúdo permanente nos dois meios você ganha dos dois lados. Mais acessos ao seu blog, mais engajamento nas suas redes sociais.  

Como conseguir mais seguidores 

Existem apenas dois tipos de pessoas nas mídias sociais: as que querem mais seguidores e as mentirosas. A melhor forma de conquistar mais gente para seguir os seus perfis é compartilhando material de boa qualidade.

Bons conteúdos correspondem a 90% dos resultados positivos na batalha por novos seguidores. O restante está na otimização das redes sociais, de forma natural. Não é um trabalho com resultados estrondosos de uma hora para outra, mas a tarefa exige constância, dedicação, esforço, tentativas, erros e acertos. Não existe milagre. 

Outra boa forma de acumular seguidores é migrar para uma nova plataforma assim que ela for lançada. Nesses casos, costuma haver um número menor de pessoas a seguir, menos burburinho e quando um maior público conhece a nova mídia social, você já conseguiu atingir mais autoridade por lá. 

Nunca se esqueça: comprar seguidores é uma armadilha que não traz resultados positivos. Além de antiético, gera menos engajamento e autoridade na sua área de atuação. Hoje os usuários das redes sociais dispõem de boas ferramentas para verificar a existências de perfis robôs entre os seguidores. Você quer ficar com essa impressão?

Como promover eventos de socialização 

Vai organizar um evento? As redes sociais são aliadas na divulgação. Por lá, é possível trabalhar para o aumentando de visibilidade e sucesso de público no dia de realização.

Ações de promoção antes do evento sem contar com as mídias sociais são cada vez mais raras e de menor influência. A divulgação dos eventos nas redes deixa tudo mais agitado, gera expectativa e faz as pessoas não esquecerem a programação. Por lá, é possível fazer prévias, interagir com o público, gerar engajamento e maior expectativa para o dia da realização.

Crie lembretes do evento nas redes sociais e descreva todo o cronograma da programação. Procure interagir com o público e direcione a divulgação para o público-alvo interessado, explicando detalhadamente os objetivos, os convidados e outros aspectos para o dia do evento. Assim, mais gente fica sabendo, sua autoridade aumenta e o sucesso é trabalhado com antecedência. 

Como evitar parecer um sem-noção 

Os sem-noção da internet passam essa imagem ruim por fazer escolhas erradas. Para não passar por um constrangimento na interação, o primeiro passo é sempre estar bem informado sobre o funcionamento das redes sociais. 

Se não tiver nada de agradável para compartilhar, não invente. Estude, pesquise, corra atrás de bons conteúdos. Nunca se comporte como um idiota, menosprezando a inteligência do seu público. Evite dizer às pessoas o que devem compartilhar ou não, isso é uma escolha delas. Você não é um fiscal de redes sociais.

Se não gostar de um post, passe adiante. Respeite a opinião alheia e evite bater boca publicamente. Seja cordial e educado. As mesmas regras de educação e cordialidade do mundo real devem ser repetidas no ambiente virtual. Bom senso é a alma do negócio. 

Como otimizar plataformas individuais 

Lembre-se que nem todos os seus seguidores visualizam as postagens compartilhadas no feed. Muito menos ficam o tempo todo visitando a sua página, especialmente no Facebook, uma plataforma que prioriza a visualização de vários posts, para ninguém ficar parado num único conteúdo.

Interaja com outras páginas com interesses parecidos com os seus. Ao comentar ou se engajar nos posts, demonstre valorizar a importância do bom conteúdo. Quando for possível criar parcerias na produção e curadoria de conteúdo, faça. Isso pode trazer vantagens mútuas para ambos os lados. 

Assim, sua plataforma individual nas redes sociais será mais que um mero perfil, uma simples página. Faça do uso das mídias sociais uma janela para conquistar novos mundos e oportunidades. 

Notas finais 

Deu para notar como as redes sociais, se bem trabalhadas, podem nos render melhores resultados. Pouco importa a área de atuação. Seguindo essas lições breves e simples, é muito possível ter uma imagem pessoal e profissional de mais autoridade e respeito no assunto desejado. Quando a tecnologia é usada a nosso favor, temos muito a ganhar, por isso não dá para desperdiçar todo esse potencial. 

Dica do 12’

Para aprender um pouco mais sobre o comportamento humano influenciado pela viralização de tendências em tempos de redes sociais, ouça o microbook As regras do contágio. É um ótimo complemento nas lições recém-aprendidas.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

Quem escreveu o livro?

Peg Fitzpatrick é estrategista de mídias sociais e liderou campanhas de mídias sociais em gi... (Leia mais)

Guy Kawasaki é o principal evangelista da Canva, uma ferramenta de design gráfico online. Ele é um embaixador da marca Mercedes-Benz e um executivo da Haas School of Business (UC Berkeley). Ele foi o principal evangelista da Apple e um administrador da Wikimedia Foundation. Ele também é o autor... (Leia mais)