×
44% OFF

Não deixe suas metas para 2022

Assine 12min Premium por apenas R$0,46/dia e aprenda mais em menos tempo!

370 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

The great CEO within

The great CEO within Resumo
Gestão & Liderança

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-0-578-59928-1

Editora: Mochary Films

Também disponível em audiobook

Resumo

A equipe

O primeiro passo é encontrar um parceiro, alguém que tenha habilidades complementares às suas. Compartilhe a carga emocional com ele. Isso aliviará significativamente a carga de trabalho.

Mochary salienta que é imprescindível renunciar a uma grande porcentagem da sua empresa. Por mais que tal recomendação pareça, em um primeiro momento, estranha, nosso autor assegura que vale a pena. Tenha em mente que, quando alguém entra em uma organização com mais de 10 profissionais, sempre espera encontrar altos níveis de estabilidade.

Dessa forma, quando sua equipe crescer o suficiente para que não seja capaz de seus membros se sentarem lado a lado em uma sala (ou seja, mais de 20 em um mesmo espaço ou, até mesmo, trabalhadores remotos), o compartilhamento “orgânico” de informações desaparecerá.

A partir desse ponto, será necessário um sistema de gerenciamento formal para ter sucesso. Essa medida requer uma considerável sobrecarga de atividades (geralmente, um dia inteiro por semana) para todos os envolvidos.

As startups, por exemplo, não fracassam porque crescem tarde demais. Pelo contrário, elas geralmente falham ao escalarem seus negócios muito cedo – isto é, antes de ajustarem seus produtos ou serviços às demandas reais do mercado.

Entrando em ação

Se a ação levar menos de 2 minutos para ser concluída, faça-a imediatamente. Caso contrário, anote os atos necessários e insira-os em uma das seguintes listas:

  • próximas ações: estas são as tarefas imediatas em seu rol de prioridades;
  • em espera: a lista de coisas que você pediu que outras pessoas fizessem e está aguardando sua conclusão;
  • aspirações: as coisas que você deseja fazer, mas não precisam ser feitas agora;
  • agenda: líderes ineficientes perdem muito tempo respondendo a questões pontuais em tempo real. Um método muito mais eficaz consiste em agrupar os seus problemas e discuti-los todos de uma vez;
  • projetos: essa é a lista para as tarefas que possuem mais de uma ação (e que só podem ser efetivadas em série, ou seja, uma após a outra). Escreva todos os passos necessários para chegar à conclusão;
  • objetivos: crie a sua visão empresarial para os próximos 10 anos, com metas trimestrais e resultados-chave, bem como métricas semestrais individuais, por equipe e por setores (ou departamentos).

Quando pensar em algo que precisa ser discutido com algum colaborador que você encontra regularmente, anote em sua lista de compromissos. Então, ao se deparar com essa pessoa, verifique suas anotações e analise tudo o que estiver acumulado lá.

Se você verifica o seu e-mail incessantemente, várias vezes por hora, está prejudicando a sua produtividade. Em vez disso, determine um horário para isso e limpe toda a sua caixa de entrada nesse momento. O autor recomenda efetuar essa verificação apenas 2 vezes ao dia – pela manhã e à tarde.

Caso o e-mail demore menos de 2 minutos para ser respondido, faça isso imediatamente. Se, pelo contrário, demorar mais de 2 minutos, escreva uma próxima ação para ele e, em seguida coloque-o no local correto (próximas ações, em espera, aspirações, agenda, projetos ou objetivos).

Gratidão

Como aproveitar esses conhecimentos para gerar um sentimento bom em nós mesmos? Para tanto, é indicado fazer a pergunta certa: “o que há de bom nessa situação?”, “quais são os elementos positivos neste membro da equipe?”, “quais os pontos fortes da minha empresa?”, “quantas coisas boas eu tenho na vida?”.

Outra possibilidade é preencher a lacuna da frase: “sou grato por __________”. Seja o mais específico possível, incluindo os nomes das pessoas, as ações que fizeram e assim por diante.

Ao perceber que está se sentindo grato por alguém ou por algo que esse indivíduo fez, diga a ele. Quando ouvir algo bom ser dito sobre alguém, faça com que esse reconhecimento chegue ao seu destinatário.

Em um artigo da First Round Review – uma das mais importantes plataformas digitais sobre tecnologia e negócios – intitulado “Como ser incrivelmente bem conectado”, o investidor de risco Chris Falic afirma que reserva uma hora por semana para acompanhar seus negócios e difundir boas ideias.

Nosso autor recomenda que você faça o mesmo. O objetivo é passar a maior parte do tempo (entre 70% e 80%) fazendo coisas que o energizam. Se você adotar essa prática, a mágica ocorrerá.

Avalie cada dia de trabalho, hora a hora, e pergunte-se: “esta atividade me deu energia ou a drenou?” Destaque em verde as ações que se enquadram na primeira possibilidade. Marque em vermelho aquelas que sugam a sua força vital.

Lembre-se de que não existem ações neutras, de modo que cada hora do seu dia deve ser marcado com uma cor ou outra. O mapeamento de suas ações permite a criação de um maior engajamento dos colaboradores.

Desse modo, você deve procurar fazer com que os membros da sua equipe façam parte das tomadas de decisões, sentindo que suas contribuições influenciam o curso traçado pela empresa e os resultados obtidos.

Agora que chegamos na metade da leitura, conheceremos alguns itens essenciais para assegurar a excelência da sua gestão, abordando temas como feedbacks, vendas, marketing e recrutamento.

Feedback

De acordo com Mochary, a estruturação de um modelo para fornecer bons feedbacks é essencial para garantir o sucesso das operações e, consequentemente, a rentabilidade de qualquer negócio. Nesse sentido, ele propõe o seguinte esquema:

  1. peça permissão: avise o receptor sobre o que está por vir. Basta dizer algo como: “tenho um assunto a tratar com você. Agora é uma boa hora?”;
  2. declare o gatilho (comportamento ou evento que deu origem ao feedback);
  3. explique como esse gatilho faz você se sentir, em termos de raiva, tristeza medo ou qualquer outro sentimento;
  4. exponha os seus pensamentos, opiniões e/ou julgamentos acerca da situação;
  5. faça uma solicitação, esclarecendo o que o colaborador deve fazer. Tente caracterizá-la como uma ação positiva (“faça x”), em vez de uma atitude negativa (“não faça y”);
  6. pergunte se a pessoa aceita o feedback e a solicitação. Se o fizer, responsabilize-o por isso.

A terceira orientação do autor talvez seja a mais difícil para muitos empreendedores. Certamente, falar sobre seus sentimentos não é algo muito costumeiro no meio empresarial. Portanto, pode representar um desafio no início.

Todavia, fazer isso é crucial para que todos os membros da equipe entendam verdadeiramente o que está acontecendo e, assim, levem os seus feedbacks sempre a sério.

Recrutamento e seleção

O objetivo do processo de recrutamento e seleção consiste em atrair para a sua empresa os maiores talentos disponíveis no mercado. São profissionais que, além de fazerem o trabalho que você precisa, se adaptam tranquilamente à sua cultura organizacional.

A utilização de referências é uma das maneiras mais corretas de implementar um bom programa de seleção. Para obter essas informações, crie uma lista das 10 pessoas mais talentosas que você conhece.

Comprometa-se a falar com, pelo menos, um deles cada semana durante as próximas 10 semanas, perguntando-lhes: “quais são os 3 melhores profissionais que você conhece?”.

Documente todos os dados no sistema de rastreamento de candidatos da sua empresa. Escreva uma lista de verificação de todas as informações que um colaborador necessita para ser totalmente eficaz.

Anote todas e, se for pertinente, faça um vídeo explicando essas diretrizes. Compartilhe esses conteúdos, juntamente a um roteiro de 90 dias com cada novo membro da equipe. Tais ações devem, idealmente, ser realizadas antes mesmo que os novos contratados comecem a trabalhar.

No primeiro dia, peça-lhes que venham 2 horas após o início normal, para que muitas pessoas estejam presentes para dar as boas-vindas. Atribua a cada novo colaborador um parceiro, com o qual farão um check-in diário de 15 minutos, durante as 2 primeiras semanas. Esse tempo servirá para que os novatos possam dirimir suas dúvidas.

O tema do recrutamento aponta, ainda, para outro aspecto delicado das relações de trabalho: a demissão. Entretanto, se você não tiver uma documentação explicando o motivo pelo qual houve determinada dispensa, os profissionais podem iniciar uma ação judicial de rescisão ilegal contra a empresa.

Para minimizar esse risco, crie uma documentação por escrito. Um benefício secundário dessa iniciativa pode ser encontrado no fato de que os profissionais tendem, segundo o autor, a melhorar seus desempenhos. Mochary sugere:

  1. crie um plano de melhoria de resultados (PMR) que estabeleça marcos objetivos e datas ao longo de um período de 7, 30, 60 e 90 dias;
  2. promova reuniões semanais para verificar o progresso em relação aos marcos descritos;
  3. se o colaborador não atingiu um dos marcos depois dos 30 dias, dispense-o;
  4. o mesmo é válido para os outros marcos temporais.

Vendas e marketing

A maioria dos líderes empresariais pensa que a forma mais eficiente de elevar suas receitas consiste em contratar novos vendedores. No entanto, em muitas ocasiões, o principal obstáculo ao crescimento não é o tamanho da equipe, mas a geração de leads.

Somente quando você for capaz de calcular esse indicador, poderá obter uma receita previsível. Semelhantemente, apenas após atingir tal estágio é que o seu negócio chegará ao ponto de escalar.

Tenha em mente, porém, que gerar leads e fechar negócios são duas funções distintas e que, sob nenhuma hipótese, devem ser confundidas. Assim, a primeira envolve amplitude, ou seja, enviar e-mails e conversar com potenciais clientes, filtrando os não qualificados o mais rápido possível.

Fechar negócios, por sua vez, requer profundidade, isto é, construir relacionamentos sólidos e duradouros com os leads qualificados para fechar negócios.

Vendedores experientes e eficazes custam caro, portanto, o seu tempo será melhor gasto concentrando-se na atividade de maior valor da sua empresa: fechar negócios.

Caso os vendedores não estejam gerando leads, eles perdem um tempo valioso e tendem a ficar desnecessariamente estressados por terem de cumprir funções diferentes em paralelo.

Notas finais

A partir de agora, você tem as condições básicas para transformar sua empresa em um enorme sucesso financeiro. Sendo assim, vá se divertir. Quando esse momento passar, dê mais um passo: promova o bem no mundo.

Isso não significa preencher cheques polpudos com doações a instituições de caridade. Antes, o autor convida a “colocar a mão na massa”. Você já sabe como fazer isso.

Ao iniciar o seu negócio, você já descobriu as dores dos clientes e, em seguida, identificou as soluções mais econômicas e escaláveis para enfrentar essas dificuldades.

Agora, tome a iniciativa de novo. Mas, dessa vez, focando nas pessoas menos notadas em sua comunidade (provavelmente, as mais pobres e marginalizadas). Não haverá retornos financeiros se fizer isso. Provavelmente, nem receberá elogios ou agradecimentos.

Contudo, terá feito uma contribuição verdadeiramente positiva para o mundo. O mais importante é que você terá consciência disso. Desse modo, experimentará o mais raro e gratificante dos sentimentos: a satisfação de uma vida bem vivida.

Dica do 12min

Gostou do microbook? Leia também Empresas feitas para vencer e entenda os motivos que levam as mais distintas organizações à excelência.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

Quem escreveu o livro?

Mochary é um investidor de sucesso e desempenhou, por muitos anos, a função de CEO em grandes empresas. Atualmente, treina gestores... (Leia mais)