O melhor do mundo

Seth Godin Também disponível em audiobook: Baixe nosso app para ouvir gratuitamente.

Escutamos a vida inteira que vencedores não desistem, ou que desistir é uma atitude ruim e negativa. Mas isso não é sempre verdade, em alguns momentos a melhor decisão é ‘desistir’. Os vencedores sabem identificar a hora certa de desistir e conseguem fazer isso rapidamente, dedicando seus esforços e seu tempo em outras atividades.

Esse livro vai te ajudar a enxergar se o que você está fazendo pode te levar ao seu objetivo de longo prazo ou não. E também vai te ajudar a tomar as decisões corretas caso seja necessário desistir e a redirecionar suas atividades e esforços no que realmente importa para você.

Desistir pode ser uma boa decisão

Talento não é uma coisa tão rara, mas é preciso trabalho duro e se dedicar para se destacar. Afinal de contas, como podemos chegar lá? Através da prática – e não deixando que o destino ou a sorte resolvam sozinhos as situações. A maneira mais certeira de chegar ao topo é garantir que você trabalhe mais do que qualquer outra pessoa que tem os mesmos objetivos que você.

Devemos também melhorar nossa disposição para desistir quando for necessário. Em outras palavras, devemos aperfeiçoar nossa habilidade de medir se um trabalho ou projeto vai nos levar aos resultados desejados, ou se nossa energia, tempo ou talento deveriam ser dedicados a outras coisas. Aqui, a filosofia da ‘desistência positiva’ precisa ser considerada, observando-se duas coisas. Primeiro, é necessário definir claramente nossos objetivos de longo prazo, e então aguçar nossa percepção para que nossas realizações atuais nos encaminhem para uma curva de aprendizagem significativa. Em segundo lugar, devemos saber se temos a determinação para continuar trabalhando duro para alcançar o primeiro lugar.

Nossa incapacidade de prever os caminhos sem saída, é normalmente o resultado de uma complacência otimista sobre para onde estamos indo. Para muitos de nós é uma perda de tempo, e poucas pessoas estão conscientes disso. É crucial que você seja capaz de avaliar se suas ações estão te levando em uma direção positiva; enquanto permanece atento a qualquer coisa que possa te atrasar ou atrapalhar. Depois de avaliar que está indo na direção correta, você pode começar a trabalhar. Qualquer coisa que vale a pena alcançar na vida, exigirá trabalho duro, dedicação e força diante das adversidades. Essa força, junto com o ‘saber quando parar’, é o que começa a separar as histórias de sucesso e os vencedores das outras pessoas.

Algumas vezes, é fácil ficar confortável sendo medíocre em alguma coisa ao invés de desistir. Bruce Lee disse: “A água corrente nunca fica insípida. Então você precisa continuar fluindo. “ Isso significa que desde que você esteja constantemente se desafiando e crescendo na direção certa, você estará no caminho certo. Mas se sua “água” está circulando lentamente como em uma lagoa, você inevitavelmente ficará estagnado – e se você sente que as coisas estão caminhando nessa direção, talvez seja a hora de desistir. Aprenda a reconhecer os sinais para que você foque sua energia nas coisas importantes.

Dedique-se o suficiente para ser o melhor

Se você não pode ser o melhor, por que se incomodar? É uma declaração controversa, mas essa mensagem é importante, especialmente quando você precisa decidir se vai desistir ou não.

A diferença entre o ‘número um’ e os competidores mais próximos é muitas vezes bem maior do que pensamos. Por exemplo, para cada novo artista que entra no ranking da Billboard 200, você também vê os favoritos de sempre como Adele, Drake e Justin Bieber, que continuam a vender seus álbuns. O álbum de Drake, Views, vendeu 600,000 cópias em sua primeira semana, e continuou vendendo de 40,000 a 50,000 por semana até outubro de 2016. Comparando com o álbum de um músico menos conhecido como Mac Miller, seu novo álbum vendeu recentemente 48,000 cópias em sua primeira semana, ficando em segundo lugar logo após do álbum de Drake que já estava em sua vigésima semana. Uma semana depois, Miller havia caído para o trigésimo lugar, enquanto Drake permaneceu consistente e caiu apenas para o 2 lugar.

Seja um artista, um aplicativo ou agências de propaganda, aqueles que garantiram uma posição no topo estão normalmente à frente, com uma parcela de mercado muito maior do que podemos imaginar: o mercado ama um vencedor claro, e aqueles que podem se separar dos outros podem esperar uma porção dominante das recompensas.

Existem duas principais razões para isso. Em primeiro lugar, em um mercado supersaturado as pessoas querem se sentir confiantes com suas escolhas. Elas não querem assumir riscos – e um produto ou pessoa que domina o mercado passa um ar de segurança que garante seu lugar no topo. Em segundo lugar, a competição no topo é brutal – só pode existir um ‘número um’. Quando você chega lá, manter essa posição te dá uma reputação que só vai fazer seu valor de mercado aumentar.

Qualquer pessoa que te contrata, compra de você, ou escolhe seus produtos, faz isso porque acredita que você é o “número um” naquele momento. Então, se você não está se dedicando o suficiente para ser o melhor, porque se incomodar? Desistir de alguma coisa que você sabe que não conseguirá se esforçar para ser o melhor, vai te ajudar a ter mais tempo livre para se dedicar e ter sucesso em outras áreas. Desistir de maneira inteligente é uma parte de sua jornada para chegar ao topo.

Entenda quando é a hora certa de desistir

Todos passamos por períodos na vida e na carreira em que nos sentimos frustrados, como se estivéssemos trabalhando duro para chegar a algum lugar que está muito longe. Mas a maioria de nós aceita que o trabalho duro é um processo necessário e natural – nada que vale a pena é alcançado facilmente. A verdadeira habilidade é ser capaz de determinar se esse trabalho duro vai valer a pena: todo esse esforço está nos levando para um lugar claro e definido, ou está nos levando para um beco sem saída?

Depois de ter se comprometido, você precisa ver seus esforços por outras perspectivas, porque desistir no meio do caminho é muito mais insensato do que começar alguma coisa que você não deveria fazer. Mas você deve se esforçar para dar um passo na direção certa. Por exemplo, se você está no processo de aumentar a escala de seu negócio ou de uma produção, então vale a pena se focar nisso, mesmo se os resultados não são espontâneos. Você está claramente avançando, mas não pode medir seus resultados até que o processo esteja completo. O mesmo se aplica às vendas, que não vão necessariamente crescer de maneira instantânea seguindo suas operações, e também para os períodos em que você pode estar considerando aumentar seus investimentos.

O compromisso é também necessário em algum ponto em que sua carreira te força a desenvolver novas habilidades e incentiva seu entendimento e educação, embora o trabalho duro possa fazer você se sentir momentaneamente preso. É importante observar também seus objetivos de longo prazo. As chances de desenvolver novas habilidades devem ser aproveitadas para o pagamento de dividendos de longo prazo, mesmo que eles exijam que você mantenha seus pés no chão por um período de tempo antes de ver progressos tangíveis. De maneira parecida, se você tem uma oportunidade de desenvolver um relacionamento de trabalho ou de ganhar experiências valiosas que vão ajudar seu progresso no futuro, vale a pena se focar nisso, mesmo que suas tarefas não estejam desafiando suas habilidades ou que as circunstâncias não sejam ideais. Qualquer um que começa em uma profissão servindo cafés ou selando envelopes antes de crescer, pode confirmar isso: muitas vezes o importante não é o que você sabe, mas sim quem você conhece.

Todas essas situações e processos permitem um avanço mensurável no crescimento e no potencial. Desistir durante esses processos não demonstra nada além de uma falta de direção e determinação, acabando completamente com o trabalho duro e o tempo investido. Nessas horas, a coisa mais inteligente a se fazer é manter sua cabeça erguida e prosseguir. Mas se não há progressão acontecendo, talvez seja a hora de desistir.

Você precisa se preparar para desistir quando ainda estiver no topo

A melhor hora para decidir quando parar certamente não é quando você já está estagnado e em uma situação sem saída. Ao invés disso, você deve começar a pensar sobre quando desistir enquanto ainda está no topo, seguindo na direção correta e ainda é desafiado em tudo que faz. Esse pode parecer um conselho confuso, mas é uma questão de permanecer na frente do jogo.

Quando você está se sentindo bem e entende sua situação, é muito mais fácil considerar racionalmente o que faria você parar (diferentemente de quando você se sente estressado ou pessimista e está pronto para jogar a toalha e desistir). Planejar o futuro considerando o que faria sua situação atual insatisfatória o suficiente para desistir, é uma ótima estratégia.

Como um exemplo, você poderia começar esboçando uma lista de sinais “problemáticos” no ambiente de trabalho. Exemplos podem incluir:

  • Estou começando a me sentir desvalorizado e pouco desafiado.
  • Meus superiores não estão me dando responsabilidades, embora eu sinta que estou pronto e que sou capaz.
  • Não tenho nenhum escopo para meu desenvolvimento e progressão.
  • A única maneira de me mover é lateral.
  • Eu implementei uma nova ideia e ela falhou.

Então escreva uma declaração para você mesmo, declarando como – se qualquer um desses indicadores se manifestarem na vida real – você desistiria. Escreva declarações fortes e positivas como “eu desistiria se sentisse que meu progresso está parado apesar de meus esforços”, ou “parar me permitiria dedicar meu tempo e talento de outras maneiras”. Esse processo ajuda a te dar uma visão mais clara de como identificar uma situação que está começando a te atrapalhar, e a determinar como você agiria nesse cenário.

Estabelecer quais circunstâncias te levariam a desistir é a maneira perfeita de lidar com as situações que não são produtivas. Dessa forma, você pode continuar se dedicando a seu objetivo ou se for o caso, saberá que deve desistir.

Desistir pode ser uma ótima ferramenta para avançar

A questão fundamental que eles têm em comum é que todos tiveram tenacidade, autoconfiança e inteligência para saber quando seus talentos não estavam sendo utilizados da melhor maneira. Desistir de uma educação envolve o risco de ser considerado um fracasso. Mas todos eles ignoraram as pressões externas, confiaram em seus instintos e alcançaram o sucesso.

Desistir de maneira inteligente é uma tática. Isso não significa abandonar seus sonhos e ambições. Lembre-se: quando uma porta se fecha, outra se abre. Se pergunte essas três questões cruciais antes de considerar desistir de alguma coisa.

  • Estou agindo de maneira racional ou impulsiva? Se você quer desistir porque você pensou calmamente sobre sua situação, ou tem se sentido estagnado por um tempo e ainda acha que essa é uma boa ideia, confie em seu julgamento. Se você está considerando desistir espontaneamente por causa de um desenvolvimento estressante ou por um período de tempo particular, é mais sensato aguentar. Desistir deve ser uma escolha serena e empoderada, não deve nunca ser uma reação drástica e rápida.
  • Considero a opinião de quem? E quem estou tentando impressionar? Se desistir passou pela sua cabeça, é provável que você não esteja se dando bem com seu chefe, empresa, mercado e etc., e esse deve ser um fator a se considerar ao tomar uma decisão.
  • Para qual direção estou indo? Como foi dito nas seções anteriores, existem períodos em que precisamos ser persistentes e diligentes para prosseguir. Em alguns momentos em que não estamos indo para lugar algum, ou até mesmo andando para trás, é preciso desistir de maneira inteligente se queremos alcançar nossos objetivos de longo prazo.

Desistir de maneira bem-sucedida é uma ferramenta poderosa para avançar e para frutificar nossas ambições, mas é uma decisão que precisa ser tomada com cautela. Permanecer ciente das inúmeras histórias de sucesso que “começaram com uma desistência”, e de todas as considerações que você precisa ter antes de desistir, vão te ajudar a tomar a decisão correta na hora certa.

Questione se desistir é realmente a melhor opção

Algumas vezes desistir será claramente a coisa certa a se fazer. Mas em outros momentos, pode parecer uma decisão difícil, mesmo depois de considerar todos os pontos discutidos anteriormente. Aqui estão mais alguns pontos vitais para pensar se você não sabe ainda qual a atitude correta.

Considere se sua persistência vai valer a pena no longo prazo, e se você consegue transformar um beco sem saída em um período de progressão. Se você sabe que seu currículo vai parecer forte com mais alguns anos de experiência em sua função atual, mesmo que seu trabalho se torne repetitivo e chato, então você pode usar essa ambição para se motivar para mais um ano de trabalho, desistindo um pouco mais adiante. Planejar exatamente quando você vai desistir significa agendar uma data limite vantajosa, ao invés de considerar que a situação precisa ser resolvida imediatamente. Se pergunte como você usaria a liberdade que ganharia ao desistir de um emprego, tarefa ou projeto, para chegar à posição em que as coisas voltem a progredir para você.

Muitas pessoas desistem porque não são determinadas o suficiente para trabalhar duro para chegar ao topo, desperdiçando muito tempo e esforço e chegando a um beco sem saída. Se você se sente desanimado porque sabe que no fundo não tem a resiliência necessária para lutar e ser o melhor no que faz, então esse é um indicador claro de que deve gastar sua energia em outra coisa. Da mesma maneira, se você sabe que trabalhou duro para chegar onde está, mas agora se sente confortável e relaxado em sua posição, essa também é uma ótima hora para desistir – não para desistir completamente, mas para encontrar uma maneira de designar seus talentos para que você continue sendo desafiado, e esteja sempre à frente do jogo.

Tomar a decisão de desistir sempre será muito pessoal e influenciada por inúmeros fatores que dependerão do indivíduo. Levar um tempo para pensar sobre como você se sente sobre sua jornada – e se você consegue enxergar os benefícios dela – te permitirão tomar a decisão correta, no momento certo, para que você continue prosseguindo na direção certa enquanto permanece no controle do seu próprio destino.

Notas Finais

Depois que você entende que desistir nem sempre tem conotações negativas, pode utilizar a desistência como um método eficiente para alcançar o sucesso e seu verdadeiro potencial. E você estará pronto para enfrentar sua vida profissional com vigor renovado.

Aprenda a distinguir entre as situações em que é sensato continuar focado e as situações em que todos os sinais sugerem que é hora de mudar – e elabore um plano personalizado para que você desista de maneira inteligente quando for necessário. Esteja consciente de que se você desistir, estará em boa companhia, e imagine a “desistência” como uma ferramenta positiva para alcançar seu progresso. Lembre-se de todos os pontos levantados aqui que vão te ajudar a tomar decisões ousadas quando for a hora certa, e vão te equipar com uma ferramenta poderosa que é saber a hora certa para desistir.

Dica do 12’: Bom livro, não? O que você acha de ler também ‘Switch’, de Dan Heath e Chip Heat? Eles falam um pouco sobre como fazer mudanças necessárias em sua vida e vencer as resistências!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: