TEvEP

Eduardo Shana Também disponível em audiobook: Baixe nosso app para ouvir gratuitamente.

Todas as pessoas desenvolvem, ao longo de suas vidas, sua própria gama de modelos mentais, experiências e crenças. Isso faz com que o estabelecimento de uma comunicação eficiente em ambientes de convivência permanente – como no trabalho e em família – seja um desafio e tanto.

Além disso, o incessante fluxo de informações faz com que a s pessoas se sintam cada vez mais perdidas na hora de planejar, organizar e executar os diversos eventos que compõem todos os âmbitos de suas vidas. A sensação é de que muitas vezes somos dominados e simplesmente nos deixamos levar pelos eventos das nossas vidas, não é mesmo?

Para superar essas barreiras, Eduardo Shana, pesquisador e diretor acadêmico da HomoSapiens escola de planejamento desenvolveu a metodologia TEvEP (sigla que reúne os conceitos de Tempo, Evento, Espaço e Pessoas).

A premissa básica é a de que tudo na vida são eventos que podem resultar em conforto ou desconforto. Todo evento demanda um determinado tempo, espaço e é feito de pessoas para pessoas.

Tudo, desde coisas simples como tomar um banho até relacionamentos de todas as esferas e até mesmo planejar e executar a realização do maior sonho da sua vida pode ser interpretado sob a ótica dos eventos. O que muda é a relevância e a complexidade de cada evento.

Trata-se de uma poderosa ferramenta destinada a simplificar, ressignificar e otimizar os eventos pessoais e os sistemas de comunidades produtivas, ou seja, ela é perfeitamente aplicável tanto à nossa vida profissional quanto à pessoal.

Se deseja reduzir os níveis de desconforto na sua vida e ter mais domínio sobre os eventos que participa, continue conosco e descubra, em apenas 12 minutos como planejar, priorizar e executar eventos de forma simples e intuitiva. Boa leitura!

Os quatro eixos

O TEvEP se sustenta em quatro eixos fundamentais. São eles:

  1. Portabilidade: os métodos propostos são facilmente compreensíveis e podem ser repassados a indivíduos de qualquer nível sociocultural, acadêmico ou etário;
  2. Conectividade: o TEvEP propicia a realização de brainstormings sincronizados e focados em cada componente dos eventos, de modo a evitar conflitos desnecessários;
  3. Aplicabilidade: garantida por meio de uma avaliação cuidadosa a respeito da utilidade, complexidade e importância de cada evento, com vistas a elevar a eficácia de pessoas e organizações;
  4. Simplicidade: nenhuma forma de conhecimento, por melhor que seja, pode impactar positivamente a vida de indivíduos e coletividades se não for, antes de mais nada, simples. O TEvEP emprega recursos visuais de fácil assimilação para demonstrar a dinâmica dos eventos e promover a efetiva conexão entre as partes.

A equação do TEvEP:

Os conceitos de Tempo, Evento, Espaço e Pessoas são a estrutura básica a partir da qual a metodologia TEvEP busca organizar os distintos sistemas em uma forma lógica e racional. Uma das maiores causas de desconforto nos eventos é a imprevisibilidade das mudanças que atingem o tempo, o espaço e as pessoas.

Essas alterações corrompem a linearidade dos eventos e a única forma de planejá-los consiste em:

  • antecipar, tanto quanto possível, os significados de cada evento para as pessoas;
  • “decodificar o DNA” dos eventos, investigando seus componentes mais elementares, a fim de elevar a sua previsibilidade e, consequentemente, o conforto de todos os envolvidos.

Tempo

Uma vez que o tempo é um fator invariável, o fato de inclui-lo em uma metodologia organizacional é, sem dúvida, um dos elementos que comprovam o alcance do TEvEP.

Independentemente de sua natureza específica, todos os eventos têm, diante de si, três variáveis de tempo: antes, durante e depois. Para o êxito de seu planejamento, é crucial priorizar o “durante”.

A seguir, devemos nos concentrar em definir o que esse “durante” deve, idealmente, ser, visualizando ambos os extremos: o sucesso ou o fracasso absoluto. Isso possibilitará antecipar reações e, até mesmo, determinar quais aspectos devem ser cancelados para evitar desastres e garantir que tudo corra bem.

Evento

Os eventos devem ser considerados verdadeiros fluxos de informação e energia que se estendem em um determinado espaço e tempo. Seu elemento caracterizador é o fato de que, nele, as pessoas encontram valor e atribuem significados.

Uma vez que, desde um ponto de vista lógico, os eventos podem causar, apenas, desconforto ou conforto, o TEvEP propõe, por um lado, dosar as expectativas e, por outro, agir sobre as condições garantidoras do sucesso.

Espaço

Assim como o tempo, o espaço é uma condição indispensável para a existência, não só dos eventos, mas da própria realidade. Logo, quanto maior for o controle sobre essa variável, maior será a possibilidade de construir um evento que gere conforto.

O TEvEP aponta para a necessidade de considerar o espaço no qual o seu evento se desenrolará e desenvolver meios de obter o maior controle possível sobre esse ambiente.

Pessoas

Outra inovação do TEvEP é o posicionamento das pessoas no centro dos sistemas. A eficiência dessa postura se verifica quando uma organização, ao qualificar as pessoas, reconfigura seus eventos e, desse modo, fortalece e qualifica os relacionamentos, tornando-os mais significativos e, principalmente, produtivos.

Os 7 fundamentos de um evento

Para o TEvEP, os eventos são alicerçados em sete fundamentos que, devidamente articulados, influenciam decisivamente sua direção, características e forma. São eles:

  1. Utilidade: os motivos da existência de um evento;
  2. Inerência: a sequência de ações que se desenrolam no tempo (microeventos) e que, reunidas, perfazem um evento maior.Basicamente é o que não pode faltar para o evento acontecer;;
  3. Expectativa: o que o público espera que ocorra antes, durante e depois de um evento. A função do piloto (pessoa responsável pelo evento) é controlar, tanto quanto possível, as variáveis que asseguram o seu êxito;
  4. Inovação: modificações empreendidas pelo piloto para elevar o significado do evento;
  5. Logística: eventos que se relacionam aos movimentos espaciais e temporais indispensáveis para a realização do evento;
  6. Relevância: diz respeito à intensidade dos vínculos emocionais e racionais estabelecidos entre o evento e seu público;
  7. Complexidade: identificação dos desafios inerentes à realização de cada evento e materialização de soluções para a sua viabilidade.

O TEvEP como Sistema Pessoal

O Sistema Pessoal é composto pelo rol de eventos que estão sob a nossa responsabilidade ao longo do tempo em que estamos vivos. O cuidado com cada evento depende, em grande medida, de nossa capacidade de nos anteciparmos às situações de desconforto.

O primeiro passo consiste na realização de uma análise completa para identificar os níveis de desconforto, conforto, significação, consumo de tempo e frequência de cada evento do nosso Sistema Pessoal que se subdivide em 7 grandes sistemas:

  1. Família;
  2. Trabalho e/ou estudos;
  3. Amigos;
  4. Interações sociais;
  5. Eventos pessoais (relativos ao nosso “Eu”);
  6. Eventos interpessoais;
  7. Espaços públicos e privados.

O TEvEP revisa os eventos de cada um deles a fim de classificá-los por complexidade e relevância. Dessa maneira, fica mais fácil atribuir prioridades e encontrar o grau certo de manutenção e comprometimento a partir do qual dividiremos as 24 horas do dia.

O TEvEP como Sistema Produtivo e de Gestão

O motivo principal da ineficiência da maioria dos processos empresariais pode ser encontrado no fato de que eles tendem a ser elaborados por pessoas que não irão utilizá-los.

Essa prática inibe a criatividade e o livre desenvolvimento de colaboradores que se veem forçados a repetir mecanicamente procedimentos operacionais que geram enorme desconforto a todos os envolvidos.

Para superar esse estado de improdutividade e frustração, o TEvEP conscientiza os gestores de que todos os fluxos de trabalho, atualmente, estão interligados e não há processos que ocorram isolados, isto é, sem conectar diferentes fluxos de informações e recursos.

Notas finais

O TEvEP propõe mudanças primordiais para um mundo que está em constante mudança. Talvez, a mais importante delas seja a definição de que não há um modelo pronto, igualmente replicável por pessoas e organizações que são, por definição, profundamente diferentes e únicas.

O método desenvolvido pela HomoSapiens segue sendo, ao mesmo tempo, uma aposta e uma escada em direção a um futuro no qual as obrigações e responsabilidades serão acompanhadas pelo seu equivalente em alegria e intuição. Afinal, “a soma da razão e da emoção gera prazer, realização e crescimento” para todos.

Dica do 12min

Se você gostou deste microbook e deseja aprender mais sobre planejamento e gestão do tempo, entre no site oficial do TEvEP e confira a agenda de cursos!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: