Smart Money

João Kepler Também disponível em audiobook: Baixe nosso app para ouvir gratuitamente.

Em “Smart Money”, João Kepler, empreendedor e investidor premiado, mostra aos leitores como ser assertivo, obter boas indicações, construir conexões eficazes e, sobretudo, fazer crescer o seu negócio.

Se você deseja atingir o sucesso empresarial, seja qual for o seu segmento de atuação, venha descobrir conosco, em apenas 12 minutos, o que fazer para atrair bons investidores e, principalmente, dinheiro inteligente para os seus empreendimentos. Boa leitura!

O que é Smart Money?

O conceito de Smart Money foi extraído de uma expressão bastante usada no mercado de startups. Ela define o “dinheiro inteligente” aplicado pelos investidores. Além do próprio investimento financeiro, tais investidores agregam valores adicionais, como insights acerca de modelos de negócios em áreas essenciais da empresa, know-how e experiência.

A importância de escolher bem o modelo de negócio

Para se destacar e obter diferenciais competitivos, é necessário criar um modelo diferenciado de negócio, isto é, uma proposta de valor realmente única, com muita criatividade e fluxos diversificados de receita.

Isso, obviamente, não é uma tarefa fácil, porém, quem consegue esse tipo de destaque melhora rapidamente o seu posicionamento no mercado.

Como conseguir um investidor-anjo?

Ao selecionar um investidor, se você quiser realmente encantá-lo, deve ser sincero. Primeiro, consigo mesmo e, só depois, com ele. Ser apenas mais um empreendedor não levará você a lugar algum. Portanto, esforce-se por ser confiante, criativo, autêntico e ativo: dessa forma, o “encantamento” será uma natural consequência.

Caso você necessite desesperadamente de capital, deverá buscar financiamentos de outro tipo ou, até mesmo, um banco. Procurar um investidor nessas condições não é recomendável.

O ideal é definir o que você precisa antes de procurar um investimento, inclusive, para que o futuro investidor tenha certeza de seu perfil, de seu papel e do ambiente que encontrará antes de apostar em seu negócio.

Não há fórmulas mágicas para obter investimentos. Além do mais, esse processo não é linear: você receberá muitos "nãos" em sua jornada. Contudo, uma das principais características do empreendedor é o seu alto nível de persistência. Isso implica em compreender os motivos que levaram a cada resposta negativa e melhorar.

Para o autor, o sucesso de muitas startups deve-se à curiosidade e à percepção do empreendedor que se mostra capaz de entender as necessidades que não são plenamente atendidas no mercado e, a partir daí, desenvolver serviços e/ou produtos que as atendam.

Trata-se do que Kepler chama de “inovação”, ou seja, a captura de oportunidades.

As grandes corporações do mundo todo já começaram a perceber que as startups são alternativas viáveis e interessantes para auxiliá-las em seus processos de transformação. Embora haja um crescente interesse, os desafios que uma startup deve superar para conseguir atender grandes organizações não devem ser negligenciados.

Níveis de suporte e atendimento, segurança de dados e informações, políticas de compra, envolvimento com as mais distintas áreas de negócios e tecnologia, integração com sistemas preexistentes, são algumas barreiras com as quais as startups se defrontam quando entram nesse jogo.

Métricas e KPIs

A despeito do fato de que as métricas e os KPIs (sigla inglesa para Indicadores-Chave de Performance, em tradução livre) dependam, em grande medida, das características gerais de cada empresa e das especificidades de seu segmento de atuação, o autor ressalta que há métricas que devem ser evitadas por todos os tipos de negócio: aquelas que se baseiam unicamente na vaidade do empreendedor!

As métricas de vaidade referem-se a tudo o que não traz resultados tangíveis, em termos financeiros, para o seu negócio. Afinal, os investidores e os consumidores desejam, prioritariamente, benefícios e valores agregados.

É perfeitamente natural que você queira mostrar tudo a respeito do seu produto, mas convém ser cauteloso: a melhor maneira de fazer isso é por meio de dados concretos, e não somente suposições sobre a sua empresa e o mercado.

Como funciona o investimento?

Há, fundamentalmente, dois tipos diferentes de investidores quando se trata de adquirir participações em uma empresa:

Investidor de perfil estratégico: opera em um segmento semelhante ao seu e demonstra interesse operacional no negócio, visando a manutenção dos investimentos a longo prazo;

Investidor de perfil financeiro: interessa-se em maximizar os retornos ao retirar dividendos e ganhar capitais ao vender o investimento (médio e curto prazos). Por exemplo, os fundos de seed, venture e equity capital quando adquirem participações em empresas.

Ao fazer uma apresentação, tenha em mente que investidores e gestores ouvem dezenas de propostas diariamente e, com muito rigor e análise, decidem-se por um investimento específico. Logo, não perca tempo detalhando a história da sua empresa.

Parta sempre do momento presente, expondo com clareza onde está, aonde deseja chegar, o que fará para atingir suas metas e de quanto você precisa para fazer isso acontecer.

Empreendedorismo

Compartilhando sua experiência pessoal com os leitores, nosso autor relata que vive o empreendedorismo em toda a sua essência, oferecendo exemplos cotidianos aos próprios filhos, a fim de estimular comportamentos empreendedores desde cedo.

Kepler acredita que, assim, os filhos estarão mais fortes psicologicamente e bem preparados para enfrentarem as batalhas e competições no novo mundo, sendo capazes de buscar negócios próprios e serem protagonistas de seus destinos.

Seja qual for a nossa formação, o que todos idealizamos e projetamos em relação ao futuro de nossas crianças não difere muito do tripé: força, realização e felicidade.

Se eles estiverem felizes com suas próprias escolhas na vida, se se sentirem realizados por trilharem os caminhos que escolheram para si e se forem fortes o suficiente para encarar os múltiplos obstáculos que surgirão, certamente qualquer pai terá a sensação de dever cumprido.

Entre as principais características do empreendedor de sucesso destaca-se o seu “bom ouvido”. Isso significa que ele sabe colaborar e ouvir sempre que é solicitado. Não se fundamenta somente em um único mentor, coach ou livro para se influenciar, usando diversas experiências e argumentos para seguir o próprio caminho.

As ideias do empreendedor nascem para satisfazer a uma certa demanda, ainda que, por vezes, ela não tenha sido completamente mapeada. Logo, para começar a sua jornada como empreendedor, você deve ser um incomodado e um insatisfeito, uma pessoa que sempre quer o melhor.

A questão não é quanto o empreendedor ganha, mas sim quanto ele gasta

Muitos empreendedores que conseguiram progredir de vida ao longo dos últimos anos apresentam, infelizmente, um elemento em comum: grande parte ainda não entendeu a regra de sobrevivência básica e permanece gastando mais do que ganha.

A ideia é básica e simples: fazer um orçamento de todas as despesas, avaliar o que é realmente necessário e só gastar o que for preciso. Todavia, se as suas necessidades vão além do que você efetivamente ganha, o padrão de vida que tem adotado deverá ser reduzido.

A não ser que você queira trabalhar mais apenas para pagar juros e rolar dívidas, pois, de nada adianta ganhar 4 mil reais mensais e gastar 6 mil reais.

Como um mentor pode ajudar em seu negócio?

Caso você tenha decidido buscar um mentor, procure principalmente o que a pessoa já fez, as organizações em que participou, os locais em que trabalhou, a experiência acumulada etc.

É altamente recomendável ver, também, o que ele fala, pensa e escreve em eventos, artigos e posts. Se você conhece alguém que já seguiu os seus conselhos, tanto melhor.

Ao procurar por informações do passado do seu mentor em potencial, evite adotar uma perspectiva moral, concentrando-se em vislumbrar como ele pode ajudar em uma questão profissional específica.

O fato de que, na atualidade, os valores estão em constante mudança, deve ser encarado como positivo, pois, a sociedade em geral e os mercados, em particular, têm dado mais valor ao capital intelectual do que em outros períodos.

Itens como reciprocidade, compartilhamento, colaboração e atenção são as mais valiosas moedas desse século. Dessa forma, se você precisa ou quer aparecer, precisa economizar seu dinheiro tão suado com bens materiais e encontrar novos modos de apresentar o seu negócio e a sua ideia.

Reinventar para sobreviver

Para sobreviver, é preciso ter “olhos de lince”, ou seja, ver o que ninguém consegue enxergar. Essa habilidade foi determinante para o sucesso de Kepler que, como empreendedor, sempre foi alguém “do contra”.

Com efeito, remar contra a maré tornou-se a especialidade de sua trajetória empresarial, levando-o a ser considerado como um dos empreendedores mais visionários do Brasil.

As melhores alternativas da vida não tendem a vir facilmente, sendo necessário sempre ir a fundo nos assuntos e ter uma noção de onde obter o melhor de cada oportunidade, ainda que não esteja disponível. Não se esqueça de que apenas você é o responsável pelas escolhas que faz.

Portanto, não desperdice seu tempo batendo em todas as portas possíveis, em busca de qualquer coisa. Selecione as portas certas e descubra o segredo de cada fechadura. Quando uma dessas portas se abrir, você compreenderá o real valor da seletividade e das escolhas certas.

Você alguma vez já se perguntou por que, hoje em dia, a maioria dos negócios morre em pouco tempo? Para o autor, isso acontece porque eles não souberam lidar com os desafios e as mudanças, não tiveram velocidade nem capacidade para traçar um novo caminho e seguir adiante.

A verdade é que crescimento e conforto não podem coexistir. Fique atento: o mundo e o mercado não mudarão: eles já mudaram! Para se manter relevante é imprescindível acostumar-se com as mudanças, preparando-se e antecipando-se a elas.

Os únicos elementos que você não deve, jamais, mudar são a sua ética, a sua postura, a sua consciência e a sua coerência.

Como montar um negócio de sucesso?

Todas as inúmeras dicas que o autor apresenta para orientar os leitores a montar um negócio de sucesso encontram sentido em seu ponto central: a necessidade de levar um grande produto ao mercado. Este é o único elemento comum a todas as grandes empresas do mundo.

Se não desenvolver um produto que os usuários simplesmente amam, você irá, cedo ou tarde, falhar. Isso não significa que as maiores companhias do mundo se contentam em ter um excelente produto, mas também que buscam, continuamente, novos truques e inovações.

Notas finais

Você, certamente, já ouviu falar que empreender não é algo que possa ser feito por fracos! Ou que nesse mundo não há lugar para a fragilidade. Mas, será mesmo? Somos, antes de tudo, seres humanos e, portanto, sofremos, nos empolgamos, nos decepcionamos, comemoramos conquistas e aprendemos com erros e falhas cometidas, não é mesmo?

Consequentemente, ser empreendedor não significa ser 100% forte em 100% do tempo, pois, isso é simplesmente impossível. Afirmar que o empreendedor deve ser resiliente é uma definição melhor. Porém, como isso ajudaria a melhorar a sua postura profissional e os resultados do seu negócio?

Ao se levantar tais questões, o autor estabelece um adjetivo mais apropriado para se referir ao que o empreendedor de sucesso deve ser: “antifrágil”. Tal é a característica principal de todos aqueles que resistem aos mais fortes impactos e, além disso, melhoram com as dificuldades e desafios. Essa é a verdadeira qualidade de um empreendedor.

Dica do 12min

Gostou deste microbook? Então, leia também “Audaz” e saiba quais são as competências necessárias para construir carreiras e negócios inabaláveis nos dias de hoje!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: