O 'ano que vem' chegou!

Para de deixar para depois. Aproveite 44% OFF no 12min Premium!

2051 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

O que o CEO quer que você saiba

O que o CEO quer que você saiba Resumo
Gestão & Liderança

Este microbook é uma resenha crítica da obra: What the CEO wants you to know

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-85-4310-828-5

Também disponível em audiobook

Resumo

O que os melhores CEOs e os vendedores ambulantes compartilham: a essência do pensamento empresarial

Não importa qual o idioma falado pelo empresário. A linguagem dos negócios é a mesma em toda parte do mundo e alguns conceitos são seguidos por CEOs ao redor do planeta, dos menores aos conglomerados que dominam mercados inteiros. 

Pegue como exemplo o aeroporto de Manhattan. Se você estiver por lá, olhando por todos os lados, vai encontrar vendedores ambulantes. Eles ocupam todos os espaços, a ponto de ver as calçadas ficarem abarrotadas, com produtos diversos à disposição. 

Esses profissionais não deixam de ser CEOs de empresas individuais. Todos os dias, eles precisam tomar decisões muito parecidas com os caminhos escolhidos por líderes de empresas com faturamento anual bilionário. Mesmo que trabalhem sozinhos, cada pequena atitude vai impactar todo o ritmo de trabalho e é ele, o vendedor ambulante, o CEO de uma empresa pequena e individual, quem sofrerá as consequências. 

O exemplo do aeroporto de Manhattan se aplica a qualquer lugar. Pense nos carrinhos de cachorro-quente que você encontra na rua. Um food truck, ou mesmo vendedores de óculos de sol em lugares públicos no semáforo. Cada um desses profissionais adota as mesmas estratégias para alardear as próprias mercadorias para conseguir mais vendas, com personalidade, bom humor e tentando convencer novos compradores.  

Empresários individuais precisam ser bem observados. Eles são capazes de gerir o próprio negócio com a linguagem universal dos CEOs para se referir aos produtos e serviços oferecidos. É claro que as complexidades e tamanhos das empresas variam muito, mas a forma de abordagem é sempre a mesma. 

Os conceitos básicos na administração do próprio negócio não mudam. Um CEO de uma mega corporação não pode esquecer as raízes do vendedor ambulante. Existe uma “esperteza de rua” que é um diferencial entre eles. Essa qualidade é pouco valorizada e muitos gestores estudam anos e anos, mas esquecem como as raízes são fundamentais para entender o básico de vendas e administração.

E quem esquece do simples, fica para trás.  

Toda empresa é igual por dentro: quatro coisas que toda companhia, em qualquer lugar, precisa dominar

Existem elementos básicos que não podem ser perdidos de vista na administração de uma companhia. São eles: satisfazer as necessidades dos clientes com mais eficácia do que a concorrência, gerar caixa, produzir retorno sobre o capital investido e manter uma rentabilidade crescente. 

Boa parte das pessoas executa bem uma ou duas dessas funções. Mas os verdadeiros empreendedores precisam ter total entendimento dos quatro aspectos, assim como a forma de cada um deles se relacionar com os outros. Porque mesmo que você seja especializado em dois elementos, os restantes são imprescindíveis e sem eles a empresa não anda.

Isso é trivial para atuar em qualquer segmento. Não há vida longa para uma empresa que não trabalhe para entender e aplicar bem os quatro fundamentos, que podem ser divididos em diversos setores especializados na execução de cada um deles. 

O negócio em sua totalidade

Quer ver sua empresa bem-sucedida e com vida longa? Primeiro, não abra mão de estudar aqueles quatro elementos básicos para o negócio permanecer rentável. Depois, estude as melhores maneiras de combiná-los. 

Agora, você precisa criar um quadro mental que lhe permita avaliar todas as situações pelas quais a empresa pode passar. Grandes e pequenas companhias passam por fases, sejam elas boas ou ruins. Projetar possíveis cenários é uma maneira produtiva de se precaver contra imprevistos no meio do caminho.

Para isso, um verdadeiro empreendedor precisa se dedicar a desenvolver a capacidade de destrinchar o funcionamento do próprio negócio do começo ao fim. Você é capaz de estabelecer com clareza e dominar a relação entre sua empresa e os clientes, a geração de caixa, o retorno sobre o capital investido e crescimento? 

Se a resposta for negativa, então é preciso estudar mais sobre os caminhos do seu negócio.

Complexidade do mundo real: definição do caminho e das prioridades

Os maiores CEOs do mundo apontam a necessidade de ter três prioridades para a empresa chegar ao sucesso. O bom gestor precisa reservar tempo para trabalhar atentamente em cada uma delas, sem esperar que o sucesso e os números extraordinários apareçam de uma hora para outra. 

Olhe ao redor e note como surgem empresas em diversos segmentos todos os dias. Muitas fecham em pouco tempo e você não quer isso para o seu empreendimento, certo? O mundo é muito complexo, com múltiplos caminhos para seguir, impossíveis de contar um a um. 

Quando falamos em foco, parece uma palavra muito abstrata, não é? Mas tente pensar em três princípios básicos como pilares fundadores da sua empresa. Eles serão os responsáveis por manter você no caminho certo, sem se perder.

Já ouviu aquela história clássica das empresas que quebraram depois de muitas mudanças em pouco tempo? Este é um sinal claro de falta de foco e erros na escolha das prioridades corretas. 

Pode até não ser fácil encontrá-las, mas sem elas o sucesso não passará de um sonho distante. 

De ganhar dinheiro a criar riqueza

Passamos da metade do microbook para falar brevemente sobre uma conta simples. Um pensamento comum aos CEOs de sucesso é o entendimento de como ganhar dinheiro e gerar riqueza têm relação direta com o múltiplo preço-lucro. Ele também é conhecido como múltiplo P/L, índice P/L ou simplesmente P/L.

É bem fácil entender. Enquanto o P simboliza o preço de uma ação individual, o L é o lucro por ação. A fórmula para calcular esse coeficiente é bem simples. Preço de ação sobre lucro de uma ação é igual ao índice de preço-lucro.

Não é só um cálculo mecânico. Quando bem compreendido, o gestor percebe como o índice P/L tem um efeito multiplicador e pode, assim, transformar dinheiro em riqueza. 

Um P/ L de 15, por exemplo, indica que o lucro gerado pela empresa é capaz de gerar uma riqueza 15 vezes maior para os seus acionistas. 

O P/L nada mais é do que a expectativa sobre a capacidade atual e futura de uma companhia ganhar dinheiro, combinando geração de caixa, margem, velocidade, remuneração do capital e crescimento lucrativo da receita. Tudo isso, comparado com a concorrência e projetado no futuro, faz a companhia ser bem vista pelo mercado.

Expandir a capacidade por meio da execução impecável

Com as três prioridades da sua empresa definidas para criar uma máquina de ganhar dinheiro, você precisa garantir a realização do trabalho. Com exceção dos casos de vendedores ambulantes, é impossível executar todo o trabalho sozinho. 

Você vai precisar de outras pessoas. Um bom líder do negócio sabe quais são as tarefas que precisam ser realizadas. Um bom líder de pessoas sabe como tirar o melhor de cada uma delas, inspirando funcionários a se esforçarem o máximo possível, expandindo as capacidades e entregando os resultados almejados. 

Você precisa trabalhar a liderança para usar as palavras certas e ser um espelho para os subordinados. Caminhe lado a lado com eles e faça-os entenderem como o sucesso da empresa também é uma boa notícia para quem faz parte dela. A execução impecável de cada mínima tarefa deixa a companhia com um novo propósito e diminui as chances de haver descontentamento entre os funcionários. 

Sincronização

Todos sabemos da importância de trabalhar com organização na hora de priorizar trabalhos e atingir os melhores resultados para um setor. Mas essa capacidade pode ser expandida quando a atuação é feita de maneira sincronizada. 

Trabalhar em conjunto é vital para conectar as pessoas de um mesmo ambiente e avançar na mesma direção. No dia a dia, é normal que surjam desentendimentos e visões diferentes quanto aos caminhos seguidos, mas a sincronia gera o entrosamento necessário para respeitar diferenças e trabalhar por um bem comum. 

Quando os esforços são os mesmos, o caminho é um só e as prioridades da empresa fazem os funcionários se sentirem em casa. Quando uma organização é sincronizada, a equipe trabalha como se estivesse em um campeonato de remo. Nesse esporte, as pessoas precisam agir juntas, no mesmo ritmo, para seguir na direção correta e não desviar do caminho, com rapidez suficiente para chegar à frente dos outros competidores. 

E quando uma equipe trabalha em conjunto, ela é capaz de chegar muito mais longe, e em menos tempo, do que um indivíduo trabalhando sozinho. 

Sua parte no quadro geral

Quais são as suas prioridades individuais? Elas são as mesmas da sua empresa? Na verdade, é mais que necessário fazer as prioridades particulares e profissionais estarem vinculadas. 

Trabalhe para desenvolver a capacidade de tirar o melhor de cada pessoa ao seu redor, mesmo que você não seja o dono. Nunca se sinta alheio aos resultados finais da empresa em que trabalha, pois isso faz com que você perca o propósito e o sentido em cada tarefa executada. Um bom CEO aprende a cada mínimo trabalho, mesmo aqueles que parecem sem importância. 

Notas finais 

Ao perceber que tanto um vendedor ambulante quanto um gestor de uma corporação gigantesca cultivam práticas semelhantes, este livro deixa claro como a disciplina colocada em prática é capaz de transformar qualquer um de nós num administrador de sucesso. As lições dos maiores CEOs do mundo precisam ser seguidas como um verdadeiro manual para todo empreendedor, dos pequenos aos gigantescos.

Dica do 12’

Interessou-se em colocar os ensinamentos de grandes CEOs em prática? Também é interessante descobrir boas formas de encontrar a sua vocação. Ouça o microbook Decifre seu talento e aprenda em detalhes como ter uma carreira profissional com propósito.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

O autor deste livro é Ram Charam, um consultor de negócios, escritor da América do Norte e palestrante. Um homem de negócios formado na Universidade Banaras Hindu e na Harvard Bu... (Leia mais)