O 'ano que vem' chegou!

Para de deixar para depois. Aproveite 44% OFF no 12min Premium!

260 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

O poder da ação para crianças

O poder da ação para crianças Resumo
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: O poder da ação para crianças. Novas aventuras - como ensinar aos seus filhos sobre integridade, merecimento e honra com a turma mais divertida do mundo

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-6555440270

Também disponível em audiobook

Resumo

A nota baixa

A primeira historinha acontece com Cascão. Quando ele recebe o boletim, vê que tirou nota baixa em Matemática. Com medo, faz o possível para esconder da própria mãe o mau desempenho com a disciplina das contas. 

Mas não adianta, ela percebe que tem algo errado. Cascão se afasta, tentando desviar o tempo todo. Até que ela consegue se aproximar e ele se entrega, conta que foi mal na última prova e não sabe o que dizer. A mãe, então, dá o apoio necessário para entender quais as dificuldades do filho e segue à risca o plano de estudos sugerido pela professora. 

Não deu outra. Cascão tira nota oito na última prova e passa de ano. Isso porque a mãe agiu com ele, dando confiança e mostrando que é possível perseverar para superar adversidades, trabalhando nas dificuldades que aparecem no meio do caminho. 

O experimento

A escola do bairro do Limoeiro promove um concurso de Ciências. É lá que estudam os personagens da Turma da Mônica apresentados nesse conjunto de histórias. O vencedor ganhará um laboratório de ciências para ser montado em casa. 

Franjinha, é claro, resolveu participar. Animado com o desafio, ele sempre se entusiasmou com experimentos que fazia no laboratório pessoal, dentro de casa. Para o concurso, queria mostrar como funciona um vulcão. Mas no segundo dia de dedicação e trabalho, ele percebeu que não estava funcionando. 

É aí que Franjinha recebe a visita de Mônica e Magali. Elas precisam de ajuda para um dever de casa e só o amigo seria capaz de tirar as dúvidas. Ficam surpresas ao perceber o desânimo e a apatia do colega. Afinal, não teria chances no concurso, nada estava dando certo.  

Mas elas viram o laboratório de Franjinha de cabeça para baixo e mostram pra ele a importância de trabalhar firme até as coisas darem certo. Com esse incentivo, ele segue trabalhando no experimento do vulcão. E não dá outra. Franjinha vence o concurso. Dali para frente, ele nunca mais pensou em desistir dos objetivos.

Colar em pedacinhos

Quando Magali pegou as joias da mãe para brincar de Dia da Beleza, não esperava que na hora de guardar os objetos, deixasse cair uma pedra preciosa muito frágil. A joia se espatifa na sua frente. Sem saber o que fazer, ficou calada, quietinha num canto da casa. Muito diferente da Magali tão falante.

Mas mãe é mãe. Lina percebeu o silêncio de filha e, no lugar de dar uma bronca forte em Magali, ensinou que acidentes acontecem. Tudo bem, ela não deveria mexer nas coisas da mãe sem autorização. A vida é assim, vamos colando em pedacinhos tudo que quebra pelo meio do caminho. Sempre é possível recomeçar e existem coisas mais importantes que bens materiais.

Amizade abalada

Já que passamos da metade do microbook, nada como contar a história do belo dia em que Mônica pegou Sansão para encontrar Magali. Queria jogar conversa fora e passar tempo com a amiga. Foi até a casa dela e a convidou para tomar um sorvete à tarde. Tudo bem, estava marcado. 

Até que Magali recebeu a visita da tia Nena, que levou um bolo de chocolate como presente para a sobrinha, além da geleia de melancia que ela tanto adora. As duas passaram uma tarde tão agradável que Magali esqueceu do horário marcado para tomar um sorvete com Mônica, que fica muito brava, é claro. 

Ela cogita nunca mais falar com Magali por não cumprir o compromisso. Mas depois, Magali conversa com ela e fala sobre a visita da tia tão querida. Mônica entende. Um sorvete pode ficar para outra hora, o que não pode é estragar uma amizade por besteira. Os dias ruins passam, os bons amigos ficam. Afinal, todo mundo erra, não é mesmo?

Palavrinhas mágicas

Quem nunca se viu no meio de uma algazarra daquelas dentro da sala de aula? Chico Bento era um dos mais exaltados. Afinal, Rosinha emprestou um lápis de cor ao Zé Lelé e ele não devolveu. No meio da confusão, Dona Marocas pediu silêncio para toda a turma e deixou uma lição que resolveu os problemas. 

Ninguém precisa brigar ou discutir quando usamos três palavrinhas mágicas. A turma não sabia de que palavras Dona Marocas falava. Por favor, obrigado e desculpa.

Se Zé Lelé falasse por favor antes de pedir o lápis emprestado, agradecesse com um obrigado e pedisse desculpas, reconhecendo o erro, nada disso teria acontecido. Todos ficaram quietos.

Afinal, quantas confusões não seriam evitadas se usássemos essas três expressões simples? Vale também para os adultos.

Notas finais 

Com essa simplicidade, ensinar valores para as crianças fica fácil, né? Por isso, a parceria entre Paulo Vieira e Mauricio de Sousa é fundamental para que perseverança, educação e bons hábitos sejam semeados desde os primeiros anos de vida. Comece já, não adie as boas lições para familiares pequeninos.

Dica do 12’

Que tal aplicar esse formato lúdico para educar as crianças? Usando de situações fictícias com esses personagens tão queridos, coloque os pequenos da sua família em contato com os valores tão positivos ensinados neste microbook.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Escritor e conferencista internacional, Paulo Vieira é PhD em coaching pela Florida Cristhian University (FCU) e é um dos mais conceituados coaches do Brasil. Ao longo dos últimos 18 anos, vem acumulando mais de 10.700 horas em sessões individuais de coaching. É o criador da revolucionária metodologia do Coaching Integral Sistêmico (CIS), que já impactou mais de 250 mil pessoas pelo mundo. É um escritor muito respeitado no cenário nacional e internacional. É escritor, palestrante... (Leia mais)

Mauricio de Sousa é o criador da Turma da Môni... (Leia mais)