O Mentor Resumo - Edvaldo Pereira Lima

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

2225 leituras ·  4.1 avaliação média ·  369 avaliações

O Mentor

O Mentor Resumo
Carreira & Negócios

Este microbook é uma resenha crítica da obra: O Mentor - A jornada inspiradora de Roberto Shinyashiki, um homem movido por transformar a vida das pessoas

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN:  978-8545201830

Também disponível em audiobook

Resumo

Superações, experiências únicas e aprendizados - tudo isso posto em palavras no presente livro. Aqui neste microbook, é possível conhecer algumas das atitudes e decisões que Roberto Shinyashiki tomou para mudar completamente de vida, saindo da periferia e chegando a ser mentor de empresários, artistas e atletas. Uma história cheia de mudanças, escolhas dolorosas, muitas vitórias e derrotas.

Caso esteja a procura de um livro inspirador, e capaz de dar-lhe luz a respeito do mundo dos negócios e do crescimento pessoal, este é um livro perfeito. Qualquer momento é mais que perfeito para ouvir ou ler os ensinamentos aqui passados.

O autor do livro é Edvaldo Pereira, que é responsável por trazer a biografia de Shinyashiki de uma forma clara e com uma linguagem bem compreensível. Edvaldo é um escritor, jornalista e professor universitário, e nesse livro, mostra toda sua capacidade de inspirar, tomando por base, a linda história de superação de Shinyashiki. Aproveite os próximos 12 minutos para inspirar-se e mudar sua vida com esta obra.

A narrativa

“O Mentor”, ao trazer a biografia de Shinyashiki pelas mãos de Edvaldo Pereira Lima, o nosso autor, adota uma narrativa fortemente vinculada a uma característica peculiar da contemporaneidade: a velocidade das mudanças pelas quais a sociedade atual tem passado.

Para Lima, a consequência direta desse estado de coisas é a crise civilizacional. Isso significa que a nossa espécie está sofrendo o que ele chama de “dores do parto”, ou seja, o nascimento de novas perspectivas, mentalidades e valores, bem como a eclosão de diferentes modelos de viver, fazer negócios e trabalhar.

Tal fenômeno atingiria, também, a consciência humana, influenciando nossa capacidade de saber realmente quem somos e descobrir o que fazemos no mundo. Trata-se de compreender os novos papéis das organizações e empresas, na luta diária entre um mundo já velho (que está passando por uma perigosa agonia) e um mundo novo que almeja reconstruir tudo o que existe.

Um japonês cabeludo do Rock-And-Roll

Como muitos adolescentes de sua época, o “China” (como Shinyashiki era conhecido em seu grupo de amigos) foi um jovem rebelde, indignado com as injustiças do período ditatorial em que vivia, tímido e, sobretudo, aficionado pelo Rock-And-Roll.

Para Lima, essa alquimia provocou efeitos permanentes, moldando a vida daquele garoto sonhador que, ainda, enfrentou a dura disciplina militar quando se alistou no Exército.

Encontros e rupturas

A mãe de Shinyashiki era uma mulher extremamente objetiva e prática em relação às coisas do dia a dia. Além de traçar metas, batalhava bastante para atingir seus sonhos e segurava – o máximo que podia – suas fraquezas.

As inúmeras qualidades maternas não foram suficientes, porém, para impedir que crescesse no jovem “China” uma sensação intensa de inadequação, à medida que ele se conscientizava de que não era o que seus pais esperavam.

Seu propósito, desde muito cedo, era o de se transformar em um dos maiores psiquiatras de todo o mundo. Espelhando-se no exemplo da mãe, não mediu esforços para alcançar esse sonho e entrou de cabeça nos estudos.

Durante os seus anos iniciais de formação, Roberto sequer desconfiava de que sua trajetória de sucesso teria início, justamente, pela articulação dos conhecimentos que adquiriu sobre a análise transacional e a biodança.

Leandro

Em meio ao sucesso inicial propiciado por seus revolucionários tratamentos, Roberto Shinyashiki recebeu uma notícia desesperadora: Leandro, o seu primeiro filho, havia nascido com uma grave lesão neurológica.

Foram dias de crescente tensão: a possibilidade de perder Leandro era assustadoramente real. Afinal, quando a criança era acometida de crises convulsivas ou febres, havia grandes possibilidades de sofrer uma parada respiratória.

Roberto e sua primeira esposa – a mãe de Leandro – tinham de ficar atentos a todos os sinais, a cada detalhe, em um clima permanente de desespero. Os médicos, embora confusos acerca das causas da enfermidade de Leandro, concordaram em uma coisa: o menino teria pouco tempo de vida.

Nesse momento, Roberto demonstrou uma inquebrantável firmeza de caráter: decidiu não dar crédito às funestas previsões dos médicos e fazer todo o possível para prorrogar, tanto quanto possível, a vida de Leandro.

Isso implicou em uma infindável maratona de cuidados: levar a criança aos fisioterapeutas e a especialistas de todos os tipos, pesquisando formas inovadoras de tratamento e sempre buscando uma esperança.

Não havia seguro ou convênio que, à época, cobrisse as internações e os cuidados necessários, uma vez que se tratava de uma condição preexistente. Seguiu-se, então, uma peregrinação sem preconceito: equoterapia, cirurgias espirituais, tudo o que parecesse promissor era levado em consideração.

O mais impressionante de tudo é que a criança sobreviveu! Atualmente, Leandro é um homem adulto, chegando à casa dos 40 anos de idade. Tanta luta e sofrimento proporcionaram a Roberto um aprendizado transformador.

Com efeito, o menino Leandro direcionou a vida de seu pai: todo o amor sentido e as incansáveis batalhas pela vida do filho mudaram Shinyashiki para sempre.

A forja de um xamã urbano

Ansioso por novas descobertas intelectuais e espirituais, Shinyashiki foi estudar em Esalen, instituição criada por dois jovens oriundos da célebre Universidade de Stanford, Dick Price e Michael Murphy.

Esalen era, a um só tempo, um centro comunitário e educacional, uma espécie de ponto de encontro entre a cultura oriental e ocidental.

Eram disponibilizados conhecimentos, vivências e cursos dos mais variados tipos, englobando simultaneamente saberes que, em outros locais, eram considerados dissociados e, até mesmo, desconexos, como a psicoterapia e a sabedoria tradicional dos povos indígenas.

Um excelente exemplo das inovações de Esalen foi o impressionante desenvolvimento da bioenergética, linha psicoterápica elaborada por Alexander Lowen, intelectual que, ao lado de nomes como Eva Reich e Carlos Naranjo, contribui para fazer de Esalen um espaço de novas possibilidades de expansão da mente consciente e do autoconhecimento.

O mentor de Shinyashiki

No início da década de 1980, Shinyashiki encontrou um padrinho que lhe abriu muitas portas: Marco Antônio de Oliveira. Ele considerava que Roberto, por fazer terapia individual e familiar, poderia, também, oferecer terapia a empresas familiares.

Desse modo, Roberto Shinyashiki começou a atuar no mundo empresarial. Na medida em que muitas organizações familiares tendem a apresentar sérios problemas de relacionamento entre seus integrantes,além de questões relativas à sucessão e herança, que podem afetar negativamente o cotidiano das empresas, sobretudo, no período de transição para modelos profissionais de gestão.

Esses problemas podem ser extremamente difíceis de solucionar. Então, Shinyashiki transformou-se em consultor corporativo, indo em direção a um verdadeiro oceano de complexos problemas e estimulantes possibilidades.

Com efeito, ele foi o primeiro profissional brasileiro a se apresentar, inclusive inserindo em seu cartão de visitas, como “palestrante”.

Nessa nova empreitada, ele passou a percorrer todo o território brasileiro, dando palestras, com seu jeito cativante e afável de falar diretamente com o público, até mesmo em países como Estados Unidos, Espanha e Portugal.

Escritor Pop

Certo dia, Marco procurou Roberto e, após felicitá-lo pelo sucesso das palestras, desafiou-o a escrever um livro. Ele acreditava que esse era o próximo passo que Shinyashiki devia dar para compartilhar com um maior número de pessoas tudo o que ensinava em suas terapias.

Uma opção sensatamente estratégica foi adotada para resolver o primeiro problema: o autor decidiu utilizar capítulos pequenos, com uma linguagem clara e simples, além de mensagens diretas.

O resultado foi uma obra que proporcionava valiosos conselhos para as dificuldades que todos enfrentamos ao nos relacionarmos com outros seres humanos. Roberto preconizava histórias curtas, baseadas no cotidiano das pessoas, a fim de melhor ilustrar os pontos que mereciam maior destaque.

Em muitos trechos de suas obras, Shinyashiki chega a se expor como pessoa – estilo que marca a autenticidade e a profunda verdade contida em seus textos que, assim, adquiriam um tom de conversa, de íntimo diálogo entre autor e leitor.

Os conteúdos procediam do que Shinyashiki estava habituado a compartilhar em seu trabalho terapêutico, fundamentado essencialmente, pelo menos nesse caso, na Análise Transacional.

Mais que tudo, o autor queria evitar assumir uma postura de moralista ou pregador falando em um púlpito, assumindo o tom de um amigo querido que possui apenas alguma experiência nos delicados assuntos da emoção.

O próprio título do capítulo inicial de seu primeiro livro, “A Carícia Essencial”, traduzia perfeitamente o ponto que Roberto desejava levar, sedutoramente, aos seus leitores: “A delicada arte de amar e ser amado”.

Na crista da onda

O estrondoso sucesso dos livros assegura a Shinyashiki, desde a primeira parte da década de 1990, a autoridade que desejava conquistar. Os grandes meios de comunicação foram sensibilizados e passaram a noticiar a imensa quantidade de livros vendidos.

Em certos momentos, dois de seus livros ocupavam, ao mesmo tempo, as principais listas das obras mais compradas no país. Enquanto uma nova obra subia, por exemplo, para a segunda colocação dos rankings, outra mais antiga podia ocupar um honorífico oitavo lugar, mesmo quatro anos após seu lançamento.

A popularidade do autor chegou a atingir às celebridades nacionais, como o cantor Daniel e o apresentador Gugu Liberato, que destacavam Roberto como o seu autor favorito.

Notas finais

Roberto Shinyashiki talvez não esperasse que a sua própria trajetória de vida pudesse ser tão inspiradora quanto às mensagens contidas em seus livros de autoajuda.

Embora tenha percorrido tantos passos, sua jornada está longe de acabar: ele continua em frente, seguindo o impulso de auxiliar tantas pessoas quanto puder alcançar por meio de suas palavras e de seu próprio exemplo.

Afinal, o que pode ser mais importante do que atender ao caloroso chamado da vida e, ao longo do caminho, descobrir a si mesmo e desenvolver, ao máximo, todo o seu potencial? Mudar continuamente para ser feliz: esse é o convite-desafio de Shinyashiki!

Notas finais

Gostou do microbook? Se você está interessado em atingir a máxima performance no trabalho e em sua vida pessoal, leia também “Poder Sem Limites” e saiba como definir suas crenças para chegar ao sucesso!

Este livro é uma parceria de 12minutos com a Editora Gente. Para comprá-lo na íntegra, clica aqui! :)

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: