Mentalidade empreendedora Resumo - 12min Originals

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

2046 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Mentalidade empreendedora

Mentalidade empreendedora Resumo
12min Originals e Startups & Empreendedorismo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Mentalidade empreendedora: se comprometa com o crescimento

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 

Também disponível em audiobook

Resumo

O começo do Fire Festival

Ao ver um evento de sucesso, como o Fire Festival, nem sempre nos atentamos ou temos conhecimento de como o início de toda nova jornada pode ser muito difícil, com poucas perspectivas e desacreditado por muita gente.

JP Resende começa sua palestra contando um pouco sobre a primeira edição do Fire Festival, muito diferente daquela em que sua apresentação contava com telões modernos, muita gente atenta e tomando notas, visual moderno e discurso ouvido por profissionais de diversas áreas.

A primeira edição do evento aconteceu em 2011. Resende fazia parte de um grupo de cinco pessoas tentando organizar um evento de produtos digitais no Brasil. Nele, compareceram cerca de 40 pessoas apenas. Foi idealizado em uma escrivaninha com o computador sendo manuseado em cima de uma cama. 

O começo da Hotmart também foi assim: de uma escrivaninha para uma sala de 20m², dividida com outra empresa devido a problemas para pagar o aluguel. 

De 40 pessoas em 2011 a cerca de 2.400 presentes sete anos depois. 

Resende ressalta a importância de saber que nada começa grande. Todos os maiores negócios têm início com histórias pequenas, com lutas diárias e desafios incríveis antes de se tornar gigantes. 

E o que pode desestimular muitos novos empreendedores são as comparações, que só nos levam para baixo. 

Evite as comparações

As comparações são terríveis e devem ser evitadas, porque simbolizam o primeiro passo para o desânimo. Quem tem mentalidade empreendedora está preocupado com o próprio caminho, sem se importar com a jornada alheia. Afinal, cada história é uma história, não há fórmula única de sucesso. Empreender é como fazer um bolo, com receita pronta.

Nunca se compare a alguém que tenha um faturamento muito alto, ou cujo sucesso esteja degraus acima do seu. Isso só leva à desmotivação e frustração, porque pensamos estar muitos passos atrás e passamos a duvidar de nosso caminho.

Há também outro risco ao nos compararmos: se estamos muito à frente daqueles com os quais nos comparamos, a tendência é cair em uma zona de conforto.

Isso acontece especialmente no começo de um novo empreendimento. Se o faturamento é avassalador, fora da curva normal de outros negócios do mesmo segmento, a comparação nos leva a acreditar que não dependemos de inovação ou da atenção necessária para manter os bons índices. 

Devemos, sim, buscar inspiração nos bons exemplos de muito sucesso, sem traçar paralelos entre nossos índices e os deles. Nos casos em que as coisas não andam como o desejado, os exemplos são de erros que não podemos repetir. 

A comparação não nos leva a nada, tanto quanto acreditar que o sucesso pode ser atingido na solidão. Pois todo trabalho é coletivo, em equipe. 

Ninguém faz nada sozinho

Para falar sobre o quanto é necessário valorizar todo trabalho em equipe, JP Resende trata um pouco do início de seu processo de criação da Hotmart. 

Seus primeiros passos foram dados com Matheus Bicalho, sócio que acreditou na empreitada que, de início, parecia uma maluquice. 

Os dois trabalharam muito até conseguir o primeiro aporte ao ganharem uma competição de startups, na qual cerca de 800 empresas competiram entre si. O dinheiro que receberam como premiação foi o suficiente para contratarem o primeiro funcionário.

Ao olhar para trás, Resende reforça o quanto ninguém começa grande e a necessidade de se trabalhar em conjunto. Pois se foi necessário competir para conseguir o primeiro aporte, atualmente já são mais de 100 mil produtos cadastrados na Hotmart, que tem escritórios na Espanha, Colômbia e México. 

Os valores de vendas processadas estão nacasa de 10 dígitos, há compradores em 188 países e mais de 300 pessoas trabalhando com eles para o Hotmart seguir dando certo no meio de produtos digitais. 

Ao falar em tom nostálgico, mas sem muitas saudades, do trabalho na salinha minúscula e olhar para o status que a Hotmart alcançou , Resende é claro: o foco deve ser no crescimento o tempo todo. Se ele não for importante para você, haverá más notícias em seu negócio. 

Crescer é importante para você

Considere o título deste tópico uma pergunta: crescer é importante para você? 

Se a resposta é não, há algo errado. Pois não há negócio que dure sem a ambição de ser ampliado. O foco no crescimento deve ser constante, inovando e sempre atento ao que está por vir e corre o risco de engolir quem está sentado na comodidade. 

Ao ter ciência de quanto o crescimento é fundamental, sua resposta será sim. Então, a primeira coisa a ser feita é ter total comprometimento com o crescimento. Você precisa entender, de fato, quais são os fatores que fazem sua empresa crescer e se dedicar a eles, aperfeiçoando-os o máximo possível. 

Em um negócio digital, essa tarefa é mais simples de ser entendida, pois as métricas de crescimento possuem maneiras fáceis de compreender o que está dando certo ou não.

Mas, há muitas pessoas dedicadas a atividades em que o meio digital não é a atividade-fim. Nesses casos, não muda em nada o foco no crescimento. 

Se sim, a primeira coisa é se comprometer com o crescimento, entendendo o que faz sua empresa crescer.

E o crescimento depende de olhar para o próprio negócio de maneira carinhosa, pensando no reinvestimento em melhorias diversas como tarefa contínua. 

Reinvestir de forma agressiva 

Você certamente já ouviu uma história assim: uma nova empresa é lançada. Um verdadeiro sucesso, o novo negócio é rentável e está sendo comentado por muitas pessoas. Então, seus donos aproveitam o faturamento alto e compram carros novos, gastam com viagens, reformam a casa.

Então, no mês seguinte não há dinheiro para tocar o básico na empresa, já que ela não conseguiu manter o mesmo faturamento do mês de inauguração. Falta grana para pagar as contas, os salários atrasam e o cenário futuro é o pior possível. No final, ela quebra e seus donos não sabem dizer o porquê.

Pois é. Quando não há mentalidade de crescimento da empresa, nunca se pensa em separar o dinheiro necessário para reinvestir na empresa. 

A mentalidade empreendedora de sucesso exige que se defina o salário dos sócios. Tudo o que estiver em caixa acima disso não deve ser gasto com ostentação, mas em um reinvestimento na empresa. 

Há muitas empresas quebrando porque seus donos não percebem a necessidade real de um reinvestimento na própria empresa, fazendo com que ela cresça consecutivamente, mês a mês, e não viva de “voos de galinha”. 

Veja o exemplo do Fire Festival: sua primeira edição teve a participação de um público entre 35 e 40 pessoas. A segunda contou com 80 visitantes. E só a mentalidade do crescimento foi capaz de fazer com que milhares de pessoas parem tudo em alguns dias para ouvir os especialistas que vão para lá. 

É a mentalidade do crescimento que ajuda a manter-se no topo. Isso deve ser cultural na empresa e toda cultura deve ser protegida. 

Proteja a sua cultura 

O crescimento de uma empresa demanda cultura. A cultura que rege sua empresa deve estar enraizada em cada canto, cada funcionário deve ter em mente quais são as diretrizes a ser seguidos dentro do ambiente de trabalho.

Com uma cultura forte, garante-se o crescimento seguindo o caminho certo. Há uma série de valores comuns que os funcionários devem ter em mente, tanto para aumentar a produtividade quanto para não perder tempo se não estão de acordo com eles. 

Tendo em mente a cultura da empresa, os colaboradores sabem o que se espera deles e quais as melhores decisões a ser tomadas, de maneira a ficarem alinhados com sua empresa. Isso é um elemento motivador no dia a dia de trabalho. 

É necessário encontrar o verdadeiro porquê. O que alimenta o dia a dia da empresa? Qual a principal motivação de prestar aquele serviço ou vender aquele produto?

A cultura da empresa deve ser colocada no papel, de maneira livre, sem um padrão estabelecido. Não perca tempo e busque deixar claro, por escrito, os princípios, valores e missão. Assim, as coisas ficam claras, ninguém poderá dizer que não sabe o que é esperado naquele ambiente. 

Medindo obsessivamente

Como saber se sua empresa está no caminho certo?

É necessário ter bons parâmetros para medir isso, nem que seja necessário criá-los, para efeito de comparação e projeções futuras. 

Por muitos anos, empresas diversas acreditaram na possibilidade de ter um único produto por anos, vendendo-o por décadas, sem se preocupar com mudanças. Isso já não é mais possível, tendo em vista o dinamismo da economia e do mundo digital. 

Quem está dando os primeiros passos com sua empresa necessita focar em um único produto e isso é natural. Há muitas coisas a fazer, problemas demais a resolver e pouco tempo, poucos recursos.

No começo, a Hotmart se dividiu em grupos: os que tinham um único produto e os que tinham vários. Também foi dividida entre as diversas faixas de faturamento para ver quais cresciam mais ou menos. Assim, podia-se comparar onde havia um maior ou menor crescimento. 

Ao ter um produto de sucesso, pense em qual outro produto pode se encaixar bem com esse, ampliando assim sua cama de ofertas. Meça com frequência o que dá certo ou não. Se possível faça testes. 

Na Hotmart, as análises das redes sociais foram fundamentais para que trabalhassem melhor onde não havia bons resultados e mantivessem os trabalhos no ritmo de quem funcionava bem, além de conseguirem conferir quais nichos eram mais competitivos. 

Crescimento ao redor 

Ao conseguir medir o próprio crescimento, é comum que não demos atenção às tantas coisas crescendo ao nosso redor e se desenvolvendo junto conosco. 

Pode ser um funcionário que começou inexperiente na empresa e com o decorrer do tempo adquiriu habilidades fantásticas. Ou mesmo pessoas que vão amadurecendo no ambiente de trabalho e passam a ter visões de futuro muito diferentes daquelas de seu início como profissional. 

Quando você cresce, várias coisas e pessoas crescem junto com você. Se você tem um negócio que gera boas coisas ao redor ao crescer, este crescimento deixa de ser uma opção, vira obrigação. 

Porque não crescer parece ser mais confortável, dá menos trabalho e não é necessário reinvestir. Parece ser mais rentável. Mas quem tem um propósito tem a obrigação de crescer.

E o principal: quem quer crescer precisa ajudar que outras pessoas também cresçam. Assim, as pessoas adquirem mais respeito, entendem sua cultura e trabalham não só para você, mas por você. Dissemine a mentalidade empreendedora e os resultados serão melhores para todos ao seu redor. 

Notas finais 

O que move um verdadeiro empreendedor é a vontade constante de crescer, estando ligado ao que acontece ao redor, medindo seu desempenho e evitando comparações com quem trilha caminhos paralelos, mas não idênticos. 

JP Resende dá um bom exemplo ao demonstrar que não há uma fórmula única para o sucesso, mas dicas que podem ser seguidas por todos aqueles que não sabem as melhores maneiras de se estruturar para atingir o sucesso.

Para quem começou o Fire Festival como um evento com menos de 50 pessoas e hoje chega a quase 2.400 visitantes ouvindo tudo que há de inovação no meio digital, espalhar boas práticas é visto como obrigação. 

E isso faz com que seu crescimento continue, profissional e pessoalmente. Ouvi-lo é fundamental para todo empreendedor, não importa a área. 

Dica do 12’

Quer ler um pouco mais de JP Resende falando de inovação? Leia o microbook A cultura que move a empresa inovadora.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

João Pedro Resende, é o CEO e cofundador da Hotmart, profissional renomado, e já tendo levado sua empresa até para a lista de uma das startups mais promissoras da atualidade. É um empr... (Leia mais)

Microbooks exclusivos com dicas sobre empreendorismo... (Leia mais)

Mais livros do author JP Resende & 12min Originals