×
50% OFF

Você está a 12min da sua melhor versão!

Aproveite 50%OFF no 12min e comece a se desenvolver agora!

1389 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Marketing de Crescimento

Marketing de Crescimento Resumo
Marketing & Vendas

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Market your way to growth: eight ways to win

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-85-3526-442-5

Editora: GEN Atlas

Também disponível em audiobook

Resumo

Preparando-se para dominar 

Nos próximos anos, teremos mais oportunidades de aprender a colocar mais disciplina em prática se quisermos realizar sonhos. Isso porque depois de tantas turbulências recentes, será preciso identificar as raras oportunidades para crescer, reconhecendo-as em meio a recursos cada vez mais escassos. É hora de demonstrar a capacidade de resiliência para um tempo muito desafiador. 

E para conseguir mais resultados, é preciso entender que no mundo atual, só existem dois caminhos. Um é o do crescimento lento, outro é o do crescimento rápido. Enquanto os mais acomodados se contentam com o primeiro, só os verdadeiros vencedores sabem a importância de sempre crescer com alta velocidade. É preciso trabalhar bem no marketing para permanecer na rota certa.

Por isso, busque absorver essas oito estratégias infalíveis para não ficar no meio do caminho. As lamentações ficarão para trás. 

Estratégia 1: Crescer com a construção do market share

Market share é a expressão em inglês que expressa o grau de participação de uma empresa no mercado. Ou seja, é a fração do mercado controlada por ela.

Pesquisas recentes apontam que a prioridade número 1 das empresas é se desenvolverem. CEOs repetem sem parar que o negócios precisa crescer, o restante dos resultados é consequência.  

E se crescimento é o objetivo em tempos normais, fica mais difícil alcançá-lo depois de períodos de crise, como as mais recentes pelas quais passamos. Para se ter ideia, mesmo antes do início da crise de 2008, especialistas já mostravam que os tempos não eram normais. 

Empresas de diversos tamanhos já não conseguiam crescer tão rapidamente quanto em outras épocas. Era um sinal de que muitas marcas conseguiram se posicionar em meio à competição do mercado em todos seus segmentos, o que fez o funil ficar cada vez mais estreito. 

Depois de tanto tempo, muitas empresas ainda sentem dificuldade de aumentar o tamanho, manter os preços e correm risco de estreitarem ainda mais suas margens de lucros. Aquela crise passou, mas a recuperação seguiu lenta por todos esses anos. Isso demonstrou o quanto não se pode permanecer estagnado, é preciso atenção a tudo que ocorre no mercado, em busca de um crescimento constante. 

Mas só crescer não é o suficiente, é preciso saber se defender e se estabelecer com uma fatia bem definida do mercado. Monitorar seu crescimento ou queda é fundamental para uma sobrevivência lucrativa e com bons horizontes pela frente. 

Estratégia 2: Crescer com o desenvolvimento de clientes 

Mais importante do que observar e ficar obcecado pelos passos da concorrência, é saber como pensam, agem e querem os seus clientes. Porque, afinal de contas, são eles, e não seus adversários, que determinam os vencedores na guerra comercial. 

No mundo atual, somos bombardeados por uma abundância de bens e serviços em todos os cantos. Cartazes na rua, comerciais na tevê, links na internet, mensagens pelas redes sociais. 

Em compensação, os clientes são escassos. Eles precisam ser entendidos, deve-se falar sua linguagem para fisgá-los. Não faltam ofertas, tampouco sobram pessoas dispostas a dar atenção ao que você oferece. Faça a diferença. Nunca deixe de estudar as melhores formas de ter seu grupo de compradores fixos, aqueles que  nunca se esquecem de sua marca. 

Estratégia 3: Crescer com a criação de marcas poderosas

Por mais que sua empresa não exerça diretamente atividades referentes a branding, não se esqueça: ela, como qualquer outra do mercado, é uma marca e precisa ser trabalhada nesse sentido. 

É muito comum empreendedores se esquecerem disso e criarem a imagem de que só realizar vendas é o suficiente para uma sobrevivência a médio e longo prazo. Ledo engano. Trabalhar a imagem de sua empresa é tarefa inadiável. Com o passar do tempo, você nota que há clientes cativos, pouco dispostos a migrar para a concorrência, mesmo que você aumente os preços ou passe por um mau momento. 

Isso só é possível criando uma reputação. Tendo condutas e formas de trabalhar muito bem definidas e padronizadas, sendo consciente de si dentro de um mercado e colocando os compradores em primeiro lugar. 

Estratégia 4: Crescer com inovação 

Chegamos à metade deste microbook com algumas perguntas importantes a serem respondidas. Quanto sua empresa inovou nos últimos cinco anos? Você lançou novos produtos ou serviços? Até que ponto essas inovações foram importantes? Você inventou alguma maneira nova de dirigir sua empresa? Descobriu novas técnicas de marketing para vender com mais eficiência em seus mercados? 

Empresas como Apple, Samsung, Google, IBM, 3M, Caterpillar e outras responderiam sim a todos esses questionamentos. Em comum, todas elas sabem que não inovar é estagnar. E estagnar é deixar o crescimento para depois. 

Inove ou morra. Siga esse mantra sempre. Procure desenvolver novidades o tempo todo. Sempre com inteligência para evitar falhas. 

Estratégia 5: Crescer com expansão internacional

Quase todas as empresas seguem a tendência de vender produtos e serviços apenas no próprio país. Pouco importa o setor: fabricantes de roupas, calçados, alimentos. Qualquer setor. Quando o mercado interno é muito grande, elas têm condições de ficarem restritas a vender apenas no próprio país e seguir crescendo. 

Nos Estados Unidos, empresas diversas seguiram esse método durante o século XX, aproveitando a vastidão do mercado interno. Mas em países pequenos, o método não pode ser repetido sempre por quem sonha com o crescimento constante. 

Empresas vão ganhar mais dinheiro vendendo também no exterior, levando em consideração a hipótese tanto de se estabelecer no exterior por meio de diferentes investimentos ou exportando bens e serviços produzidos no mercado externo para mercados externos. 

Estratégia 6: Crescer com fusões, aquisições, alianças e joint ventures

As empresas se esforçam bastante para crescer de maneira orgânica, ganhando assim o voto de confiança de mais e mais clientes. Para isso, oferecem produtos e serviços, com preços atrativos, tentando atrair para si a atenção por meio do melhor atendimento e outras maneiras de se destacar perante a concorrência. Isso nós já sabemos. 

Mas o mercado é a arena perfeita para conseguir outras formas para além disso. Fusões, aquisições, alianças e joint ventures são uma alternativa para atingir um crescimento. Empresas com mentalidade mais inovadoras estão permanentemente por dentro das ofertas e diferenciais da concorrência. 

E sabem que, em alguns momentos, não é possível superá-las. Como diz um velho ditado: se você não pode vencer o inimigo, junte-se a ele. A sabedoria popular mostra  uma forma eficiente de fazer o crescimento não parar, mesmo que para isso sejam necessárias mudanças e parcerias inadiáveis com a concorrência. 

Estratégia 7: Crescer com o cultivo de uma reputação em responsabilidade social

Ao dar os primeiros passos, novas empresas se concentram em desenvolver produtos e serviços que atendam as necessidades dos clientes, de maneira a se diferenciar dos concorrentes, conquistar seu espaço e crescer. 

Mas só isso não basta. Se você der uma boa olhada em mercados de diversos segmentos, notará o crescimento de empresas que focam suas atividades não apenas no lucro, mas também em devolver à sociedade tudo que recebem. É a chamada responsabilidade social.

Desde atividades em prol do meio ambiente, passando por campanhas de conscientização por mais igualdade de oportunidades e chegando até mesmo àquelas com recrutamentos direcionados às minorias, a responsabilidade social faz com que os clientes olhem para sua empresa não apenas como um grupo interessado em vender, mas também como agente transformador da sociedade. 

Estratégia 8: Crescer com parcerias envolvendo governos e ONGs

Quando se trabalha em parcerias com governos e ONGs, damos um passo além da preocupação genuína com responsabilidade social. Isso porque o impacto na sociedade pode ser ainda maior do que se imaginava. 

Fora as tantas oportunidades que podem surgir ao se trabalhar com o poder público. Afinal, diferentes níveis de governo precisam investir em prestação de serviços e produtos para seus setores de atuação. 

Evidentemente, isso não é possível de ser realizado assim, de uma hora para outra, sem pensar nos perigos e cenários diferentes que podem surgir dali. O ideal é mapear em quais setores do poder público e de ONGs sua empresa pode contar para oferecer parcerias produtivas para ambos os lados. Não precisa ir muito longe, pode-se começar pensando na cidade de atuação. 

Como sabemos que a política pode ser nebulosa em muitos aspectos, invista em uma equipe bem qualificada para analisar contratos e envolvimentos com setores pouco conhecidos. Nunca tente dar um passo maior do que sua empresa pode andar, porque os riscos de arranhar a imagem, quando não calculados, são grandes. A lógica da administração pública, ao menos em tese, não é visar ao lucro. 

E como em todas as outras estratégias, o crescimento tem tudo para tomar conta de sua empresa. Estude bem quais delas mais se aplicam a seu setor e não deixe para depois a tarefa de seguir adiante. Nos momentos de crise, você será pouco afetado. 

Notas finais 

Estratégia é tudo! E depois de ter contato com um verdadeiro guia, não há mais motivo para culpar as crises econômicas por baixos resultados. Seguindo esses oito passos, você notará que o marketing de crescimento é o caminho certo para superar todos os desafios de um mundo cada vez mais competitivo e cheio de empecilhos a serem superados no dia a dia. Coloque-o em prática e veja como tudo vai mudar para melhor.

Dica do 12min

Se você deseja vender mais, precisa entender como funciona o cérebro na hora de decidir fazer compras. No microbook A lógica do consumo, você aprende todos os detalhes desse processo. 

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.