Free to Focus Resumo - Michael Hyatt

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

334 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Free to Focus

Free to Focus Resumo
Produtividade & Gestão do Tempo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Free to Focus: A total productivity system to achieve more by doing less

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-1-4934-0954-9

Também disponível em audiobook

Resumo

Formular

O autor decide começar pela definição do conceito de produtividade, pois, apresentar diretamente dicas, hacks e aplicativos não abordará o problema mais básico. Os principais desafios estão em nosso interior – é algo com o qual lutamos há séculos.

Basílio, o Grande, bispo de Cesareia, no século IV, disse após se mudar para um mosteiro: “Embora tenha deixado minha vida na cidade, ainda não consegui deixar a mim mesmo para trás”.

Basílio comparou sua situação com a de uma pessoa que fica enjoada em um navio e tenta encontrar alívio movendo-se para um bote. Em vez de fazer o enjoo passar, a sensação de mal-estar o acompanha, não importa que ela tenha mudado de embarcação.

Uma vez que carregamos conosco nossos distúrbios internos, jamais estamos livres de nós mesmos e, consequentemente, estamos sempre presos aos mesmos problemas.

A maioria de nós enxerga novas e brilhantes soluções de produtividade assim como o homem enjoado procura um bote para subir, erroneamente acreditando que encontrará alívio. Assim, achamos que podemos resolver nossos problemas mudando para um novo aplicativo ou dispositivo quando, na prática, estamos apenas levando nossos principais problemas de produtividade para um local diferente.

Fazer algo diferente, algo melhor, demanda repensarmos a produtividade. Se buscarmos mais eficiência ou sucesso como objetivo principal, certamente fracassaremos, pois, a produtividade deve, em última análise, dar-lhe mais tempo, em vez de exigir ainda mais de você.

Os clientes de coaching mais produtivos de Hyatt são justamente aqueles que buscam a “liberdade” como objetivo. Além disso, eles têm uma noção bem clara de como isso ocorrerá em suas vidas.

Assim, eles começam compondo uma imagem de como desejam que suas vidas sejam antes de tentarem readequar suas atividades profissionais. Dito de outra forma, eles sabem para onde estão indo. É importante ressaltar que eles não são diferentes de você.

Eles têm uma agenda apertada, assim como você. Então, a escolha é sua: os resultados são diferentes para cada um, mas você deve começar a formular uma perspectiva de vida com menos horas de trabalho diárias, porém, mais produtivas.

O que fará com o tempo extra que liberará em seu dia a dia? Pergunte a si mesmo o que deseja, quantas horas trabalhará, quantos itens constarão em sua lista de tarefas, quantas noites e finais de semana trabalhará. Em quais elementos você deseja focar?

Talvez queira dedicar mais tempo às atividades que geram melhores resultados. Não há nada de errado nisso, se é o que realmente quer. Ou, quem sabe, você deseja se empenhar mais em outros aspectos de sua vida como a espiritualidade, o trabalho intelectual, a vivência com a família e amigos, aos seus hobbies, serviços voluntários ou algo completamente diferente disso tudo.

Nosso autor faz questão de enfatizar: depende totalmente de você; ninguém mais pode – ou deveria – dizer-lhe o que é mais importante na sua vida. Essa descoberta será a estrela que guiará o seu navio nessa emocionante viagem. Sem ela, você se perderá no caminho.

Avaliar

O maior obstáculo em seus esforços para se tornar mais produtivo pode ser a sua própria mentalidade. Isso ocorre, inclusive, em um nível inconsciente, à medida que nossas vidas são movidas por uma série de crenças que temos sobre nós mesmos.

Essas são as “crenças limitantes”, porque limitam o seu potencial e estabelecem limites falsos e restritivos que lhe impedem de realizar coisas maiores e melhores. O autor comenta que há tantas crenças limitantes que sua descrição não caberia em apenas um livro.

Entretanto, elencamos, a seguir, aquelas que podem impactar mais intensamente nos seus esforços para se tornar mais produtivo:

  • “Não tenho tempo”. Pesquise sobre as grandes realizações que ocorrem à sua volta e as pessoas que lideram grandes mudanças no mundo. Lembre-se de que você tem, à sua disposição, as mesmas 168 horas semanais que elas e, logo, também pode realizar grandes feitos;
  • “Não sou muito disciplinado”. Reservamos a palavra “disciplina” para nos referir às coisas que não desejamos fazer, não é mesmo? Tudo é uma questão de foco. Se você planeja sua vida para passar a maior parte do tempo trabalhando em coisas pelas quais é apaixonado e proficiente, manter a disciplina, então, é a coisa mais fácil de todas;
  • “Não tenho controle do meu tempo”. Ao cair vítima dessa crença limitante, a substitua por essa verdade libertadora: “Tenho a capacidade de fazer um melhor uso do tempo que está sob o meu controle”. Você não é um objeto passivo flutuando pela vida, completamente à mercê do vento soprado por forças externas. Ainda que alguns períodos tenham, obrigatoriamente, que ser dedicados a certas tarefas, você ainda tem controle sobre o resto. Faça valer a pena;
  • “Pessoas altamente produtivas nascem assim”. Essa crença é simplesmente falsa. Os indivíduos que você mais admira, aqueles que alcançam grandes realizações, não nasceram com nenhum tipo de habilidade sobre-humana. Eles simplesmente encontraram uma forma de desenvolver o próprio potencial – e você também pode;
  • “Eu já tentei antes e não funcionou”. Essa frase não é, definitivamente, o mantra dos homens e mulheres que alcançam os mais altos níveis profissionais e pessoais. Com efeito, os empreendedores de alto desempenho jamais desistem apenas porque uma determinada solução falhou. Em vez disso, continuam procurando o que vai funcionar e não param até encontrar;
  • “Não sou bom em tecnologia”. A verdadeira produtividade não requer sistemas ou tecnologias complexas. Para o autor, trata-se, antes de mais nada, de alinhar as suas atividades diárias com as prioridades que definiu para si mesmo. Qualquer um pode fazer isso.

Nosso mindset é um aspecto que, geralmente, negligenciamos quando buscamos maneiras de aumentar a produtividade, porém, essa forma de pensar pode minar os seus maiores esforços caso não se mantenha atento.

Se você não enfrentar as “vozes” que sussurram negatividades em sua mente, nunca terá uma imagem suficientemente clara de onde está agora, o que significa que nunca poderá caminhar em direção aos seus sonhos.

Rejuvenescer

Não se esqueça: o tempo não é um recurso renovável, mas algo pronto e acabado, de modo que não se pode fazer nada para adicionar um único segundo ao seu dia. A energia, por outro lado, é renovável. Ela se flexiona e podemos tomar medidas eficazes para flexibilizá-la a nosso favor.

Podemos aumentar exponencialmente nossa energia quando dormimos, comemos, fazemos exercícios, conectamos, brincamos, refletimos e nos desconectamos para relaxar a mente.

Portanto, você pode direcionar essa energia da forma que quiser, alimentando as suas motivações, melhorando a sua vida e levando-lhe à liberdade que está buscando. De fato, coisas incríveis podem acontecer quando “paramos”.

Nesse contexto, “parar” significa interromper momentaneamente o constante fluxo de atividades, afazeres e distrações para formular uma imagem clara de onde queremos ir o que desejamos que nossas vidas se tornem. Desse modo, você terá tempo para avaliar e entender exatamente qual é a sua situação atual.

Para Hyatt, ao agir assim, você reserva um tempo para rejuvenescer, investe em si mesmo e em suas reservas de energia por meio de ações intencionais relativas aos seus momentos de descanso, às medidas necessárias para se manter saudável e fortalecer os seus relacionamentos.

Consolidar

Lorde Chesterfield, escritor e político inglês muito influente na Europa do século XVIII, considerava o foco obstinado como a medida da inteligência: “A atenção constante a um objeto é a marca indelével de um gênio superior”.

Hyatt não sabe se, ao seguir a metodologia que propõe o fará chegar a tal nível, mas planejar a sua “Semana Ideal” é um ótimo começo. A dispersão do seu foco por inúmeras distrações prejudica seriamente a sua produtividade, criatividade, dinâmica e satisfação.

Nesse sentido, a consolidação do seu foco é uma excelente estratégia. Ao estruturar intencionalmente a sua semana, você poderá criar o tempo e o espaço necessário para atingir metas que, de outro modo, pareceriam totalmente fora de alcance.

Não se trata de genialidade, mas, somente, concentração e intencionalidade – duas forças poderosas que qualquer um pode aproveitar em benefício próprio. Tenha em mente que a sua “Semana Ideal” é justamente isso: ideal. Ou seja, nem tudo o que planejar dará certo em todas as semanas.

Certamente, na maioria das semanas as coisas não saírão conforme o planejado. A vida é cheia de emergências e imprevistos, especialmente, para grandes empreendedores. Quando essas situações ocorrerem, você precisará entrar em ação.

A princípio, a elaboração de sua “Semana Ideal” impedirá que você fique desorientado ao longo do processo, ainda assim, saberá exatamente como voltar aos trilhos porque já os planejou.

Dito isso, após estabelecer limites firmes e se forçar a permanecer com eles por um tempo, verá como é incrível adotar esse ritmo semanal, independentemente das emergências que acontecerem.

O mais indicado é que você pense na sua “Semana Ideal” como um alvo: você não será capaz de acertá-lo todas as vezes, mas acertará muito mais quando souber o que está buscando. Com o tempo, poderá usá-la para orientar seu trabalho, tornando-se mais focado, presente e eficaz.

Designar

Sêneca, filósofo romano contemporâneo de Jesus Cristo, escreveu sobre o desafio que todos enfrentamos: “Não é que tenhamos pouco tempo para viver, mas que o desperdiçamos muito”. Em outro momento, o filósofo afirmou que “a vida pode ser longa, desde que você saiba usá-la”.

O engraçado é que estamos lidando com esse mesmo problema há, pelo menos, 2 mil anos. Não guardamos, mas, ao contrário, desperdiçamos o tempo que temos. “Os homens não deixam ninguém aproveitar suas propriedades, mas permitem que outros invadam suas vidas – por que eles mesmos convidam terceiros para tomar decisões por eles”.

Para designar as suas prioridades convém refletir, também, nas concepções desse filósofo, para quem “as pessoas são frugais ao guardar suas propriedades pessoais; mas, assim que chega a hora de desperdiçar, elas o fazem, embora, no resto do tempo, continuem sendo profundamente mesquinhas”.

Ativar

Assumir o controle da sua rotina é mais do que desafiador: pode ser aterrorizante! Se tudo o que você tem feito até aqui é “apagar um incêndio após o outro”, a ideia de bloquear as interrupções pode fazer você se questionar: “Quem, então, lidará com todas essas urgências?”.

Cardone aprendeu ao longo do anos que os grandes empreendedores se tornam os principais solucionadores de problemas para todos que os rodeiam. E, como você sabe, solucionar problemas alheios praticamente garante que as pessoas trarão mais problemas no futuro.

Se você deseja ser livre para focar no que realmente importa, não pode passar o dia todo trabalhando em prioridades alheias. Isso nunca gerará os resultados que você almeja para si mesmo.

Para superar isso, a proposta central é reservar um tempo para analisar suas metas trimestrais, assim como as tarefas mais importantes de cada semana e de cada dia. Tenha em mente que só você pode impedir que distrações e interrupções fiquem entre você e seus projetos e objetivos mais importantes.

Notas finais

Comece, a partir de agora, a alavancar o seu foco e a progredir nas iniciativas e projetos capazes de impulsionar o seu sucesso. Por exemplo, trabalhar 40 horas semanais (ou até mais) significa ter tempo suficiente para investir nos seus relacionamentos mais importantes, em sua saúde, em seus hobbies e todas as outras coisas que mantém seu bem-estar a longo prazo?

Assim, passe a implementar a estratégia de controlar a sua agenda de modo a maximizar seu gasto energético em atividades que, de fato, importam. Inicie uma revolução de produtividade nos seus negócios, começando a fazer mais coisas com menos tempo.

Dica do 12’

Gostou do artigo? Então, leia também “O Jeito Harvard de Ser Feliz” e saiba como desenvolver uma atitude mental positiva para gerar efeitos extraordinários tanto no seu trabalho quanto em sua vida pessoal.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Michael Hyatt, de 65 anos, é o ex-presidente da Thomas Nelson, blogueiro inspiracional, palestrante e podcaster, que já escreveu di... (Leia mais)