Excelência para obstinados Resumo - Peixoto Accyoli

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

523 leituras ·  5.0 avaliação média ·  3 avaliações

Excelência para obstinados

Excelência para obstinados Resumo
Desenvolvimento Pessoal

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Excelência para obstinados - Pague o preço: assuma a responsabilidade pelo seu sucesso

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN:  978-85-452-0351-3

Também disponível em audiobook

Resumo

O caminho da excelência requer um esforço de excelência. Não existem atalhos. É necessário ter uma vida equilibrada, claro, onde o esforço também vem acompanhado de descanso. Mas, sem sombra de dúvidas, para crescer na carreira, é necessário abrir mão de algumas regalias e priorizar o avanço. Este é um dos ensinamentos que o presente livro passa.

Se está focado em crescer na sua carreira, este é um livro recomendado para você! Leia ou ouça esta obra em um momento que precise de motivação, idealmente em casa, onde possa concentrar-se.

Peixoto Accyoli é um palestrante dotado de imensa experiência profissional e empresarial. Aos 21 anos começou sua carreira enquanto gestor, especializando-se na reestruturação de startups e empresas. Com muito a ensinar, Accyoli lhe convida a passar os próximos 12 minutos absorvendo o conteúdo que tem a passar. Vamos nessa?

Superando a “Síndrome do Impostor”

O conceito de “Síndrome do Impostor” se refere a uma crença que muitos trazem dentro de si, levando-os a considerar que nunca estão à altura de suas conquistas.

Quem sofre desse mal sente que, a qualquer momento, suas incompetências serão expostas. Quem pensa assim não se considera digno de sucesso ou reconhecimento. Tal insegurança origina-se, na maioria das vezes, por pensarmos que as pessoas ao nosso redor, sobretudo, no ambiente profissional, são muito mais preparadas e competentes que nós mesmos.

As psicólogas estadunidenses Suzanne Imes e Pauline Rose identificaram essa síndrome ainda nos anos de 1970. Na atualidade, porém, a condição afeta cerca de 75% da população mundial. Embora esse número seja alarmante, infelizmente, tende a crescer.

As redes sociais, por exemplo, transmitem a sensação de que todos os indivíduos vivenciam experiências perfeitas. Enquanto isso, tentamos, o tempo todo, mostrar para os nossos “seguidores” tudo o que há de melhor em nós mesmos.

E, caso decidamos postar somente os momentos gloriosos, ficaremos com a impressão de escondemos algo, ou seja, estaremos sendo impostores. Criamos, consequentemente, uma espécie de desafio público que não encontra lastro algum em nossas vidas reais.

Existem, inclusive, certos testes que servem para detectar se você sofre dessa Ssíndrome. Entre os elementos que auxiliam no diagnóstico, encontram-se: a vontade de sempre agradar os outros, a excessiva comparação com terceiros, o receio de se expor, a autossabotagem, a necessidade de se esforçar demasiadamente etc.

Valerie Young, uma psicóloga contemporânea altamente especializada no assunto indica 10 excelentes passos para ajudar você a superar esse problema:

  1. fale acerca dos seus sentimentos e quebre o silêncio: isso é libertador;
  2. separe os fatos concretos dos seus sentimentos. Afinal, todos se sentem idiotas às vezes. Isso não significa que você seja, efetivamente, um incapaz. Todas as vezes em que se sentir assim, faça uma pausa e analise friamente a situação que desencadeia esse sentimento;
  3. identifique as ocasiões nas quais realmente se sente como uma fraude, pois, é totalmente natural sentir-se inadequado em certas situações;
  4. valorize o que você faz bem, suas atitudes positivas e se perdoe por seus equívocos;
  5. mude a forma de encarar os seus erros. Não se torture quando algo não sair conforme o planejado, usando as dificuldades a seu favor e praticando até acertar;
  6. determine metas realistas, evitando se cobrar tanto. Tal como todos, você também tem o direito de cometer erros;
  7. ao começar um novo emprego, troque a mentalidade de que, cedo ou tarde, será desmascarado. Adote a ideia de que, mesmo não possuindo todas as competências necessárias, você tem plenas possibilidades e todas as condições de desenvolvê-las com o passar do tempo;
  8. visualize o seu sucesso, criando imagens mentais de momentos de êxito protagonizados por você;
  9. recompense a si mesmo. Você deve quebrar o ciclo vicioso, segundo o qual sempre se coloca para baixo, premiando-se a cada pequena conquista;
  10. acredite em si mesmo, inclusive, quando não se sentir totalmente preparado. Esse é o segredo da iniciativa: acreditar que sempre é possível!

Accyoli revela que, há algum tempo, teve acesso a uma importante pesquisa, publicada na obra “As Quatro Disciplinas da Execução”. Esse trabalho atraiu sua atenção e o ajudou a consolidar alguns princípios muito caros ao autor.

Onde está seu GPS?

O estudo aponta que, quando definimos como objetivo a realização de duas, no máximo três, metas, somos capazes de cumpri-los eficazmente. Porém, se perseguirmos entre 4 e 10 objetivos, é bastante provável que sejamos capazes de cumprir apenas 1 ou 2 deles.

Ademais, quando buscamos atingir mais do que 10 metas ao mesmo tempo, não realizamos nada. Isso significa, em termos práticos, que é inútil “atirar para todos os lados”, agindo dispersamente.

Muitos objetivos que definimos em nossas vidas servem, tão somente, para desviar nossa atenção do que é realmente importante. Trata-se da mesma lógica existente nas incontáveis promessas de ano-novo: fazer exercícios regularmente, começar uma nova dieta, aprender a tocar determinado instrumento, dominar uma nova língua etc.

Caso você deseje cumprir tantas metas a um só tempo, acabará por não atingir nenhuma. O autor explica, a seguir, uma das mais relevantes disciplinas descritas na obra em questão, que lhe ajudam a lidar com seus próprios problemas e a conseguir entrar em ação.

O autor, no entanto, faz pequenas adaptações, a fim de que elas não sejam úteis somente para os ambientes empresariais, mas para a nossa vivência de modo geral:

  • concentre-se no que realmente importa. Analise criteriosamente o que está sob a sua responsabilidade atualmente. Existem tarefas dispensáveis, importantes, urgentes, que podem ser delegadas. Então, mantenha o foco nas prioridades reais. Assim, você poderá otimizar os seus recursos, o seu tempo e a sua energia;
  • trabalhe avidamente para alcançar o seu objetivo. Faça um planejamento e o coloque em funcionamento. É imprescindível ter obstinação suficiente para seguir cada passo traçado por você. Embora essa dica possa parecer simples, são poucas as pessoas que, de fato, evitam se desviar do caminho;
  • crie um placar para avaliar os resultados alcançados. Não receie encarar a verdade dos fatos. Identifique o que, efetivamente, está funcionando e o que deve ser revisto;
  • monitore semanalmente os seus resultados. Selecione um dia da semana para fazer um balanço. Não deixe de fazer isso: feche sua agenda por algumas horas e se concentre totalmente nessa tarefa.

Os princípios centrais desse método podem ser aplicados tanto aos seus projetos profissionais quanto às suas metas pessoais. Tudo o que você tem a fazer é adaptar os conceitos, adequando-os à sua realidade específica.

Accioly ressalta a imperiosa necessidade de pedir ajuda, buscar aliados e sempre ter com quem contar. O autor elenca uma série de exemplos reais de empreendedores que somente conseguiram trilhar o caminho do sucesso porque seguiram acompanhados por grandes aliados.

Busque aliados

Esqueça essa história de Super-Homem e Mulher-Maravilha: os grandes líderes são reconhecidos, também, pela capacidade de encontrar pessoas que os ajudam a melhorar, sejam colaboradores, colegas, funcionários ou conhecidos.

Você deve ter, portanto, todos os tipos de aliados por onde for. Ao agir assim, as oportunidades mais variadas certamente surgirão. O colega que trabalha na mesa ao lado poderá ser o seu maior parceiro comercial em um futuro muito próximo.

Aquele amigo do seu filho, que você conhece desde pequeno poderá, um dia, recomendar o seu negócio para muitos clientes. É assim que as coisas funcionam. Nunca subestime o poder de sua rede de contatos e, tampouco, o poder de seus mentores, ou seja, aqueles indivíduos que mais lhe inspiram e motivam.

Se, hoje, você é um estagiário, amanhã poderá ser CEO. Desse modo, mantenha os olhos abertos, aprendendo e aproveitando cada uma das oportunidades que, inevitavelmente, surgirão diante de você.

Na prática: um plano de ação

Vale a pena iniciar, a partir desse momento, um plano de ação voltado ao seu projeto, buscando um caminho realmente factível. O autor recomenda as seguintes iniciativas:

  • definir suas prioridades de desenvolvimento. Quais cursos você ainda precisa fazer? De quais orientações você necessita para começar a sua caminhada?
  • dividir os seus objetivos em diferentes etapas;
  • avaliar os ajustes que devem ser realizados para você ter as condições de atingir os seus objetivos;
  • pedir ajuda, identificando quais serão seus aliados a cada novo passo;
  • identificar o que você pode oferecer àqueles que lhe terão como aliado;
  • determinar quais serão os recursos que você colocará nas mesas de negociações: experiência, dinheiro, tempo etc.;
  • detectar quais são os recursos que você ainda precisará obter.

De todas as qualidades imprescindíveis para o sucesso, a obstinação, sem dúvida, é uma das mais importantes. Nosso autor expressa, em diversos momentos, sua profunda admiração pelos obstinados, chegando a dizer que o mundo pertence, justamente, a esse tipo de pessoas.

Assuma seu posto

É fundamental nos aprofundarmos nos elementos que caracterizam o tipo de personalidade preconizado por Accyoli. Obstinado é quem persiste e continua acreditando firmemente em seus sonhos e objetivos, mesmo quando se depara com as mais graves dificuldades e os mais sérios desafios.

Sem embargo, ninguém é perfeito. Mas, não é isso o que importa. O que realmente conta é saber aonde você quer chegar, compreender a necessidade de ser um empreendedor, ter bons mentores, trabalhar com afinco e seguir em frente com a máxima resiliência, nunca deixando de valorizar as pessoas.

Tal é o método que deve ser seguido por todos que são movidos pela mais nobre das qualidades: a perseverança. Isso implica em reconhecer o seu potencial e iniciar sua preparação para os dias seguintes. Para tanto, você precisa reconhecer os seus talentos, traçando planos para agir diante das dificuldades iniciais e nunca desistir antes de completar cada uma das etapas do seu planejamento.

Notas finais

O sucesso deve ser entendido como a capacidade de acordar de manhã (seja você quem for ou esteja onde estiver) e pular da cama porque há coisas importantes a serem feitas, que você ama fazer e nas quais acredita. Deve ser algo maior do que você mesmo, alguma coisa que lhe deixa cheio de energia e de vontade de realização.

Tal definição de sucesso resume bem a perspectiva que o autor adota sobre o tema, incluindo sua própria ansiedade de, por vez, mal conseguir esperar pelo momento de fazer o que ele precisa e quer fazer.

É, justamente, por saber que existem coisas excelentes que você pode fazer e que, desde o seu ponto de vista, são importantes, que você deve sair, inteiramente renovado, de sua cama a cada novo dia.

Dica do 12’

Gostou do nosso microbook? Então, leia também “Praticando o Poder do Agora” e entenda como aproveitar o momento presente para dissolver os problemas que mais lhe afligem!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: