×
44% OFF

Não deixe suas metas para 2022

Assine 12min Premium por apenas R$0,46/dia e aprenda mais em menos tempo!

1153 leituras ·  0 avaliação média ·  0 avaliações

Esteja, viva, permaneça 100% presente - resenha crítica

Esteja, viva, permaneça 100% presente Resenha crítica
Autoajuda & Motivação

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 978-85-4520-334-6

Editora: Gente

Também disponível em audiobook, baixe agora:


Resenha crítica

Nadar no vazio, morrer na praia e se culpar

Em suas mentorias, aulas, palestras, seminários e treinamentos, Joel Moraes percebe claramente como a maioria das pessoas não consegue trabalhar o próprio talento de maneira satisfatória. Isso é doloroso para boa parte delas, já que acabam deixando de lado aquilo que as realiza. Num mercado de trabalho tão feroz, sua vantagem competitiva em relação à concorrência fica inutilizada. 

Muitos se sentem predispostos a realizar determinada atividade com performance acima da média, mas abrem mão de explorar seu potencial e não concretizam a prática de uma habilidade que faria a diferença na sociedade. E isso causa sensações de aprisionamento, impotência, sufocamento e frustração constantes. O tempo passa e as pessoas vivem aumentando a angústia diante da espera de uma permissão de familiares e das circunstâncias que os cercam para render o máximo de sua capacidade. 

O mundo atual pode ser definido pela sigla VICA: volátil, incerto, complexo e ambíguo. Com isso, quem não sabe o que quer para si e não tem um plano para descobrir como se desenvolver melhor sofre mais com ansiedade e confusão mental. Daí para perder tempo e se esforçar em vão buscando respostas e soluções rasas para inquietações internas é um passo em falso dado por muita gente. 

Nesse cenário, é comum ser iludido por golpes e promessas fáceis, sem entrega do resultado que só cada um de nós para alcançar para aproveitar ao máximo o talento natural. Quando nada dá certo, a sensação de caminhar no vazio, morrer na praia e amplificar a culpa é certa. 

Vivemos numa sociedade medrosa, de pouca lucidez, acuada e receosa de perder tudo. Não se acomode, entenda que o sucesso deve ser treinado dia após dia. 

O que faz queimar a largada 

A vida pode ser comparada a uma maratona, modalidade nobre do atletismo em que os corredores precisam percorrer 42 quilômetros com muita persistência e força de vontade para não ficar no meio do caminho. 

É preciso ganhar velocidade, ritmo e manter uma boa performance para se destacar entre os competidores. Durante o percurso, obstáculos e pegadinhas tentam nos distrair, mas é preciso seguir adiante. Se cruzar a linha de chegada já exige esforço, estar entre os primeiros colocados é um privilégio que apenas o treino exaustivo permite. 

E na longa jornada da vida, é fundamental encarar as causas das dificuldades diárias para mudar plenamente e ter a liberdade de viver novas escolhas. Uma breve reflexão sobre o passado, por exemplo, nos leva ao tempo em que familiares e cuidadores diziam que era preciso trabalhar numa empresa sólida para ter sucesso e ser alguém na vida. É mais uma daquelas crenças antigas, hoje fortemente questionadas por novas formas de interpretar o mundo. 

Afinal, você certamente conhece alguém acomodado num mesmo trabalho há anos, sem coragem de sair dali e reclamando da situação atual. Essa inércia é reflexo do medo do desconhecido, que nos leva a correr uma maratona no piloto automático, sem pensar nos próprios movimentos, feito cachorros atrás do próprio rabo. 

A resposta para descobrir sua melhor forma de correr a maratona da vida sem queimar largada nem desistir no meio do caminho está dentro de você. Ser disruptivo, desenvolver um perfil empreendedor e buscar tomar conta do próprio nariz requer inverter crenças antigas, gerando, até mesmo, uma bagunça em sua mente ao tomar consciência do longo trajeto a percorrer. 

Mas não se preocupe. Uma verdadeira maratona não é vencida nos primeiros quilômetros, mas exige constância e empenho passo a passo. Só não vale desistir. 

Esteja 100% presente

Muita gente se prepara e espera pelo dia D, mas poucas treinam para a hora H. É quando tudo pode ser decidido em até milésimos de segundo, capazes de gerar profundas transformações de sucesso ou fracasso. Nesse momento, é fundamental trabalhar o foco e a atenção plena, agindo com a clareza desenvolvida ao longo de treinos para atingir o objetivo traçado. 

Só vence em qualquer segmento da vida quem está 100% presente. Nem toda oportunidade é feita para você, e apenas totalmente integrado ao momento é possível fazer essa distinção. Para isso, deve-se dominar a mente, ajustar o foco com precisão e ter disciplina até conquistar o que se quer. 

Lembre-se sempre que nenhum vencedor é um ser divino. Pessoas medianas, mas extremamente focadas, são as que chegam lá. Não é preciso ter alta performance durante as 24 horas do dia. Afinal, somos humanos, falhos e imperfeitos. Mas o desempenho pleno na hora H é o que faz toda a diferença. Sem distrações. 

Tal qual os atletas de alto rendimento, os vencedores seguem regras básicas para se concentrarem. A primeira diz respeito a saberem que devem fazer apenas aquilo que é mais relevante para seus objetivos. A segunda regra trata de eliminar toda e qualquer interferência capaz de atrapalhar a conquista desses objetivos. Por fim, escolhem concentrar-se no presente. Assim, tiram o máximo de cada movimento para mudar a própria história e seu futuro próximo. 

Numa sociedade tão barulhenta quanto a nossa, a maioria das pessoas mal conseguem escutar o que acontece ao redor. O agora vale muito. Foque neste momento.  

Sucesso é processo

Agora que passamos da metade deste microbook, é bom recordar que as pessoas bem-sucedidas chegaram ao topo por meio da combinação de um bom ambiente, trabalho duro, disciplina para alcançar seus objetivos e prática constante. 

Um bom vendedor não nasce com esse talento pronto. É preciso desenvolver cada passo, treinando suas falas para convencer clientes, entendendo as principais competências a serem aprimoradas, habilidades que o distinguem da concorrência e dificuldades que precisam ser melhoradas. 

Sucesso é processo, é a combinação entre treino, esforço e mérito. Só assim se chega à vitória. Por isso, Joel Moraes faz questão de deixar claro que só diz em público aquilo que já colocou em prática. Isso porque, para ele, o exemplo não é apenas importante: é tudo. 

Nunca acredite em pessoas que pedem que você faça as coisas, sendo que elas mesmas não as praticam. A partir desse princípio, já é possível abandonar uma série de picaretas que vendem o sucesso como algo fácil de ser atingido magicamente, sem a necessidade de treino diário. 

Procure ambientes com pessoas inspiradoras para trocar ideias e tirar dúvidas. Motive-se com essas relações. Transpire muito ao agir com o objetivo de atingir o sucesso e veja a transformação acontecendo. Depois, volte a se inspirar, motivando as pessoas ao seu redor. Esse ciclo virtuoso fará toda a diferença daqui para frente. 

Não confunda rotina com monotonia

Rotina nada mais é do que realizar coisas importantes de modo automático, poupando esforços e economizando energia. Muita gente se incomoda com o uso dessa palavra de maneira inadequada, confundindo-a com monotonia. 

Mas é preciso atenção. A repetição de tarefas diárias e indispensáveis não pode nos cansar. Aliás, é muito importante que isso seja realizado do jeito mais prático e eficaz possível, para que possamos ter energia ao realizar tudo aquilo que nos interessa. 

Ninguém gosta de monotonia. Quando a vida parece chata e entediante, não conseguimos nos motivar e tudo ao redor parece perder sentido. Podemos tomar como exemplo a realização de uma mesma atividade física, sem nunca alterar a intensidade ou a série. Ou então, se comemos a mesma comida todos os dias, sem variação, também. Quando tudo é sempre igual, acaba ficando enjoativo. 

Por isso é importante tomar decisões firmes e conscientes. O maior problema não é o que é feito, mas como, de que maneira é realizado. Se desistir nunca é um bom caminho, transformar a monotonia em rotina, de forma a realizar uma mesma tarefa de um jeito menos cansativo, é crucial para ter a energia necessária nos momentos mais exigentes. 

E entender essa diferença entre essas duas situações deixa qualquer um mais próximo de atingir o sucesso. 

A melhor versão de nós mesmos

Sempre é bom recordar que morrer várias vezes faz parte do processo. Sentir-se para baixo, precisando renascer e começar do zero, como se tudo o que está sendo realizado não parece ir para frente, pode acontecer com qualquer um de nós. E essa sacada é fundamental para seguir adiante. 

Na verdade, morremos quando desistimos. É muito possível que você encontre no passado momentos da vida em que deixou pessoas, objetivos e coisas para trás. Então, precisou rever conceitos, restabelecer objetivos e buscar forças do mais íntimo da alma para seguir adiante. 

Para não morrer novamente, é fundamental não desistir. Caso esteja sofrendo, mude o plano, nunca o destino final. Não se vitimize, mas pegue pesado com tudo aquilo que está deixando de fazer. Não tome atitudes medíocres e não mate quem você é, quem é sua essência. Não diminua seu tamanho comparando-se com outras pessoas. E pense com a própria cabeça, lembrando-se que ninguém é perfeito e todos nós erramos. 

Esteja cercado de boas parcerias para voar junto, seja entre amigos e familiares quanto em relacionamentos amorosos. Só assim será possível ser a melhor versão de você mesmo. Entre os vencedores, a decisão comum de fazer o que sabem de melhor acontece todos os dias, seja no mundo dos esportes ou na vida de pessoas comuns. 

Você pode mais. Comece agora, sem perder tempo com coisas irrelevantes, tampouco alimentando dúvidas inúteis. Você sabe o que quer. Basta coragem, determinação, esforço e treino diário. 

Notas finais 

Nada é mais precioso que o momento presente. Muitas vezes, esquecemos disso e nos vemos presos às frustrações do passado e às preocupações do futuro. De tanto pensar no que já foi e no que ainda está por vir, deixamos de agir e ficamos estagnados, sem saber o que fazer. Joel Moraes dá um choque de realidade, aplicando a mesma disciplina dos atletas de alto rendimento para nos mostrar que a hora é agora, só existe o hoje e não dá para adiar o próprio sucesso. Com essa verdadeira lição de focar no momento atual, já não há mais desculpa para alimentar derrotas e justificar fracassos. 

Dica do 12min

Quer conferir um microbook que trata de determinação, desafio e mudança de hábitos? Confira E se eu parasse de comprar? 

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

Quem escreveu o livro?

Mestre em Esportes pela EEFE-USP, palestrante reconhecido e ex-nadador da seleção brasileira, foi coordenador-geral do Instituto Neymar, professor universitário, empresário e co... (Leia mais)