44% OFF

#BLACKFRIDAY 12min - Traga sua carreira de volta aos trilhos!

Não perca essa chance! Escolha um livro agora e potencialize seu aprendizado!

3403 leituras ·  4.5 avaliação média ·  558 avaliações

Destaque-se

Destaque-se Resumo
Carreira & Negócios

Este microbook é uma resenha crítica da obra: StandOut: the groundbreaking new strengths assessment from the Leader of the Strengths Revolution

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 8575428543, 978-8575428542

Também disponível em audiobook

Resumo

Como estimular a inovação

A avaliação de perfis “Destaque-se” foi criada para ajudá-lo a descobrir sua vantagem sobre os demais e para lhe apresentar ideias, dicas e técnicas práticas que lhe possibilitam expandir suas características únicas e vencer no mundo profissional.

Todo mundo reverencia a inovação, ela é a nossa motivação rumo ao progresso. É comum os superiores nos encorajarem a sermos mais espertos, inovadores e revolucionários. Numa época em que as mudanças são tão aceleradas, somente a inovação é capaz de nos manter relevantes e prósperos.

Mas o que queremos dizer com inovação? Falando no mundo dos negócios, é a procura por uma técnica melhor, um modo mais eficiente de realizar as tarefas diárias. E os nossos empregadores são obcecados por essa ideia.

É bastante raro descobrir uma prática inovadora que possa ser transferida de pessoa a pessoa sem perder a sua essência. Normalmente o que acontece é o seguinte: alguém inventa uma nova forma de realizar as coisas. Essa nova prática surge como uma manifestação irreprimível de sua personalidade. É algo autêntico e natural, e ela usa a técnica para superar seus colegas.

O sucesso de inovação chama a atenção de seus superiores que tentam descobrir o segredo. A nova prática sobe na hierarquia da empresa, examinada pelos departamentos operacional, de recursos humanos, de treinamento, de comunicação e jurídico, até que, despida de suas características distintivas e da pessoa que a criou, ela é apresentada ao restante do setor, terminando exatamente como qualquer outro programa corporativo: enfraquecido e sem entusiasmo.

O que podemos aprender com isso? A inovação só pode ser passada para frente se a pessoa que a receber tiver os mesmos pontos fortes de quem a criou. O que é eficiente e autêntico nas mãos de um profissional pode parecer forçado, falso e tolo nas mãos de outro.

A empresa não procura por inovações que possam ser empregadas em larga escala. Em vez disso, ela busca inovações práticas e uma forma de disseminá-las para aqueles que têm os mesmos pontos fortes da pessoa que concebeu cada uma delas.

O sistema de avaliação de perfis ‘Destaque-se’

O método Destaque-se avalia o usuário em relação a nove perfis e revela quais são os dois que o descrevem melhor. Eles são a sua vantagem – pontos em que você é naturalmente superior às demais pessoas. E também são as suas ferramentas multiplicadoras – com elas você aprenderá mais rapidamente e irá aperfeiçoar inovações, técnicas e práticas que complementam esses dois perfis.

O que mede o sistema de avaliação ‘Destaque-se’?

Para criar o sistema de avaliação de perfis Destaque-se, foram examinados centenas de pontos fortes mensuráveis e identificados suas combinações mais comuns e poderosas. Estes foram os nove perfis significativos encontrados:

1. Compensador

Você é uma pessoa justa que expressa seu poder mantendo o mundo em equilíbrio, ético e pragmático.

2. Conselheiro

Você é um pensador prático e realista que se destaca quando está reagindo aos problemas dos outros e os resolvendo.

3. Criador

Você compreende o mundo decompondo-o, vendo uma configuração melhor e o recriando.

4. Entusiasta

Você abriga as emoções dos outros. Sente-se responsável por elas, por mudá-las e elevá-las.

5. Influenciador

Você estimula diretamente as pessoas e as convence a agir. Seu poder está na persuasão.

6. Pioneiro

Você vê o mundo como um lugar agradável e acha que em cada curva do caminho acontecerão coisas boas. Seu poder vem do seu otimismo diante da incerteza.

7. Professor

Você se entusiasma com o potencial que vê em cada pessoa. Seu poder vem da sua capacidade de aprender a liberá-lo.

8. Provedor

Você percebe os sentimentos das outras pessoas e se sente motivado a reconhecê-los, a expressá-los e a agir a favor deles.

9. Vinculador

Você é um catalisador. Seu poder está na sua vontade de juntar pessoas e ideias para criar algo maior e melhor que aquilo que existe no momento.

Dentro da caixa-preta: como funciona o sistema de avaliação de perfis ‘Destaque-se’

Seu desempenho real em qualquer momento é a soma de todas as escolhas que você realiza. Por exemplo, se alguém o desafia durante o dia, o que você faz? Quando percebe que decepcionou alguém, qual é sua primeira reação? Se um amigo que precisa de você o distrai da sua tarefa atual, o que recebe a sua atenção imediata?

A nossa primeira reação é responder: “depende”. Depende de quem me desafiou, quem eu decepcionei e o que estava fazendo quando meu amigo me chamou.

Mesmo com as variáveis, essas reações não se dão completamente ao acaso. Afinal, elas dependem sobretudo de você. Você é o tipo de pessoa que tem reações po­si­tivas ao ser desafiado ou não? Tem uma reação negativa ao desapontar alguém ou que é capaz de racionalizar isso? Há padrões em você, e os mais predominantes são a fonte de seus pontos fortes.

Os nove perfis

1. Compensador

É uma pessoa sensível ao modo como tudo no mundo é interdependente, como um movimento numa parte pode fazer com que todo o resto se mova. Ela se sente motivada a manter tudo em harmonia, equilibrado e organizado. Não tem dificuldade para repreender a pessoa que não dá conta de suas funções e também não é condescendente quando ela mesma comete o erro.

Condições que desequilibram o mundo do compensador:

  • Quando as pessoas não dizem a verdade.
  • Quando há ambiguidade e incerteza.
  • Quando as pessoas não cumprem seus compromissos.
  • Quando alguém é prejudicado.
  • Quando vê enormes disparidades de recompensas ou elogios.

Como elevar o desempenho do compensador:

  • Encontre oportunidades de defender os direitos dos outros.
  • Estabeleça precedentes.
  • Seja meticuloso.
  • Busque situações nas quais as pessoas precisem de uma mediação objetiva.
  • Desenvolva seu talento de mediador.

Com que o compensador precisa tomar cuidado:

  • Quando você afirma que quer que as pessoas sejam tratadas com justiça, o que exatamente quer dizer? Os seus colegas precisam saber.
  • Certifique-se de aplicar sua abordagem metódica ao seu próprio espaço físico.
  • Mantenha seu foco no desempenho. Às vezes seu senso de justiça pode levá-lo a dar mais ênfase a como alguém realiza o trabalho e a ignorar o que a pessoa realizou.
  • Faça uma lista das regras de justiça segundo as quais você vive.

2. Conselheiro

O seu entusiasmo surge ao saber que é a pessoa à qual os demais recorrem em busca de respostas. Ele não necessariamente quer ser aquele que de fato implementa as mudanças, mas sim aquele que é valorizado pelos outros por suas ideias e opiniões.

O conselheiro pode ser exigente e teimoso, mas acima de tudo é seletivo. “Bom o bastante” nunca é bom o bastante para você. Há sempre uma saída melhor, um acordo melhor, uma solução melhor, e ele se sente vivo quando é chamado para encontrá-los. Depois que os encontra, não se permite questionar sua decisão.

Como elevar o desempenho do conselheiro:

  • Um conselheiro precisa de pessoas a quem dar orientação.
  • Ele é o tipo de pessoa que respeita especialistas.
  • Torne-se um especialista credenciado.
  • Essas qualificações também lhe fornecerão conhecimento dos detalhes e, como Conselheiro, você faz maravilhas com eles. Os detalhes desaparecem na mente de algumas pessoas, mas não na sua.
  • Ele se destaca quando vê as pessoas se beneficiando do seu perfil de Conselheiro. Assim, à medida que sua carreira avançar, busque plateias mais exigentes.

Com o que o conselheiro precisa tomar cuidado:

  • Para não ser visto como um sabichão. Para evitar isso, antes de dizer o que você sabe ser a resposta correta, habitue-se a fazer várias perguntas. A outra pessoa aceita melhor o conselho quando ela sente que realmente foram levantadas todas as informações sobre a situação dela.
  • Ele não se destaca administrando operações já existentes. Isso o deixa entediado. Afinal, é uma pessoa que dá início às coisas, que gosta de reviravoltas.
  • Não aceite ser promovido para um cargo distante demais da ação. Resolver problemas é a razão do conselheiro.
  • Não torne-se desleixado. Se você não tomar cuidado, acabará tão atraído pelo desafio de resolver os problemas das outras pessoas que irá negligenciar os seus e deixar que se acumulem.

3. Criador

O criador não é imune aos sentimentos e perspectivas dos outros, mas seu ponto de partida é o que ele mesmo pensa e compreende. Ele vê o mundo como uma série de colisões entre partes e interesses conflitantes e se sente impelido a entender todo o cenário. Não há nada mais emocionante do que encontrar um padrão por trás das complexidades da vida, um conceito essencial que possa explicar por que as coisas acontecem de determinada maneira.

Ele é uma pessoa ponderada, que precisa de tempo sozinho para meditar e refletir. O criador, como o nome diz, é uma pessoa criativa. A forma que essa criatividade irá assumir dependerá de seus demais talentos e qualidades, seja escrevendo, pintando, cantando, concluindo projetos ou rea­lizando apresentações.

Como elevar o desempenho do criador:

  • Reserve um tempo para pensar. Esse período de reflexão é fundamental para o seu bem-estar e produtividade.
  • Descubra como tomar posse de suas criações.
  • Crie um fórum de experiências seguras, um lugar em que você possa compartilhar padrões novos, ainda que frágeis, de conhecimento.
  • Projete-se. Qual é a sua “criação” mais influente, aquela que sofre mais exposição e corre mais risco, ainda que com um grande potencial de sucesso? Em outras palavras, qual é o seu golpe de mestre?
  • Aproxime-se do território inimigo.
  • Nesse território inimigo, procure provas que contradigam sua crença. Diante disso, você terá três opções: tornar-se mais articulado ao explicar seu ponto de vista, desprezar a prova em contrário ou ampliar sua visão a fim de incorporar a nova informação. Em qualquer caso, o saldo será positivo.

Com o que o conselheiro precisa tomar cuidado:

  • Enquanto estuda seu mundo e descobre os padrões, você ainda precisa produzir. O mundo não vai esperar que você o compreenda por completo – nem seus colegas, tampouco seus clientes.
  • As demais pessoas podem se sentir desestimuladas ou decepcionadas com as ideias que não dão muito certo. Cabe ao criador mostrar a elas que a própria experiência tem valor, independentemente do resultado.
  • Nunca conquiste a reputação de ser o principal “defensor da ideia”. O defensor da ideia é alguém de quem sempre se obtém a mesma resposta, a pessoa cuja criatividade está em risco e que se fechou para novas informações. Seu desejo é ser visto como alguém que, apesar de suas visões e ideias firmes, está sempre aberto a novos dados, provas e padrões de compreensão.
  • Mostre curiosidade, e não aceitação imediata.

4. Entusiasta

O entusiasta tem a exata noção da energia dominante no ambiente e se sente impelido a fazer o que pode para aumentá-la. Ele faz isso com sua visão de mundo – que é naturalmente otimista –, com suas ações – assume o lugar à frente da turma, levanta a mão e faz perguntas, pede que os outros contribuam e sejam voluntários – e com seu humor.

Como está sempre animado, atrai as pessoas. Mesmo que o mundo as maltrate, elas sabem que, nele, encontrarão a força para se levantar.

Como elevar o desempenho do entusiasta:

  • Estabeleça limites para seus amigos e colegas. Você não pode controlar toda a variação emocional dos outros.
  • Ofereça-se para situações em que é preciso convencer um sujeito zangado ou teimoso.
  • Você se interessa pela energia humana de todos os tipos – emocional, fisiológica e espiritual. Pesquise esse assunto.
  • Você precisa se mostrar.

Com o que o entusiasta precisa tomar cuidado:

  • Assim como você precisa se exibir, também precisa se isolar. Crie um momento de recolhimento semanal, em que poderá recuperar a energia com a qual tantos contam.
  • Não lute contra a necessidade de ser amado.
  • Desenvolva uma técnica que lhe permita passar por cima da desaprovação alheia.
  • Faça com que suas opiniões verdadeiras sejam ouvidas.

5. Influenciador

Em praticamente qualquer situação, os olhos do influenciador buscam o resultado. Seja em uma longa reunião de trabalho, ajudando um colega a rea­lizar suas tarefas ou aconselhando um amigo, ele mede seu sucesso por sua capacidade de convencer outra pessoa a fazer algo que ela não necessariamente pretendia fazer.

Ele pode conseguir isso por conta da força dos seus argumentos, charme, inteligência, ou até uma combinação dos três. Um influenciador acha divertido influenciar o comportamento das outras pessoas por meio do poder da sua personalidade. É desafiador, misterioso, emocionante, e isso, claro, faz com que coisas boas aconteçam.

Como elevar o desempenho do influenciador:

  • Sim, você pode ser competitivo. E não, você não sabe perder. Mas será que agora você pode levar esse espírito de competitividade além do “tudo ou nada” e incluí-lo num cenário de realização no qual todas as partes sintam que saíram vencedoras?
  • Aprenda a separar as pequenas coisas que você faz de coração – dar presentes, lembrar as datas dos aniversários, fazer favores especiais – das suas solicitações.
  • Você é uma pessoa impaciente e que gosta de situações ágeis e voltadas para a ação. Isso é ótimo, e não queremos que você vá mais devagar, mas precisamos que não deixe o resto para trás. Por isso, reserve um tempo para cultivar a relação com os outros profissionais.

Com o que o influenciador precisa tomar cuidado:

  • Quando cometer um erro ou magoar alguém, peça desculpas. O bom, para você, é que esses deslizes raramente o desanimam – você aprende com a experiência e parte para outra. O lado ruim é que você segue adiante com tanta rapidez que se esquece de pedir perdão.
  • Vivemos em um mundo digital, onde praticamente toda ação e cada consequência podem ser medidas. Por isso, aprenda a ser fluente na linguagem dos dados.
  • Seu instinto persuasivo precisa estar focado na pessoa que toma as decisões.
  • Como você gosta de resistência, às vezes pode buscar a dificuldade simplesmente porque é mais divertido inverter uma negativa do que conseguir um “sim” imediato. Apesar de ser mesmo mais divertido, isso diminui o ânimo.

6. Pioneiro

Por natureza, o pioneiro é um explorador e se entusiasma com o que nunca viu, com quem ainda não conheceu. Enquanto algumas pessoas ficam intimidadas com o desconhecido, ele fica fascinado.

Como o pioneiro deve elevar o seu desempenho:

  • Reúna todos os detalhes e descreva minuciosamente o que as pessoas irão descobrir e como elas tirarão proveito dessa descoberta caso juntem-se a você.
  • Você tem um instinto natural para a mudança. Trabalhe numa fórmula que capte sua capacidade de lidar com a incerteza e transforme-se num processo claro que outros indivíduos, menos inclinados ao risco, possam seguir.
  • Pratique algumas frases que expressem seu otimismo natural sem fazer com que você pareça um tolo irresponsável ou um idealista ingênuo.
  • Encontre maneiras de mostrar como suas inovações foram bem-sucedidas no desenvolvimento de novas oportunidades de negócios ou de novos produtos.
  • Como você é antes curioso e depois crítico, pode se sair um ótimo mentor.

Com o que o pioneiro precisa tomar cuidado:

  • Você sempre vai se sentir fascinado pelo que há de novo, mas não quer dar a impressão de estar simplesmente interessado na próxima “onda”. Assim, para evitar ganhar essa fama e não deixar de se expor às novidades, estabeleça uma programação para matar sua curiosidade.
  • Para você, é relativamente fácil esquecer os fracassos e seguir em frente. Para os outros, não. Por isso, dê-lhes tempo para que se organizem e reflitam.
  • Você tem mais tolerância do que a maioria de nós para a incerteza. Assim, os outros podem desconfiar da sua segurança descontraída quanto ao futuro. Esforce-se para dar às pessoas essas duas imagens.
  • Reconheça explicitamente o tempo e o esforço requeridos para realizar seu plano grandioso. Ao fazer isso, você parecerá mais consistente e ao mesmo tempo mais atencioso.

7. Professor

O foco do professor está sempre voltado para o outro – não necessariamente para os sentimentos dele, mas para sua compreensão, suas habilidades e seu desempenho. Ele vê cada pessoa como uma obra inacabada e se sente à vontade com essa bagunça.

Como ele se entusiasma com o crescimento das pessoas, procura o tempo todo por sinais de que isso esteja acontecendo. O professor também cria novas maneiras de acompanhar seu desempenho e de comemorar quando atingem um novo patamar.

Como elevar o desempenho do professor:

  • Continue aprendendo.
  • Torne-se um defensor fervoroso dos outros.
  • Quando promover, desse modo, um jovem talento, certifique-se de que suas explicações sobre a razão de ele ser a pessoa certa para determinada função sejam sólidas e detalhadas.
  • Desenvolva teorias.
  • Sempre mantenha contato com as pessoas que ajudou a aprender e a crescer.
  • Crie uma rede com outros “professores”. Eles irão revigorá-lo com suas ideias, suas abordagens práticas e seus sucessos.

Com o que o professor precisa tomar cuidado:

  • Permaneça no mundo real. Você é um leitor e um pesquisador tão ávido que às vezes pode se impressionar com as teorias dos outros.
  • Saiba que as coisas nem sempre funcionarão como você esperava.
  • Professores podem às vezes ser vistos como sabe-tudo, então proteja sua credibilidade.
  • Será difícil para você se destacar sem uma plateia, mesmo que ela seja formada por leitores, e não por pessoas que já conhece. Assim, vá atrás de sua plateia de aprendizes e resista à tentação de se afastar demais deles.
  • Ao entrar para uma nova equipe, seu lado aluno entrará em conflito com seu lado professor.
  • O professor imediatamente verá as pessoas que podem melhorar e as ideias que podem ser disseminadas. Mantenha esse lado professor sob controle.

8. Provedor

Está o tempo inteiro atento ao estado emocional dos outros, principalmente quando nota que estão se sentindo magoados ou menosprezados. Ele é inclusivo e sempre procura maneiras de atrair as pessoas para o grupo e fazer com que se sintam queridas, ouvidas e admiradas. Presta muita atenção nas diferenças entre elas, em cada coisa de que gostam ou desgostam e também seus pontos fracos.

Também é superprotetor e fica irritado se ver um comportamento que faz pouco caso dos sentimentos alheios. É um amigo muito leal e generoso, mas não é ingênuo. Apesar disso, sua grande tolerância tem um limite e, se o comportamento de alguém o ofender, ele o excluirá do seu grupo de amigos.

Como elevar o desempenho do provedor:

  • Crie uma base de aliados. O provedor se fortalece ao saber que está cercado de gente com quem pode contar. Em meio a todo o egocentrismo e à ambição pessoal, crie uma pequena “família” profissional na qual confie totalmente.
  • Sua necessidade de ter uma família profissional não deveria impedi-lo de assumir novos compromissos. Porém, ao assumir uma nova posição, sentirá falta dessa proteção e se verá exposto. Neutralize esses sentimentos começando a criar uma nova família o mais rápido possível.
  • Crie um ritual de reunir sua equipe no início de cada semana, de modo que possa falar sobre responsabilidades. Peça ao seu pessoal que cumpra compromissos específicos.
  • Encontre exemplos de como membros da equipe apoiaram-se no passado e depois compartilhe-os com os demais.
  • O provedor tem o potencial de liderar grandes grupos. Portanto, aprenda a transferir para os outros o seu senso de responsabilidade.

Com o que o provedor precisa tomar cuidado:

  • Você tende a evitar o conflito quando está envolvido nele, até finalmente explodir de uma maneira que pode surpreender os outros, por fazê-lo parecer irracional. Como costuma se defender somente quando se vê encurralado, cuide para usar seus valores como escudo, antes que seja tarde.
  • Haverá momentos em que será surpreendido e se decepcionará com o egoísmo flagrante das outras pessoas. Quando isso acontecer, concentre-se nas histórias positivas.
  • As pessoas adoram compartilhar. Gostam de contar histórias sobre colegas, algumas das quais podem ser depreciativas. Resista à tentação de acreditar em tudo o que ouve.
  • Como você está muito atento à responsabilidade pessoal, outras pessoas com padrões morais não tão altos quanto o seu podem decepcioná-lo. Aprenda a superar isso e a criar expectativas reais.
  • Poucas pessoas são tão inclusivas quanto você. Provavelmente você cometerá o erro de incluir todas, fazendo com que nenhuma delas se sinta especial. É bom envolver todo mundo, desde que cada um tenha uma responsabilidade específica.
  • Haverá momentos em que você será excluído. Tente não levar isso para o lado pessoal. Trata-se apenas de uma consequência do fato de que nem todo mundo sente essa sua necessidade de incluir todos.

9. Vinculador

O vinculador enxerga o mundo como uma rede de relacionamentos e se empolga diante da possibilidade de conectar indivíduos de seus contatos. E não porque eles irão gostar uns dos outros, mas pelo que criarão juntos.

Curioso, ele sempre faz perguntas sobre a origem, a experiência e as habilidades de cada um. Instintivamente sabe que todo ser humano traz ao grupo algo de único e distinto, que, por menor que seja, pode acabar virando o ingrediente essencial.

As pessoas se aproximam porque ele se mostra muito apaixonado pelo conhecimento específico delas e porque tem muitas ideias práticas sobre como esse conhecimento pode ser combinado com o saber e a experiência dos outros.

Como elevar o desempenho do vinculador:

  • Aonde quer que você vá, há uma chance de criar conexões.
  • Você se sente inspirado por pessoas extremamente talentosas, por isso tente encontrar ao menos dois grupos de especialistas nos quais você possa exercer um papel de liderança ou organização.
  • Obrigue-se a vincular alguém a algo todos os dias. Por exemplo, envie um mensagem por dia começando com “Pensei em você quando li isto...”.
  • Para aumentar sua rede de contatos, vá além dos lugares e dos programas sociais de sempre.
  • As pessoas sempre se sentirão atraídas por você, por causa das possibilidades que você vê nelas e naquilo que elas podem criar com os outros. Aperfeiçoe-se na descrição dessas possibilidades.
  • Quando estiver pesquisando um assunto, procure o artigo, livro ou trabalho mais recente.
  • Claro que nem todo mundo tem o mesmo nível de influência. Então, identifique as pessoas mais influentes da sua rede de contatos e programe-se para ter uma conversa importante com elas todos os meses.
  • Sempre parta do pressuposto de que as pessoas querem se relacionar com você. Se ficou impressionado com um produto, procure o inventor e ligue para ele. Se gostou de um livro, entre em contato com o autor. Mesmo que suas tentativas de aproximação não resultem em nada, essas pessoas saberão de sua admiração e seu interesse certamente irá estimulá-las a criar mais.

Com o que o vinculador precisa tomar cuidado:

  • Lembre sempre que o seu poder não está nos nomes existentes na sua rede, e sim na sua capacidade de unir pessoas que não tenham relação entre si para fazer com que algo aconteça.
  • Quando conectar duas pessoas, faça isso direito – seja detalhista e específico. Ao apresentá-las, ressalte os pontos fortes ou as experiências de cada uma delas, explique por que você acha que se complementam e o que poderia acontecer se trabalhassem juntas.
  • Peça permissão antes de ligar pessoas. Todos damos valor ao nosso tempo. Se você se descuidar e conectar os outros a esmo, eles poderão vê-lo como um perigo para o tempo deles e passarão a se proteger de você e de suas ideias.
  • Não se transforme em um “encaminhador”. Nunca envie um mesmo e-mail genérico para uma porção de gente na esperança de que pelo menos alguém tire proveito disso.
  • Não fique desapontado se seus telefonemas não forem retornados.
  • Ao identificar figuras influentes dentro da sua rede de contatos, lembre-se de que às vezes a pessoa mais importante dentro de uma organização é a número dois. Talvez a número um seja aquela que tem a ideia original, a visionária. Mas a segunda pessoa é, na verdade, aquela cujas conexões se espalham mais fortemente pela organização.

Como desenvolver seus pontos fortes

Mesmo conhecendo o seu perfil, pode ser difícil desenvolver os pontos fortes por toda a vida. Afinal, apesar de seus talentos fazerem parte de quem você é, é bastante desafiador entendê-los, controlá-los e fazê-los trabalhar a seu favor.

O desafio mais básico é identificar aquilo que o torna único. Às vezes essa característica é tão natural que você nem percebe que se trata de uma habilidade exclusiva e acha que é simplesmente o seu jeito. Talvez você nem pense a respeito disso ou então não valorize o que tem de único. Você pode até mesmo presumir que seus talentos são comuns.

Todas estas questões nos levam ao segundo desafio: as outras pessoas não se importam com as suas habilidades únicas. Assim como podemos ignorar nossas qualidades, é ainda mais fácil ignorar as de outras pessoas.

Para ser o melhor possível, não basta apenas identificar o que o torna especial. O sucesso só vem quando você pega o que tem de único e descobre como torná-lo útil. Conheça três princípios para ajudá-lo na sua jornada em busca de seus pontos fortes:

1. Seu talento é exato

Todo mundo tem a sua área específica, na qual sempre se destaca. Nela, somos capazes de fazer, ver, compreender e aprender de maneira muito melhor e em menos tempo. Quando estamos nesta área, em nossa “zona de força”, somos espetaculares. Ao sair dela, precisamos estar preparados para o nosso desempenho cair.

Isso não significa que não devemos experimentar novos desafios. Porém, quando o fizer, lembre-se de que, conscientemente ou não, você está levando a sua habilidade única consigo.

2. Você não pode respeitar aquilo que não se lembra

Em um mundo que não se importa com os seus pontos fortes, cabe a você aplicá-los de maneira consciente todos os dias. Se você não conseguir identificar as suas habilidades únicas e permitir que elas continuem sendo reações inconscientes, não terá uma corda de segurança à qual se agarrar no momento em que algo tentar tirá-lo para longe do seu caminho.

3. Você deve ir além do seu perfil

A sabedoria convencional lhe diz para sair da sua zona de conforto. Contudo, quando estudamos as pessoas mais bem-sucedidas, descobrimos que elas fazem algo diferente. Na verdade, elas mergulham fundo em suas “zonas de talento”. Isso não quer dizer que elas se acomodam, mas sim descobrem seus pontos fortes e passam a vida os aperfeiçoando.

Um bom exercício de aprimoramento é o “Amo ou Odeio”. Desenhe uma linha no meio da folha e escreva “Amo” no alto de uma coluna e “Odeio” no alto de outra. Fique com a folha durante uma semana. Sempre que se vir ansioso por uma atividade ou mergulhando tão fundo numa função que chega a perder a noção do tempo ou ainda se sentindo revigorado depois de realizar uma tarefa, escreva na coluna “Amo” exatamente o que você fez. Por outro lado, quando se perceber adiando uma atividade ou com dificuldade para se concentrar ou ainda se sentindo esgotado e vazio depois de concluir uma tarefa, escreva-a na coluna “Odeio”.

Esta é uma forma simples e rápida de reunir aquilo que você deve investir e o que precisa aperfeiçoar. Além de ser uma maneira de entender um pouco mais sobre seu perfil.

Notas Finais

Saber quais são os seus pontos fortes e conhecer os seus talentos únicos, é uma forma de alavancar a sua carreira. Afinal, eles são o seu trunfo, aquilo em que você é naturalmente superior e representam como você pode oferecer a sua maior contribuição. Aproveite os ensinamentos de hoje para entender quais são os seus aspectos positivos e aperfeiçoar o seu desempenho profissional.

Dica do 12’

Gostou de saber mais como descobrir e aprimorar as suas habilidades únicas? Acha que está preparado para aplicar as lições de hoje em seu dia a dia? Para complementar tudo aquilo que acabou de aprender, confira outras obras disponíveis no 12 minutos!

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Marcus Buckingham é um pesquisador global e líder de pensamento focado em desbloquear pontos fortes, aumentar o desempenho e mudar o futuro de como as pessoas trabalham. Com base em quase duas décadas de experiência como Pesquisador Sênior na Organização Gallup, ele atualmente orienta a visão do ADP Research Institute como Co-Head e Talent Expert. Ele fundou The Marcus Buckingham Company em 2006 com uma missão clara: instigar uma "revolução dos pontos fortes". Começou, como todas as revoluções, com as idéias mais simples: que quando as pessoas gastam a maior parte de cada dia no trabalho usando o seu melhor talentos e envolvidos em suas tarefas favoritas, basicamente fazendo exatamente o que querem fazer, tanto eles como suas organizações vão ganhar. Em outras palavras, as empresas que se co... (Leia mais)