Como iniciar do zero seu negócio digital Resumo - Walmir Lima da Silva

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

1363 leituras ·  4.4 avaliação média ·  394 avaliações

Como iniciar do zero seu negócio digital

Como iniciar do zero seu negócio digital Resumo
Startups & Empreendedorismo

Este microbook é uma resenha crítica da obra: 

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN: 

Também disponível em audiobook

Resumo

Seu negócio digital pode começar agora mesmo. Vamos nessa? Transformando seus conhecimentos atuais em produtos lucrativos no mundo virtual, você pode enriquecer sem nem sair de casa. O presente microbook possui alguns pontos, discussões, alertas, e outros elementos que poderão te ajudar a criar um negócio virtual, ao estilo Startup do zero, sem ir à falência. 

Procurando empreender? Se tornar um empreendedor de sucesso? Ou entender mais sobre o empreendedorismo e o mundo dos negócios? O presente microbook pode te ajudar. Invista na leitura em um momento que possa se concentrar.

Walmir Lima da Silva é o autor do presente microbook, sendo um empresário, consultor de marketing digital com experiência de 18 anos na área de informática, ele pode lhe responder todas as suas perguntas e outras mais acerca do mundo virtual. Mergulhe neste microbook e entenda mais sobre os negócios online.

Por onde iniciar?

Imagine ganhar R$ 700 ou R$ 1.000 por dia. Ou ganhar R$ 100.000 por mês. Seria ótimo, não é mesmo?

A pergunta agora é o que você seria capaz de fazer ou qual esforço está disposto a empregar para alcançar esse objetivo? Dormir pouco? Trabalhar nos finais de semana? Sacrificar alguns hobbies?

Seja sincero comigo agora. Acredita que isso é possível? Você atualmente consegue? Se você respondeu que sim, continue sua leitura.

Renda extra utilizando a internet

O objetivo de ter uma renda extra é ter mais de uma fonte de renda como também a diluição do risco de depender de um único meio de sobrevivência. A melhor renda extra se chama renda passiva.

A renda passiva é uma das várias formas de estratégia inteligente de renda, sendo aquela que você constrói e faz com que o dinheiro trabalhe por você e não o contrário. Trata-se de um dinheiro que você recebe todo mês por um trabalho que foi realizado no passado.

Desta forma, o seu tempo de trabalho terá mais valor. Ter um segundo emprego aumenta mais sua receita e padrão de vida, contudo reduz suas chances de se tornar um empreendedor digital pelo tempo que essa atividade inicialmente requer.

Então, o que fazer?

Não largue tudo agora para se tornar um empreendedor digital profissional, antes se organize para ter as duas atividades por algum tempo.

A ideia de diversificação de renda é muito importante para que suas atividades não estejam focadas todas em uma única fonte de renda e seu risco seja baixo, pois se ocorrer uma queda no setor você não sofre tanto o impacto.

O ideal é trabalhar de acordo com a sazonalidade. Por exemplo, vender e-book sobre como e onde comprar produtos mais baratos em Miami para o período natalino ou sobre como vender um infoproduto que ensina a converter todos os seus gastos em milhas aéreas e trocá-las em época alta estação.

Ter uma empresa não é fácil. Quem pensa que se tornar um empresário é sinônimo de boa vida, engana-se. Tanto mais quando pensamos no microempresário que conta com alta carga tributária, baixo poder de barganha junto a fornecedores e clientes, refletindo em um pequeno faturamento.

E ainda trabalha mais do que todos e entende que as possibilidades de crescimento são mínimas. Portanto, ter um Plano B ou Alternativo é questão de vida ou morte.

Poucos clientes e uma receita muito baixa

Muitos profissionais experientes, como é o caso de professores, palestrantes, executivos e consultores são especialistas em suas áreas de atuação e utilizam o seu conhecimento para transformar vidas.

No entanto, enfrentam grandes dificuldades na hora de utilizar o marketing para se relacionar com seu público-alvo e, na sequência, oferecer seu produto ou serviço.

Alguns enviam e-mails para sua lista oferecendo seu produto ou serviço logo de cara. Outros fazem post no Facebook, outros anunciam no Google e no Facebook e pronto. Agora é só esperar as vendas ou os pedidos de orçamento que nunca chegam e quando chegam são insuficientes.

Isso se chama Marketing de Esperança, ou seja, você tem esperança que vai ter muitos clientes e um bom faturamento. Certamente, não é uma boa forma de iniciar um negócio digital.

A solução

Para garantir mais vendas e construir uma marca sólida comece a pensar em aplicar estratégias de construção de relacionamentos. Esse é um dos principais elementos do marketing de resultados. Afinal de contas, não há como ficar conhecido sem antes se relacionar com as pessoas.

Para você criar autoridade é necessário distribuir gratuitamente um conteúdo que ajude a sua audiência a resolver um único problema. Com a disseminação desse conteúdo você vai permanecer mais tempo na mente do seu público e assim criar credibilidade. Com isso, vai poder fazer sua oferta irresistível e vender mais.

Falta tempo para família, amigos e para si mesmo

Esse é um cenário no qual seu negócio vai bem. Muitas atividades, novos contratos, atendimento via Skype diário etc. Tudo certo. O único problema é que não sobra mais nem o final de semana para sair com a família, com os amigos e usufruir do dinheiro que está ganhando.

Para superar essas dificuldades você pode:

  • criar um infoproduto com base no seu conhecimento: pode ser ebook, vídeo aula, curso ou treinamento on-line. Você grava ou produz o conteúdo uma única vez e o mercado vai consumir um número de cópias infinito;
  • utilizar as técnicas de marketing de resultados para criar autoridade e credibilidade: esse método parte do princípio mais básico da forma de comunicação e da elaboração de conteúdo para comercialização.

3 palavras para você iniciar seu negócio com o pé direito!

  • Oportunidade

É importante saber que as oportunidades aparecem não na mesma proporção do seu tempo disponível. É preciso escolher bem e certo, pois fará uma diferença gigantesca no final.

  • Habilidade

Investir tempo em descobrir e aperfeiçoar os seus talentos e habilidades é fundamental. Isso requer tempo, disposição, dinheiro e inteligência.

  • Planejamento

Assim como Roma foi bem planejada, e não construída em apenas um dia, você não criará um negócio sólido imediatamente. Não existe conquista rápida. Tudo é uma questão de manter o foco no planejamento, vencer cada etapa e alcançar o objetivo maior para seu negócio e para sua vida.

Conceitos Essenciais

Conhecer conceitos básicos e estratégias do marketing é condição primordial para a fundamentação do seu negócio, esteja ele localizado dentro ou fora da internet. Então, para introduzir o assunto e alinhar o conhecimento, vamos falar um pouco sobre marketing e o comportamento do consumidor.

O que é o Marketing? É a atividade humana dirigida para satisfazer necessidades e desejos por meio de troca. Qual definição de Marketing Digital? É a mesma definição de marketing, somente muda o ambiente, que é virtual.

O que é o Produto? É a oferta capaz de satisfazer uma necessidade ou desejo por meio de uma troca.

Mindset empreendedor

O que é Mindset? Mind significa “mente” e Set significa “configuração”, então compomos o termo configuração de mente. Em suma, são as opiniões de cada pessoa, os valores e crenças criam um modelo mental da maneira de você ler o mundo.

É preciso acreditar e tomar a decisão de mudar. Se perceber capaz! Para tanto, é crucial saber diferenciar movimento e ação.

Movimento é uma ação sem objetivo, por exemplo, você trabalha, trabalha, trabalha, trabalha muito e não sai do lugar.

Ação significa você se movimentar da maneira correta, na direção certa a fim de atingir seu objetivo. O problema é que muitos não sabem realmente qual é o seu objetivo, com isso, ficam rodeando a montanha em um movimento circular contínuo pensando que chegarão a algum lugar.

Qual é o primeiro passo para um trabalho inteligente? Saber o seu objetivo. Uma vez que você visualize o seu objetivo, de forma bem clara, vai traçar um caminho até ele e simplesmente vai caminhando na direção dele. Como distinguir ação e movimento? Com conhecimento.

Você tem que conhecer muito bem o seu objetivo, os passos para alcançar esse objetivo e o que você está fazendo, assim como o capitão de um navio que percebe um pequeno desvio e corrige a rota.

Para se tornar um empreendedor de sucesso é preciso se livrar de algumas amarras que nos prendem a uma vida que não desejamos. Ser um empreendedor digital é muito mais do que aprender a fazer um infoproduto ou montar um negócio digital.

É dar o salto para uma nova vida. Um Mindset voltado para o sucesso é realmente algo transformador que pode levar você àquela posição que tanto sonha, mas não se acha capaz de alcançar.

Preço e valor

O preço é determinado por quem vende. Valor está relacionado com a percepção do consumidor, pois a realidade percebida é muito influente em nossas vidas. Portanto, uma venda só acontece quando o valor é maior que o preço.

Então, como aumento o valor do meu produto? Com Informação. Quanto mais informação o consumidor tem sobre o produto vendido, mais seguro ele fica, maior valor ele enxerga no produto e maior probabilidade de efetuar a compra.

Sendo assim, dê uma atenção toda especial a informação em forma de comunicação transmitida ao seu consumidor, pois, hoje em dia, ele está mais exigente e consciente de seu poder diante do mercado e não aceita mais relações de troca que não lhe oferecem o devido valor.

Paradoxo da atenção

Devido à quantidade de publicidade, crescimento de novos desejos de consumo, e um aumento de tarefas que não tínhamos e que agora passamos a ter, as 24 horas do dia se tornaram muito curtas, pois acumulamos a realização de várias atividades em um tempo que não dilata.

Assim, cria-se uma crise de tempo, bem como, o aparecimento do Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, conhecido pela sigla TDAH. Isso também explica o problema da distração.

Cada minuto que você gasta checando seu e-mail ou Facebook para logo em seguida retornar às suas atividades faz com que seu cérebro fique bagunçado com constantes distrações, reduzindo o foco e aumentando o déficit de concentração.

Se isso acontece com você, então, também acontece com o seu cliente potencial. Portanto, leve essa questão consigo quando for definir suas ações de marketing e vendas.

Páginas online

As páginas online ou plataformas digitais de páginas são ferramentas e soluções que possibilitam o desenvolvimento das melhores estratégias digitais. Acompanhe a lista a seguir para entender um pouco melhor sobre cada uma em comparação com a mídia impressa:

  • Site: a maior característica é a organização do conteúdo e a sua arquitetura da informação bem definido. Equivale a um livro;
  • Minissites: são sites de conteúdo informacional com tema restrito e detalhado para um público específico. Equivale a um folheto informativo;
  • Hotsites: são sites criados com prazo de validade determinado para existir somente por alguns meses. Equivale a um folheto promocional;
  • Portal: foco em atender a um público-alvo específico. Equivale a uma revista;
  • Blogs: são sites em formato de diário onde são inseridos os textos que chamamos de “posts”. Equivale a um diário ou jornal;
  • Redes Sociais: são páginas construídas segundo a proposta de cada plataforma de rede social que oferece e apresenta especificações próprias. Cada perfil equivale a página de um catálogo específico;
  • Landing pages: são páginas específicas de destino quando um usuário clica em um anúncio, links de resultado de busca ou link no corpo de e-mail. Equivale a um flyer promocional que só é entregue para quem foi indicado.

Com esses conhecimentos você poderá organizar com mais facilidade as suas páginas e definir como atuar em cada uma delas.

Entenda o cérebro consumista e venda mais

Todo ano é investido tempo e dinheiro para descobrir a melhor maneira de comunicar-se com cérebro humano e tentar persuadi-lo. Como ele funciona? O que o seduz?

Ou como ele diferencia o que gosta do que não gosta e como resolve comprar ou não os produtos e serviços que são ofertados todos os dias. Esse é um assunto muito vasto. Portanto, vamos nos ater a como o cérebro decide pela compra.

As recentes pesquisas da neurociência já comprovaram que o cérebro é frustrado por:

  • tarefas muito demorada;
  • sobrecarga de propaganda;
  • mensagens que desviam a atenção ou que são irrelevantes.

O Cérebro também não pode ignorar uma novidade

A novidade, de fato, é o fator isolado que mais chama atenção. A identificação de fatos novos é uma questão de sobrevivência, o nosso cérebro é treinado para procurar algo novo e genial, algo que se destaque da paisagem, algo que pareça delicioso.

O segredo para penetrar na mente subconsciente é uma mensagem ou produto inovador que possa ser notado.

Contato visual

Estabelecer contatos visuais é importante para uma espécie social como a nossa. Imagens de prazer ou recompensa são irresistíveis ao cérebro. A tática é descobrir exatamente que imagens são essas e quais são as melhores formas de apresentá-las a cada grupo de consumidores.

Evolução do consumidor

A comunicação na década de 1980 era mais voltada para as massas e quanto mais gente via a propaganda, mais gente comprava. O consumidor, nesse contexto, se dobrava e era refém para reagir às informações que lhes eram impostas.

Atualmente, tudo mudou: o consumidor exerce tamanha influência na comunicação das marcas que a empresa que não prestar muita atenção nisso corre o risco de fechar as portas.

A jornada do consumidor é pesquisar no Google, reclamar do serviço, elogiar e indicar quando gosta, postar no Facebook ou Twitter, gravar um vídeo sobre o produto e postar no YouTube etc.

Em tal cenário, é imprescindível se apoiar na atividade do consumidor para fazer com que seu produto ou marca tenha a melhor forma de divulgação em termos de credibilidade e em termos de abrangência.

Uma nova língua

A web é o reflexo de uma população cada vez maior e mais conectada que busca suprir suas necessidades e atender seus anseios: somos o que produzimos e compartilhamos no ambiente online.

O impacto social da internet na vida cotidiana pode ser comparado ao surgimento da energia elétrica, que mudou o modo de viver das pessoas. Ninguém diz “me conectei a energia elétrica para assistir televisão”.

A energia elétrica é algo visto como natural, assim como a internet será daqui a muito pouco tempo. O conceito da internet é o de promover uma enorme fogueira digital em que a conversa é o principal combustível da nova economia.

O seu negócio deve aprender a conversar com sua audiência e não a ignorar. O consumidor digital é aquele que está inserido na economia digital e teve seu comportamento modificado pela sociedade pós-industrializada. Ele é mais exigente, menos fiel, mais centrado em benefícios e conteúdo.

O consumidor é o mesmo e continuará sendo, porém, o meio digital amplia sua voz em extremo. Se ele quer falar mal de um serviço ruim de uma empresa na Internet, em vez de falar para 3 ou 4 pessoas, pode alcançar rapidamente um alcance ilimitado.

Confira, a seguir, dois aliados importantes na hora da venda.

Utilize as buscas do Google a seu favor

A busca já faz parte do nosso cotidiano, não é algo novo, visto que o ser humano busca desde sempre. No entanto, a forma de buscar e a sua difusão no cotidiano das pessoas mudaram muito.

Hoje em dia buscamos praticamente qualquer coisa primeiramente no mundo digital, por meio de ferramentas online e em tempo real. Estamos cada vez mais experimentando a era da busca.

Mecanismos como Google e Yahoo, buscas em sistemas de localização GPS, em redes sociais ou por lugares e pessoas são usados diariamente ao redor do mundo por consumidores que desejam encontrar o que procuram.

Você, como parte do mercado, precisa conhecer o seu mercado-alvo com precisão para oferecer uma boa proposta de valor.

As palavras-chave utilizadas nas buscas são como marcadores de comportamentos. As palavras são a internalização de nossos sentimentos e anseios. Dentre outros elementos, as palavras traduzem o idioma incompreensível do pensamento abstrato.

Se soubermos interpretá-las, pensá-las como marcadores, chegaremos à interpretação do mundo ou de uma tendência. O Google tem essas palavras, cerca de 1 bilhão por dia de marcadores de vontades humanas.

Há duas ferramentas que podem ser extremamente úteis para utilizar as palavras-chave a seu favor: Google Trends e Google Adwords.

Google Trends

Essa ferramenta mostra percentualmente o número de buscas por determinada palavra no Google ao longo de um período. O comportamento e busca de um grupo de indivíduos revela muito a respeito de um determinado segmento ou mercado-alvo.

Google Adwords

Com o Google Adwords você pode procurar ideias de palavras-chave e grupos de anúncios, visualizar estatísticas históricas, ver o possível desempenho de até mesmo criar uma nova lista de palavras-chave multiplicando várias listas desse mesmo tipo.

O Planejador de palavras-chave é uma ferramenta gratuita do Google AdWords que também pode ajudar você a escolher lances e orçamentos competitivos para usar em suas campanhas.

Aproveite a força das Redes Sociais para a conversão

Não é mais novidade a crescente difusão das redes sociais online no Brasil e no mundo, bem como seus profundos impactos sobre o comportamento humano e sobre o modo como nos relacionamos uns com os outros e com empresas.

As redes sociais são uma das formas de comunicação que mais se difundem globalmente, e são consideradas como plataformas estratégicas para o marketing.

Existem milhares de sites de redes sociais na internet, conectando pessoas e interesses dos mais diversos tipos.

Além deles, é possível criar de forma muito simples e fácil a sua própria rede social ou um site de rede social específico, como para empresas, eventos, congressos ou qualquer outra necessidade particular.

É interessante notar que, da mesma forma que as pessoas participam de vários grupos sociais offline, também tendem a participar de mais de uma rede social online.

O conceito de capital social

O capital social de um indivíduo é o valor que recebe da rede social. A qualidade dos laços interpessoais e as informações que esses laços circulam, determinam o capital desse indivíduo.

Os laços interpessoais podem ser de três tipos:

  • fortes: amigos, famílias, pessoas com quem mantemos relações próximas;
  • fracos: conhecidos, pessoas com quem mantemos relações mais superficiais;
  • ausentes: pessoas que não conhecemos ou não nos relacionamos.

Dessa forma, um site de redes sociais online é apenas uma plataforma tecnológica que favorece a atuação das pessoas para interagir e compartilhar conteúdos.

Outro aspecto é que existe o fato de que as redes sociais, por serem expressões humanas e descomprometidas, trazem em si muito mais credibilidade. Um profissional que se coloca em evidência na Internet ganha fama fora dela muito mais rapidamente.

Dessa forma, ela cria uma quantidade tamanha de possibilidades que gera uma extrema qualidade de contatos em qualquer campo de interesse.

As pessoas constroem a rede e a usam para construir sua própria identidade. Esse mercado se autocontrola, crescendo como uma organização descentralizada que dificilmente obteríamos em qualquer instituição secular com suas regras e imposições.

Carro-chefe dos produtos

Os negócios digitais abriram um espaço sem precedentes para a atuação do profissional do conhecimento. Trata-se de um profissional que vende o que sabe e transforma tal conhecimento em receita mensal.

Talvez seja mais fácil entender que categoria é essa, tomando como exemplo os profissionais liberais. De advogados a baby-sitter para cachorros. Todos esses serviços vendem alguma habilidade ou conhecimento e não dependem de uma empresa para comercializarem seus serviços.

Vamos pensar, contudo, que um profissional do conhecimento, que pode ser qualquer um de nós, tem conhecimento de algo, seja um hobby ou aquilo que aprendemos em outro emprego.

Portanto, você deve de alguma forma “gravar” o seu conhecimento em algum tipo de mídia. Existem três tipos que são consumidas pelas pessoas:

Ebooks ou livros digitais

A palavra ebook é uma abreviação de "electronic book" ou "livro eletrônico", em tradução livre. E realmente, ebooks são livros, com a única diferença de estarem no formato digital e não em papel como no livro tradicional.

Outra diferença é que ele é lido através de tablets, computadores e até mesmo celulares. Quem compra, recebe imediatamente, pois ele é entregue digitalmente através de um e-mail ou uma página na web, não precisando de uma logística complexa na hora da entrega do produto.

Cursos online

O curso online é ministrado totalmente via internet. Você grava o seu curso em várias aulas e as pessoas assistem o seu conteúdo diretamente do computador, tablet ou celular, acessando uma área de membros com login e senha.

Palestra online

São palestras, ou webinários, gravadas ou ao vivo que você transmite em horários específicos para um grupo enorme de pessoas na Internet, sem a necessidade de um local físico. Existe, também, a possibilidade de transmitir somente para uma quantidade restrita de pessoas.

Definindo seu modelo de negócio

O ambiente digital demanda uma nova forma de olhar os negócios de mídia. Inovação é a palavra-chave no mundo da gestão nos tempos atuais. O modelo proposto pelo nosso autor apresenta instrumentos para criação de empresas, de todo tamanho, que reflitam a sua criatividade natural.

Além disso, ele ajuda você a definir e modificar seu modelo pessoal, e o modo como aplica seus pontos fortes para crescer profissionalmente, trazendo também a lógica pela qual uma empresa ganha o sustento.

Para começar, responda duas perguntas:

  • Quem é seu cliente?
  • Qual tipo de serviço ele precisa?

A partir da resposta dessas questões, você deve partir para as que mostramos a seguir. As respostas devem ser breves, que somente referenciem a ideia. O segredo aqui é simplificar o máximo possível.

  • Segmento de clientes: para quem criamos valor? Quais são nossos clientes mais importantes?
  • Proposta de valor: que valor proporcionou a nossos clientes? Que problemas de nossos clientes estão sendo solucionados?
  • Canais de distribuição e comunicação: que meios preferem utilizar nosso segmento de mercado? Como estabelecer contato com os clientes?
  • Relacionamento com Clientes: que tipo de relacionamento cada segmento de cliente espera ter para estabelecer e manter sua preferência?
  • Receitas: qual valor nossos clientes realmente estão dispostos a pagar? Como gostariam de pagar?
  • Recursos essenciais: que recursos físicos, humanos, intelectuais ou econômicos são essenciais?
  • Atividades elementares: o que devemos saber e fazer?
  • Parcerias: quem são nossos parceiros e provedores fundamentais?
  • Custos: quais são os custos mais importantes do modelo de negócio escolhido?

Planejamento para lançamentos de produtos

Este plano tem a finalidade de guiar você por todos os passos que compõem o antes e o depois para o lançamento de um produto digital.

Análise de estratégia

Nesta etapa você vai identificar e analisar o mercado que está prestes a entrar. É nela que você vai descobrir se o nicho que escolheu tem potencial para ser lucrativo ou não.

Definir nicho

É algo específico e uma necessidade comum de um grupo de pessoas que denominamos de avatar.

Definir o avatar

É o seu público-alvo, que você precisa conhecer em detalhes: idade, onde mora, dor ou problema principal que está disposto a solucionar e quais as frustrações desse público.

Palavra-chave

Selecione até cinco palavras-chaves que seu público utiliza quando procura por você ou pelos seus serviços ou produtos no buscador Google.

Concorrência

Identifique, pelo menos, três líderes de mercado no seu nicho.

Marca

Crie sua marca e identidade visual.

Para conjugar esses elementos e ter sucesso, é crucial distinguir entre produto e oferta:

  • oferta: é aquilo que você fala sobre o tipo do seu produto, o que ele faz e qual transformação vai gerar em quem vai comprar;
  • produto: é aquilo que o consumidor recebe ao realizar uma compra.

Após definir o nicho e seu avatar, é hora de criar um produto, ou seja, uma solução que faça as pessoas comprarem o seu produto, e assim resolver alguma necessidade específica. Para isso é preciso descobrir exatamente qual é a maior dor do seu avatar.

Quais os problemas que você enfrentava similarmente ao seu público-alvo, e que hoje não enfrenta mais por ter criado ou encontrado uma solução eficaz? A resposta dessa questão é a peça-chave para lhe dar credibilidade e conexão com as pessoas.

Após finalmente lançar seu produto na Internet, você vai em busca de especialistas a fim de estabelecer parcerias que possam se interessar pelo seu produto e passem a promovê-lo para sua base de seguidores, fãs e assinantes.

Funil de vendas

O funil de vendas é a representação de uma série de etapas que o potencial cliente tem de passar até chegar à compra do seu produto. O processo é iniciado pela landing page de captura.

Em seguida, a partir do momento em que você possui o contato do seu prospecto, que foi deixado em troca de uma recompensa digital, inicia-se um estreito relacionamento via e-mail marketing automático, que deve ser feito de forma frequente.

Você estará “nutrindo” o seu público, ou alimentando leads, com informações relevantes, fundamentais para a compra ou não do produto ofertado. Esse funil precisa ser continuamente monitorado e ajustado, pois são as etapas pelas quais o seu prospecto geralmente passa até se decidir pela compra dos seus produtos.

Método 262

Para realizar todas as tarefas, o nosso autor decidiu finalizar esta instigante obra ao apresentar o método 262. É um guia que mostra quantas escolhas, criações e medições são necessárias fazer até o lançamento do seu produto.

É um passo a passo composto de Escolhas, Criações e Medições. No processo o que você vai fazer é organizar suas ações com base em:

  • 2 Escolhas: selecionar o nicho e a plataforma;
  • 6 Criações: página de captura, relacionamento, tráfego da página de captura, página de vendas, área de entrega do produto, tráfego da página de vendas;
  • 2 Medições: mensurar conversões da página de captura e conversões da página de vendas.

Notas finais

Criar um negócio rentável é o que a maioria das pessoas desejam, porém, isso requer disciplina e dedicação.

Ser disciplinado significa realizar suas atividades diariamente, monitorar seus resultados e fazer os ajustes necessários constantemente.

Ser dedicado significa separar algumas horas do seu dia para se dedicar ao seu negócio.

Se você aplicar as estratégias descritas neste microbook e for o mais disciplinado e dedicado possível, as chances de sucesso do seu negócio digital serão cada vez maiores!

Dica do 12’

Além de todo o conhecimento que acaba de absorver, não há nada melhor para inspirar a criação do seu negócio digital do que conhecer histórias de quem, como você, se inquieta e busca fazer a diferença.

Leia o microbook “Behind the Cloud” e acompanhe a trajetória de um empreendedor que tirou do papel uma ideia nova e se diferenciou dos seus competidores criando todo um novo movimento, onde os usuários não precisam mais instalar softwares em seus computadores para trabalhar.

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: