Barriga de Trigo

William Davis Também disponível em audiobook: Baixe nosso app para ouvir gratuitamente.

O trigo é um dos alimentos mais consumidos no mundo nos dias de hoje. Seja no seu pãozinho, aquele cereal, ou mesmo nas receitas da sua avó, o trigo é um ingrediente essencial da nossa culinária. Em Barriga de Trigo, William Davis defende que, devido a essa onipresença do trigo, muitas pessoas têm enfrentado diversos problemas de saúde, incluindo o aumento nos índices de obesidade. O trigo, por muito tempo, foi considerado um alimento saudável, mas descobriu-se que o mesmo é na realidade extremamente danoso à saúde, incluindo o trigo integral. Esse microbook explica e ensina como reduzir o consumo de trigo para melhorar sua saúde e perder peso. Os argumentos são baseados em uma pesquisa criteriosa, que justifica a diminuição do consumo do trigo e te ensina a fazer escolhas saudáveis para melhorar sua saúde e longevidade. Aprenda a se alimentar da maneira correta e pare de consumir trigo! O 12’ te mostra como!

O que você come pode te adoecer

Com que frequência você consome trigo? O grão tem uma boa reputação e é considerado saudável por muitos. Infelizmente, essa não é a realidade, além de, provavelmente, ser a razão pela qual você está ficando doente ou infeliz.

Observe seu café da manhã – a torrada e o cereal que você come de manhã são feitos principalmente de trigo. O trigo tem sido associado a diversas doenças graves e condições de saúde complicadas como a diabetes, doenças cardiovasculares, doenças nos rins, edemas nas pernas, doenças hepáticas não-alcoólicas, problemas autoimunes e diversos tipos de câncer, incluindo os de cólon, mama, próstata e pancreático.

Está surpreso? Ainda tem mais! O consumo do trigo é também uma causa conhecida de autismo, esquizofrenia, Alzheimer, ADHD, demência e bipolaridade. Se você ainda não tem certeza sobre como se sente sobre o consumo do trigo, responda: "você se sente constantemente cansado, sofre de mudanças repentinas de humor, tem problemas para se concentrar ou dormir ou se sente deprimido?" A razão pode muito bem ser o consumo do trigo.

Seu cabelo tem enfraquecido ou quebrado facilmente? Você tem caspa? Tem espinhas ou úlceras na pele? Se a resposta é sim, a causa disso tudo é o trigo. O consumo do trigo pode também ser a razão pela qual você tem uma bexiga irritada e sofre de refluxo, da síndrome do intestino irritado, de asma, artrite, olhos secos e enxaquecas. Além disso tudo, o trigo é viciante.

Apenas um pequeno grupo de alimentos, além das bebidas alcoólicas, pode criar um estado temporário de bem-estar e o trigo é um deles. Ele pode alterar seu comportamento e causar sintomas de abstinência nas pessoas que tentam viver sem ele. Agora você sabe de onde vem aquela vontade de comer pão, massas e outras comidas que contêm trigo.

Considere eliminar o trigo da sua dieta

Eliminar todas as formas de trigo da sua dieta vai te ajudar a se livrar dos problemas que te deixam doente. Você pode fazer isso seguindo três passos: primeiro, remova todos os produtos com trigo da sua dieta. Pão, massas, pizza, bolos, biscoitos, sobremesas, sopas enlatadas e molhos prontos, assim como os alimentos com trigo que são supostamente saudáveis. Todos devem ser completamente removidos da sua cozinha e da sua dieta.

Em seguida, aumente o tamanho da porção dos alimentos saudáveis para compensar o déficit calórico criado pela eliminação do trigo. Na maioria das pessoas, remover o trigo da dieta cria um déficit de 300 a 400 calorias por dia. Para alcançar um estado de saúde e bem-estar ideal, é importante que você compense esse déficit com alimentos saudáveis como saladas frescas e vegetais, grãos ou carnes magras. A ideia é aumentar as porções o suficiente para cobrir de 300 a 400 calorias.

E o terceiro passo é eliminar a comida feita com ingredientes de trigo como o centeio, a cevada e alguns tipos de aveia. Isso pode parecer um simples processo de eliminação de glúten e você pode ser tentado a usar alternativas sem glúten para esses ingredientes. No entanto, você deve saber que o amido contido nos produtos sem glúten imita o glúten do trigo e ativa a resposta da glicose no sangue.

A maioria dos alimentos livres de glúten são feitos de amido de arroz, amido de batata, amido de tapioca ou amido de milho, que causam um aumento em seu nível de açúcar no sangue, assim como o glúten do trigo causa. Isso provoca uma produção aumentada de insulina, levando ao aumento de peso, diabetes, dificuldades de aprendizado e outros problemas físicos e mentais.

Coma frutas frescas e vegetais sempre

Comece com o mais simples – frutas frescas e vegetais. Vegetais podem ser consumidos em quantidades ilimitadas desde que você garanta que não serão cozidos em gorduras ou óleos ruins. No entanto, fique longe das batatas e dos vegetais enlatados de todos os tipos. Batatas são ricas em amido e ativam a mesma resposta que os alimentos sem glúten. Vegetais enlatados possuem muitos conservantes, especialmente o Bisfenol A (BPA), que não é saudável e tem sido associado a problemas cardíacos, desordens endócrinas, câncer e desenvolvimento neural inadequado em fetos.

As frutas precisam ser escolhidas com sabedoria. Opte pelas frutas menos doces, como as laranjas, e as maçãs. Você pode ocasionalmente comer frutas mais doces, como as mangas e as bananas também. Mas tome cuidado com a quantidade de frutas que você come. A fruta contém glicose e frutose, que podem contribuir com o aumento de peso, diabetes e outros problemas relacionados. Duas porções são permitidas em um período 24 horas.

Sementes e nozes cruas são outros tipos de alimentos bons que podem ser consumidos em quantidades ilimitadas. Você pode incluir sementes de abóbora, de linhaça, de girassol, de chia, de gergelim e outras sementes cruas em sua dieta. Você pode incluir nozes cruas como a amêndoa, noz-pecã, avelã, castanha de caju e pistache.

Óleos saudáveis também são muito bons para aproveitar em quantidades ilimitadas. Esses devem ser óleos à base de plantas como o de coco, azeite de oliva e óleo de abacate. A manteiga de cacau é também um bom óleo à base de planta. Condimentos que não são doces, como a salsa e a mostarda, junto com temperos naturais, podem também ser utilizados.

Você pode também comer quantas carnes e ovos quiser. No entanto, garanta que as aves foram criadas com grama natural e não com ração. Você deve comer frango e peru de origem orgânica. Peixes, porco e carnes vermelhas também podem ser consumidos em quantidades ilimitadas, assim como queijos. Em relação às bebidas, você está livre para beber água, chá e café, água de coco, leite de coco ou leite de amêndoa e vinho tinto. Evite o leite e adoçar com açucar suas bebidas.

O que não comer é tão importante quanto o que comer

Além dos alimentos feitos de trigo, os alimentos feitos de farinha de arroz e batatas também não devem ser ingeridos. Alimentos como pretzels e cereais devem sair do menu, mesmo se forem integrais. É uma boa ideia eliminar os alimentos processados em geral. Fast food, comidas fritas e carnes curadas estão incluídos nessa categoria de alimentos processados e devem ser evitados sempre que possível.

Todos aqueles molhos para salada prontos – mesmo aqueles com pouca gordura, gorduras trans, óleos hidrogenados e xaropes de frutose – também devem ser removidos da dieta. Laticínios sem queijo e outros produtos relacionados podem ser consumidos, desde que limitados a uma porção por dia e consumidos sem açúcar. Os alimentos à base de soja como o tofu e o missô também se enquadram nessa categoria.

Você não deve incluir a farinha de arroz em sua dieta, mas pode aproveitar o arroz branco ou integral com feijão, ervilhas e legumes. Além disso, você pode comer o chocolate meio amargo sem se sentir culpado, desde que seja consumido com moderação. Prefira os chocolates com 70% de cacau ou mais e não coma mais que 40 gramas por dia.

O grande problema do trigo

O trIgo já não é mais o que costumava ser. O grão de cereal, que é a maior fonte de consumo de glúten, foi fortemente alterado nas duas últimas décadas. O grão de trigo moderno é na realidade um híbrido geneticamente modificado do grão integral saudável original. O trigo híbrido do tipo Dwarf representa 99% do trigo cultivado no mundo hoje, e estes grãos nunca foram testados em humanos ou animais.

Esse trigo que comemos hoje foi desenhado por cientistas para ser mais resistente à pestes, aos fungos e a diferentes condições de cultivo, como a seca. Isso permitiu maior produtividade nas colheitas, mas por outro lado, também reestruturou a proteína natural do trigo, que é o glúten. Essa reestruturação é a razão principal porque o trigo não é mais saudável. O trigo moderno se tornou o alimento mais destrutivo que faz parte do nosso dia-a-dia. Mais de 5% das proteínas contidas no trigo híbrido são únicas. Essas proteínas não são encontradas em outros grãos e foram criadas através da alteração genética, o que faz com que o trigo seja tóxico e perigoso.

O trigo moderno é também uma fonte enorme de carboidratos. Os carboidratos são convertidos em glicose, que entra na corrente sanguínea e aumenta os níveis de insulina. A insulina é o hormônio que permite que as células absorvam a glicose do sangue e a usem como fonte de energia. Ela controla a reserva de gordura do seu corpo regulando a conversão de glicose em gordura. Você quer que seu corpo acumule menos gordura? Coma menor quantidade de trigo. Com o consumo reduzido de trigo, os níveis de glicose no sangue diminuem, a produção de insulina diminui, assim como a conversão e armazenagem de gordura.

Além disso, os carboidratos presentes no trigo causam mais dano do que aqueles presentes em outros alimentos como as batatas. O amido do trigo possui uma estrutura chamada amilopectina-A, que converte esse amido em açúcar no sangue de maneira muito eficaz. O que você acha que causa maior dano em termos de nível de açúcar no sangue: o pão integral ou o açúcar refinado? A resposta correta, infelizmente, é o pão integral. Duas fatias aumentarão muito mais o nível de açúcar no sangue do que duas colheres de sopa de açúcar puro. Na pior das hipóteses, o aumento será o mesmo, mas cuidado nunca é demais quando falamos de trigo.

Além disso, com uma dieta sem trigo você pode se livrar das espinhas, rugas, pneuzinhos, barriga e da distração. A resposta da insulina ativada pelo consumo do trigo causa inflamação nos folículos da pele, levando ao aparecimento de espinhas e ao envelhecimento precoce. O trigo causa também excesso de depósito de gordura visceral. E o glúten no trigo causa confusão mental e te deixa distraído. Dizendo “não” ao trigo, você melhora sua concentração e sua energia. Como resultado, sua coordenação e performance física melhoram. Você também diminui seu processo de envelhecimento da pele, eliminando a inflamação.

Entenda como seu corpo responde ao consumo de trigo

Produtos com trigo são a maior causa de aumento das taxas de diabetes e obesidade nos Estados Unidos. Mas os efeitos nocivos não param por aí. A resposta da insulina, que é ativada durante a ingestão do trigo, aumenta a acumulação de gordura nos órgãos viscerais. Os depósitos de gordura visceral ativam a resposta inflamatória do corpo, o que aumenta o risco de condições agudas como a pressão alta, diabetes, artrite, demência e câncer de cólon.

Outra razão pela qual o trigo é tão ruim para você é que seu efeito sobre a resposta de insulina é quase permanente. O trigo leva seu corpo a um ciclo interminável de produção crescente, acumulação e resistência. Como mencionado antes, o trigo aumenta a gordura visceral. A gordura evita que certos tecidos e órgãos – principalmente seus músculos e o fígado – respondam ativamente à insulina. Essa resistência ativa o pâncreas, o órgão que produz a insulina, aumentando ainda mais a produção da insulina. Essa insulina em excesso aumenta também a acumulação da gordura em órgãos viscerais.

Esse ciclo continua, levando a diversas complicações de saúde e a resistência à insulina também leva à diabetes. Além disso, altos níveis de insulina fazem com que o corpo ative os sinais de fome e você acaba comendo mais trigo.

O glúten do trigo pode te causar doenças

A proteína do trigo pode fazer com que seu corpo ataque seus próprios órgãos. Essa é uma das propriedades exclusivas do trigo discutidas. A proteína do trigo permite que componentes indigestos fluam em sua corrente sanguínea, deixando o intestino poroso e facilitando a entrada de partículas no sangue. O resultado? Seu sangue identifica os componentes como elementos estranhos e ataca os órgãos saudáveis em uma tentativa de se livrar dos componentes.

O glúten no trigo é a principal causa da doença celíaca, que é também conhecida como enteropatia sensível ao glúten. O glúten, um tipo de proteína encontrada no trigo e em outros grãos, é outra proteína que ativa a resposta do falso anticorpo. Em pessoas com a doença celíaca, o sistema imune forma anticorpos contra o glúten, que atacam o revestimento do intestino, levando à inflamação. As vilosidades, estruturas no intestino, são danificadas e não conseguem mais absorver os nutrientes dos alimentos. Isso leva à desnutrição. A doença celíaca aumenta também o risco de ter outras doenças. Isso inclui a osteoporose, convulsões, câncer, infertilidade, abortos entre outras.

Ainda há mais. O trigo, plantado como um grão, produz subprodutos que são ácidos. Isso desequilibra o pH do seu corpo e reduz a sua longevidade.

Repense sua alimentação

Considere que esse é um processo de substituição e não de eliminação. Você não vai eliminar o cereal do café da manhã. Você só vai substituir um cereal ruim por uma escolha mais saudável. Que tal comer semente de linho como cereal junto com leite de amêndoa ou de coco? Sem açúcar, é claro. Ou então, que tal uma tigela de frutas com leite sem lactose?

O leite comum, contém lactose, e ela deve ser evitada por possuir muita gordura saturada. A gordura saturada é diretamente associada ao aumento de peso, diabetes e problemas cardíacos. Além disso, o leite com lactose é conhecido por causar diversos problemas digestivos. Cerca de 75% da população tem algum nível de resistência à lactose. Ela agrava a síndrome do intestino irritável e causa alergias. Então, troque a lactose por um leite saudável e sem açúcar.

Além disso, você pode usar truques para enganar seu paladar, como adicionar óleos saudáveis em seu cereal de sementes de linho, para garantir que a fome não te incomode por um tempo. Óleos saudáveis te deixam satisfeito se consumidos frios. Então, adicione azeite de oliva em seus ovos no café da manhã, depois de já estarem cozidos. Se você suspeita que é viciado em trigo e está preocupado em removê-lo completamente da sua dieta, relaxe. Não será tão difícil quanto você pensa. Para começar, você pode simplesmente cortar em 50% o consumo de trigo em cada refeição. Faça isso por uma semana enquanto também adiciona o consumo dos óleos saudáveis.

Quando tiver se adaptado, reduza o consumo ainda mais ou tente cortá-lo por completo. Você pode deixar o consumo dos óleos saudáveis como está e aumentar as porções dos alimentos saudáveis. Você pode também consumir um número ilimitado de nozes e sementes. E para satisfazer sua ânsia por trigo, você pode fazer sua própria versão das comidas sem trigo. Como os biscoitos, bolo de café, brownies e o que mais você desejar;

Notas finais

O trigo é tradicionalmente um alimento de primeira necessidade na dieta do ser humano. No entanto, ele mudou de maneira significativa nas últimas décadas e as pessoas precisam entender que ele é uma escolha alimentar potencialmente fatal nos dias de hoje. O consumo do trigo aumenta os níveis de glicose no sangue, ativando uma resposta rápida da insulina.

Altas quantidades de insulina causam aumento no depósito de gorduras viscerais, o que gera inflamações. A inflamação causa câncer, diabetes, hipertensão e outras doenças graves, tanto físicas quanto mentais. Além disso, o consumo do trigo leva ao vício, confusão mental, linfoma intestinal e outras complicações. Algumas dessas podem causar danos permanentes e até a morte.

Eliminar o trigo te protege dessas condições acima e, além disso, gera inúmeros outros benefícios, como a redução de peso, diminuição do envelhecimento, maior energia e uma disposição melhor. Pode também levar a ossos e cabelos mais fortes ou a uma pele mais saudável, livre de espinhas. Se você não consegue eliminar completamente o trigo, diminua seu consumo gradualmente introduzindo porções maiores de alimentos saudáveis.

Dica do 12': Quer entrar em forma? Se alimentar e se exercitar melhor? Dê uma olhada na nossa categoria de microbooks sobre saúde e bem estar! Ah, e é claro, se não encontrar o que está buscando sugira novos títulos para nossa equipe. Basta enviar um email para [email protected]

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário: