Audaz Resumo - Maurício Benvenutti

Aprenda a aprender de casa! Para você usar o tempo a seu favor! REDUZIMOS A ASSINATURA EM 30%!

Oferta por tempo limitado!

2776 leituras ·  4.6 avaliação média ·  352 avaliações

Audaz

Audaz Resumo
Carreira & Negócios

Este microbook é uma resenha crítica da obra: Audaz: As 5 competências para construir carreiras e negócios inabaláveis nos dias de hoje

Disponível para: Leitura online, leitura nos nossos aplicativos móveis para iPhone/Android e envio em PDF/EPUB/MOBI para o Amazon Kindle.

ISBN:  B07F94WG5X

Também disponível em audiobook

Resumo

O mundo está mudando - muito. E com ele, as necessidades do mercado. Para que um empreendimento, ou um profissional, alcance o sucesso nos dias de hoje, existem algumas competências que são completamente indispensáveis. No presente livro nós podemos estudar um pouco sobre elas, além de aprender como seguir padrões que nos levam à construção de uma carreira bem sucedida.

Caso esteja a procura de uma maneira de tornar-se melhor sucedido, ou entrar no mundo dos negócios com o pé direito - este livro é mais que recomendado. Ideal para ser lido ou ouvido a qualquer momento, sempre que puder se concentrar.

Mauricio Benvenutti é o autor de dois livros: "Incansáveis" e o presente livro que comentamos, "Audaz". Tendo 38 anos, ele é um escritor, empreendedor brasileiro, palestrante e mentor de grandes empresas. Hoje, fala muito sobre como a competitividade foi reinventada, e sobre como nos dias atuais é possível se tornar um profissional de ponta seguindo preceitos específicos. Aprenda com este mestre o que há de mais atual!

Boas vindas a 2030

Imagine um futuro, o ano de 2030, em que o acesso a todas as tecnologias estão democratizados e gratuitos. Todos têm acesso às melhores condições de vida, não há empregos ruins ou problemas sérios de saúde, tampouco pessoas insatisfeitas com seus empregos, que atingem estatísticas de plenitude em sua ocupação.

Imaginou? Pois é, vai ficar só na imaginação. Apenas a fantasia, a utopia e a ilusão podem ser as palavras para qualificar esse cenário no futuro. Algo improvável, quase fictício. Se sonhamos com um futuro melhor, não dá para acreditar em algo perfeito, tendo em vista tanto avanços tecnológicos quanto a maior concorrência, em crescimento expoente, daqui por diante.

A tecnologia está fazendo pelos nossos cérebros o mesmo que a revolução fez pelos nossos braços anos atrás. Pois é: muitos empregos deixarão de existir e quem parar no tempo vai ficar para trás.

Abundância

Imagine um cenário em que determinada matéria-prima exista em abundância na natureza. Ou, mesmo, que uma tecnologia esteja acessível a todos nós.

É fato que, nesses casos, o valor da matéria-prima ou da tecnologia vai ser barateado, tendo em vista que o acesso será mais fácil a ele.

Pois bem, isso é o que tende a acontecer no futuro e já hoje, mesmo.

A fartura de escolhas, opções e possibilidades nos coloca em uma situação na qual o acesso a diversas coisas vai ficando cada vez mais barato. Com milhões de pessoas indo atrás de empregos, acredite, a tendência é de que eles também passem a valer menos, ou seja, salários mais baixos.

Lembra aquelas tecnologias antes destinadas apenas a governos e aos poderosos e que hoje qualquer um pode acessar? Pense nelas como uma boa metáfora sobre a forma como enxergamos o mundo.

Hoje, a audácia e a gana por conseguir seus objetivos, a começar por ler esse microbook, valem muito. E no futuro, quando mais gente tiver aprendido sobre a necessidade de fazer mais para ir além?

A inquietude que nos une

Inovar não é o mesmo que inventar. É um equívoco usar essas duas palavras como se fossem sinônimos.

Inventar tem a ver com a criação de algo novo. Inovação vem de dar uma utilidade prática a um conceito ou a uma ideia. Em alguns casos, ela surge com uma crueza, necessitando ser trabalhada e lapidada.

A inovação nada mais é que a união da invenção com a comercialização, na qual fazemos de algo novo um produto a ser vendido por aí, como deve ser com aquilo que facilita a vida das pessoas.

Inovação tem a ver com dinheiro, invenção nem sempre. E só a inquietude na alma é capaz de nos fazer inovar e inventar. Não se comportar como quem está satisfeito com as coisas como elas estão no momento é o primeiro passo.

E para multiplicar a inovação, é sempre importante valorizar os processos de aprendizagem, inovação e também o do ensino de novos conhecimentos a todos que se interessem por eles e não sabem como atingi-los.

Aprender

Quando você estabelece algo novo para o futuro, a primeira etapa a ser buscada e concluída é a da aprendizagem.

Depois de aprender o que necessita, deve compartilhar o conhecimento o máximo possível, numa atitude que espanta o egoísmo, ainda que tenha aderido à auto aprendizagem quando não sabia o caminho das pedras.

E ter a sensibilidade para admitir não saber de algo e a necessidade de um novo conhecimento é fundamental.

Adaptar

Depois do processo de aprendizagem, pode ser que você necessite traduzir o conteúdo para uma linguagem mais acessível a outras pessoas, ainda que isso demande tempo de sua parte.

Pois, veja bem: nem todo mundo terá a mesma capacidade cognitiva que você para absorver novos conhecimentos e colocá-los em prática.

A adaptação fará com que outras pessoas tenham facilidade para o processo de aprendizagem, que é o primeiro e talvez mais necessário em toda fase de crescimento.

Ensinar

Depois de aprender e adaptar novos conhecimentos a uma linguagem mais simples, ensine a outras pessoas sobre aquilo que absorveu e vai te levar a crescer. Quanto mais gente qualificada em todos os meios, é melhor. E nada como fazer sua parte.

Pode ser no seu serviço, em sua casa ou no relacionamento.

Especialmente, a atenção com aprendizados referentes à tecnologia merece maior cuidado. Lembre-se que, em um futuro – e talvez já no presente – não haverá forma de se relacionar, crescer pessoal e profissionalmente sem que haja um mínimo de conhecimento tecnológico.

O poder exponencial da tecnologia

As últimas décadas nos mostraram uma revolução tecnológica que modificou as formas de comunicação, transporte, relacionamento interpessoal e mesmo a forma de interagirmos com o mundo.

Todo mundo já percebeu o quanto alguns procedimentos foram facilitados e o quanto podemos alcançar com um clique às nossas mãos.

Pois o poder da tecnologia é exponencial, dentro de alguns anos veremos coisas hoje impensáveis. E essa frase poderia ser aplicada há cinco anos ou daqui a três décadas.

Os 6 Ds do crescimento exponencial

É importante conhecer os 6 Ds do Crescimento Exponencial, uma sequência de como as soluções digitais para diversos problemas do mundo crescem a cada segundo.

Tendo em vista como essas seis etapas mudam todo um ciclo de consumo e de hábitos, é mais fácil entender como alterar comportamentos para que sua inovação entre no ciclo.

Digitalização

Aqui, trata-se do começo de tudo.

Já não é possível escapar da digitalização que atinge desde musicas até filmes que assistimos. Quem estiver longe do mundo digital, terá vida curta. E isso vale até mesmo para um pequeno comércio que não se preocupa em estar presente nos meios digitais.

Decepção

Depois da digitalização de algo, a etapa seguinte é a da decepção, que nos atingia quando tínhamos dificuldades para baixar um filme ou ouvir uma música em um aparelho como o MP3, por exemplo.  

É apenas um começo, na qual as pessoas ainda terão de aprender as novas formas de tecnologias para se adaptarem à nova realidade.

Disrupção

A nova tecnologia ultrapassa as já existentes e vira disruptiva.

Quantas vezes você reparou que um velho costume já não fazia sentido diante de uma novidade com mais eficácia? É o começo da percepção de que a nova tecnologia, ou o novo negócio, já mudaram alguns de nossos hábitos.

Desmaterialização

Depois da transformação de um mercado ao passar pela disrupção, a nova tecnologia é capaz até de fazer elementos físicos sumirem.

Ainda assim, o serviço que ela presta segue o mesmo, ou até melhor.

Desmonetização

Quando o acesso a essa nova tecnologia se torna muito barato e democrático, começa o processo de desmonetização.

De tão natural, passa a ser visto muito mais como um investimento prático que um gasto supérfluo com uma novidade.

Democratização

Aqui, todo mundo tem acesso à nova tecnologia.

Veja o celular, por exemplo, e lembre o quanto era um artigo de luxo há poucas décadas.

Apenas entendendo como funciona o processo dos 6 Ds no novo mercado da tecnologia somos capazes de perceber como as grandes marcas e tendências ganham tanto mercado.

O amanhã

"Os dados são o novo petróleo."

A princípio, a frase acima pode assustar um pouco. Mas, é a pura realidade.

Com tantos avanços tecnológicos, podemos ficar embaralhados para entender de que forma eles vão nos influenciar dentro e fora de casa, entre costumes e formas de se relacionar com as pessoas de nosso convívio.

Dentre esses avanços, a inteligência artificial tende a eliminar alguns empregos e será uma das ferramentas mais poderosas do século XXI. Vai impactar milhões de pessoas.

Portanto, nada será mais valioso que nossos dados, como já demonstra o comportamento dos bilionários donos de redes sociais.

O futuro do que fazemos

Já parou para pensar que sua atividade profissional pode ser realizada por máquinas daqui a alguns anos?

E que daqui a algum tempo milhões de pessoas podem ter seu emprego sumindo dos classificados?

Pois é, quem não se importar com isso, vai ficar para trás. É um caminho sem volta.

Causar impacto

Portanto, não é nada fácil sobreviver na economia atual ao abrir o próprio negócio.

Com tantas mudanças, uma atrás da outra, só é possível se arriscar em uma inovação se ela tiver o propósito de causar impacto.

É necessário construir um significado. E isso vai muito além de apenas erguer um lugar para chamar de seu.

Olhar a próxima curva

Não se apaixone pelo trabalho que você faz, mas pelo benefício que o seu trabalho gera.

Tal frase deve seguir como um mantra para você não seguir em uma espécie de piloto automático, que não leva seu negócio para lugar algum.

Depois de ter amadurecido seu negócio, é necessário sempre olhar à frente, para saber quando haverá uma curva, quais são as rotas a serem tomadas para o caminho do sucesso.

Olhe sempre para frente, para além dos próximos passos.

O questionamento transforma indústrias

É mais importante questionar do que ter a resposta certa.

Por vezes, os mantras por nós seguidos podem nos complicar ao acharmos já saber tudo, quando as perguntas são renovadas e não sabemos por onde ir.

Questionar deve ser um hábito, sempre com a sabedoria de quem faz as perguntas para saber quais são os melhores caminhos.

O questionamento não rima com crescimento à toa.

Fazer com as pessoas em vez de para elas

Jamais confunda previsões com experimentações. O bom empreendedor faz as experimentações necessárias para que se negócio chegue ao ponto desejado.

E essas experimentações devem vir de um comportamento muito mais de influenciador do que de vendedor. Quando as pessoas "compram" a sua ideia e passam a correr junto com você, fica mais fácil testar o que é novo para seguir em frente.

Seus funcionários devem estar fazendo o trabalho com você, não para você, como uma tarefa obrigatória e burocrática.

A partir do momento em que você influencia todos ao seu redor a trabalhar com você, "comprando" a causa, pode ter certeza: o sucesso é questão de tempo.

Desobediência, liberdade e diferenças

Com tantos avanços tecnológicos, o poder de poucos foi transferido para muitas pessoas. A capacidade de influenciar vai mudar muito o ambiente de trabalho e a forma de lidar com os desafios da nova economia.

Mas, tenha em mente que a desobediência também é liberdade. Por momentos, você terá a difícil tarefa de escolher entre seguir o que lhe foi imposto e ir atrás de seus instintos. E eles podem fazer a diferença no seu futuro profissional, para o bem e para o mal.

Lembre que seus funcionários e colegas de trabalho não são iguais. E saber trabalhar com as diferenças é um dos grandes ativos modernos. Ao perceber que cada um tem características diferentes em diversos aspectos, saberá a melhor forma de abordá-los em momentos de crise, tirando o melhor de cada um.

Notas finais

Só a audácia nos leva a ter coragem de encarar o futuro sem medo. E há outra forma de se pensar e agir?

Em Audaz, Maurício Benvenutti dá um panorama do quanto a tecnologia vai continuar transformando o mercado de trabalho, exigindo de nós cada vez mais inovação e coragem para nos adaptarmos, com conhecimento renovado e nos atentando a atitudes diárias com as pessoas com as quais temos de conviver.

Precisamos acreditar no nosso propósito para driblar as revoluções tecnológicas, nos utilizando delas e agindo no que de melhor elas podem nos oferecer. Também é necessário fazer com que todos ao nosso redor acreditem nos nossos objetivos e passem a correr junto conosco, sem lutar contra nós ou pensar que estão apenas cumprindo tarefas burocráticas.

A vida requer coragem.

Dica do 12

Passe a praticar a audácia para chegar ao topo. Comece lendo o microbook “Decifre e influencie pessoas” e dê mais um passo adiante.

Este livro é uma parceria de 12minutos com a Editora Gente. Para comprá-lo na íntegra, clica aqui! :)

Cadastre-se e leia grátis!

Ao se cadastrar, você ganhará um passe livre de 3 dias grátis para aproveitar tudo que o 12min tem a oferecer.

ou via formulário:

Quem escreveu o livro?

Empreendedor, autor do livro INCANSÁVEIS; Sócio da maior plataforma de startups do Brasil; Participou da construção de uma das maiores instituições financeiras da América Latina; Fundador do "Osc... (Leia mais)